FMUL Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa

Rita Joana Bernardo

Membro Caloiro
Matrícula
25 Outubro 2018
Mensagens
10
Curso
Medicina Dentária
Instituição
FMDUL
Olá Rita! Penso que consigo esclarecer essa situação, porque passei por ela. Entrei este ano na FML e já seria o meu 3.º ano de caloira, porque antes tive em 2 cursos diferentes ahah

Como já vivi o meu ano de caloira até trajada ao máximo, numa praxe excelente no ano passado (em Ciências da Saúde, ULisboa), decidi que este ano, o meu lugar era como trajada e não como caloira (mesmo assim, ainda fui à primeira semana de praxe, como caloira, para ver como era o ambiente).

Então, por volta de 2.ª semana de aulas, a Comissão de Praxe da FMUL mandou um e-mail sobre as nacionalizações e sobre a possibilidade de serem feitas, e quem quisesse fazê-lo teria que enviar um mail em resposta, a indicar algumas informações que eles pediram. A partir daí, eles analisam, e depois marcam uma reunião com estas pessoas, e dão umas ideia geral da praxe em medicina, respondem a dúvidas e explicam-nos o que se sucede depois: a partir dali somos Doutores, já não somos caloiros (e tomada a decisão, não pode ser revertida), entramos num período probatório, de adaptação, em que não podemos praxar, durante este semestre e no 2.º já poderemos fazê-lo livremente, dentro das regras do Código de Praxe, claro.

Normalmente na semana das matrículas, há uma ligeira “introdução à praxe” e lá podes falar com trajados e explicar a tua situação, ficas sinalizada logo como possível “candidata” a nacionalizar matrículas e receberás posteriormente o tal mail que referi. Logo, não é algo simplesmente automático. Eles não adivinham que já vieste de outro curso ou se vens do secundário.
Neste processo, juntas a matrícula que tens em Medicina (neste caso, 1) mais as restantes que tenhas (no meu caso, são mais 2), ficando com 3 no total = será isto o significado de nacionalizar as matrículas. Assim, sou terceiranista, segundo o código de praxe. Tu serás segundanista. Depois existem outros graus hierárquicos pelo meio, e com outros critérios, que conhecerás quando leres o Código de Praxe.

Qualquer dúvida adicional que tenhas, estou ao dispor ;) boa sorte e espero que a tua escolha seja a FML!!! Ca te esperamos!!
Olá Sofia! Desde já, muito obrigada pela tua célere resposta (sou fancy na escrita, desculpa haha)! Como referi, eu também fui caloira na FML este ano, pelo que devemos ter passado pelas mesmas aventuras! Na verdade, vi pessoal que comprou o kit de caloiro da faculdade e só depois iria fazer a nacionalização, portanto já vi que de qualquer forma vou ter de o comprar de novo (até para ser introduzida à praxe, apesar de já ter o e-mail da CP).
Com "automático" quis dizer que aceitariam toda a gente que quisesse fazer a nacionalização, não que eles adivinham xD Mas obrigada pelos esclarecimentos todos!

Conheci várias pessoas que saíram de Ciências da Saúde no 1º e no 2º ano, e que estão na FML em Medicina e Nutrição, mas também há uma rapariga que entrou na FMD e até quer lá ficar!
Só por curiosidade, qual o outro curso onde estiveste? Já agora, boa sorte e parabéns por teres conseguido o teu objetivo <3 <3
 
  • Like
Reactions: Sofia C.

Sofia C.

Membro Dux
Matrícula
18 Junho 2016
Mensagens
972
Curso
Medicina
Instituição
FMUL
Com "automático" quis dizer que aceitariam toda a gente que quisesse fazer a nacionalização, não que eles adivinham xD Mas obrigada pelos esclarecimentos todos!
Sim, parece-me que aceitaram todos os que pediram, porque realmente se têm as matrículas e sentem que já viveram a sua experiência como caloiros, não há como recusar... mas realmente, parte da consciência de cada um. Na minha opinião, se até hoje não tiveram um ano de caloiro e praxe como deve ser, e terem-no vivido ao máximo de modo a entender o verdadeiro significado da mesma, e ter vontade de passar essa experiência e tradições a gerações seguintes, não acho que devam nacionalizar. Como querem praxar se nunca foram praxados nem sabem como o fazer?.. Não pode ser “querer só porque sim”, nem faz o mínimo sentido.
Aproveita este teu ano de caloira, se te identificares com a praxe, se não, espera até entrares em medicina e cá vives o teu ano de caloira ao máximo. E tal como me aconteceu, não precisas de estar no curso que tanto queres, para teres uma excelente experiência de praxe. :)

Já agora, boa sorte e parabéns por teres conseguido o teu objetivo <3 <3
Obrigadaaaaa!!! Never give uppppp!!! ;)

Só por curiosidade, qual o outro curso onde estiveste?
Ciências da Saúde, por isso, certamente conheço essas pessoas a quem te referes ahah
 
Última edição:

Daniela Duarte

Membro Caloiro
Matrícula
13 Julho 2018
Mensagens
6
Boa noite! O semestre passado apesar de ter realizado a avaliação contínua de Bioquímica e de Anatomia, não realizei o exame final de Módulo II. Se eu para o ano quiser voltar a refazer a avaliação contínua apenas de Anatomia para estar melhor preparada para o exame, poderei fazê-lo sem que me desça a nota, ou seja, se me voltar a inscrever a Anatomia e refizer o 1º semestre a esta cadeira e obter pior nota do que a que tive este ano essa será a minha nota definitiva ou ficarei com a melhor nota entre as duas?
 

Sofia C.

Membro Dux
Matrícula
18 Junho 2016
Mensagens
972
Curso
Medicina
Instituição
FMUL
Boa noite! O semestre passado apesar de ter realizado a avaliação contínua de Bioquímica e de Anatomia, não realizei o exame final de Módulo II. Se eu para o ano quiser voltar a refazer a avaliação contínua apenas de Anatomia para estar melhor preparada para o exame, poderei fazê-lo sem que me desça a nota, ou seja, se me voltar a inscrever a Anatomia e refizer o 1º semestre a esta cadeira e obter pior nota do que a que tive este ano essa será a minha nota definitiva ou ficarei com a melhor nota entre as duas?
Olá Daniela!

A não ser que haja alguém por aqui que já tenha estado na tua situação e te saiba responder à pergunta, o melhor conselho que te posso dar é dirigires-te pessoalmente ao Instituto de Anatomia, ao secretariado, e perguntares quais os cenários possíveis e o que podes ou não fazer, segundo o regulamento. Isso ou então contacta algum membro da CC, e eles também te podem dar uma ajuda em relação ao que fazer.

Não sei se vai de encontro ao que procuras, mas podes assistir a aulas práticas de anatomia com certos assistentes, que não se importam que alunos não pertencentes à turma - consequentemente, não estão a ser avaliados - assistam à aula. Na minha turma de anatomia, tenho uma colega que tem equivalência, mas assiste às aulas, porque quer relembrar a matéria.
 

Daniela Duarte

Membro Caloiro
Matrícula
13 Julho 2018
Mensagens
6
Olá Daniela!

A não ser que haja alguém por aqui que já tenha estado na tua situação e te saiba responder à pergunta, o melhor conselho que te posso dar é dirigires-te pessoalmente ao Instituto de Anatomia, ao secretariado, e perguntares quais os cenários possíveis e o que podes ou não fazer, segundo o regulamento. Isso ou então contacta algum membro da CC, e eles também te podem dar uma ajuda em relação ao que fazer.

Não sei se vai de encontro ao que procuras, mas podes assistir a aulas práticas de anatomia com certos assistentes, que não se importam que alunos não pertencentes à turma - consequentemente, não estão a ser avaliados - assistam à aula. Na minha turma de anatomia, tenho uma colega que tem equivalência, mas assiste às aulas, porque quer relembrar a matéria.
Muito Obrigada ! Não me tinha lembrado dessa possibilidade de ir assistir às aulas. Irei seguir o teu conselho muito obrigada mesmo
 
  • Like
Reactions: Sofia C.

AdrianaS

Membro Caloiro
Matrícula
5 Março 2019
Mensagens
4
Boa tarde,
Entrei este próximo ano lectivo na FMUL mas só poderei frequentar o curso como trabalhadora-estudante.
Alguém sabe como se processa? Ou seja imaginando que tenho aulas práticas (não dará para faltar) coincidentes com o horário de trabalho como poderei fazer caso não haja horários alternativos?
E dará para escolher algum horário que ocupe menos dias, de forma a poder trabalhar livremente durante 1 ou 2 dias por semana?

Outra questão relativa a equivalências: como só irei submeter pedido de equivalências/creditação em setembro (penso que não é possível mais cedo) quando costumam sair os resultados? E se demorarem a sair, como saberei a que práticas poderei eventualmente faltar para trabalhar?

Ah e por último: costumam haver dias da semana nos quais normalmente calham as aulas práticas? (por exemplo, a maioria das práticas calhar nas 4ªs e 5ªs feiras)
 
Última edição:

Sofia C.

Membro Dux
Matrícula
18 Junho 2016
Mensagens
972
Curso
Medicina
Instituição
FMUL
Boa tarde,
Entrei este próximo ano lectivo na FMUL mas só poderei frequentar o curso como trabalhadora-estudante.
Alguém sabe como se processa? Ou seja imaginando que tenho aulas práticas (não dará para faltar) coincidentes com o horário de trabalho como poderei fazer caso não haja horários alternativos?
Olá Adriana! :)

Como trabalhadora-estudante, podes faltar mais vezes do que um aluno que não tenha estatutos, obviamente, sendo que não sei quantas faltas podes dar, mas até agora, alunos sem estatutos, em aulas práticas, só podiam faltar a 1/3 das aulas, para não reprovar. Presumo que os trabalhadores-estudantes tenham uma "fatia" maior. Portanto, poderás sempre faltar alguma vez que seja. Não há nenhuma cadeira do 1º ano que reprove alunos logo pela 1ª falta. E também deve dar para poderes compensar alguma aula prática que não possas ir, noutro dia, com o mesmo professor assistente (ou até com outro diferente).

Aqui tens mais informações (não sei se já consultaste ou não): Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa | Estatutos e Regimes

Deixo aqui também os horários deste ano, para teres uma noção da carga horária. As obrigatórias são as Ps e TPs. As aulas teóricas estão situadas sempre de manhã.

Eu raramente ia a aulas teóricas, portanto aquilo que sobrava em termos de horário com as aulas obrigatórias era leve. E para além disso, há certas práticas que não duram o semestre todo, isto acontece principalmente no 2º semestre. A bioestatística, por exemplo, tínhamos TP de 2 em 2 semanas. As práticas de fisiologia acabaram em março, após o teste prático.
E dará para escolher algum horário que ocupe menos dias, de forma a poder trabalhar livremente durante 1 ou 2 dias por semana?
Eu penso que dê. Mais ainda com equivalências, até talvez ficas com mais dias livres (isto sem contar com a existência de teóricas).

Outra questão relativa a equivalências: como só irei submeter pedido de equivalências/creditação em setembro (penso que não é possível mais cedo) quando costumam sair os resultados? E se demorarem a sair, como saberei a que práticas poderei eventualmente faltar para trabalhar?
Se submeteres logo no início, costumam ser rápidos a sair. Eu acho que a meio da 2ª semana de aulas (sem contar com a semana de introdução, que é a primeira propriamente dita) já sabia o resultado, porque só fui a duas aulas práticas de Bioquímica. Normalmente, sabemos logo de início, ao consultar o guia do aluno de cada módulo, quantas faltas podemos dar nas aulas obrigatórias (TPs e Ps), portanto presumo que algo ou alguém te esclarecerá logo nesse assunto.
Ah e por último: costumam haver dias da semana nos quais normalmente calham as aulas práticas? (por exemplo, a maioria das práticas calhar nas 4ªs e 5ªs feiras)
Acho que a única particularidade é não haverem aulas práticas nas quartas à tarde. De resto, dependendo do horário, varia muito (como podes ver, nos horários deste ano).
 

Attachments

AdrianaS

Membro Caloiro
Matrícula
5 Março 2019
Mensagens
4
Olá Adriana! :)

Como trabalhadora-estudante, podes faltar mais vezes do que um aluno que não tenha estatutos, obviamente, sendo que não sei quantas faltas podes dar, mas até agora, alunos sem estatutos, em aulas práticas, só podiam faltar a 1/3 das aulas, para não reprovar. Presumo que os trabalhadores-estudantes tenham uma "fatia" maior. Portanto, poderás sempre faltar alguma vez que seja. Não há nenhuma cadeira do 1º ano que reprove alunos logo pela 1ª falta. E também deve dar para poderes compensar alguma aula prática que não possas ir, noutro dia, com o mesmo professor assistente (ou até com outro diferente).

Aqui tens mais informações (não sei se já consultaste ou não): Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa | Estatutos e Regimes

Deixo aqui também os horários deste ano, para teres uma noção da carga horária. As obrigatórias são as Ps e TPs. As aulas teóricas estão situadas sempre de manhã.

Eu raramente ia a aulas teóricas, portanto aquilo que sobrava em termos de horário com as aulas obrigatórias era leve. E para além disso, há certas práticas que não duram o semestre todo, isto acontece principalmente no 2º semestre. A bioestatística, por exemplo, tínhamos TP de 2 em 2 semanas. As práticas de fisiologia acabaram em março, após o teste prático.

Eu penso que dê. Mais ainda com equivalências, até talvez ficas com mais dias livres (isto sem contar com a existência de teóricas).


Se submeteres logo no início, costumam ser rápidos a sair. Eu acho que a meio da 2ª semana de aulas (sem contar com a semana de introdução, que é a primeira propriamente dita) já sabia o resultado, porque só fui a duas aulas práticas de Bioquímica. Normalmente, sabemos logo de início, ao consultar o guia do aluno de cada módulo, quantas faltas podemos dar nas aulas obrigatórias (TPs e Ps), portanto presumo que algo ou alguém te esclarecerá logo nesse assunto.

Acho que a única particularidade é não haverem aulas práticas nas quartas à tarde. De resto, dependendo do horário, varia muito (como podes ver, nos horários deste ano).

Muito obrigada Sofia pela tua resposta tão detalhada :)

Estas dúvidas todas prendem-se com o facto de o trabalho ser a 300km de distância, e ter que estar presencialmente no local de trabalho pelo menos umas 2 ou 3 manhãs por semana, embora tenha boa flexibilidade de horário para ir adequando ... Estou assim a tentar analisar a exequibilidade de fazer ambas as coisas.

Mas já agora, tendo eu um horário flexível (não fixo) e um pouco adaptável, como faço para entregar o horário nos Serviços Académicos?
 

Sofia C.

Membro Dux
Matrícula
18 Junho 2016
Mensagens
972
Curso
Medicina
Instituição
FMUL
Muito obrigada Sofia pela tua resposta tão detalhada :)

Estas dúvidas todas prendem-se com o facto de o trabalho ser a 300km de distância, e ter que estar presencialmente no local de trabalho pelo menos umas 2 ou 3 manhãs por semana, embora tenha boa flexibilidade de horário para ir adequando ... Estou assim a tentar analisar a exequibilidade de fazer ambas as coisas.
De nada! Se tiveres mais alguma dúvida, não hesites! :)
Mas já agora, tendo eu um horário flexível (não fixo) e um pouco adaptável, como faço para entregar o horário nos Serviços Académicos?
Nesse caso, não sei como se procede.. talvez seja melhor contactá-los e vê o que é que te dizem para fazer..
 

Tópicos Semelhantes