Insólitos da sala de aula

Eu lembro-me que a stora viu que a música estava no manual e pôs a tocar o resto da aula toda, ficou ali a dançar e tudo... E eram 8h da manhã... De sexta :)))
 
Em OPO:

*Chega alguém atrasado*
Professor: "Olhe, como não há mais lugares se quiser pode-se sentar aqui na cadeira do professor. Pois é meninos e meninas, ficam a saber, para quem quer a melhor cadeira da sala, é chegar atrasado, nem sempre a vida é justa para quem segue as regras."

- - -

Aluna: "Professor, temos mesmo de conhecer o que fizeram todos os 7 sábios destas versões todas?
Professor: "Não não, estava a brincar convosco, sabem, gozar com os caloiros é uma coisa que gostamos de fazer no inicio do ano"

HAC:

(( Como o professor que normalmente dá a cadeira (o de OPO) teve de faltar, tivemos aula de introdução à Roma antiga com aquele que nos dará a cadeira a meio do semestre (Ainda estamos na Grécia). São MUITO diferentes na maneira de explicar. ))

Portanto, estavamos a aprender sobre uma lenda romana sobre uma mulher que foi abusada e o prof: "Conhecem a história não conhecem? É muito simples, é uma violação" *Anfiteatro inteiro a rir-se*
Na mesma aula, começou a explicar o significado de uma palavra que não encontro agora, mas digamos que um dos significados é comer em conjunto, começa por cum, e ele ordenou a explicação de tal maneira que pareceu que estava a falar de uma coisa totalmente diferente.
 
Deixo-vos com algumas delícias dos primeiros dois meses em Psicologia:

__________________________________________________________________________________________________________________________________________________

Melhores citações do Prof. X:
- "Vocês têm de fazer sexo seguro com a internet, e fazer pesquisas protegidas (analogia com preservativos) contra informação mal argumentada";


- "Os seres humanos são a última borbulha, do acne que são os animais no planeta Terra".

- "Há uma barreira linguística entre os brasileiros e os portugueses. Peço desculpa aos brasileiros presentes mas eles são péssimos com traduções".

- "Apesar de vos ter de dar esta visão criacionista do mundo na Psicologia Evolutiva, acho-a muito infantil. Não que todos os religiosos sejam burros, há alguns inteligentes até".

____________________________________________________________________________________________________________________________________

Aula de Métodos de Investigação em Psicologia:
Professora: *muito empenhada numa explicação detalhada e complexa*
Aluna: *interrompe a professora* "Olhe professora, desculpe, mas o ar condicionado está ligado? É que eu estou cheia de frio".
____________________________________________________________________________________________________________________________________


Apresentação do trabalho de grupo do Prof. X:
Colega de trabalho do Simão: *estás prestes a acabar a sua parte. Simão prepara-se para começar a dele*
Colega estrangeiro: *tem ataque epiléptico*


Reacções dos alunos: fugir da beira do aluno com horror à situação OU aproximar-se dele para ver a situação como um filme de terror.
 
Não é que, na sexta, ia entrando na sala e vi que à porta estava a mala do prof. e ele, lá dentro, ali a procurar um local qualquer no mapa de Portugal? (Estava um mapa no quadro de cortiça daquela sala.)
Depois, algures, a meio da aulinha, começou a falar nos concertos que deu com a banda dele no Verão e aonde foram tocar e isso tudo... Começou a falar em Vila Real e tal e como foi...

-

Na quinta, na aula, o stor estava a escrever no quadro e queria giz de outra cor, até se lembrar que o tinha na mala. Enquanto que comentava que andava muito carregado e tal, um dos repetentes diz assim "Eia, parece o Doraemon!".
 
  • Haha
Reactions: carolinaasx
Um dos últimos exercícios feitos em Prática Teatral:

- Vamos fazer um ritual, podem invocar o que quiserem - chuva, fertilidade, whatnots. Inspirada por umas colegas que me mostraram isto:
Ia eu toda inspirada fazer a minha invocação de vitalidade e o professor passa por mim, dá um toquezinho com o pé nas minhas traseiras e diz "Foi assim que a Alemanha perdeu a guerra, Ariana". :fearful::tearsofjoy::tearsofjoy:

Ontem estava no GTL a fazer um exercício coreográfico e era eu que dava a inspiração pra todos fazermos simultaneamente. Acontece que eu dava e ngm ouvia. Eu: *respira como uma asmática e em vez de deixar o ar sair, acumula ar e fica com os ombros todos pra cima*
Ávila: ARIANA EU NÃO ACREDITO NISTO! USA O DIAFRAGMA :tearsofjoy::tearsofjoy::tearsofjoy:
 
Ávila: ARIANA EU NÃO ACREDITO NISTO! USA O DIAFRAGMA :tearsofjoy::tearsofjoy::tearsofjoy:
(Eu li isto a pensar no meu trabalho de contraceção... Porque o meu é sobre Diafragma e Espermicidas...)
-
Na sexta, talvez devo ter tido uma das melhores aulas de apoio de matemática com aquele stor. Ora, comecemos:
  1. Como era a aula depois do teste, só apareceram 4 pessoas.
  2. Acabámos por ficar a falar do que quer que seja.
  3. O stor pediu o comando que liga o projetor e começou a mostrar como é que eram planeadas as aulas de 11º. Ou por outra, como é que eram dadas. Começou a mostrar isso tudo do quadro interativo que ele tanto adora e tudo isso.
  4. Do nada, começámos a falar em Fernando Pessoa... Ele começou a falar nele, em Mensagem, para ser mais concreta. Citando-o, ele diz que "Mensagem é uma floresta, porém o que as pessoas conseguem ver é somente uma árvore". Bom, basicamente dizia que poucos o entendiam e esperava que houvesse um dia em que todos o pudessem perceber, isso tudo, não sei quê e que era muito à frente do seu tempo e sei lá que mais.
  5. Disse que ia apanhar sol. A gente acompanhou-o à saída e começou a falar na sua preferência ao campo em relação à praia. Nós achámos que era só por falar, mas não é que deixou as coisas na sala dos professores e começou a andar sozinho pelo recinto escolar, por onde houvesse sol?... Vimo-lo perto da zona do campo de educação física e não é que começámos a dizer que era o seu momento de deambulação?... :sweatsmile: Oh, bem, já andávamos há bastante tempo a dizer que o professor era parecido com o Fernando Pessoa (isto, para além de outras comparações que já fizemos) e esta ideia foi reforçada graças ao ator que deu vida ao Nandinho na peça que vimos, relativa a O Ano da Morte de Ricardo Reis.
 
  • Like
Reactions: Ariana_
Eu lembro-me que, numa aula de Português, enquanto não vinha o stor, um colega meu pôs-se de pé no meio da sala e a funcionária interpelou-o, perguntando porque é que ele estava ali. Ele fingiu que era um stor substituto e o mais engraçado foi a funcionária a dizer toda atrapalhada: "Desculpe, desculpe, senhor doutor". Só sei que nós começamos a morrer de riso 😂😂😂😂
 
Lídia, is that you?
Como isto está tão divertido, vou contar as peripécias da minha prof. De ciencias do 9 ano, um espetáculo, a mulher(tenho saudades).Um dia estava a explicaria o sistema reprodutor e fez um desenho no quadro.Com a continuação da explicação, ficou sem espaço para escrever e como nó s queríamos passar tudo e ela queria despachar a matéria, disse: está aqui o boneco a representar o aparelho reprodutor masculino, agora neste boneco se colocarem uns ovários e um útero,tiram os testículos e o pénis e já fica uma mulher.Ia dizendo isto, enquanto fazia o desenho e ia apagando.Qdo acaba diz: nunca imaginei como é tão fácil fazer uma mudança de sexo, deve ser por isso q está na moda.
Há um aluno, que estava a acompanhar, mas diz:professora, eu tenho q fazer outro boneco, não consigo mudar de rapaz para rapariga tão facilmente. Resposta da prof:nao se preocupe, a aula acabou, mas você pode fazer isso até amanhã, faz em casa e ela repete, o desenho claro!!! Todos percebemos, ela estava sp a brincar, mas o meu colega, ainda hoje acha q ela lhe estava a dizer q devia mudar de sexo...