Física e Química A - Dúvidas e apontamentos

Marco Lopes

Membro
Matrícula
14 Abril 2020
Mensagens
25
De calculadora nao estou a ver como é que era possivel fazer aquele procedimento.. primeiro pedem nos para usar regua no exame , agora pomos a regua em cima da calculadora?😂
A unica forma de achar o ponto de equivalencia na calculadora que eu estou a ver neste momento era atraves de um grafico de derivadas do grafico da titulação

Bem, exatamente igual aquele dúvido 😂 mas, que pode sair um que envolva química nunca se sabe.
 

ludwig20

Membro
Matrícula
5 Dezembro 2017
Mensagens
39
Olá! Surgiu-me uma dúvida entre estes dois exercícios...
No primeiro supostamente não deveremos somar os dois gases (diatómicos) presentes na mistura, isto é, passando a multiplicar por 4.
Já na segunda, era suposto somarmos ambas as espécies químicas (triatómicas), passando a multiplicar por 6.
Qual a diferença no raciocínio entre estas duas situações, e como distingui-las em contexto de exame?
Muito obrigado!
 

Attachments

  • exercício 1.png
    exercício 1.png
    151.1 KB · Visitas: 28
  • exercício 2.png
    exercício 2.png
    51.3 KB · Visitas: 30

Mr. Pancakes

Membro Dux
Matrícula
6 Julho 2018
Mensagens
995
Curso
Ciências e Tecnologia
Relativamente a este exercício (4.1 do Grupo V) do Exame de 2019 da Época Especial:
"Compare, quantitativamente, a energia envolvida na mudança de estado físico da amostra de água com a energia total envolvida nas variações de temperatura da amostra. Apresente todas as etapas de resolução, explicitando todos os cálculos efetuados"
Porque é que na energia total envolvida nas variações de temperatura da amostra eles consideram um valor positivo? Essa variação não é negativa?
 
  • Like
Reactions: Marianaabreu01

Pedro Cordeiro.

Membro Veterano
Matrícula
10 Julho 2019
Mensagens
463
Curso
Engenharia Aeroespacial
Instituição
IST
Pelo menos parecido com esse duvido muito, demasiada geometria analítica para um exercício de química.
Post automatically merged:

Alguém tem um apontamento sobre a AL do ressalto, nomeadamente sobre o coeficiente de restituição já que o meu manual é muito pobre nessa AL?
 

Marianaabreu01

Membro Veterano
Matrícula
2 Fevereiro 2020
Mensagens
208
Olá! Surgiu-me uma dúvida entre estes dois exercícios...
No primeiro supostamente não deveremos somar os dois gases (diatómicos) presentes na mistura, isto é, passando a multiplicar por 4.
Já na segunda, era suposto somarmos ambas as espécies químicas (triatómicas), passando a multiplicar por 6.
Qual a diferença no raciocínio entre estas duas situações, e como distingui-las em contexto de exame?
Muito obrigado!
É a (D) e a (B)?
Relativamente a este exercício (4.1 do Grupo V) do Exame de 2019 da Época Especial:
"Compare, quantitativamente, a energia envolvida na mudança de estado físico da amostra de água com a energia total envolvida nas variações de temperatura da amostra. Apresente todas as etapas de resolução, explicitando todos os cálculos efetuados"
Porque é que na energia total envolvida nas variações de temperatura da amostra eles consideram um valor positivo? Essa variação não é negativa?
Lembro me desse exercício! A energia é sempre positiva exceto no eletrão. As variações de energia podem ser negativas apenas para nos dar informações, por exemplo negativo para nos dizer que essa energia foi libertada/Foi cedida. Acho q é esse o raciocínio. Corrige me se tiver errada
Fizeste 2 cálculos nessa parte o arrefecimento e o aquecimento e deu ambas negativas certo? Só para ter a certeza de que é isso q falo
 
Última edição:
  • Fabulous
Reactions: Mr. Pancakes

ludwig20

Membro
Matrícula
5 Dezembro 2017
Mensagens
39
É a (D) e a (B)?

Lembro me desse exercício! A energia é sempre positiva exceto no eletrão. As variações de energia podem ser negativas apenas para nos dar informações, por exemplo negativo para nos dizer que essa energia foi libertada p exterior. Acho q é esse o raciocínio. Corrige me se tiver errada

É a (C) e a (B)!
Não entendo o porquê de não ser a (D) na primeira...
 
  • Like
Reactions: Marianaabreu01

Marianaabreu01

Membro Veterano
Matrícula
2 Fevereiro 2020
Mensagens
208
É a (C) e a (B)!
Não entendo o porquê de não ser a (D) na primeira...
Ah! Já percebi a tua dúvida, não sei responde la diria q era a (D) também
Post automatically merged:

É a (D) e a (B)?

Lembro me desse exercício! A energia é sempre positiva exceto no eletrão. As variações de energia podem ser negativas apenas para nos dar informações, por exemplo negativo para nos dizer que essa energia foi libertada/ foi cedida. Acho q é esse o raciocínio. Corrige me se tiver errada
Fizeste 2 cálculos nessa parte o arrefecimento e o aquecimento e deu ambas negativas certo? Só para ter a certeza de que é isso q falo
 

Pedro Cordeiro.

Membro Veterano
Matrícula
10 Julho 2019
Mensagens
463
Curso
Engenharia Aeroespacial
Instituição
IST
Olá! Surgiu-me uma dúvida entre estes dois exercícios...
No primeiro supostamente não deveremos somar os dois gases (diatómicos) presentes na mistura, isto é, passando a multiplicar por 4.
Já na segunda, era suposto somarmos ambas as espécies químicas (triatómicas), passando a multiplicar por 6.
Qual a diferença no raciocínio entre estas duas situações, e como distingui-las em contexto de exame?
Muito obrigado!
Pelo que percebi no exercício 1 multiplicas por 4 por estas serem duas substâncias diatómicas (2+2). No exercício 2 são duas substâncias triatómica (3+3), MAS no numerador fica 1/2 X 3.68x1024) , por isso fica em baixo 12 x NA, sendo a opção (D). O racicínio é muito semelhante só fica este reparo.
 

ludwig20

Membro
Matrícula
5 Dezembro 2017
Mensagens
39
Pelo que percebi no exercício 1 multiplicas por 4 por estas serem duas substâncias diatómicas (2+2). No exercício 2 são duas substâncias triatómica (3+3), MAS no numerador fica 1/2 X 3.68x1024) , por isso fica em baixo 12 x NA, sendo a opção (D). O racicínio é muito semelhante só fica este reparo.
No entanto na correção dizem que no exercício 1 seria a (C) e no exercício 2 a (B)...
 

Pedro Cordeiro.

Membro Veterano
Matrícula
10 Julho 2019
Mensagens
463
Curso
Engenharia Aeroespacial
Instituição
IST
No entanto na correção dizem que no exercício 1 seria a (C) e no exercício 2 a (B)...
No primeiro exercício não deves poder somar por estares a trabalhar com volumes ser tudo H2 ou tudo O2 ou em partes vai dar o mesmo número de átomos, no segundo exercício não percebo acho que tenho razão no que escrevi
Post automatically merged:

A 2 concordo, mas a 1 não percebo ahaha
Edit: Acho que já percebi as duas
Na segunda é 6 em baixo por ser 1/2 sobre 3
Na primeira é 2 porque estamos a tratar de gases nunca podemos somar moles de gases, no máximo diriamos que em 0,25 moles de gás teriamos 0,808 moles de H2 e 0,192 moles de 02, isto fazendo as contas deve dar o número de átomos da opção (C)
 
Última edição:
  • Haha
Reactions: Marianaabreu01

Marianaabreu01

Membro Veterano
Matrícula
2 Fevereiro 2020
Mensagens
208
No primeiro exercício não deves poder somar por estares a trabalhar com volumes ser tudo H2 ou tudo O2 ou em partes vai dar o mesmo número de átomos, no segundo exercício não percebo acho que tenho razão no que escrevi
Post automatically merged:


A 2 concordo, mas a 1 não percebo ahaha
Edit: Acho que já percebi as duas
Na segunda é 6 em baixo por ser 1/2 sobre 3
Na primeira é 2 porque estamos a tratar de gases nunca podemos somar moles de gases, no máximo diriamos que em 0,25 moles de gás teriamos 0,808 moles de H2 e 0,192 moles de 02, isto fazendo as contas deve dar o número de átomos da opção (C)
De onde vem o 1/2? Refere se a que?
 

Sofia122

Membro Dux
Matrícula
31 Março 2018
Mensagens
523
Curso
Ciências da Nutrição
Instituição
FCNAUP
Olá! Alguém me pode explicar o exercício 3.2? Tenho também uma dúvida relativa a sensibilidade de um aparelho de medida analógico. Eu num exercício tinha uma tabela com vários valores de ddp medidos com um voltimetro e o exercício pedia-me a semsibilidade. Como se deve calcular?
Por exemplo primeiros valores eram 1,09/1,18/1,31/1,39

1594079398592.png
 

Pedro Cordeiro.

Membro Veterano
Matrícula
10 Julho 2019
Mensagens
463
Curso
Engenharia Aeroespacial
Instituição
IST
De onde vem o 1/2? Refere se a que?
No exercício 2 diz que são colocadas certas quantidades de modo a reagirem na proporção estequiométrica, 1:1 logo a mesma quantidade dos dois. Depois diz que o número TOTAL é os 3,68x1024 , logo o número de átomos de A na amostra é metade desse valor.
Por isso é que digo que no 2 também não se soma , o 6 em baixo é o 1/2 de cima a dividir pelo 3 de baixo.

Post automatically merged:

Olá! Alguém me pode explicar o exercício 3.2? Tenho também uma dúvida relativa a sensibilidade de um aparelho de medida analógico. Eu num exercício tinha uma tabela com vários valores de ddp medidos com um voltimetro e o exercício pedia-me a semsibilidade. Como se deve calcular?
Por exemplo primeiros valores eram 1,09/1,18/1,31/1,39

Ver anexo 12975
Na 3.2 o instante é o t1, pela fórmula do kc sabes que é a concentração dos produtos sobre a concentração dos reagentes, no instante t1 comparativamente ao equilíbrio (t2), tens uma maior concentração de reagentes e menor de produto, logo QC nesse instante é menor que KC.
Sensibilidade é o valor da menor divisão da escala do aparelho, 0,01 no caso.
Post automatically merged:

isto são uns rabiscos que eu fiz mas que agrupam as expressões essenciais para a experiencia
Como o proprio nome indica quanto maior for o coeficiente de restituiçao menor sera a energia dissipada
Se sair alguma coisa sobre essa AL devo-te um café, o que me custou a encontrar essa informação organizada e simples como está aí
 
Última edição:
  • Fabulous
Reactions: KikoMed

Sofia122

Membro Dux
Matrícula
31 Março 2018
Mensagens
523
Curso
Ciências da Nutrição
Instituição
FCNAUP
No exercício 2 diz que são colocadas certas quantidades de modo a reagirem na proporção estequiométrica, 1:1 logo a mesma quantidade dos dois. Depois diz que o número TOTAL é os 3,68x1024 , logo o número de átomos de A na amostra é metade desse valor.
Por isso é que digo que no 2 também não se soma , o 6 em baixo é o 1/2 de cima a dividir pelo 3 de baixo.

Post automatically merged:


Na 3.2 o instante é o t1, pela fórmula do kc sabes que é a concentração dos produtos sobre a concentração dos reagentes, no instante t1 comparativamente ao equilíbrio (t2), tens uma maior concentração de reagentes e menor de produto, logo QC nesse instante é menor que KC.
Sensibilidade é o valor da menor divisão da escala do aparelho, 0,01 no caso.
Post automatically merged:


Se sair alguma coisa sobre essa AL devo-te um café, o que me custou a encontrar essa informação organizada e simples como está aí
Mas não era essa a sensibilidade que aparecia na solução. Lá aparecia 0,1.
A 3.2 percebi obrigada. Se puderes ver esta tbm.
Não entendo porque a B não estaria correta.
1594082822503.png
 

Pedro Cordeiro.

Membro Veterano
Matrícula
10 Julho 2019
Mensagens
463
Curso
Engenharia Aeroespacial
Instituição
IST
Mas não era essa a sensibilidade que aparecia na solução. Lá aparecia 0,1.
A 3.2 percebi obrigada. Se puderes ver esta tbm.
Não entendo porque a B não estaria correta.
Ver anexo 12978
Ao adicionar o nitrato de cálcio este iria dissociar-se em Ca2+ e (NO3)2-. assim iria aumentar a concentração do ião Ca2+, comum da dissociação do hidróxido de cálcio, pelo principio de le chatelier o sistema vai reagir de modo a baixar a concentração de ca2+, sendo favorecida a reação inversa e diminuindo consequentemente a solubilidade.
A opção A é a correta porque diz lá em cima na introdução do exercício 3 esta frase 1594083534314.png

Post automatically merged:

Relativamente à sensibilidade tens de me mandar print do exercício para eu tentar perceber, mas acho estranho ser 0,1 será uma conversão de unidade?