Esclarecendo dúvidas sobre cursos TDT

deltabit

Membro Veterano
Matrícula
31 Janeiro 2016
Mensagens
109
Já tirei um curso na área da saúde vão quase 10 anos, no meu caso na área TDT e tenho visto neste fórum da saúde muitas dúvidas muito similares e esclarecimentos pouco claros além de muita expectativa. O que vou adicionar é a realidade, cada um opta por utilizar a informação como bem entender.

A área da saúde está dividia em classes de profissionais cada um com o seu raio de acção:

Médicos
Técnicos Superiores de Saúde (Ciências Farmacêuticas, Biologia, Química, Física, Bioquímica, Ciências da Nutrição Decreto-Lei n.º 414/91 de 22 de outubro)
Enfermeiros
Técnicos de Diagnóstico e Terapêutica
Técnicos Auxiliares

Técnicos de Diagnóstico e Terapêutica - é uma classe de acordo ainda com o regime legal formada por 18 cursos legislados pelo Decreto-Lei n.º 320/99 de 11 de Agosto

Análises Clínicas e de Saúde Pública
Anatomia Patológica Citológica e Tanatológica
Audiologia
Cardiopneumologia
Dietética
Farmácia
Fisioterapia
Higiene Oral
Medicina Nuclear
Neurofisiologia
Ortoprotesia
Ortoptica
Prótese Dentária
Radiologia
Radioterapia
Saúde Ambiental
Terapia da Fala
Terapia Ocupacional

Em 2009 o Governo de então publicou um estudo em que finalmente chegavam à conclusão que alguns cursos poderiam ser aglomerados em clusters pois não existiam em separado lá fora. No ano passado o Crato decidiu avançar com esse estudo para a prática, sendo assim foram criados os seguintes cursos:

Ciências Biomédicas Laboratoriais - fusão de Análises Clínicas com Anatomia Patológica
Fisiologia Clínica - fusão de Cardiopneumologia com Neurofisiologia
Imagem Médica e Radioterapia - fusão de Medicina Nuclear com Radiologia e Radioterapia

Como estão os cursos TDT em geral?

Muito mal! Há desde pessoas de outros cursos (enfermagem, engenharias, professores etc) ou sem curso (auxiliares e pessoal com 12º ano) a exercerem funções de forma irregular, sem que haja punição de acordo com a lei.

Quais são os salários?

No privado são expectáveis por volta dos 600 a 700€ brutos, enquanto no público são 1034.78€ brutos estabelecidos por lei. (Ps: brutos significa com impostos, portanto terás que remover o IRS e SS/ADSE para obteres o salário liquido)

Quero fazer investigação, devo seguir um curso TDT?

No fucking way! Segue um curso universitário foge dos politécnicos.

Vale a pena tirar um mestrado após um curso TDT?

Para enriquecimento pessoal ou emigrar sim, para tentar auferir mais não. Ninguém te vai pagar mais por teres mestrado ou doutoramento, o mercado português não precisa de pessoas com essas qualificações nesta área. Quem diz o oposto é porque nunca trabalhou na área e viveu como académico.

O TDT tem autonomia?

Tem autonomia para executar o que o médico prescrever, não tem autonomia para realizar e determinar um diagnóstico a um paciente, tal como a palavra designa "Técnico" resume-se a essas funções e nada mais. "ah mas com os conhecimentos que se obtém no curso até dava para traçar um diagnóstico" - possivelmente mas não é assim que funciona no mundo real.

Quem defende os TDT?

Existem 3 sindicatos SCTS, SINDITE e SIFAP, o maior é o primeiro seguido pelo segundo, sendo o SIFAP bastante mais reduzido. A diferença é que os dois primeiros estão ligados a centrais sindicais e o SIFAP é independente.
Durante anos a fio os dois maiores sindicatos têm lutado pelos interesses exclusivos dos trabalhadores da função pública, passando pela alteração do nome actual Técnicos de Diagnóstico e Terapêutica a Técnicos Superiores de Diagnóstico e Terapêutica (o tique português de querer ser doutor), bem como actualização para o salário de licenciatura.
Os sindicatos em regra não defendem os desempregados, nem querem saber de como estão organizados os cursos ou o futuro dos alunos, sendo que se focam na defesa do seu grupo de interesses.

Dr ou Técnico?

Quando terminas o curso és um(a) licenciado(a) ou lic, tens que contactar a ACSS para obter a cédula profissional e só dessa forma serás então reconhecido como técnico da tua área e poderás exercer legalmente.
Em ambiente clínico é muito comum os pacientes confundirem os técnicos com médicos ou enfermeiros. Isto resulta de uma falta de afirmação da classe, desinteresse dos alunos e profissionais em se unirem e lutarem por algo melhor, bem como vários interesses instalados na área, sobretudo por profissionais mais velhos.
 
Última edição:

sheepy

Membro Dux
Colaborador Editorial
Matrícula
20 Novembro 2014
Mensagens
918
Curso
Medicina
Instituição
FMUP
Como sempre, falar bem é por quem sabe.

Se eu enquanto farmacêutica dissesse estas coisas abertamente, não faltaria alunos de cursos TDT a crucificar-me xD
Apenas uma achega, não sei qual é o teu curso, mas os técnicos de farmácia que trabalhem em farmácia comunitária/de oficina têm a maioria das suas funções sobreponível com a dos farmacêuticos. Isto inclui o aconselhamento e exclui a direcção técnica de farmácias (e pouco mais).
 

deltabit

Membro Veterano
Matrícula
31 Janeiro 2016
Mensagens
109
Depende da forma como digas as coisas. :)

Em relação à área da farmácia é simples, a profissão de farmacêuticos em Portugal remota ao séc XVI na altura eram chamados de boticários em vez de farmácias, e a área do medicamento e análises clínicas estiveram sempre ligadas ao farmacêutico (mais tarde entraram os médicos por questões $$$). Com o tempo este foi delegando tarefas para terceiros, já só no séc XX é que se criaram cursos (de 2 anos e não superiores) nos hospitais centrais do Porto e Lisboa de técnicos, dada a falta de pessoal especializado, foram sendo chamados biólogos e químicos para a área. Em 1982 os cursos TDT passam a ser de carácter superior sendo elevados a bacharéis em conjunto com enfermagem. Em 1999 todos estes cursos (TDT e enfermagem) passam a ser bietápicos (ou seja passa a existir um 4º ano tido como licenciatura, opcional podendo exercer apenas com 3 anos de curso). Já em 2008 estabeleceu-se com o bolonha que os cursos TDT seriam de 4 anos e são das poucas licenciaturas senão as únicas assim designadas de 4 anos em vez de 3.

Durante muitos anos os farmacêuticos ocupavam posições chave pois as farmácias floresciam e estavam cartelizadas, com a liberalização das leis sobre a posse de farmácias, bem como excesso de farmacêuticos, as condições para os profissionais tornaram-se piores. O farmacêutico regrediu para lugares que já não ocupava há muito na área do medicamento e análises clínicas, lugares que havia relegado para os técnicos de farmácia e técnicos de análises. Obviamente que os técnicos de farmácia vêem o farmacêutico como inimigo pois também eles têm os seus lugares em causa. O técnico de farmácia é ameaçado pelo farmacêutico e pelos técnicos auxiliares de farmácia.
A ANF também não ajudou, fez lobbying em favor do patronato das farmácias para que existissem cada vez menos exigências, deixou-se de contratar tantos profissionais qualificados para começar a dar mais lugar aos técnicos auxiliares...
 
Última edição:

Alberto98

Membro
Matrícula
20 Novembro 2015
Mensagens
21
Existe a "oportunidade" de aumento de salário consoante os anos de experiência? Como funciona o aumento do escalão? seja neste ou noutros cursos..
 

deltabit

Membro Veterano
Matrícula
31 Janeiro 2016
Mensagens
109
Existe a "oportunidade" de aumento de salário consoante os anos de experiência? Como funciona o aumento do escalão? seja neste ou noutros cursos..
No privado não há escalões és sempre técnico de algo, os aumentos vão depender da boa vontade da tua entidade patronal.

No público as subidas de escalões estão congeladas desde 2009, ocorriam de acordo com os anos de experiência + um trabalho que era avaliado pelos pares e chefias (formalismo, a subida era sempre automática fosses competente ou não).
 

Rafael.

Membro Veterano
Colaborador Editorial
Matrícula
18 Fevereiro 2016
Mensagens
478
Curso
Biologia
Instituição
Universidade de Aveiro
Foge dos polítecnicos? Pelo que li e ouvi os politécnicos e universidades auferem o mesmo grau de instrução e não devem ser vistos de parte. São apenas uma instituição diferente, nada mais.
 

Mccf

Membro
Matrícula
17 Junho 2015
Mensagens
39
Tenho uma dúvida. Penso que Dietética já não se encontra dentro dos cursos TDT. Uma lei recente uniu as profissões de nutricionista e dietista e a partir de agora passa-se a exercer apenas a profissão de nutricionista; Assim passam a ter estatuto de técnico superior, certo?
 

sheepy

Membro Dux
Colaborador Editorial
Matrícula
20 Novembro 2014
Mensagens
918
Curso
Medicina
Instituição
FMUP
Foge dos polítecnicos? Pelo que li e ouvi os politécnicos e universidades auferem o mesmo grau de instrução e não devem ser vistos de parte. São apenas uma instituição diferente, nada mais.
Não é assim tão linear. Por exemplo: farmacêuticos vs técnicos de farmácia. Não têm o mesmo grau de instrução e não dão acesso à mesma profissão, apesar da área ser a mesma.

Colega técnico de farmácia que me estás a ler, porventura a ficar ofendido com esta minha última afirmação, acredita: eu não quero mesmo saber dos dramas farmacêuticos vs técnicos vs auxiliares. Tomara eu quando trabalhava receber tanto como alguns técnicos :P . Posto isto se quiseres espingardar, googogo, fazer o quê :tearsofjoy:
 

deltabit

Membro Veterano
Matrícula
31 Janeiro 2016
Mensagens
109
Foge dos polítecnicos? Pelo que li e ouvi os politécnicos e universidades auferem o mesmo grau de instrução e não devem ser vistos de parte. São apenas uma instituição diferente, nada mais.
Antigamente existiam escolas comerciais e industriais, com o 25 de A, decidiram que isso era simbolo do fascimo e devia ser eliminado a todo custo, mesmo tendo uma forte empregabilidade e ligação ao mundo do trabalho. Decidiram então fazer do povo pequenos burgueses e atribuir o nível de "superior" para toda a gente com forma a enganar as estatísticas e assim se constituiram os politécnicos. A grande massa dessas instituições é é constituída por académicos formados em universidades, sendo que na maioria, salvo algumas excepções não têm ligação ao mercado do trabalho, nem tão pouco querem saber disso.
O modelo de politécnico existe para quem busca algo prático, ligado ao mercado de trabalho e uma formação rápida, não é um ensino focalizado na investigação. Portanto quem quer investigar deve ir para o ensino universitário, esse sim virado para a teoria e criado para esse efeito.
 

deltabit

Membro Veterano
Matrícula
31 Janeiro 2016
Mensagens
109
Tenho uma dúvida. Penso que Dietética já não se encontra dentro dos cursos TDT. Uma lei recente uniu as profissões de nutricionista e dietista e a partir de agora passa-se a exercer apenas a profissão de nutricionista; Assim passam a ter estatuto de técnico superior, certo?
Em 2010 várias ordens foram constituídas, entre elas a Ordem dos Nutricionistas, permitindo a entrada de dietistas. O problema aqui é que se sobrepuseram duas leis. A que regula os TDT aos quais os dietistas ainda pertencem e a que regula os TSS à qual pertencem os nutricionistas.
Os dietistas para terem cédula precisam de recorrer à ACSS, já para serem reconhecidos pela Ordem precisam de se inscrever nela, criou-se uma sobreposição ridícula.
Apesar do dietista poder inscrever-se na Ordem dos Nutricionistas é em termos legais e salariais um TDT uma vez que o seu grau de ensino é politécnico.
 
  • Like
Reactions: a fish and fraser
Matrícula
17 Março 2016
Mensagens
11
ola, eu estou no 12º ano e estava a pensar candidatar-me a IMR, mas depois de ler estas opiniões fiquei muito confusa e indecisa sobre o que fazer, uma vez que era um curso que esteva mesmo decidida a infressar.
aconselharam me mesmo a desistir desta ideia. queria opiniões sinceras, era importante.
obrigada
 

deltabit

Membro Veterano
Matrícula
31 Janeiro 2016
Mensagens
109
ola, eu estou no 12º ano e estava a pensar candidatar-me a IMR, mas depois de ler estas opiniões fiquei muito confusa e indecisa sobre o que fazer, uma vez que era um curso que esteva mesmo decidida a infressar.
aconselharam me mesmo a desistir desta ideia. queria opiniões sinceras, era importante.
obrigada
Creio que a informação que está no tópico é bastante esclarecedora.
Deves fazer as seguintes perguntas:

Tirar um curso porque achas que gostas ou tirar um curso que dê emprego? Ter ambas as coisas nos dias de hoje já começa a ser improvável
Disposta a emigrar?
Que te vai diferenciar dos demais do teu curso?
 
Matrícula
17 Março 2016
Mensagens
11
Creio que a informação que está no tópico é bastante esclarecedora.
Deves fazer as seguintes perguntas:

Tirar um curso porque achas que gostas ou tirar um curso que dê emprego? Ter ambas as coisas nos dias de hoje já começa a ser improvável
Disposta a emigrar?
Que te vai diferenciar dos demais do teu curso?
apesar de querer tirar um curso que gosto obviamente dou mais importância ao facto de conseguir arranjar emprego.
o meu problema é que nao tenho médias muito altas o que não me permite enveredar num curso de sonho ou que me garanta empregabilidade, porem tenho a certeza que quero algo na area de saude ou ciencias. ainda me sinto bastante perdida.
btw, obrigada pela tua resposta :)
 

P. Calisto

Membro Caloiro
Matrícula
18 Maio 2016
Mensagens
1
Cara Mariana, Não sei se tem ideia, mas ter uma excelente média e entrar num bom curso de saúde não é sinónimo de emprego. Veja-se o caso dos alunos que estão a entrar em medicina ultimamente. Apesar das médias altíssimas quando terminarem a formação já não vão ter emprego cá como seria de esperar. Talvez seja sensato pensar se está disposta a emigrar. Felizmente anda há países disposto a receber profissionais de saúde e que lhes dão o devido valor, que cá nem sempre é dado.
 
  • Like
Reactions: fraser