Insólitos da sala de aula

 
O meu professor de Filosofia arranjava as desculpas mais estapafúrdias para mirar as meninas, por exemplo:
"A emancipação progressiva da mulher foi alicerçada em princípios ideológicos vanguardistas, designadamente o femininismo -> por exemplo, vamos lá a ver quantas meninas hoje trouxeram mini-saia" *Começa a olhar para debaixo das mesas das raparigas* :innocent:
 
Os risinhos já me valeram uma expulsão, mas foi na primária :p
Lembro-me que ficaram todos muito espantados. Secalhar pensaram que por ser a melhor aluna da turma não me podia rir. O pior é que quando regressei à sala ainda me estava a rir :tearsofjoy:
Eu também sempre fui um dos melhores alunos das turmas onde estive e também ficavam todos espantados quando acontecia algo desse género :P
Quanto a expulsões assim de repente lembro-me de 4.
Fui expulso 2 vezes no 6º ano (ou 1 no 5º e outra no 6º, já nem sei bem xD). A 1ª vez foi numa aula de Área de Projeto (ou algo com nome parecido) em que tínhamos aulas numa sala com computadores, se bem me lembro o professor mandou-me para a rua porque estava a falar muito.

A 2ª foi em EVT (tínhamos 2 professores e um deles era o mesmo de área de projeto, ele não devia gostar mesmo de mim mas eu também não gostava nada dele :P), a rapariga que se sentava ao meu lado tinha um pancada qualquer pelo meu cabelo e estava sempre a fazer-me festas na cabeça, para além disso falávamos bastante e dessa vez começámos a rir e os professores mandaram-nos para a rua e ela ainda ficou a deitar-me as culpas por termos sido expulsos x'D

Outra foi no 9º, a minha colega do lado em ciências naturais também conversava muito comigo, ela passava literalmente a aula toda a falar para mim e dessa vez acabámos na rua bem como uma outra colega nossa que estava virada para trás a falar connosco.

A outra que me lembro foi no ano passado numa aula teórica de álgebra linear e geometria analítica. Eu e mais 2 amigos meus estávamos na última fila e outro amigo nosso estava na fila logo à nossa frente. O que estava à nossa frente não estava a ver bem o quadro então levantou-se para ir temporariamente para um lugar vago umas filas mais á frente para copiar o que a professora escrevia no quadro. Ele deixou o telemóvel em cima da mesa cá atrás então um dos meus amigos pegou no telemóvel e pediu-me para o esconder e quando o outro voltou para o lugar onde estava inicialmente passado um bocado reparou que não estava lá o telemóvel, aí ele desconfiou logo do tal que teve a ideia e como nós negávamos que lhe tivessemos tirado o telemóvel ele pegou no telemóvel do que teve a ideia e disse: "Vou telefonar para o meu telemóvel, ele está com som portanto se ele toca vocês estão f**" xD aí eu fiquei todo atrapalhado e estava a tentar tirar o som do telemóvel dele e enquanto isso o que estava ao meu lado só se ria, por causa dele também me comecei a rir. O pior foi que a prof reparou que se passava algo que não estava relacionado com a aula então e disse: "Vocês os 4, rua!" :tearsofjoy:
Com isto tudo o nosso amigo ficou zangado por ter ido para a rua sem ter culpa :D :D
 
O professor inventor :
Este professor todos os dias inventava coisas novas , adepto ferrenho do Benfica , chegou até a trazer inúmeros livros a cerca do seu clube de eleição , mas nao é que numa linda manha quando pensávamos que tal fanatismo não poderia piorar , que num teste de m.a.c.s nos deparamos com um teste inteiramente dedicado ao Benfica , ao que ele no diz " Então nunca tiveram teste tão lindo pois não ? " (toda a gente adorava este professor , acho que foi a sorte dele ) .
Acho que não me importava de fazer esse teste :D
 
O meu professor de Filosofia arranjava as desculpas mais estapafúrdias para mirar as meninas, por exemplo:
"A emancipação progressiva da mulher foi alicerçada em princípios ideológicos vanguardistas, designadamente o femininismo -> por exemplo, vamos lá a ver quantas meninas hoje trouxeram mini-saia" *Começa a olhar para debaixo das mesas das raparigas* :innocent:
Outro prof. de Filosofia tarado O.o
 
Outro prof. de Filosofia tarado o_O
Acho que nunca conheci um professor de filosofia propriamente normal. O meu do secundário suicidou-se uns anos depois de me dar aulas, nunca ninguém soube bem porque... :neutral:
 
Acho que nunca conheci um professor de filosofia propriamente normal. O meu do secundário suicidou-se uns anos depois de me dar aulas, nunca ninguém soube bem porque... :neutral:
O.o realmente não parecem muito normais não... Eu tinha era uma professora e também tinha algumas pancadas xD mas que eu saiba ainda não se suicidou :P
 
  • Like
Reactions: gui5000
A minha professora de filosofia era "normal"... E uma querida, a ponto de me justificar uma falta disciplinar (a fq por me estar a rir) só para não me tirar do quadro de mérito xD
 
No 9º ano tinha uma professora de FQ que para testar os movimentos atirava borrachas dos alunos, tipo "calculem a velocidade da borracha" *atira borracha para o outro lado da sala e quase acerta num aluno*.

Um dia se for professora quero ensinar assim! Ahahah
 
Um dia se for professora quero ensinar assim! Ahahah
Acho muito bem! Mais: a professora nos quadros de giz fazia aquele barulho irritante do giz de propósito! Era tipo "sublinhem isto meninos" *ihgfihhidfhidhf* tudo a dizer "stora pare com isso" e ela continuava...
 
A minha professora de filosofia era "normal"... E uma querida, a ponto de me justificar uma falta disciplinar (a fq por me estar a rir) só para não me tirar do quadro de mérito xD
Prof. fixe :P a minha D.T. do 10º e 11º (que era a nossa professora de inglês) também queria sempre que a nossa turma estivesse nesses quadros e aceitava justificações de faltas atrasadas (às vezes mesmo muito atrasadas), fazia testes fáceis, etc.
 
Havia um professor da minha escola que falava sempre a sussurrar, nunca percebi muito bem. E era professor de música o_O. Quando um professor da minha turma faltava era sempre ele que nos dava substituição. Então, quando entrávamos na sala tínhamos sempre a mesma lista escrita no quadro.
"Tarefas que podem fazer:
1. Ler
2. Trabalhos de casa
3. Dormir"
Sempre que falávamos (mesmo que baixinho) ele chegava à nossa beira e dizia, a sussurrar claro, "shh, estão a falar muito alto", ou então, se não estivéssemos a fazer nada ia à nossa beira dizer para nos deitarmos e fecharmos os olhos xD.
Já que estão a falar de mandar os alunos para a rua, numa das aulas com esse professor ele perguntou o que queríamos fazer (foi das primeiras). Um amigo meu, como nós ainda não o conhecíamos, levantou o braço e disse, normalmente, que podíamos ir jogar futebol. O professor vira-se e diz que ele estava a falar muito alto e mandou-o para a rua :tearsofjoy:.
Mas ele era altamente. Às vezes, nos intervalos, ia fazer parkour com os seus alunos :D
 
No 6º ano a minha turma era terrível e todos os dias ia pelo menos 1 pessoa para a rua, sem qualquer exagero.
Nas santas aulas de inglês, cada vez que a professora virava-se para trás para escrever algo no quadro ou saía da sala para chamar a funcionária para expulsar um aluno para escrever no quadro nós começavamos a bater nas mesas (2 vezes) e a bater palmas 1 vez
(batida de fundo da música Queen - We will rock you) e começavamos a cantar a letra da música.
Isto várias vezes por aula, sempre que conseguiamos fazer sem ser apanhados.

Imaginem quem era o sub-delegado dessa turma e que não se podia chibar. Exato, eu! Estava entre a espada e a parede...
 
A maioria dos professores homens são tarados. Na minha escola tinha um que olhava descaradamente para certas partes dos corpos das alunas mais bonitas, menosprezava as que eram menos, fazia de tudo para nos corredores da escola encontrar as alunas e falar com elas ou simplesmente passar muito perto delas (se é que me entendem), vivia a falar dos seus problemas sexuais durante as aulas, e ainda por cima adorava espalhar pela escola que as alunas adoravam ele (só que não), que estavam apaixonadas por ele.... se uma aluna demonstrava de alguma forma que não gostava dele ou das suas atitudes... tinha sempre má nota ou o professor espalhava para a escola que a aluna tinha tentado algo com ele e ele que não quis.....
Moral da história: é por isso que nunca gostei de professores homens. Prefiro as mulheres.

Isso passava-se em que ano? Na faculdade?