Estou em Humanidades mas o que quero seguir no ensino superior está dentro da área das Ciências

catarina scallop

Membro Caloiro
Matrícula
17 Fevereiro 2018
Mensagens
3
Curso
Biologia Humana
Instituição
Universidade de Évora
Olá! Estou no 10º ano de Humanidades, vou para o 11º com média de 14/15.
Quando estava no 9º ano, já tinha metido na minha cabeça de que não poderia escolher nada com Matemática no secundário pois não me iria conseguir desenrascar tendo em conta as minhas dificuldades no 9º ano. Sendo assim, não escolhi nem ciências nem economia. Economia nunca foi uma área de meu interesse, no entanto eu queria seguir medicina veterinária. Ciências sempre foi uma disciplina pela qual eu despertei interesse, apesar de não ter notas muito altas.
No 3º período do ano passado acabei com positiva (3) a ciências e físico-química mas a matemática tive 2 e como as minhas melhores notas eram a línguas, nomeadamente a inglês (5), francês (5) e português (4) pensei que talvez a área mais indicada para mim no futuro fosse línguas e humanidades.
Todos os meus planos começaram a ir, digamos “por água abaixo”, a partir do momento em que não foi possível formar turma de espanhol e esta era uma das disciplinas que eu queria muito ter no secundário caso seguisse línguas. Não era possível ter nem espanhol nem francês nem qualquer outra língua devido ao facto de haver pessoas insuficientes para formar uma turma. Ou seja, só podia escolher ou Macs ou Literatura. Desde cedo eu tinha a certeza de que não ia escolher literatura pois sempre pensei que era secante, e de facto, depois de a ter experienciado um ano inteiro, esta não é mesmo uma disciplina que eu gosto, apesar de ter tido notas razoáveis porque, sim, é secante (pelo menos para mim é) mas não é difícil. Escolhi então literatura, apenas porque queria “fugir” à matemática.
No início do ano eu admito que não comecei logo a detestar o curso, visto que era tudo muito soft e era só o começo. Mas ao longo do tempo fui-me apercebendo de que não era aquilo que eu queria seguir e a profissão que eu mais queria no momento não estava relacionada com Línguas e Humanidades, para além de que comecei logo a odiar História de tão secante que se tornou de tal modo que até pensei que Matemática teria sido uma melhor escolha.

Tenho estado bastante confusa em relação ao que devo seguir pois a única maneira de seguir algo na área da saúde, é fazendo o exame de Biologia e Geologia. No entanto, não tendo essa disciplina, irá envolver bastante trabalho e há sempre aquela dúvida de “será que vale a pena?”. Claro que devemos seguir os nossos sonhos se possível, mas também não nos podemos iludir ao ponto de fazermos uma mudança repentina, pensarmos que conseguimos, e depois apercebermo-nos tarde demais de que fizemos a escolha errada.
Medicina, apesar de ser uma área do meu interesse, é um curso que não está ao meu alcance, não só porque as médias são altas mas porque envolve não 1 mas 3 exames dos quais não tenho as disciplinas, e para além do facto de que uma dessas disciplinas é a tão adorada Matemática. Como outras opções, Enfermagem tem sido nos últimos meses uma área em que tenho revelado bastante interesse, tal como fisiologia clínica.

Queria pedir opiniões de alguém que já passou ou que conhece alguém que tenha passado pela mesma situação que eu, e se conseguiu ter boa nota no exame de uma disciplina que não teve no secundário a ponto de conseguir seguir o que realmente queria!
 
Última edição:

jessyfrodrigues

Membro Caloiro
Matrícula
23 Março 2018
Mensagens
5
Curso
Mestrado em Gestão
Instituição
Universidade de Aveiro
Olá Catarina!

Espero com esta resposta te conseguir ajudar a clarificar as tuas ideias e, consequentemente, a tua decisão em relação ao futuro.

Eu tenho mestrado em Gestão, sou licenciada em Administração Pública e segui Línguas e Humanidades no secundário. Contudo, apercebi-me que não era esta a área onde me via no futuro como profissional. Infelizmente só me apercebi desta questão no último ano da licenciatura, por isso pensei que com o mestrado algo em mim desperta-se interesse pela respetiva área. Comecei o mestrado e até que correu bem! Mas, quando iniciei um estágio profissional na Bosch como administrativa de contabilidade apercebi-me que não. Toda a realidade caiu sobre os meus pés, e sem margem de dúvidas percebi que estava perdida. Não era isto que eu queria fazer o resto da minha vida!

Resumindo, estou a estudar para o exame de biologia e geologia, do qual não tenho bases nenhumas. Tentei no ano passado fazer o exame (estudei a partir de Março para o exame de Junho), mas obtive 9,5 valores. Nota de prova de ingresso insuficiente para entrar no curso que pretendia, mas eu tinha consciência que muito possivelmente não iria conseguir a nota que precisava, pois não tinha bases de ciências, comecei a estudar tarde e estava a trabalhar a full-time das 9h às 18h, pelo que só estudava depois de sair do trabalho. Tenho orgulho do que fiz, pois considero que tive uma boa nota, tendo em conta todas as condicionantes, e aqui estou eu novamente a estudar para o exame que se avinha de biologia e geologia, pois tenho esperança de vir a desempenhar funções numa área que eu gosto e tenho prazer em fazer.

Por isso, com isto quero eu aconselhar-te a lutar por aquilo que sonhas! Ainda estás bem a tempo! Dá trabalho? Dá! É preciso cabeça firme? SIM! Mas se é aquilo que tudo gostas, vai em frente. Mesmo que medicina seja um desafio extremamente difícil, referiste igualmente outras profissões que continuam dentro da área das ciências. Não há margem para dúvidas, pois não?!

E pessoas na nossa situação há inúmeras! Inicialmente pensei que estaria louca em voltar a estudar para uma prova do secundário e, ainda por cima, voltar a ingressar no ensino superior, mas cada vez mais conheço casos dentro deste perfil, e bem sucedidos!

Portanto, tens que decidir se estás disposta a dar o teu melhor para lutar por aquilo que é o teu futuro. Não te esqueças que passamos maior parte do tempo a trabalhar, por isso é que é tão importante nós gostarmos daquilo que fazemos!

Espero ter ajudado de alguma forma.

Boa sorte! ;)
 

Miki

Membro
Matrícula
4 Julho 2017
Mensagens
41
Curso
Enfermagem
Olá! Estou no 10º ano de Humanidades, vou para o 11º com média de 14/15.
Quando estava no 9º ano, já tinha metido na minha cabeça de que não poderia escolher nada com Matemática no secundário pois não me iria conseguir desenrascar tendo em conta as minhas dificuldades no 9º ano. Sendo assim, não escolhi nem ciências nem economia. Economia nunca foi uma área de meu interesse, no entanto eu queria seguir medicina veterinária. Ciências sempre foi uma disciplina pela qual eu despertei interesse, apesar de não ter notas muito altas.

No 3º período do ano passado acabei com positiva (3) a ciências e físico-química mas a matemática tive 2 e como as minhas melhores notas eram a línguas, nomeadamente a inglês (5), francês (5) e português (4) pensei que talvez a área mais indicada para mim no futuro fosse línguas e humanidades, talvez conseguisse ser professora de inglês ou algo dentro da mesma área.

Todos os meus planos começaram a ir, digamos “por água abaixo”, a partir do momento em que não foi possível formar turma de espanhol e esta era uma das disciplinas que eu queria muito ter no secundário caso seguisse línguas. Não era possível ter nem espanhol nem francês nem qualquer outra língua devido ao facto de haver pessoas insuficientes para formar uma turma. Ou seja, só podia escolher ou Macs ou Literatura. Desde cedo eu tinha a certeza de que não ia escolher literatura pois sempre pensei que era secante, e de facto, depois de a ter experienciado um ano inteiro, esta não é mesmo uma disciplina que eu gosto, apesar de ter tido notas razoáveis porque, sim, é secante (pelo menos para mim é) mas não é difícil. Escolhi então literatura, apenas porque queria “fugir” à matemática.
No início do ano eu admito que não comecei logo a detestar o curso, visto que era tudo muito soft e era só o começo. Mas ao longo do tempo fui-me apercebendo de que não era aquilo que eu queria seguir e a profissão que eu mais queria no momento não estava relacionada com Línguas e Humanidades, para além de que comecei logo a odiar História de tão secante que se tornou de tal modo que até pensei que Matemática teria sido uma melhor escolha.

Tenho estado bastante confusa em relação ao que devo seguir pois a única maneira de seguir algo na área da saúde, é fazendo o exame de Biologia e Geologia. No entanto, não tendo essa disciplina, irá envolver bastante trabalho e há sempre aquela dúvida de “será que vale a pena?”. Claro que devemos seguir os nossos sonhos se possível, mas também não nos podemos iludir ao ponto de fazermos uma mudança repentina, pensarmos que conseguimos, e depois apercebermo-nos tarde demais de que fizemos a escolha errada.
Medicina, apesar de ser uma área do meu interesse, é um curso que não está ao meu alcance, não só porque as médias são altas mas porque envolve não 1 mas 3 exames dos quais não tenho as disciplinas, e para além do facto de que uma dessas disciplinas é a tão adorada Matemática. Como outras opções, Enfermagem tem sido nos últimos meses uma área em que tenho revelado bastante interesse, tal como fisiologia clínica.

Queria pedir opiniões de alguém que já passou ou que conhece alguém que tenha passado pela mesma situação que eu, e se conseguiu ter boa nota no exame de uma disciplina que não teve no secundário a ponto de conseguir seguir o que realmente queria!
Olá! Eu frequento o 11º ano de Ciências e Tecnologias, estou neste momento a estudar para os exames nacionais. Uma vez que só vais agora para o 11º ano, porque não inscreveres-te no 10º ano em CT? Eu sei que o teu problema é a matemática, eu entendo perfeitamente pois mesmo tendo tido 4 no exame nacional de matemática, do 9º ano, também sempre tive dificuldades e cheguei a ter 2, no 7º ano. Este ano tenho 12, não é nada de extraordinário mas não me atrapalha porque as minhas restantes notas são relativamente boas.
Acho que não tens muito a perder... e ficas com a disciplina de biologia feita, o que é sempre melhor.
No entanto, se esta opção não te agradar e quiseres fazer o exame de biologia neste ano que se avizinha, também não acho de todo impossível! As minhas dicas são reveres a teoria toda (10º e 11º ano, não passes nada à frente, eu sei que é muita matéria) e depois partires para os exercícios. Muitos, muitos exercícios mas essencial mesmo é entenderes. Biologia é uma disciplina para pensar um pouco fora da caixa... tu aprendes o que acontece normalmente e o que sai no exame/testes é a exceção daquilo que aprendeste. Eu demorei o meu tempo a encaixar-me, mas se te aplicares, conseguirás ;) Boa sorte!!
 
  • Like
Reactions: catarina scallop

xxanasilvaxx

Membro Caloiro
Matrícula
13 Novembro 2016
Mensagens
9
Não sei se cheguei muito tarde a este tópico, mas passei ligeiramente pela mesma situação que tu.
A minha jornada no curso de línguas foi muito boa (terminei o décimo ano com 16.8 de média), mas a verdade é que comecei, desde cedo, a perceber que aquela área não era para mim, embora sempre tivesse tido um amor enorme por história. Fui para línguas porque, naquela época, queria seguir antropologia. Ao contrário de ti, todas as disciplinas que escolhi abriram no meu ano (tive MACS e Geografia). O problema é que sempre fui muito virada para a matemática, e digamos que MACS nunca me "contentou": achava o programa muito aborrecido e desinteressante 95% do tempo. Por outro lado, embora tivesse um grande apreço por história, o facto de ser uma disciplina muito "complexa", com uma componente de memorização muito grande, fez com que se tornasse uma disciplina muito maçadora para mim, num curto espaço de tempo. E, por isso, troquei de área. Creio que não seria capaz de "engolir" os 9 livros de história para depois os vomitar no exame; gostava da disciplina e das aulas muito dinâmicas, na minha opinião, mas tornava-se uma grande seca ter de chegar a casa e estudar mais de dez páginas cheias de cima a baixo com matéria (tu muito provavelmente sabes do que estou a falar ahahah).

Não troquei logo no primeiro período porque estava muito confusa com aquela experiência toda muito nova: o secundário, menos carga horária, professores mais exigentes... pensei que talvez fosse um problema de adaptação e que poderia passar com o tempo. Não vou dizer que foi fácil deitar tudo o que "construí" num ano para o lixo. De facto, embora tivesse sido uma decisão difícil de tomar, ajudou-me a crescer mais um pouco, e a encarar o secundário de uma forma diferente.

Agora estou a ir para o décimo segundo ano de ciências socioeconómicas (área que, no nono ano, nunca considerei seguir), e estou a adorar. Estou mais satisfeita e integrada na área onde estou e, por isso, estou mais determinada e feliz com tudo o que aprendo de novo; consegui, inclusivamente, subir a minha média (ronda de momento o 18, sem exames).

Por isso, o que te digo é: não tenhas medo de mudar e voltar a trás. Tenho diversas amigas minhas que foram para ciências com 3 a ciências naturais e físico química, no nono ano, e que conseguiram passar para o décimo primeiro. No teu caso, com matemática, creio que não será diferente: se te empenhares, acredito que consigas. Tenho uma colega na minha turma que passou com 2 a matemática no nono e, com estudo regular e dedicação (ela nunca teve explicação na sua vida, mas ia todas as semanas ao apoio pontual), ela conseguiu passar o décimo ano com 12, que não é de todo uma nota má, tendo em conta a complexidade da disciplina. Tudo vai depender da tua atitude e da forma como encaras este desafio que é a matemática. Acredito que, se tiveres bases sólidas e firmes, tu consegues fazer esta disciplina numa boa e, se te esforçares muito, ainda conseguirás subir a tua nota final (eu tive 4 no nono, passei o ano com 83% no exame nacional, e tive 19 valores, tanto no décimo, como no décimo primeiro - como podes notar, não é impossível melhorar as tuas notas no secundário). Portanto, não tenhas medo da matemática, admito que sim, é uma disciplina muito mais complexa do que a matéria dada no básico, mas se estudares regularmente e repetires as aulas em casa (resolver os exercícios da aula) tu fa-la-ás com uma perna às costas.
Se tiveres bases muito "tremidas", aconselho a estudares neste verão a matéria que deste até agora, caso decidas mesmo mudar.

Caso decidas não mudar e ir autoproposta aos exames que precisas, penso que sabes que é necessário muito esforço e dedicação pura da tua parte. Biologia, por exemplo, exige muita memorização de conceitos, de palavras estranhas... o programa em si é muito maçudo, tanto na parte da biologia, como na parte da geologia. Portanto, caso optes por este caminho, lembra-te que terás de fazer um esforço duplo: estudar para as disciplinas da área de Humanidades e preparar-te para os dois exames que terás de fazer no final do ano letivo (para manteres uma boa média); e estudar para o exame da disciplina que escolheres da área de ciências, para ser a tua prova de ingresso.

Quanto à tua pergunta final, infelizmente não conheço ninguém que tenha escolhido fazer um exame de outra área, mas creio que não será uma tarefa impossível. Lembra-te apenas que no curso de medicina veterinária será necessário aplicares os conhecimentos de biologia do décimo e do décimo primeiro ano, que servirão de bases para esse curso, e, por isso, tens de ter muita atenção quando estudares essa disciplina (o que quero dizer é, não estudes só para ter uma nota, porque isso poderá dificultar-te a vida no ensino superior). Tem também em atenção às outras disciplinas do plano curricular da área de Ciências e Tecnologias, e com isto refiro-me a Matemática A e Físico Química A, que muito provavelmente estarão lá presentes (procura as brochuras do curso e vê as cadeiras que terás, para obteres uma informação mais correta).

Se precisares de mais alguma coisa, não hesites em mandar mensagem :)
Post automatically merged:

Olá Catarina!

Espero com esta resposta te conseguir ajudar a clarificar as tuas ideias e, consequentemente, a tua decisão em relação ao futuro.

Eu tenho mestrado em Gestão, sou licenciada em Administração Pública e segui Línguas e Humanidades no secundário. Contudo, apercebi-me que não era esta a área onde me via no futuro como profissional. Infelizmente só me apercebi desta questão no último ano da licenciatura, por isso pensei que com o mestrado algo em mim desperta-se interesse pela respetiva área. Comecei o mestrado e até que correu bem! Mas, quando iniciei um estágio profissional na Bosch como administrativa de contabilidade apercebi-me que não. Toda a realidade caiu sobre os meus pés, e sem margem de dúvidas percebi que estava perdida. Não era isto que eu queria fazer o resto da minha vida!

Resumindo, estou a estudar para o exame de biologia e geologia, do qual não tenho bases nenhumas. Tentei no ano passado fazer o exame (estudei a partir de Março para o exame de Junho), mas obtive 9,5 valores. Nota de prova de ingresso insuficiente para entrar no curso que pretendia, mas eu tinha consciência que muito possivelmente não iria conseguir a nota que precisava, pois não tinha bases de ciências, comecei a estudar tarde e estava a trabalhar a full-time das 9h às 18h, pelo que só estudava depois de sair do trabalho. Tenho orgulho do que fiz, pois considero que tive uma boa nota, tendo em conta todas as condicionantes, e aqui estou eu novamente a estudar para o exame que se avinha de biologia e geologia, pois tenho esperança de vir a desempenhar funções numa área que eu gosto e tenho prazer em fazer.

Por isso, com isto quero eu aconselhar-te a lutar por aquilo que sonhas! Ainda estás bem a tempo! Dá trabalho? Dá! É preciso cabeça firme? SIM! Mas se é aquilo que tudo gostas, vai em frente. Mesmo que medicina seja um desafio extremamente difícil, referiste igualmente outras profissões que continuam dentro da área das ciências. Não há margem para dúvidas, pois não?!

E pessoas na nossa situação há inúmeras! Inicialmente pensei que estaria louca em voltar a estudar para uma prova do secundário e, ainda por cima, voltar a ingressar no ensino superior, mas cada vez mais conheço casos dentro deste perfil, e bem sucedidos!

Portanto, tens que decidir se estás disposta a dar o teu melhor para lutar por aquilo que é o teu futuro. Não te esqueças que passamos maior parte do tempo a trabalhar, por isso é que é tão importante nós gostarmos daquilo que fazemos!

Espero ter ajudado de alguma forma.

Boa sorte! ;)
Jesuuuus, muitos parabéns pelo feito, é necessário mesmo muita coragem para fazer o que fizeste!!
Depois de tanto esforço, stress, tempo e dinheiro gasto com o curso (licenciatura, mas especialmente com o mestrado), voltar atrás para ter satisfação pessoal no futuro, saindo de uma área onde a empregabilidade é quase 100% garantida, não é uma decisão para todos! Os meus sinceros parabéns, e que tudo te corra bem nesta nova jornada :)
 
Última edição:

Marta Pedroso

Membro Caloiro
Matrícula
19 Abril 2020
Mensagens
6
Olá ! Gostava de pedir uma opinião a todos
Estou no 12 ano no curso de línguas e humanidades , a minha média de secundário anda ali no 17 , tirei 19 no exame de filosofia e o curso que eu inicialmente queria era direito
Mas depois de meses a pensar sobre o assunto , cheguei a conclusão que direito não me ia fazer feliz ; o meu verdadeiro amor são os animais , o meu sonho era ser veterinária e nem sei porque fui para humanidades honestamente
Sempre fui boa a físico química e a ciências , mas claro até ao 9 ano
A minha ideia era ficar 1 ano só a estudar FQ e biologia , claro com explicações particulares , de forma a tentar ingressar em medicina veterinária
Sou uma pessoa bastante focada e dedicada , ou seja , o facto de ter de trabalhar muito não é um problema
O que acham disto ? Será que é possível eu ter pelo menos um 17/18 nos exames ? ( de forma a entrar com bastante margem na faculdade e não haver stresses )
 

Ariana_

Mod Bolinhos
Equipa Uniarea
Moderador
Apoiante Uniarea
Matrícula
26 Junho 2017
Mensagens
12,533
Curso
Estudos de Teatro
Instituição
FLUL
Olá ! Gostava de pedir uma opinião a todos
Estou no 12 ano no curso de línguas e humanidades , a minha média de secundário anda ali no 17 , tirei 19 no exame de filosofia e o curso que eu inicialmente queria era direito
Mas depois de meses a pensar sobre o assunto , cheguei a conclusão que direito não me ia fazer feliz ; o meu verdadeiro amor são os animais , o meu sonho era ser veterinária e nem sei porque fui para humanidades honestamente
Sempre fui boa a físico química e a ciências , mas claro até ao 9 ano
A minha ideia era ficar 1 ano só a estudar FQ e biologia , claro com explicações particulares , de forma a tentar ingressar em medicina veterinária
Sou uma pessoa bastante focada e dedicada , ou seja , o facto de ter de trabalhar muito não é um problema
O que acham disto ? Será que é possível eu ter pelo menos um 17/18 nos exames ? ( de forma a entrar com bastante margem na faculdade e não haver stresses )
Olá, Marta!
Acho que tens o teu plano traçado e só falta executá-lo. É muito difícil que alguém possa poder dizer-te se consegues tirar um 17 ou 18 nos exames de FQ e BG, isso dependerá da qualidade das aprendizagens que fizeres das duas disciplinas, do próprio exame em si e de um conjunto de factores impossíveis de prever. Completamente impossível não é, mas alerto que não deverá ser muito fácil, especialmente porque estás a aprender em um ano o que normalmente as pessoas estão a aprender em dois. Com o tempo, vais perceber que é bastante matéria e como se isso já não fosse o dobro do trabalho, ainda é duplo por serem duas disciplinas. No entanto, que isto não te deixe arrasada, só tens mesmo de tentar o teu melhor, provavelmente sem estipular algo como "preciso de um 17 ou 18" porque só vai adicionar stress mais ou menos evitável, porque repara: tens 17 de média de secundário, que já é bom. Este ano é provável que as médias de Med Vet andem confortavelmente nos 16 valores (do 17 para cima se for no ICBAS). Tens ainda a vantagem de em Évora e na UTAD a média do secundário contar 65%, portanto, mesmo que os exames não tenham notas tão altas como 17 e 18, acho que tens boas probabilidades de conseguir entrar, pelo menos em alguma destas instituições.

Sobre ter uma grande margem, isso é quase impossível em cursos com médias mais altas, especialmente se as médias subirem muito. Depende dos resultados dos próximos anos, das médias do secundário e dos exames nacionais, portanto, não há propriamente uma grande margem que possamos adivinhar. O que importa mesmo é tentares o teu melhor e candidatares-te ao que queres. A partir daí, lidamos com a espera e tudo mais. Boa sorte!
 
  • Like
Reactions: catarina scallop

Marta Pedroso

Membro Caloiro
Matrícula
19 Abril 2020
Mensagens
6
Olá, Marta!
Acho que tens o teu plano traçado e só falta executá-lo. É muito difícil que alguém possa poder dizer-te se consegues tirar um 17 ou 18 nos exames de FQ e BG, isso dependerá da qualidade das aprendizagens que fizeres das duas disciplinas, do próprio exame em si e de um conjunto de factores impossíveis de prever. Completamente impossível não é, mas alerto que não deverá ser muito fácil, especialmente porque estás a aprender em um ano o que normalmente as pessoas estão a aprender em dois. Com o tempo, vais perceber que é bastante matéria e como se isso já não fosse o dobro do trabalho, ainda é duplo por serem duas disciplinas. No entanto, que isto não te deixe arrasada, só tens mesmo de tentar o teu melhor, provavelmente sem estipular algo como "preciso de um 17 ou 18" porque só vai adicionar stress mais ou menos evitável, porque repara: tens 17 de média de secundário, que já é bom. Este ano é provável que as médias de Med Vet andem confortavelmente nos 16 valores (do 17 para cima se for no ICBAS). Tens ainda a vantagem de em Évora e na UTAD a média do secundário contar 65%, portanto, mesmo que os exames não tenham notas tão altas como 17 e 18, acho que tens boas probabilidades de conseguir entrar, pelo menos em alguma destas instituições.

Sobre ter uma grande margem, isso é quase impossível em cursos com médias mais altas, especialmente se as médias subirem muito. Depende dos resultados dos próximos anos, das médias do secundário e dos exames nacionais, portanto, não há propriamente uma grande margem que possamos adivinhar. O que importa mesmo é tentares o teu melhor e candidatares-te ao que queres. A partir daí, lidamos com a espera e tudo mais. Boa sorte!
Ok ! Entendi ! Sim já me tinham dito que é muita matéria , mas a minha ideia era ficar um ano só a estudar essas duas disciplinas , mais ou menos com 3/4 horas de explicações semanais , sim claro eu sei que não vai ser fácil ! Muito obrigada pela ajuda !
 
  • Like
Reactions: catarina scallop