Física e Química A - Dúvidas e apontamentos

Mr. Pancakes

Membro Dux
Matrícula
6 Julho 2018
Mensagens
875
Curso
Ciências e Tecnologia
Olá! Será que me podem ajudar a entender melhore a parte das ligações de Vaan der Waals? :)
Chamam-se forças de Vaan der Waals às ligações intermoleculares que podem ocorrer:
- entre moléculas polares (dipolo permanente-dipolo permanente ou dipolo-dipolo);
- entre moléculas polares e apolares (dipolo permanente – dipolo induzido);
- entre moléculas apolares (dipolo instantâneo – dipolo induzido ou forças de dispersão de London).

Dipolo - Dipolo
- Estabelece-se por atração eletrostática entre as cargas opostas dos dipolos permanentes (distribuições assimétricas permanentes)de duas moléculas polares vizinhas
- As moléculas tendem a orientar-se de modo que a extremidade com carga negativa de uma molécula fique próxima da extremidade com carga positiva de outra molécula.
- Quanto maior for a distorção (assimetria ocasionada por maior diferença de eletronegatividade)da nuvem eletrónica e maiores forem as moléculas, maior será a força que as liga.

Dipolo permanente – Dipolo induzido
- Estabelece-se por atração eletrostática entre o dipolo permanente de uma molécula polar e o dipolo induzido resultante da distorção da nuvem eletrónica da molécula apolar vizinha.
- A intensidade depende da capacidade da molécula apolar polarizar.
- A molécula polar induz o aparecimento de polaridade (assimetria na distribuição da carga) na molécula apolar .
- Ocorre em misturas de moléculas polares (ou compostos iónicos) e moléculas apolares
- A fraca intensidade da interação justifica a baixa solubildade do oxigénio (apolar) em água (polar).

Forças de Dispersão de London:
- As moléculas apolares podem sofrer distorções momentâneas da sua nuvem eletrónica, de onde resultam distribuições assimétricas de carga dipolo instantâneo, as quais induzem assimetrias de carga em moléculas próximas, dipolo induzido.
- São tanto mais intensas quanto maior a nuvem eletrónica pois, mais polarizável é a molécula;
- Justificam que moléculas apolares ou substâncias atómicas, como os gases nobres, possam ser liquefeitas a baixas temperaturas;
- Existem também em moléculas polares somando-se às atrações entre as distribuições assimétricas de carga
 

beatriz26_

Membro Veterano
Matrícula
3 Fevereiro 2020
Mensagens
164
Chamam-se forças de Vaan der Waals às ligações intermoleculares que podem ocorrer:
- entre moléculas polares (dipolo permanente-dipolo permanente ou dipolo-dipolo);
- entre moléculas polares e apolares (dipolo permanente – dipolo induzido);
- entre moléculas apolares (dipolo instantâneo – dipolo induzido ou forças de dispersão de London).

Dipolo - Dipolo
- Estabelece-se por atração eletrostática entre as cargas opostas dos dipolos permanentes (distribuições assimétricas permanentes)de duas moléculas polares vizinhas
- As moléculas tendem a orientar-se de modo que a extremidade com carga negativa de uma molécula fique próxima da extremidade com carga positiva de outra molécula.
- Quanto maior for a distorção (assimetria ocasionada por maior diferença de eletronegatividade)da nuvem eletrónica e maiores forem as moléculas, maior será a força que as liga.

Dipolo permanente – Dipolo induzido
- Estabelece-se por atração eletrostática entre o dipolo permanente de uma molécula polar e o dipolo induzido resultante da distorção da nuvem eletrónica da molécula apolar vizinha.
- A intensidade depende da capacidade da molécula apolar polarizar.
- A molécula polar induz o aparecimento de polaridade (assimetria na distribuição da carga) na molécula apolar .
- Ocorre em misturas de moléculas polares (ou compostos iónicos) e moléculas apolares
- A fraca intensidade da interação justifica a baixa solubildade do oxigénio (apolar) em água (polar).

Forças de Dispersão de London:
- As moléculas apolares podem sofrer distorções momentâneas da sua nuvem eletrónica, de onde resultam distribuições assimétricas de carga dipolo instantâneo, as quais induzem assimetrias de carga em moléculas próximas, dipolo induzido.
- São tanto mais intensas quanto maior a nuvem eletrónica pois, mais polarizável é a molécula;
- Justificam que moléculas apolares ou substâncias atómicas, como os gases nobres, possam ser liquefeitas a baixas temperaturas;
- Existem também em moléculas polares somando-se às atrações entre as distribuições assimétricas de carga
Muito obrigada!! :)
 
  • Like
Reactions: Mr. Pancakes

Mr. Pancakes

Membro Dux
Matrícula
6 Julho 2018
Mensagens
875
Curso
Ciências e Tecnologia
Boa tarde, alguém me pode ajudar a compreender este exercício? A resposta que eu pensava estar certa nem sequer faz parte das opções
(A resposta correta é a C já agora)
Olá!
Têm de ser a opção C, porque:
- Não passa mesmo corrente elétrica na resistência R3 (o circuito não é fechado para permitir a passagem de eletrões);
- O valor da tensão aumenta como diz no enunciado (com o interruptor fechado é 27 V e quando se abre o interruptor fica 30 V);
- O valor da corrente diminui. Este valor diminui, porque ao não haver passagem de corrente na resistência 3 é como se o circuito tivésse apenas 2 resistências associadas em série. Quando num circuito, há componentes associados em série, a corrente elétrica que percorre cada componente é a mesma e é igual a corrente que percorre o circuito, mas a diferença de potencial nos terminais de cada componente é inferior á diferença de potencial fornecida ao circuito. Assim, temos que I2 = I1 e U = U1 + U2. Pela Lei de Ohm, sabemos que U = RI. Deste modo (e como R1=4 Ω, R2=10Ω e U (com o interruptor aberto)=30 V), tem-se que 30 = 4I + 10I. Em que tiras, que o I =2,14. A corrente elétrica é portanto inferior à corrente que percorre o circuito com o interruptor fechado (3 A)

Se tiver sido muito confuso, diz.
 
  • Like
Reactions: true light minju
Matrícula
26 Setembro 2019
Mensagens
28
Curso
Ciências e Tecnologias
Olá!
Têm de ser a opção C, porque:
- Não passa mesmo corrente elétrica na resistência R3 (o circuito não é fechado para permitir a passagem de eletrões);
- O valor da tensão aumenta como diz no enunciado (com o interruptor fechado é 27 V e quando se abre o interruptor fica 30 V);
- O valor da corrente diminui. Este valor diminui, porque ao não haver passagem de corrente na resistência 3 é como se o circuito tivésse apenas 2 resistências associadas em série. Quando num circuito, há componentes associados em série, a corrente elétrica que percorre cada componente é a mesma e é igual a corrente que percorre o circuito, mas a diferença de potencial nos terminais de cada componente é inferior á diferença de potencial fornecida ao circuito. Assim, temos que I2 = I1 e U = U1 + U2. Pela Lei de Ohm, sabemos que U = RI. Deste modo (e como R1=4 Ω, R2=10Ω e U (com o interruptor aberto)=30 V), tem-se que 30 = 4I + 10I. Em que tiras, que o I =2,14. A corrente elétrica é portanto inferior à corrente que percorre o circuito com o interruptor fechado (3 A)

Se tiver sido muito confuso, diz.
Muito obrigado!
O meu erro foi pensar que a diferença de potencial só atingia 30V quando se abria o outro interruptor (como se o circuito não estivesse aberto com qualquer um dos dois interruptores abertos lol 🤦‍♂️). Na minha cabeça a d.d.p. ia ter de ser obrigatoriamente 27V e a partir daí eu determinava a corrente, não faço ideia de onde eu tirei essa ideia.
 
  • Like
Reactions: Mr. Pancakes

floater3

Membro Dux
Matrícula
15 Julho 2018
Mensagens
596
Curso
Ciências e Tecnologias - 11° Ano
O valor da corrente diminui. Este valor diminui, porque ao não haver passagem de corrente na resistência 3 é como se o circuito tivésse apenas 2 resistências associadas em série. Quando num circuito, há componentes associados em série, a corrente elétrica que percorre cada componente é a mesma e é igual a corrente que percorre o circuito, mas a diferença de potencial nos terminais de cada componente é inferior á diferença de potencial fornecida ao circuito. Assim, temos que I2 = I1 e U = U1 + U2. Pela Lei de Ohm, sabemos que U = RI. Deste modo (e como R1=4 Ω, R2=10Ω e U (com o interruptor aberto)=30 V), tem-se que 30 = 4I + 10I. Em que tiras, que o I =2,14. A corrente elétrica é portanto inferior à corrente que percorre o circuito com o interruptor fechado (3 A)
Quando fazes essa relação, calculando as coisas para fazer comparações, faz sentido. Mas é tão difícil conceber algumas coisas sobre eletricidade na minha cabeça 😂 do género, a corrente vai diminuir porque "deixou de existir uma resistência". Eu penso logo que essa corrente simplesmente deixou de passar no ramo em que o interruptor está aberto, e passou a "percorrer" o "novo" circuito sem alterar o seu valor. Há alguma forma intuitiva de entender isto? É que eu acho que se não tivesse valores de corrente/ddp, etc... eu não iria conseguir relacionar! É a matéria que mais me preocupa, e temo que este ano eles possam colocar lá algo mais elaborado porque isso nunca saiu.
Mensagem fundida automaticamente:

(e como R1=4 Ω, R2=10Ω e U (com o interruptor aberto)=30 V)
Só uma questão: calculaste a resistência equivalente, certo? Como estão em série é R1 + R2. No caso de termos R2 e R3 em paralelo, tem de se calcular a resistência equivalente em paralelo [(R2*R3)/(R2+R3)] e somar com R1, para dar a Req do circuito, certo? 🙂
 
Última edição:
  • Like
Reactions: Mr. Pancakes

Mr. Pancakes

Membro Dux
Matrícula
6 Julho 2018
Mensagens
875
Curso
Ciências e Tecnologia
Quando fazes essa relação, calculando as coisas para fazer comparações, faz sentido. Mas é tão difícil conceber algumas coisas sobre eletricidade na minha cabeça 😂 do género, a corrente vai diminuir porque "deixou de existir uma resistência". Eu penso logo que essa corrente simplesmente deixou de passar no ramo em que o interruptor está aberto, e passou a "percorrer" o "novo" circuito sem alterar o seu valor. Há alguma forma intuitiva de entender isto? É que eu acho que se não tivesse valores de corrente/ddp, etc... eu não iria conseguir relacionar! É a matéria que mais me preocupa, e temo que este ano eles possam colocar lá algo mais elaborado porque isso nunca saiu.
Pois, eu também só consigo trabalhar melhor com valores. Lembro-me que no ano passado, houve um exercício que não tinha valor nenhum, era uma escolha múltipla e tinha que indicar a relação entre 2 grandezas, o que eu fiz foi arranjar valores e deu certo, ahah. Sim, é capaz de sair este ano em exame. Eu demoro é muito tempo a pensar o que é devemos fazer em cada caso.

Só uma questão: calculaste a resistência equivalente, certo? Como estão em série é R1 + R2. No caso de termos R2 e R3 em paralelo, tem de se calcular a resistência equivalente em paralelo [(R2*R3)/(R2+R3)] e somar com R1, para dar a Req do circuito, certo? 🙂
Nem precisei de calcular a resistência equivalente, mas também devia dar para fazer assim. Eu para calcular resistências equivalentes, costumo estabelecer sempre relações entre a corrente e a tensão, por isso não te sei responder agora diretamente a isso.
 

Karl

Membro Veterano
Matrícula
28 Fevereiro 2020
Mensagens
163
Quando fazes essa relação, calculando as coisas para fazer comparações, faz sentido. Mas é tão difícil conceber algumas coisas sobre eletricidade na minha cabeça 😂 do género, a corrente vai diminuir porque "deixou de existir uma resistência". Eu penso logo que essa corrente simplesmente deixou de passar no ramo em que o interruptor está aberto, e passou a "percorrer" o "novo" circuito sem alterar o seu valor. Há alguma forma intuitiva de entender isto? É que eu acho que se não tivesse valores de corrente/ddp, etc... eu não iria conseguir relacionar! É a matéria que mais me preocupa, e temo que este ano eles possam colocar lá algo mais elaborado porque isso nunca saiu.
Mensagem fundida automaticamente:


Só uma questão: calculaste a resistência equivalente, certo? Como estão em série é R1 + R2. No caso de termos R2 e R3 em paralelo, tem de se calcular a resistência equivalente em paralelo [(R2*R3)/(R2+R3)] e somar com R1, para dar a Req do circuito, certo? 🙂
Olá, há outra forma de pensar sobre o efeito na corrente elétrica na minha opinião:
Quando abres o interruptor a resistência total exterior do circuito irá aumentar (neste caso), uma vez que passa de duas resistências em paralelo e uma em série para duas em série (sabendo que as duas resistencias em paralelo têm o mesmo valor), consequentemente (sabendo que a resistência interna do gerador permanece constante), utilizando esta expressão:

I = E / (R+r)
Como o valor de R aumenta comparitivamente ao caso em que o interruptor estava fechado então o valor de corrente elétrica irá diminuir quando o interruptor abre :)
Espero não ter sido confuso, caso tenha é só dizer.
 

floater3

Membro Dux
Matrícula
15 Julho 2018
Mensagens
596
Curso
Ciências e Tecnologias - 11° Ano
I = E / (R+r)
Como o valor de R aumenta comparitivamente ao caso em que o interruptor estava fechado então o valor de corrente elétrica irá diminuir quando o interruptor abre :)
Espero não ter sido confuso, caso tenha é só dizer.
Não é I= U / (R+r)? Então neste caso, a corrente que o @Mr. Pancakes calculou está correta? É que pareceu-me que ele não teve em conta a resistência interna do gerador (não era referida no enunciado).
 

Mr. Pancakes

Membro Dux
Matrícula
6 Julho 2018
Mensagens
875
Curso
Ciências e Tecnologia
Não é I= U / (R+r)? Então neste caso, a corrente que o @Mr. Pancakes calculou está correta? É que pareceu-me que ele não teve em conta a resistência interna do gerador (não era referida no enunciado).
Penso que ela não interessa, dado que é constante e o valor nos dão é o U e não a f.e.m (digo eu).
 

floater3

Membro Dux
Matrícula
15 Julho 2018
Mensagens
596
Curso
Ciências e Tecnologias - 11° Ano
Penso que ela não interessa, dado que é constante e o valor nos dão é o U e não a f.e.m (digo eu).
Já percebi como trabalhaste:

U = U1 + U2 <=> U = RI(1) + RI(2) <=> 30 = 4I + 10I

Yah! O teu raciocínio faz sentido. Gostei da forma como trabalhaste. Estava a complicar a forma como "lidava" com as resistências. Vou passar a fazer desta forma 😂 thank uu
 
  • Like
Reactions: Mr. Pancakes

Olá Adeus

Membro Caloiro
Matrícula
29 Setembro 2018
Mensagens
6
Olá, há outra forma de pensar sobre o efeito na corrente elétrica na minha opinião:
Quando abres o interruptor a resistência total exterior do circuito irá aumentar (neste caso), uma vez que passa de duas resistências em paralelo e uma em série para duas em série (sabendo que as duas resistencias em paralelo têm o mesmo valor), consequentemente (sabendo que a resistência interna do gerador permanece constante), utilizando esta expressão:

I = E / (R+r)
Como o valor de R aumenta comparitivamente ao caso em que o interruptor estava fechado então o valor de corrente elétrica irá diminuir quando o interruptor abre :)
Espero não ter sido confuso, caso tenha é só dizer.
Olá, podes só explicar melhor como é que a resistência total exterior vai aumentar se deixamos de ter uma resistência? essa parte está-me a fazer bastante confusão!
 

xcatarinax

Membro
Matrícula
11 Novembro 2019
Mensagens
15
Curso
12º ano CT
duvida 1.jpg

Alguém me pode explicar porque é que neste exercício apenas posso usar a fórmula da aceleração centrípeta=w^2*raio? Se usar ac=v^2/raio o valor é diferente e, como a solução é a C depreendi que apenas posso usar a primeira fórmula. Obrigada pela ajuda!!
Mensagem fundida automaticamente:

duvida 2.jpg
Através da fórmula do fluxo magnético cheguei à conclusão que o ângulo entre a normal da espira e o campo magnético é 60º mas como pedem o ângulo que a espira faz com o campo magnético não deveria ser 120º? A solução diz 60º
 

ExamesFQA

Membro Veterano
Matrícula
21 Fevereiro 2020
Mensagens
134
Ver anexo 12704

Alguém me pode explicar porque é que neste exercício apenas posso usar a fórmula da aceleração centrípeta=w^2*raio? Se usar ac=v^2/raio o valor é diferente e, como a solução é a C depreendi que apenas posso usar a primeira fórmula. Obrigada pela ajuda!!
Mensagem fundida automaticamente:

Ver anexo 12705
Através da fórmula do fluxo magnético cheguei à conclusão que o ângulo entre a normal da espira e o campo magnético é 60º mas como pedem o ângulo que a espira faz com o campo magnético não deveria ser 120º? A solução diz 60º
Olá :) Aqui vai uma sugestão para o 1.º exercício. Também dá para usares a fórmula da aceleração centrípeta com a (velocidade linear)^2 / raio mas tens que ter atenção que a velocidade linear da esfera a 0,5L é diferente da velocidade linear da esfera a L. \(v_{0,5L}=\frac{2\times \pi \times 0,5 \times L}{T}=0,5 \times v\). Assim \(\frac{a_L}{a_{0,5L}}=\frac{\frac{v^2}{L}}{\frac{(0,5\times v)^2}{0,5\times L}}=\frac{0,5}{0,5^2}=2\)
 

Karl

Membro Veterano
Matrícula
28 Fevereiro 2020
Mensagens
163
Olá, podes só explicar melhor como é que a resistência total exterior vai aumentar se deixamos de ter uma resistência? essa parte está-me a fazer bastante confusão!
Olá, vou te dar um exemplo:
Imagina que tens 2 Resistências, ambas com o mesmo valor de resistência, digamos 10 ohm.
Se estiverem em paralelo, a resistência total é dada por:

Screenshot_1.png

Por conseguinte:

Screenshot_2.png
Assim podes concluir que se as resistências em paralelo oferecem uma resistência total inferior do que se tivesse apenas uma resistência.

Logo podes concluir que se tiveres duas resistência em paralelo e retirares uma, o valor de resistência total irá aumentar.
Se tiver confuso diz :)
 

Olá Adeus

Membro Caloiro
Matrícula
29 Setembro 2018
Mensagens
6
Olá, vou te dar um exemplo:
Imagina que tens 2 Resistências, ambas com o mesmo valor de resistência, digamos 10 ohm.
Se estiverem em paralelo, a resistência total é dada por:

Ver anexo 12708

Por conseguinte:

Ver anexo 12709
Assim podes concluir que se as resistências em paralelo oferecem uma resistência total inferior do que se tivesse apenas uma resistência.

Logo podes concluir que se tiveres duas resistência em paralelo e retirares uma, o valor de resistência total irá aumentar.
Se tiver confuso diz :)
Olá, vou te dar um exemplo:
Imagina que tens 2 Resistências, ambas com o mesmo valor de resistência, digamos 10 ohm.
Se estiverem em paralelo, a resistência total é dada por:

Ver anexo 12708

Por conseguinte:

Ver anexo 12709
Assim podes concluir que se as resistências em paralelo oferecem uma resistência total inferior do que se tivesse apenas uma resistência.

Logo podes concluir que se tiveres duas resistência em paralelo e retirares uma, o valor de resistência total irá aumentar.
Se tiver confuso diz :)
Muito obrigada, percebi perfeitamente! Gostei mais desta abordagem ao exercício, até porque tinha percebido que 30v era a força eletromotriz e não a tensão quando o interruptor y estava aberto (havendo corrente em parte do circuito) e então não estava a conseguir ir pela outra lógica, por não estar a supor isso, e ainda não percebi o porquê de ser assim. (não sei se deu para perceber, mas pronto, partindo desta abordagem o exercicio torna-se muito mais simples :) )
 
  • Like
Reactions: Karl

underground

Membro Veterano
Matrícula
5 Abril 2020
Mensagens
252
Curso
Ciências e Tecnologias
Olá! Acho que não vou conseguir fazer todos os exames que inicialmente tinha pensado até ao dia do exame, por isso talvez tenha que começar a selecionar alguns. Dos que já fizeram quais consideraram mais difíceis / aconselham mais a fazer?
Obrigada :)
 
Última edição:
  • Like
Reactions: Mr. Pancakes

floater3

Membro Dux
Matrícula
15 Julho 2018
Mensagens
596
Curso
Ciências e Tecnologias - 11° Ano

Olá! Acho que não vou conseguir fazer todos os exames que inicialmente tinha pensado até ao dia do exame, por isso talvez tenha que começar a selecionar alguns. Dos que já fizeram quais consideraram mais difíceis / aconselham mais a fazer?
Obrigada :)
Dos exames que já fiz (2012-2019) , os anteriores a 2017 têm sido bastante simples. Portanto eu diria para fazeres, pelo menos, todos a partir de 2017 (inclusive). De todos os que fiz, achei especialmente difícil o de 2019 2 fase, 2017 2 fase e 2018 1 fase (este último não era propriamente difícil mas pareceu-me um bocado diferente do normal). O exame de 2017 (1f) não achei complicado à exceção de 1-2 exercícios, por isso, acho muito importante que o faças.

Contudo, eu estou a fazer os exames dos mais recentes para os mais antigos. Não sei até que ponto estar a sentir que os mais antigos são mais fáceis não poderá estar relacionado com o facto de eu já ter ganho algum à vontade. 🙂 De qualquer forma, até ao exame ainda tens alguns dias. Se fizeres 2 exames por dia já consegues fazer alguns (não esquecendo obviamente o estudo de BG, que tenho andado a descartar um pouco pelo facto de o exame de fq estar tão próximo...)
 

beatriz26_

Membro Veterano
Matrícula
3 Fevereiro 2020
Mensagens
164
Olá! Acho que não vou conseguir fazer todos os exames que inicialmente tinha pensado até ao dia do exame, por isso talvez tenha que começar a selecionar alguns. Dos que já fizeram quais consideraram mais difíceis / aconselham mais a fazer?
Obrigada :)
Eu fiz a partir de 2010, e como já foi dito concordo que os mais dificeis são os mais recentes! Começa em 2019 e vai "descendo" até onde conseguires fazer!
 
  • Like
Reactions: underground
Thread starter Tópicos Semelhantes Forum Replies Date
C Química ou Física? Inglês ou Aplicações Informáticas? Ensino Secundário 2
C Física e Química A 10ºano Ensino Secundário 1
J Livro IAVE Física e Química Pedido de Recursos - Ensino Secundário 2
P Qual o melhor livro para preparar para os exames de Física e Química A, Matemática A e biologia e Geologia? Exames Nacionais e Provas de Ingresso 2
P Matéria do Exame de Física e Química A Exames Nacionais e Provas de Ingresso 15
fernandes4750 Alguém pode enviar as soluções do livro laboratorial de Física e Química "Eu e a Química" da Porto Editora? Pedido de Recursos - Ensino Secundário 28
P Alguém tem os PowerPoints da porto editora do livro Eu e a Química 10/ Eu e a Física 10? Pedido de Recursos - Ensino Secundário 1
underground Melhor livro de preparação para o exame nacional de Física e Química A 2020? Exames Nacionais e Provas de Ingresso 8
B Link 11 ano matemática, física e química e biologia do colégio Ribadouro e Camões Pedido de Recursos - Ensino Secundário 1
ExamesFQA Resolução de Exames Física e Química A youtube Pedido de Recursos - Ensino Secundário 0
F Explicações de Física e Química A Exames Nacionais e Provas de Ingresso 0
faerii Exercícios Física e Química A 11º ano porto editora Pedido de Recursos - Ensino Secundário 0
M 10 ano - Recursos do professor Física Química areal editores Pedido de Recursos - Ensino Secundário 0
Edgar Amorim Preparar as provas de ingresso: Biologia e Geologia e Física e Química Exames Nacionais e Provas de Ingresso 8
K Trocar Física-química por Biologia e Geologia Ensino Secundário 1
davis Exame Física e Química A 715 2020 Exames Nacionais 2020 478
dioguinho Química ou Física 12º Ano Ensino Secundário 3
L Professora de física e química - O que devo fazer? Educação 5
W Engenharia Física (MI) + Física (L1) e Engenharia Química(MI) + Química (L1) Ciências 1
W UA Engenharia Física (MI) + Física (L1) e Engenharia Química (MI) + Química (L1) Universidade de Aveiro 1
D Física e Química 10°ano Pedido de Recursos - Ensino Secundário 1
Sofia122 Exames Biologia e Geologia 11º e Física e Química A 11º Exames Nacionais e Provas de Ingresso 10
V Livro IAVE Física e Química Pedido de Recursos - Ensino Secundário 17
D Física e Química A - 11ºAno Ensino Secundário 0
S resoluções de física e química Ensino Secundário 2
A Exame Nacional Física e Química A 2019 Exames Nacionais e Provas de Ingresso 179
LԐoɳor Física ou Química? Ensino Secundário 5
I Exame Física e Química (2.ª fase) 2018 Exames Nacionais e Provas de Ingresso 5
marina c Excerto do jornal público sobre os nossos queridos exames nacionais.As disciplinas que têm revelado maior insucesso são Física e Química e Biologia Exames Nacionais e Provas de Ingresso 0
BeatrizM Exame de Física e Química A - 2017/2018 Exames Nacionais e Provas de Ingresso 47
dbranco01 Como posso estudar/me preparar para os exames nacionais de Biologia e Geologia e Física e Química A agora? Exames Nacionais e Provas de Ingresso 2
X Matemática e Física e Química - Recursos Ensino Secundário 0
M Apontamentos de biologia, geologia, física, química e matemática A Arquivo 1
M Apontamentos de biologia, geologia, física, química e matemática A Arquivo 1
humano Como estudar para os exames de Matemática e Física e Química? Exames Nacionais e Provas de Ingresso 0
V Exame de biologia e física química aluno externo Ensino Secundário 6
B Engenharia Física/Química Tecnologias 1
Beatriz Filipe Mudanças no exame de Física e Química A 2016/2017 Exames Nacionais e Provas de Ingresso 62
R Geometria Descritiva A e Física e Química A Ensino Secundário 28
Marta Almeida Substituir Exame de Física e Química por Filosofia Exames Nacionais e Provas de Ingresso 46
Alexandre André Física e Química A 11º (Livros de preparação) Pedido de Recursos - Ensino Secundário 200
S Física e Química A - Exame Exames Nacionais e Provas de Ingresso 1248
C Cálculo da média- Nota de Educação Física Concurso Nacional e Locais - Público 1
M Nota educação física conta para média de acesso ao ensino superior? Ensino Secundário 10
B Imagem Médica e Radioterapia - Física Saúde 0
M Anular educação física Ensino Secundário 4
miiana Engenharia Física UP / MEFT IST Tecnologias 1
Duarteml9 Aplicações informáticas ou física Ensino Secundário 4
M Engenharia Física e a Ordem dos Engenheiros Tecnologias 3
B Educação Física 12°ano Ensino Secundário 0
Tópicos Semelhantes