Fui Piloto Militar (AFA) durante 18 anos - perguntem o que quiserem

Bom dia,

como surgem com frequência perguntas sobre a AFA, e eu sei que os "boatos" e "mitos" que ouvi na minha altura sobre o que era a AFA e a FAP eram na sua maioria... mitos, estou disponível para responder às dúvidas de quem esteja a pensar em concorrer. Estive quase 18 anos na Força Aérea (já não estou, sou civil) e conheço bem os cantos à casa, da qual só posso dizer (muito, mas mesmo muito) bem.

Acerca de mim:
Entrei para a AFA em 1996 (sim, tenho 41 anos de idade), para o curso de PILAV, acabei em 2001/2.
Voei na minha carreira: Cessna 152, Chipmunk, Epsilon, Alpha Jet, Alouette 3, SA330 Puma e EH101.

Se tiverem perguntas sobre os testes de ingresso, como é estudar na AFA, como é a progressão na carreira (ótima!), como é o dia a dia após acabarem o curso, etc: perguntem, que eu respondo o melhor que saiba.

Só para não haver dúvidas, não tenho qualquer afiliação atual com a Força Aérea, nem posso falar pela Força Aérea Portuguesa, só posso dar a minha opinião pessoal (muito positiva sobre a AFA e a FAP) e tirar dúvidas que tenham, para vos ajudar.

Perguntem à vontade.
Ola! Tenho um filho com 17 anos que manifestou o interesse de seguir a careira de piloto da Força Aérea!
Eu,como Pai,fiquei um pouco preocupado face ao desconhecimento sobre esta matéria, nomeadamente de como seria a vida de militar da Força Aérea, progressão da careira, ordenados e muito mais que ,eu a seguir, vou enumerar, tudo o que me vêm na cabeça para conseguir tirar duvidas e depois tentar transmitir "traduzidas" ao meu filho que ,ainda,não provou das vicissitudes da vida e que pensa de que "tudo o que voa... come-se" !
Qual das provas eliminatórias é mais difícil?
Qual das fizicas e mais complicada?
Caso chega a ser admitido,pode chumbar e não acabar?
Quando acabar vai ser distribuído para um quartel oriundo no pais?
Como vai ser com o alojamento e a deslocação?
Progressão na carreira e remunerações?
qual o tempo minimo para ficar no serviço para conseguir sair(caso seja necessário) sem ser prejudicado?
Qual a idade para estar no activo como piloto e qual a idade de reforma?
Se quiser passsar para aviação civil,como pode fazer? O curso tem equivalência para Aviação Comercial?

Agradeço antecipadamente a sua paciência de ler e ...talvez responder!
Pedro Slate
 
Ola! Tenho um filho com 17 anos que manifestou o interesse de seguir a careira de piloto da Força Aérea!
Eu,como Pai,fiquei um pouco preocupado face ao desconhecimento sobre esta matéria, nomeadamente de como seria a vida de militar da Força Aérea, progressão da careira, ordenados e muito mais que ,eu a seguir, vou enumerar, tudo o que me vêm na cabeça para conseguir tirar duvidas e depois tentar transmitir "traduzidas" ao meu filho que ,ainda,não provou das vicissitudes da vida e que pensa de que "tudo o que voa... come-se" !
Qual das provas eliminatórias é mais difícil?
Qual das fizicas e mais complicada?
Caso chega a ser admitido,pode chumbar e não acabar?
Quando acabar vai ser distribuído para um quartel oriundo no pais?
Como vai ser com o alojamento e a deslocação?
Progressão na carreira e remunerações?
qual o tempo minimo para ficar no serviço para conseguir sair(caso seja necessário) sem ser prejudicado?
Qual a idade para estar no activo como piloto e qual a idade de reforma?
Se quiser passsar para aviação civil,como pode fazer? O curso tem equivalência para Aviação Comercial?

Agradeço antecipadamente a sua paciência de ler e ...talvez responder!
Pedro Slate
Boa tarde,
Os exames médicos são muito rigorosos e costumam revelar pequenos problemas sem impacto na vida de uma pessoa, mas que impossibilitam voar aeronaves de alta performance. É uma lotaria, porque algumas coisas são genéticas. Visto de outro ponto de vista, é um exame médico extremamente rigoroso pelo qual não se paga. Um amigo meu descobriu que era ligeiramente daltónico, não fazia a mais pequena ideia (chumbou).
As provas fisicas são acessíveis para quem faz desporto e/ou treinar minimamente para as provas.
A entrada na Academia não garante que acaba o curso de piloto. Normalmente há 1/2 chumbos por ano, é raro não chumbar ninguém no 5º ano. Por norma, a Força Aérea não manda embora alguém em quem já investiu 4/5 anos, e quem chumba no último ano de PILAV (o ano em que se faz o curso de voo), transita para outras especialidade. Há vários exemplos de pessoas que chumbaram no curso de piloto e são agora engenheiros ou controladores de tráfego aéreo na Força Aérea.
Quando acabar o curso irá ser colocado numa das seguintes hipóteses, previsivelmente: Sintra, Beja, Montijo ou Monte Real.
O alojamento é dado pela Força Aérea durante o curso, bem como alimentação, todo o material de estudo, fardamento, etc. O curso não tem custos (propinas zero), e recebe ordenado assim que entra, que vai crescendo ao longo do curso. Não tenho os valores atuais, mas em 2011 eram:
Cadetes alunos:
1.º ano. . . 178,51
2.º ano. . . 223,13
3.º ano. . . 267,76
4.º ano. . . 357,01
5º Ano. . . 892,53
Para valores exatos de vencimentos é melhor contactar a Força Aérea, já deixei há algum tempo aqui valores aproximados por posto.
Progressão na carreira: excelente, contínua, na prática para os pilotos é automática, há uma falta crónica de PILAV na FAP que dura há mais de 30 anos.
O tempo minimo de permanência é de 12 anos (ou 14? não tenho a certeza...), após acabar o curso. Já disse aqui várias vezes, concorrer à AFA a pensar em sair é uma péssima ideia.
A idade para estar no ativo, a voar de forma operacional será até perto dos 45 anos no máximo, depois disso, muito dificilmente. O percurso que a Lei permite de momento é sair para a reserva com perto de 50 anos, e reforma por inteiro 5 anos depois. MAS a lei pode mudar. Quando eu saí da FAP (2014) este percurso estava vedado (troika).
O curso na FAP tem equivalência a um curso civil, coloquei há pouco tempo a tabela de correspondências, basta ler as mensagens anteriores.

Cumprimentos e boa sorte
 
Boa Tarde,

Por aquilo que pode observar, sabe dizer-me como é a integração de raparigas na força aérea?

Desde já agradeço!

Bom dia,

é fácil e sem problemas. Em termos de igualdade de condições, são absolutas, aliás, as Forças Armadas foram pioneiras nesse campo, os salários estão definidos por lei e são iguais para homens e mulheres.
Em termos de "ambiente", as pessoas são valorizadas pelo seu trabalho. Entre "colegas", as relações são iguais às que encontraria no mundo civil.
 
Bom dia,

como surgem com frequência perguntas sobre a AFA, e eu sei que os "boatos" e "mitos" que ouvi na minha altura sobre o que era a AFA e a FAP eram na sua maioria... mitos, estou disponível para responder às dúvidas de quem esteja a pensar em concorrer. Estive quase 18 anos na Força Aérea (já não estou, sou civil) e conheço bem os cantos à casa, da qual só posso dizer (muito, mas mesmo muito) bem.

Acerca de mim:
Entrei para a AFA em 1996 (sim, tenho 41 anos de idade), para o curso de PILAV, acabei em 2001/2.
Voei na minha carreira: Cessna 152, Chipmunk, Epsilon, Alpha Jet, Alouette 3, SA330 Puma e EH101.

Se tiverem perguntas sobre os testes de ingresso, como é estudar na AFA, como é a progressão na carreira (ótima!), como é o dia a dia após acabarem o curso, etc: perguntem, que eu respondo o melhor que saiba.

Só para não haver dúvidas, não tenho qualquer afiliação atual com a Força Aérea, nem posso falar pela Força Aérea Portuguesa, só posso dar a minha opinião pessoal (muito positiva sobre a AFA e a FAP) e tirar dúvidas que tenham, para vos ajudar.

Perguntem à vontade.
Boa Tarde,
Em primeiro lugar, agradeço por ter criado este espaço porque realmente me ajuda a encontrar a resposta para as dúvidas que possuo.
A minha questão é a seguinte:
Quão rigorosos são os exames de visão para entrar no curso de piloto aviador?
 
Boa Tarde,
Em primeiro lugar, agradeço por ter criado este espaço porque realmente me ajuda a encontrar a resposta para as dúvidas que possuo.
A minha questão é a seguinte:
Quão rigorosos são os exames de visão para entrar no curso de piloto aviador?
Os exames são bastante rigorosos. Todos os exames médicos são exigentes, não apenas os relativos aos olhos.
Boa sorte!
 
Tenho uma dúvida em relação à inscrição nos cursos das forças armadas. Devem estar incluídos nas 6 opções ou é algo feito à parte? Para além disso, se não passar para PILAV por questões médicas, continuo a concorrer para os outros cursos?

Agradeço desde já.
 
Tenho uma dúvida em relação à inscrição nos cursos das forças armadas. Devem estar incluídos nas 6 opções ou é algo feito à parte? Para além disso, se não passar para PILAV por questões médicas, continuo a concorrer para os outros cursos?

Agradeço desde já.
Boa tarde,

o concurso para a AFA é feito à parte do concurso "normal" para a Universidade.
Em relação à segunda pergunta, sim, é até bastante comum chumbar nos exames médicos para piloto e prosseguir para outra especialidade.
 
Boa noite,
poderia falar um pouco de como é a PAM (Prova de Aptidão Militar) e, caso tenha, dar alguma sugestão sobre a mesma?
Bom dia,

como surgem com frequência perguntas sobre a AFA, e eu sei que os "boatos" e "mitos" que ouvi na minha altura sobre o que era a AFA e a FAP eram na sua maioria... mitos, estou disponível para responder às dúvidas de quem esteja a pensar em concorrer. Estive quase 18 anos na Força Aérea (já não estou, sou civil) e conheço bem os cantos à casa, da qual só posso dizer (muito, mas mesmo muito) bem.

Acerca de mim:
Entrei para a AFA em 1996 (sim, tenho 41 anos de idade), para o curso de PILAV, acabei em 2001/2.
Voei na minha carreira: Cessna 152, Chipmunk, Epsilon, Alpha Jet, Alouette 3, SA330 Puma e EH101.

Se tiverem perguntas sobre os testes de ingresso, como é estudar na AFA, como é a progressão na carreira (ótima!), como é o dia a dia após acabarem o curso, etc: perguntem, que eu respondo o melhor que saiba.

Só para não haver dúvidas, não tenho qualquer afiliação atual com a Força Aérea, nem posso falar pela Força Aérea Portuguesa, só posso dar a minha opinião pessoal (muito positiva sobre a AFA e a FAP) e tirar dúvidas que tenham, para vos ajudar.

Perguntem à vontade.
Boa noite, sei que já se passaram dois anos desde o seu post mas se calhar ainda vou a tempo.
Sonho ser piloto, especialmente piloto comercial. Falta-me um ano de secundário e tenho que tomar uma decisão. Sei que existem cursos de piloto em escolas privadas mas creio que seja um investimento muito arriscado. Mas também sei que terminado o curso e se conseguir entrar numa companhia aérea rapidamente recuperava o investimento. Outra opção é a força aérea mas também tenho muitas duvidas. Após terminar o curso tenho de servir a força aérea durante quantos anos? O curo de piloto na força aerea é especializado em aeronaves militares ou depois de tirar o curso consigo ser piloto comercial facilmente? Por vezes também tenho receio que o curso da força aérea seja muito exigente e que eu me dê mal. Agradecia muito se me conseguisse «aconselhar» ou pelo menos responder as minhas questões tendo em conta que já passou por todo o mesmo processo. Obrigado pelo seu tempo, cumprimentos
 
Olá, antes de mais muito obrigada pela disponibilidade, já me esclareceu várias dúvidas. Eu continuo sem saber muito bem se devo seguir para piloto aviador pois gostaria muito de pilotar aviões de caça, ou mesmo ir em missões em que sinta mais adrenalina do que com um avião comercial, mas não sinto propriamente vocação pela vida militar e também tenho medo de não conseguir conciliar com uma vida familiar... E no meu caso eu jogo futebol numa equipa federada, se entrasse para PILAV, sendo um internato, teria de deixar de jogar? Também queria saber um pouco mais como é o ambiente dentro da academia, é tudo mesmo muito rigoroso e "quadrado" como algumas pessoas dizem? Sempre fui um pouco desleixada e não sou muito de seguir regras haha então sinto que não me ia adaptar a esse estilo de vida. Já agora em relação a isso também queria saber se é preciso estar sempre muito bem fardado ou se nos tempos livres por exemplo podemos estar mais à vontade ou até se podemos trazer roupa nossa. Sei que se desistirmos do curso temos de pagar uma indemnização (grande), mas não há nenhum tempo experimental, por exemplo se eu vir logo nos primeiros dois meses que não me vou adaptar a esse estilo de vida não posso ir embora? Por fim também já vi que não sabe os requisitos médicos, mas sabe onde dará para os consultar? Pois eu uso lentes de contacto e queria saber se isso me impede de ser piloto.. Obrigada!
 
Boa noite, sei que já se passaram dois anos desde o seu post mas se calhar ainda vou a tempo.
Sonho ser piloto, especialmente piloto comercial. Falta-me um ano de secundário e tenho que tomar uma decisão. Sei que existem cursos de piloto em escolas privadas mas creio que seja um investimento muito arriscado. Mas também sei que terminado o curso e se conseguir entrar numa companhia aérea rapidamente recuperava o investimento. Outra opção é a força aérea mas também tenho muitas duvidas. Após terminar o curso tenho de servir a força aérea durante quantos anos? O curo de piloto na força aerea é especializado em aeronaves militares ou depois de tirar o curso consigo ser piloto comercial facilmente? Por vezes também tenho receio que o curso da força aérea seja muito exigente e que eu me dê mal. Agradecia muito se me conseguisse «aconselhar» ou pelo menos responder as minhas questões tendo em conta que já passou por todo o mesmo processo. Obrigado pelo seu tempo, cumprimentos
Bom dia,
O meu conselho é que ninguém concorra com a ideia específica de ser uma forma de contornar os custos de um curso de piloto civil. Isto não quer dizer que se tenha que concorrer com uma ideia de entrar num sacerdócio franciscano para a vida, mas o curso é exigente e a vida militar requer sacrifícios pessoais consideráveis porque se passa muito tempo fora de casa e longe da família.
Contudo, se ser piloto militar é um sonho e uma vocação (era o meu caso), essas situações são ultrapassaveis porque organizas a tua vida de forma a conciliar tudo da melhor forma e a satisfação que tens em voar uma aeronave militar em ambiente operacional é extraordinária.
Acho que o tempo mínimo de permanência na FAP são 12 anos, após concluir o curso, mas não sei se entretanto já aumentou.
Post automatically merged:

Olá, antes de mais muito obrigada pela disponibilidade, já me esclareceu várias dúvidas. Eu continuo sem saber muito bem se devo seguir para piloto aviador pois gostaria muito de pilotar aviões de caça, ou mesmo ir em missões em que sinta mais adrenalina do que com um avião comercial, mas não sinto propriamente vocação pela vida militar e também tenho medo de não conseguir conciliar com uma vida familiar... E no meu caso eu jogo futebol numa equipa federada, se entrasse para PILAV, sendo um internato, teria de deixar de jogar? Também queria saber um pouco mais como é o ambiente dentro da academia, é tudo mesmo muito rigoroso e "quadrado" como algumas pessoas dizem? Sempre fui um pouco desleixada e não sou muito de seguir regras haha então sinto que não me ia adaptar a esse estilo de vida. Já agora em relação a isso também queria saber se é preciso estar sempre muito bem fardado ou se nos tempos livres por exemplo podemos estar mais à vontade ou até se podemos trazer roupa nossa. Sei que se desistirmos do curso temos de pagar uma indemnização (grande), mas não há nenhum tempo experimental, por exemplo se eu vir logo nos primeiros dois meses que não me vou adaptar a esse estilo de vida não posso ir embora? Por fim também já vi que não sabe os requisitos médicos, mas sabe onde dará para os consultar? Pois eu uso lentes de contacto e queria saber se isso me impede de ser piloto.. Obrigada!
Bom dia,
O melhor é concorrer e rapidamente se percebe durante os testes se queremos passar 17/18 anos naquele regime. Pela minha experiência, esse sentimento vem depressa para quem não gosta. É o melhor conselho que posso dar.
Em relação às lentes de contacto não consigo ajudar, tenho a ideia que os exames de entrada são os mais exigentes.
Quanto a Academia da Força Aérea ser quadrada, normalmente esses comentários vêm de quem nunca ouviu a expressão "trabalho é trabalho, conhaque é conhaque". Só vêm a parte do trabalho e imaginam que não deve haver conhaque. Há bastante.
 
Última edição:
Bom dia,

como surgem com frequência perguntas sobre a AFA, e eu sei que os "boatos" e "mitos" que ouvi na minha altura sobre o que era a AFA e a FAP eram na sua maioria... mitos, estou disponível para responder às dúvidas de quem esteja a pensar em concorrer. Estive quase 18 anos na Força Aérea (já não estou, sou civil) e conheço bem os cantos à casa, da qual só posso dizer (muito, mas mesmo muito) bem.

Acerca de mim:
Entrei para a AFA em 1996 (sim, tenho 41 anos de idade), para o curso de PILAV, acabei em 2001/2.
Voei na minha carreira: Cessna 152, Chipmunk, Epsilon, Alpha Jet, Alouette 3, SA330 Puma e EH101.

Se tiverem perguntas sobre os testes de ingresso, como é estudar na AFA, como é a progressão na carreira (ótima!), como é o dia a dia após acabarem o curso, etc: perguntem, que eu respondo o melhor que saiba.

Só para não haver dúvidas, não tenho qualquer afiliação atual com a Força Aérea, nem posso falar pela Força Aérea Portuguesa, só posso dar a minha opinião pessoal (muito positiva sobre a AFA e a FAP) e tirar dúvidas que tenham, para vos ajudar.

Perguntem à vontade.
Gostaria de entrar para a força aérea ,sei que é cedo para falar nisto mas é um sonho ir para a FA , estou no 9 ° ano e tenho duvidas quanto a nota do exame matemática A (se é dificil passar para ser admitida) ,ao nivel de dificuldade da disciplina de matemática no ensino secundário e se a FA tem poucas ou muitas vagas normalmente. Eu queria ir para piloto de caças, é preciso ter uma determinada classificação? Agradeço a quem puder ajudar.
 
Gostaria de entrar para a força aérea ,sei que é cedo para falar nisto mas é um sonho ir para a FA , estou no 9 ° ano e tenho duvidas quanto a nota do exame matemática A (se é dificil passar para ser admitida) ,ao nivel de dificuldade da disciplina de matemática no ensino secundário e se a FA tem poucas ou muitas vagas normalmente. Eu queria ir para piloto de caças, é preciso ter uma determinada classificação? Agradeço a quem puder ajudar.
Boa tarde,
A tua pergunta já foi mais ou menos respondida atrás, sugiro que leias as perguntas e respostas desde o início, há muita informação importante, se mesmo assim tiveres dúvidas, envia MP e eu respondo por aqui para toda a gente ler.
 
Bom dia,

como surgem com frequência perguntas sobre a AFA, e eu sei que os "boatos" e "mitos" que ouvi na minha altura sobre o que era a AFA e a FAP eram na sua maioria... mitos, estou disponível para responder às dúvidas de quem esteja a pensar em concorrer. Estive quase 18 anos na Força Aérea (já não estou, sou civil) e conheço bem os cantos à casa, da qual só posso dizer (muito, mas mesmo muito) bem.

Acerca de mim:
Entrei para a AFA em 1996 (sim, tenho 41 anos de idade), para o curso de PILAV, acabei em 2001/2.
Voei na minha carreira: Cessna 152, Chipmunk, Epsilon, Alpha Jet, Alouette 3, SA330 Puma e EH101.

Se tiverem perguntas sobre os testes de ingresso, como é estudar na AFA, como é a progressão na carreira (ótima!), como é o dia a dia após acabarem o curso, etc: perguntem, que eu respondo o melhor que saiba.

Só para não haver dúvidas, não tenho qualquer afiliação atual com a Força Aérea, nem posso falar pela Força Aérea Portuguesa, só posso dar a minha opinião pessoal (muito positiva sobre a AFA e a FAP) e tirar dúvidas que tenham, para vos ajudar.

Perguntem à vontade.

Boa noite;
Eu estive a pesquisar e tenho interesse em tirar o curso de piloto, mas o que eu gostaria mesmo de fazer no futuro era pilotar aviões comerciais (depois dos anos obrigatórios na academia). O curso de piloto aviador que estudamos na tropa dá para no futuro pilotarmos aviões comerciais ou é necessário repetir o curso todo de novo numa escola de aviação?

Obrigada!
 
Boa noite;
Eu estive a pesquisar e tenho interesse em tirar o curso de piloto, mas o que eu gostaria mesmo de fazer no futuro era pilotar aviões comerciais (depois dos anos obrigatórios na academia). O curso de piloto aviador que estudamos na tropa dá para no futuro pilotarmos aviões comerciais ou é necessário repetir o curso todo de novo numa escola de aviação?

Obrigada!
Boa noite,
O curso tem equivalência, não é preciso repetir, mas eu não aconselho a ir 12+5=17 anos para a Força Aérea se o teu objetivo for a aviação civil...
 
  • Like
Reactions: Anon1mo
Boa noite,
O curso tem equivalência, não é preciso repetir, mas eu não aconselho a ir 12+5=17 anos para a Força Aérea se o teu objetivo for a aviação civil...

Eu estive agora a ler algumas perguntas e as respostas dadas e percebi que quem sofre de miopia é muito improvável entrar no curso de piloto aviador...
Tendo em conta a situação atual na aviação considera que os custos gastos para enverdar no curso de aviação comercial vale a pena?
Se sairmos da academia antes dos anos obrigatórios é necessário pagar uma indeminização, o senhor sabe à volta de que valores anda essa indeminização?
 
Eu estive agora a ler algumas perguntas e as respostas dadas e percebi que quem sofre de miopia é muito improvável entrar no curso de piloto aviador...
Tendo em conta a situação atual na aviação considera que os custos gastos para enverdar no curso de aviação comercial vale a pena?
Se sairmos da academia antes dos anos obrigatórios é necessário pagar uma indeminização, o senhor sabe à volta de que valores anda essa indeminização?
Boa tarde,
Em relação a perspectivas de trabalho futuro não te consigo dar uma opinião sustentada, até porque a capacidade de suportar financeiramente o curso é uma coisa muito individual e específica. Posso dizer que já vi vários ciclos de "alta" e "baixa" ao longo dos anos e que isso é normal no mercado de trabalho dos pilotos. Não consigo ajudar mais sem estar a falar do que não sei.
Os valores das indemnizacoes são astronómicos, para dissuadir saídas prematuras, o custo de formação de um piloto militar é muito alto.
 
Bom dia,

como surgem com frequência perguntas sobre a AFA, e eu sei que os "boatos" e "mitos" que ouvi na minha altura sobre o que era a AFA e a FAP eram na sua maioria... mitos, estou disponível para responder às dúvidas de quem esteja a pensar em concorrer. Estive quase 18 anos na Força Aérea (já não estou, sou civil) e conheço bem os cantos à casa, da qual só posso dizer (muito, mas mesmo muito) bem.

Acerca de mim:
Entrei para a AFA em 1996 (sim, tenho 41 anos de idade), para o curso de PILAV, acabei em 2001/2.
Voei na minha carreira: Cessna 152, Chipmunk, Epsilon, Alpha Jet, Alouette 3, SA330 Puma e EH101.

Se tiverem perguntas sobre os testes de ingresso, como é estudar na AFA, como é a progressão na carreira (ótima!), como é o dia a dia após acabarem o curso, etc: perguntem, que eu respondo o melhor que saiba.

Só para não haver dúvidas, não tenho qualquer afiliação atual com a Força Aérea, nem posso falar pela Força Aérea Portuguesa, só posso dar a minha opinião pessoal (muito positiva sobre a AFA e a FAP) e tirar dúvidas que tenham, para vos ajudar.

Perguntem à vontade.
Olá eu estava a pensar concorrer ao curso e gostava de saber se durante o curso se escolhe o tipo de aeronave que se vai pilotar ao longo da carreira ou não se escolhe e depende das vagas de cada esquadrão.

Obrigado
 
Última edição:
Bom dia,

como surgem com frequência perguntas sobre a AFA, e eu sei que os "boatos" e "mitos" que ouvi na minha altura sobre o que era a AFA e a FAP eram na sua maioria... mitos, estou disponível para responder às dúvidas de quem esteja a pensar em concorrer. Estive quase 18 anos na Força Aérea (já não estou, sou civil) e conheço bem os cantos à casa, da qual só posso dizer (muito, mas mesmo muito) bem.

Acerca de mim:
Entrei para a AFA em 1996 (sim, tenho 41 anos de idade), para o curso de PILAV, acabei em 2001/2.
Voei na minha carreira: Cessna 152, Chipmunk, Epsilon, Alpha Jet, Alouette 3, SA330 Puma e EH101.

Se tiverem perguntas sobre os testes de ingresso, como é estudar na AFA, como é a progressão na carreira (ótima!), como é o dia a dia após acabarem o curso, etc: perguntem, que eu respondo o melhor que saiba.

Só para não haver dúvidas, não tenho qualquer afiliação atual com a Força Aérea, nem posso falar pela Força Aérea Portuguesa, só posso dar a minha opinião pessoal (muito positiva sobre a AFA e a FAP) e tirar dúvidas que tenham, para vos ajudar.

Perguntem à vontade.
Olá boa tarde, antes de mais gostaria de agradecer por toda a ajuda já realizada em todos os aspetos.

A minha principal questão baseia-se no seguinte, este ano 2022 a FAP abriu concursos em regime de contrato para a classe de pilotos. Gostaria de saber caso em 2023 voltem a abrir o mesmo concurso quais as diferenças relevantes entre os dois cursos. Este aplica um contrato de 6 anos sem acesso direto aos quadros permanentes e com uma limitação até tenente (dentro do contrato). Os pre requisitos são semelhantes.
Mas em relação ao resto?
Qual a razão da FAP formar pilotos sem ser pela academia?
Há alguma diferença significativa entre um PILAV( provindo da AFA) e um PILOTO(exclusivamente piloto da FAP em contrato)?
Há a possibilidade de pilotar os F-16 ou neste contrato há limitações em relação as aeronaves.
O regime não é interno mas caso seja oportuno a FAP disponibiliza alojamento?
Aplica-se também uma prova de tirocínio?
Depois dos 6 anos a dificuldade de ser chamado para os quadros permanentes é alta?
Caso não seja chamado para os quadros, o tempo presente da Força aérea é valorizado nas companhias aéreas comerciais ou vão ser sempre valorizados os estudantes de cursos privados de aviação.
As horas de voo assemelham-se as do cursos da AFA ou o curso é mais dirigido noutra vertente?
Qual é nomeadamente o trabalho de um piloto de contrato?
Quais são as possíveis bases onde posso estar sediado?
Qual é o extra salarial para a profissão de piloto ( taxa de risco )?

Peço desculpa pela longa descrição das minhas questões mas realmente ha muitas perguntas por fazer.

Falando do meu caso sendo um jovem recém licenciado que já perdeu a oportunidade de ingressar da AFA.