licenciatura em matematica ou em quimica

margarida001

Membro Caloiro
Matrícula
13 Junho 2019
Mensagens
3
vou este ano ingressar para o ensino superior e estou bastante indecisa entre o curso de quimica e o de matematica...
Como quero ser professora de matematica, fazia mais sentido tirar em licenciatura em matematica, mas parece um curso chato de se fazer, porque a maior parte das disciplinas são matematica e pelo que percebi bastante teoricas...enquanto que o curso de quimica tem cadeiras de Matematica e Quimica, duas areas que gosto... mas que me impossibilita tirar o mestrado em ensino de mat.
Alguem me pode falar sobre o curso de Mat, dificuldades, tipos de matéria abordados..?
 

Cipriano

Membro
Matrícula
10 Agosto 2018
Mensagens
96
Curso
Matemática
Instituição
FCT-UNL
Olá @margarida001!

Acabei o primeiro ano da Licenciatura em Matemática (na FCT-UNL) e posso-te dizer que sim (e principalmente no início) a maior parte das cadeiras são teóricas.

Uma das diferenças entre o secundário e a universidade é o facto de a matéria leccionada na universidade ser mais teórica e a maior parte das proposições serem demonstradas, enquanto no secundário poucas são as proposições demonstradas e os exercícios são mais práticos.

Os tópicos abordados na Licenciatura em Matemática são todas as bases da matemática (por exemplo Algebra Linear, Algebra, Análise Matemática, Geometria, etc) necessárias para se compreender tópicos mais avançados de matemática (por exemplo Topologia, Análise Complexa...). No fundo aprende-se as bases e um pouco de tudo sobre tópicos mais avançados.

Na minha experiência digo-te que foi mais ou menos um choque quando entrei em matemática por causa da diferença entre o secundário e a universidade (e por causa de ser aluno deslocado), e no inicio as coisas não estavam a correr tão bem, mas ao longo do tempo fui habituando-me ao estilo de ensino. Isto para dizer que se gostas de matemática e queres seguir uma área que envolve matemática (neste caso, ser professora de matemática), então na minha opinião acho um boa aposta tirares a Licenciatura em Matemática. Mesmo que no inicio as coisas não corram tão bem, se estudares e gostares daquilo que estás a fazer habituas-te! O curso não é fácil mas também não é difícil se te esforçares 🙂

Em relação a química e por aquilo que tenho estado a ver no geral os cursos de química nas várias universidades têm no inicio cadeiras de matemática, mas ao longo dos anos as cadeiras obrigatórias são mais específicas e há em algumas universidades cadeiras opcionais de matemática. Diria que as cadeiras de matemática numa Licenciatura em Química são mais aplicadas e menos demonstrativas, tendo um foco maior para aquilo que será necessário para se poder ensinar tópicos mais avançados em Química, mas isto é aquilo que eu acho. Eu desconheço o que se aprende numa Licenciatura em Química e posso até estar enganado. Seria bom se alguém que tenha tirado/estivesse a tirar Química pudesse dar a sua opinião sobre as cadeiras de matemática na Licenciatura em Química.

Se ser professora de matemática é aquilo que queres ser, então recomendo-te ver que cursos te permitem poder trabalhar no futuro como professora de matemática.

Espero ter-te ajudado! Qualquer dúvida que tenhas podes perguntar-me! 😁
 

Carolina1311

Membro
Matrícula
15 Junho 2019
Mensagens
64
Curso
Ciência de Dados
Instituição
ISCTE
Olá!!
Vou este ano para o 12.º ano no curso de Ciências e Tecnologias. Matemática sempre foi a minha disciplina favorita. Mas não percebi bem as saídas profissionais da licenciatura em Matemática, alguém me pode esclarecer?
Eu tenho aquela ideia, provavelmente errada, de que a Licenciatura em Matemática só dá para ser professora de Matemática. Podem esclarecer as saídas profissionais desta licenciatura por favor??
Obrigadaa
 

Cipriano

Membro
Matrícula
10 Agosto 2018
Mensagens
96
Curso
Matemática
Instituição
FCT-UNL
Alô @Carolina1311!

Matemática é uma das áreas que tem várias saídas profissionais! Com uma Licenciatura em Matemática, podes ser Analista, Consultor Financeiro, Estatístico, Professor, Investigador, Trabalhador na Banca, Cientista de Dados, etc.

Há várias empresas e instituições que procuram matemáticos devido à sua capacidade de resolução de problemas. Por exemplo empresas de transportes, empresas de gestão de informação, Centros de Investigação tanto de matemática como de outras ciências que precisam de matematicos para por exemplo modelar fenómenos e prever resultados, instituições publicas, entre outras. Se há coisa que tem saídas e muito é Matemática!

Posso-te dizer que já conheci muita gente que pensa que matemática só dá para professor. Mas a verdade é que há muito mais que podes fazer no futuro com uma Licenciatura em Matemática. E se quiseres aprofundar o estudo numa área mais especifica da matemática tens sempre a possibilidade de seguir um Mestrado nessa área.

Acabei o meu primeiro ano da Licenciatura em Matemática e por exemplo eu gostava de seguir a área de Investigação. Gostava de poder estar na vanguarda do conhecimento e de poder descobrir novas verdades que no futuro fossem úteis para a humanidade.

Qualquer dúvida adicional que possas ter é só perguntar 😀
 
  • Like
Reactions: Carolina1311

Carolina1311

Membro
Matrícula
15 Junho 2019
Mensagens
64
Curso
Ciência de Dados
Instituição
ISCTE
Alô @Carolina1311!

Matemática é uma das áreas que tem várias saídas profissionais! Com uma Licenciatura em Matemática, podes ser Analista, Consultor Financeiro, Estatístico, Professor, Investigador, Trabalhador na Banca, Cientista de Dados, etc.

Há várias empresas e instituições que procuram matemáticos devido à sua capacidade de resolução de problemas. Por exemplo empresas de transportes, empresas de gestão de informação, Centros de Investigação tanto de matemática como de outras ciências que precisam de matematicos para por exemplo modelar fenómenos e prever resultados, instituições publicas, entre outras. Se há coisa que tem saídas e muito é Matemática!

Posso-te dizer que já conheci muita gente que pensa que matemática só dá para professor. Mas a verdade é que há muito mais que podes fazer no futuro com uma Licenciatura em Matemática. E se quiseres aprofundar o estudo numa área mais especifica da matemática tens sempre a possibilidade de seguir um Mestrado nessa área.

Acabei o meu primeiro ano da Licenciatura em Matemática e por exemplo eu gostava de seguir a área de Investigação. Gostava de poder estar na vanguarda do conhecimento e de poder descobrir novas verdades que no futuro fossem úteis para a humanidade.

Qualquer dúvida adicional que possas ter é só perguntar 😀
Ajudou muito mesmo obrigada!!!
Acho que fiquei com uma visão muito mais ampla do curso.
Também penso em seguir uma área de investigação e ter isso na Licenciatura de Matemática é muito importante!!!
Já que acabaste o 1.º ano, o que podes dizer sobre o curso? As cadeiras? Na tua faculdade qual é o ambiente? Tudo o que puderes dizer mesmo.
Obrigada
 
  • Like
Reactions: Cipriano

Cipriano

Membro
Matrícula
10 Agosto 2018
Mensagens
96
Curso
Matemática
Instituição
FCT-UNL
Ajudou muito mesmo obrigada!!!
Acho que fiquei com uma visão muito mais ampla do curso.
Também penso em seguir uma área de investigação e ter isso na Licenciatura de Matemática é muito importante!!!
Já que acabaste o 1.º ano, o que podes dizer sobre o curso? As cadeiras? Na tua faculdade qual é o ambiente? Tudo o que puderes dizer mesmo.
Obrigada

De nada 😁

Há muita coisa que posso dizer sobre o curso! Aquilo de que vou falar refere-se à minha experiência como aluno da FCT-UNL.

A estrutura do curso é tal que as primeiras cadeiras leccionadas contém as bases fundamentais para as cadeiras que se seguem e quase todas as cadeiras do curso são de matemática. Há na Licenciatura cadeiras de outras áreas como introdução à programação e introdução à física. O curso é bastante teórico, mas possui algumas cadeiras práticas. No segundo semestre do 3º ano (o último da licenciatura) podes escolher que cadeiras queres ter dentro de uma lista, o que te permite escolher algo mais teórico ou prático.

A disciplina de matemática do secundário é bastante diferente das cadeiras de matemática da universidade. Para além der ser mais teórico, aquilo que se dá nas cadeiras da Licenciatura em Matemática é demonstrado e explicado mais ao pormenor. Há várias cadeiras de matemática, como por exemplo Algebra Linear, Geometria, Análise Matemática, Probabilidades e Estatísticas, etc. Falo por mim quando digo que pouco me dizia os nomes das cadeiras antes de entrar na Licenciatura em Matemática xD

Também falo por mim quando digo que no início foi um pouco difícil adaptar-me ao novo estilo de ensino e à matéria, mas ao longo do tempo fui adaptando-me. Há cadeiras mais fáceis, outras não tão fáceis, outras bastante difíceis, mas com estudo é possível passar às cadeiras 🙂

Em relação à faculdade, vou-te dizer que não me arrependo da escolha que fiz, pelo contrário estou bastante feliz com aquilo que escolhi! O ambiente é muito agradável e fiz grandes amigos na Licenciatura, tanto pessoas de primeiro ano como veteranos dos outros anos. Há no geral uma ótima relação entre professor e aluno, em parte devido ao número de alunos que entra cada ano na licenciatura (25), o que permite um contacto mais próximo, algo que não é tão fácil em cursos com mais alunos. É bastante fácil o acesso à faculdade, pois temos o metro mesmo ao lado da faculdade e há autocarros que passam pela faculdade. O campus é grande e há vários lugares onde se pode comer para além da cantina.

Uma das coisas mais interessantes da faculdade é que em todos os anos há uma cadeira que todos os alunos da faculdade têm, conforme o ano em que se encontram. Estas cadeiras têm como vista criar competências complementares para o futuro, e ajudam-nos a nos preparar para a inserção no mercado de trabalho. Na cadeira que eu tive este ano (Competências Transversais para a Ciência e Tecnologia) aprendi a comunicar melhor, a fazer um CV, a trabalhar em equipa, a me organizar melhor, etc, e como todos os alunos do primeiro ano têm esta cadeira eu conheci pessoal de outros cursos!

Se quiseres dar uma olhadela para as cadeiras poder ver aqui. Acho que os nomes não te vão dizer muito mas se tiveres interesse em alguma cadeira específica podes perguntar-me.

Também penso em seguir uma área de investigação e ter isso na Licenciatura de Matemática é muito importante!!!

Nice! Tens algum interesse em específico que te leva a querer seguir Investigação?
 

Carolina1311

Membro
Matrícula
15 Junho 2019
Mensagens
64
Curso
Ciência de Dados
Instituição
ISCTE
Se quiseres dar uma olhadela para as cadeiras poder ver aqui. Acho que os nomes não te vão dizer muito mas se tiveres interesse em alguma cadeira específica podes perguntar-me.
Obrigada por toda a informação!!!
Já tinha visto a estrutura do curso, na FCT-UNL, onde é uma possibilidade, e fiquei muito curiosa com as cadeiras “Álgebra Linear” e “Análise Matemática”, o que puderes dizer sobre estas é bom.
Post automatically merged:

Nice! Tens algum interesse em específico que te leva a querer seguir Investigação?
Não sei, sempre me veio à cabeça estar a investigar algo que pudesse ter uma grande descoberta num campo como Matemática, Física, Química ou Biologia.
Pelo que pesquisei, investigação não é muito bom em Portugal? Não tem muitas saídas em Portugal e é um trabalho ingrato (financeiramente)? Podes falar mais sobre isso?
 
  • Like
Reactions: Cipriano

Cipriano

Membro
Matrícula
10 Agosto 2018
Mensagens
96
Curso
Matemática
Instituição
FCT-UNL
Já tinha visto a estrutura do curso, na FCT-UNL, onde é uma possibilidade, e fiquei muito curiosa com as cadeiras “Álgebra Linear” e “Análise Matemática”, o que puderes dizer sobre estas é bom.
Post automatically merged:

Vou tentar explicar as duas cadeiras o melhor que eu puder 🙂
Isto é capaz de ficar um pouco longo mas eu vou tentar explicar resumidamente o que se aprende nestas duas cadeiras.

Álgebra Linear - Nesta cadeira aprende-se a resolver equações lineares, a trabalhar com espaços vetoriais (conjunto munido com duas operações, uma de adição de vetores e outra de multiplicação de um escalar (por exemplo um número) com um vetor que têm algumas propriedades para as duas operações), a trabalhar com funções de um espaço vetorial para outro que obedeçam a certas propriedades, as quais chamamos funções lineares, a trabalhar com matrizes (que são bastante usadas para representar funções lineares) e a aprender a decompor matrizes sobre certas formas especiais, entre outras coisas. É algo bastante interessante e é uma das bases fundamentais da matemática.

Análise Matemática - Eu vou falar da análise que se dá no primeiro ano, visto que ainda não tive Análise Matemática III/IV.
No início de Análise Matemática I, devido à necessidade de se ensinar alguns tópicos antes de seguir para sucessões, aprende-se algumas propriedades sobre os números naturais, inteiros, racionais e reais, alguns conceito sobre conjuntos (como por exemplo supremo e ínfimo). Depois dá-se a definição de sucessão (no fundo é uma aplicação que a cada elemento natural faz corresponder um elemento real), de sucessões convergentes e de limites de sucessões, e aprende-se algumas propriedades sobre os limites de sucessões. Em seguida aprende-se limites de funções e as suas propriedades. Também se aprende algumas propriedades sobre funções como derivada, inversa, etc. Analisa-se também certas funções especiais, como a exponencial, a logaritmica, arcsin, arccos, arctan, entre outras, e no final prepara-se o estudo para a análise da fórmula de Taylor (algo bastante interessante!).
Em Análise Matemática II define-se o conceito de primitiva, como calcular primitivas, e depois é construído o conceito de integral (integral de Riemann) que acaba por ser bastante interessante para resolver problemas como calcular a área inferior ao gráfico de uma função. Depois aprende-se sobre séries (no fundo é como se fosse somar vários números até ao infinito), como testar se uma série é convergente ou divergente (se "tende" para um certo valor ou não) e aprende-se a Série de Taylor.
Falta falar sobre Análise Matemática III e IV mas desconheço o que se aprende nessas cadeiras. Também existe outras análises como Análise Complexa que estuda mais em detalhe os números complexos.
Análise Matemática é também uma das bases fundamentais da matemática.


Não sei, sempre me veio à cabeça estar a investigar algo que pudesse ter uma grande descoberta num campo como Matemática, Física, Química ou Biologia.
Pelo que pesquisei, investigação não é muito bom em Portugal? Não tem muitas saídas em Portugal e é um trabalho ingrato (financeiramente)? Podes falar mais sobre isso?

Ah estou a ver. És como eu! Eu também gostava de fazer uma grande descoberta numa ciência, e optei por matemática 😁

Eu não conheço muito sobre investigação em Portugal, portanto vou falar daquilo que eu estive a ver sobre investigação. Pelo que estive a ver há imensas áreas onde se pode realizar investigação, e é possível realizar investigação para empresas, para laboratórios privados, ou o mais comum em universidades. Alguns investigadores que investigam numa universidade são também professores da universidade.

Pelo que parece, infelizmente a área da investigação pode ser bastante dificil e incerta (pelo menos a nível académico). Para além de não ser bem paga, há a pressão de se fazer publicar trabalhos para obtenção de bolsas. Esta parece ser a realidade da coisa. No tópico Área da Investigação há algumas informações sobre a investigação, e eu aconselho a dares uma olhadela nalguns dos posts que algums dos membros do Uniarea fizeram. Ficam aqui alguns quotes que eu achei bastante importantes e informativos:

Olá. Vou copiar e desenvolver a partir do que escrevi noutro tópico sobre o assunto:

A vida de um investigador depende da área onde ele está, do local onde ele está, etc. Há mesmo n tipos de investigação, investigadores e carreiras, mesmo na área médica.

Todavia o mais comum é o académico que trabalha por bolsas em universidades.

Honestamente, acho que é uma vida muito difícil:
- É (escandalosamente) mal pago, tanto para doutorandos como doutorados.
- É sete cães a um osso para uma posição efetiva no instituto de investigação, sendo que o conceito de "progressão na carreira" pode ser um bocado utópico para muita gente.
- É precário (viver de bolsas e não saber se a próxima pode cair para ti ou não, concursos públicos já feitos para certas pessoas entrarem, etc).
- A FCT tipicamente atrasa-se com os pagamentos (tive colegas que de dia iam para o laboratório e à noite para o Mac trabalhar porque a FCT demorou meses a arrancar com os pagamentos da bolsa).
- É preciso muita paciência, muito espírito de luta e muita preserverança. A investigação de bancada não tem nada a ver com os filmes. É lenta, repetitiva, frustrante, aborrecida não há "Eurekas", é imensa tentativa e erro, vais bater com a cabeça e recomeçar muitas vezes. Estás a fazer coisas novas, a estudar coisas novas e nem sempre podes prever o que vai acontecer (ou mesmo quando prevês, pode sair ao lado).
- É stressante, tens muita pressão para publicar os prazos e bolsas passam, tens de submeter coisas aos congressos e nem sempre os resultados te favorecem.
- Requer imensas horas de estudo e de trabalho no laboratório, muitas vezes fora de horas, nos fins de semana, à noite, estágios fora do país, cursos, workshops, etc.

Existe uma visão muito romântica da ciência quando na verdade é um mundo muito difícil ingrato e precário. Agora dificuldades há em todas as profissões, e a verdade é que muitos colegas meus que seguiram este ramo de investigação estão satisfeitos, e há quem adore este mundo e se dê bem nele. No entanto o meu conselho é seguires um curso com outras vertentes profissionalizantes como ciências farmacêuticas ou medicina. Com estes cursos podes seguir a vertente de investigação tal e qual como biologia, bioquímica, ciências biomedicas etc, com a vantagem de que se a investigação correr mal ou não gostares desta profissão tens várias alternativas viáveis (clínica, farmácia comunitária etc). Eng biomédica não conheço mas há de ter outras vertentes profissionalizantes pois normalmente as engenharias dão formação de banda larga em tecnologia, independentemente do tipo.

Acho que nem há forma melhor de descrever o estado disto. Eu focava ainda mais que o pagamento de bolsas a Licenciados é de 745€ (é muito dificil conseguir uma bolsa destas sem publicações após acabar a licenciatura, a menos não haja candidatos), Mestres é de 980€, Doutorados (Bolsa de doutoramento) julgo ser 980€ também, Post Docs é que julgo serem 1495€. Pagar 1500€ a alguém com anos de experiência laboratorial e ensino especializado e fazendo contas em maior parte dos casos possuem 9 anos de ensino superior ( 3 (Lic) + 2 (Mest.) + 4 (Dout)), é simplesmente ridículo.

As empresas não contratam assim tão facilmente doutorados e temos os outros países a bater palmas quando os nossos doutorados vão para lá porque em Portugal ser investigador e ter um contrato são casos raríssimos.


Quanto à remuneração até é fixe, há áreas em que se recebe mais e com mais regalias claro, mas há áreas bem piores
Como as remunerações são fixas pelo estado e podem encontrar-se facilmente no google vou-te dizer: após acabares o mestrado recebes 980€. Após acabares o Doutoramento recebes 1500€. Isto é igual para todos os cientistas. O grande problema é que, pelo menos para já, nós só temos bolsas, não temos contrato de trabalho. O que significa que se ficares desempregado não tens direito a subsídio de desemprego. Por outro lado não tens que descontar nem pagar IRS. Fazes desconto para a segurança social por isso tens direito a reforma, o dinheiro que vai para a segurança social é sensivelmente 100€ e depois o estado devolvo-to. Portanto a remuneração que disse anteriormente é "limpa".

Quanto a trabalharmos muito, depende. Depende da investigação que estás a fazer e do laboratório em que estás, mas isso é um questão de teres atenção no momento em que escolhes o que queres fazer e onde. O nosso horário não é fixo, tendo em conta que sabes o trabalho que tens para fazer ajustas a que horas queres entrar e sair. Há quem goste de entrar as 8h e quem só entre as 10h. Eu pessoalmente acho isto muito fixe. Já me aconteceu uma ou outra vez trabalhar "fora de horas", mas por sistema não faço porque a minha vida é muito mais do que só o laboratório :)

Quanto à instabilidade, é verdade. Nós trabalhamos por bolsas, estas podem vir do laboratório ou do estado. Os laboratórios não têm muitas para atribuir, e as do estado nunca sabes quantas eles vão dar nem se as vais conseguir (depende do teu currículo, se o projeto é fixe e mais algumas coisas). Nesta altura, o estado está a dar muitas bolsas de doutoramento mas diminuiu as de Pos Doc (em portugal é o nome da tua posição depois do doutoramento). Para além disso o governo introduziu agora umas mudanças: deixarem de dar bolsas aos Pos Doc e estes têm que passar a ter contrato de trabalho feito com o instituto (isto ainda é recente por isso não sabemos muito bem como vai ser). A bolsa de doutoramento são 4 anos, e as de Pos Doc são 3 anos (se a investigação estiver a correr bem renovam por + 3 anos). Ou seja, quando tens pelo menos tens durante um bom período de tempo.

Mas olha, na minha ótica, se depois de acabar o doutoramento não conseguir bolsa (a de Pos Doc) vou trabalhar numa das hipóteses que disse no comentário anterior, ou vou para fora. Pelo menos até lá fiz investigação fixe :) não perdi nada. Há profissões em que a situação é melhor mas também há outras em que é pior

NOTA: para serem investigadores têm que, eventualmente, fazer o doutoramento (são 4 anos durante os quais recebes os 980€)

Espero ter-te ajudado!
 

Carolina1311

Membro
Matrícula
15 Junho 2019
Mensagens
64
Curso
Ciência de Dados
Instituição
ISCTE
Vou tentar explicar as duas cadeiras o melhor que eu puder 🙂
Isto é capaz de ficar um pouco longo mas eu vou tentar explicar resumidamente o que se aprende nestas duas cadeiras.
Foi muito bem explicado sim!! Obrigada, parecem 2 cadeiras muito interessantes
Post automatically merged:

Ah estou a ver. És como eu! Eu também gostava de fazer uma grande descoberta numa ciência, e optei por matemática 😁

Eu não conheço muito sobre investigação em Portugal, portanto vou falar daquilo que eu estive a ver sobre investigação. Pelo que estive a ver há imensas áreas onde se pode realizar investigação, e é possível realizar investigação para empresas, para laboratórios privados, ou o mais comum em universidades. Alguns investigadores que investigam numa universidade são também professores da universidade.

Pelo que parece, infelizmente a área da investigação pode ser bastante dificil e incerta (pelo menos a nível académico). Para além de não ser bem paga, há a pressão de se fazer publicar trabalhos para obtenção de bolsas. Esta parece ser a realidade da coisa. No tópico Área da Investigação há algumas informações sobre a investigação, e eu aconselho a dares uma olhadela nalguns dos posts que algums dos membros do Uniarea fizeram. Ficam aqui alguns quotes que eu achei bastante importantes e informativos:


Espero ter-te ajudado!
Infelizmente, depois de ler isso, acho que a investigação é um futuro demasiado imprevisível e instável para mim!!! Mas não sei, ainda é cedo...

Quais as saídas profissionais que realmente são saídas após a licenciatura de 3 anos? Sem mestrado em nada...
Realmente em que podemos trabalhar só e unicamente com esta licenciatura? Sem pensar em Mestrados...
 
Última edição:
  • Like
Reactions: Cipriano

Cipriano

Membro
Matrícula
10 Agosto 2018
Mensagens
96
Curso
Matemática
Instituição
FCT-UNL
Infelizmente, depois de ler isso, acho que a investigação é um futuro demasiado imprevisível e instável para mim!!! Mas não sei, ainda é cedo...

Para algo como investigação acredito que seja cedo. Há pessoal que quer investigação e durante a licenciatura/mestrado vê outras opções que levam a seguir outro rumo.

Quais as saídas profissionais que realmente são saídas após a licenciatura de 3 anos? Sem mestrado em nada...
Realmente em que podemos trabalhar só e unicamente com esta licenciatura? Sem pensar em Mestrados...

Sinceramente não tenho bem a certeza. Segundo o que ouvi há empresas que para uma saída profissional só pedem licenciatura, enquanto outras para a mesma saída profissional pedem mestrado. Para ser professor universitário (pelo menos na minha faculdade) é preciso no mínimo ter doutoramento (mestrado se for professor auxiliar). Também já ouvi falar de empresas que pagam o mestrado a alguns dos seus trabalhadores para que eles possam tiram um mestrado numa área qualquer, porém ainda não conheci ninguém que estivesse/está nessa situação.

É uma questão de ver o que a empresa pede. Também há empresas que pedem outras coisas como conhecimento de línguas como inglês e conhecimento de como trabalhar em certos programas. Mas para além das óbvias como professor universitário, que saídas profissionais só requerem licenciatura e que saídas requerem mestrado eu não sei..

O que eu sei é que há muitas pessoas que só concluem uma licenciatura em matemática e conseguem arranjar um bom emprego, assim como há muitas pessoas que optam por um mestrado numa área específica da matemática e também conseguem arranjar um bom emprego.