Médias das notas dos Exames Nacionais da 1ª fase 2022

Os exames finais nacionais do ensino secundário foram realizados em 661 escolas em Portugal Continental e nas Regiões Autónomas dos Açores e da Madeira, bem como nas escolas no estrangeiro com currículo português.

Foram registadas 267 108 inscrições na 1.a fase dos exames finais nacionais, tendo sido realizadas 207 057 provas, o que corresponde a cerca de 77,5% das inscrições.

Entre as 24 disciplinas sujeitas a exame nacional, a que registou um maior número de provas realizadas foi a de Biologia e Geologia (702), com 39 138 provas, logo seguida por Português (639), com 35 159 provas, Matemática A (635), com 34 367 provas e Física e Química A (715), com 32 853 provas.

Tendo em consideração os exames finais nacionais com um número de alunos superior a 2500, aqueles que apresentaram uma classificação média mais elevada foram: o Inglês (550), com 148 pontos; o Desenho A, com 141 pontos; a História A (623) e a História da Cultura e das Artes (724), com 123 pontos.

Em termos de variação, há mais descidas que subidas, mas não há uma tendência geral, como aconteceu em 2020 com grandes subidas, ou em 2021 com descidas generalizadas. A diminuição de perguntas opcionais poderá ajudar a explicar a maior tendência para descidas. Nesse sentido, e fazendo o pódio das maiores subidas:
🥇 Espanhol (iniciação), com uma subida de 20 pontos.
🥈 Física e Química A, com uma subida de 19 pontos.
🥉 Literatura Portuguesa fecha o pódio com uma subida de 15 pontos.


No sentido contrário, e fazendo o pódio das maiores descidas:
🥇 Português Língua Não Materna, com uma descida de 42 pontos.
🥈 Mandarim (iniciação), com uma descida de 22 pontos.
🥉 Geometria Descritiva A fecha o pódio com uma descida de 20 pontos.


Se tivessemos excluído exames realizados por poucos alunos, como é o caso dos dois primeiros da última lista (um foi realizado por apenas 10 alunos e outro por apenas 15 alunos), entrariam na lista das maiores descidas:
🎖️ Biologia e Geologia + Matemática B, com descidas de 12 pontos,
🎖️ Português + Filosofia + Alemão, com descidas de 11 pontos.


Exame1º Fase 20221º Fase 2021Variação 2021-20221º Fase 2020
138 Português Língua Segunda115119- 4123
639 Português109120- 11120
839 Português Língua Não Materna115157- 42 🥇 (descidas)162
547 Espanhol (iniciação)159139+ 20 🥇(subidas)160
847 Espanhol (continuação)129135- 6146
517 Francês145149- 4151
714 Filosofia111122- 11130
715 Física e Química A11798+ 19 🥈 (subidas)132
732 Latim A126136- 10118
623 História A123129- 6134
723 História B128116+ 12145
719 Geografia A116107+ 9136
724 História da Cultura e das Artes123126- 3139
635 Matemática A119106+ 13133
735 Matemática B89101- 12 🎖️ (4º descidas)120
835 Matemática Aplic. às Ciências Soc105107- 295
706 Desenho A141138+ 3147
848 Mandarim (iniciação)145167- 22 🥈 (descidas)169
702 Biologia e Geologia108120- 12 🎖️ (4º descidas)140
712 Economia A118122- 4126
501 Alemão147158- 11161
550 Inglês148149- 1150
708 Geometria Descritiva A104124- 20 🥉 (descidas)112
734 Literatura Portuguesa120105+ 15 🥉 (subidas)112

Anexos em baixo:
  • Resultados de Exames da 1a Fase, por disciplina
  • Distribuições de Classificações das Provas Escritas
 

Attachments

  • enes_hmlg2022_F1_resumo.pdf
    99.1 KB · Visitas: 997
  • enes_hmlg2022_F1_distrib_escritas.pdf
    167.7 KB · Visitas: 1,149
Médias de medicina descem?
Como a média em dois dos exames subiu e desceu só em um, duvido que haja alguma descida considerando só os exames deste ano. Mas se usarem os exames do ano passado, pode ser que desça poucas décimas, um intermédio entre pré-pandemia e pós-pandemia.
 
Última edição:
  • Like
Reactions: Beatriz Canha
Primeira vez que faço os exames.
Com a diminuição das medias, as notas de entrada nos cursos tambem diminuem? (ou depende)
 
Médias de medicina descem?
Além da análise que já fiz em cima, vou deixar aqui outras curiosidades dos exames deste ano que podem ser retiradas da forma como estão distribuídas as notas dos Exames, e deixar os mesmos dados para 2021. Em cursos com notas muito elevadas, a média das notas diz-nos pouco e as vezes é mais interessante perceber como é que as notas foram distribuídas. Nesse sentido, pode ser interessante olhar para a moda:

Biologia e Geologia:​

2021:
  • Média: 120
  • Nota mais comum: 14 valores
2022:
  • Média: 108
  • Nota mais comum: 8 valores

Física e Química A​

2021:
  • Média: 98
  • Nota mais comum: 7 valores
2022:
  • Média: 117
  • Nota mais comum: 14 valores

Matemática A​

2021:
  • Média: 106
  • Nota mais comum: 10 valores
2022:
  • Média: 119
  • Nota mais comum: 18 valores
Nestes três casos o mais interessante, pela negativa na minha opinião, é o de Matemática A. Temos, a um nível menos grave, uma distribuição algo errada de notas, como já tinha acontecido em 2020:

matematicaa2022.jpg


Errada no sentido de haver uma "acumulação" nas notas mais elevadas. Isto foi a distribuição de 2021, para comparação:

examematematica2021.jpg

Acho que os efeitos de subida/descida de Biologia e Geologia e Física e Química A anulam-se um ao outro. Mas esta subida de notas a Matemática A tenderá a levar a subidas nas médias de medicina na minha opinião. Isto também tendo em conta que os exames de 2020 continuam válidos, para quem dessa altura ainda quiser concorrer.

Acho que haverá outro efeito a entrar em conta, que é a variação do número de candidatos ao curso. Medicina tem vindo a perder algum interesse dos alunos das médias mais elevadas, para outros cursos, nomeadamente as engenharias. Acho que esse efeito de desgaste, que só vai sendo acentuado pelas recorrentes notícias de como os profissionais não são valorizados, vai continuar a ter efeitos nas candidaturas, embora é algo que no curso prazo tem efeitos mais residuais nas médias.

Schitts Creek Reaction GIF by CBC


Isto é só a minha opinião, não deixem de concorrer, mas pensem em alternativas se tiverem mesmo ali nos limites....
 
Além da análise que já fiz em cima, vou deixar aqui outras curiosidades dos exames deste ano que podem ser retiradas da forma como estão distribuídas as notas dos Exames, e deixar os mesmos dados para 2021. Em cursos com notas muito elevadas, a média das notas diz-nos pouco e as vezes é mais interessante perceber como é que as notas foram distribuídas. Nesse sentido, pode ser interessante olhar para a moda:

Biologia e Geologia:​

2021:
  • Média: 120
  • Nota mais comum: 14 valores
2022:
  • Média: 108
  • Nota mais comum: 8 valores

Física e Química A​

2021:
  • Média: 98
  • Nota mais comum: 7 valores
2022:
  • Média: 117
  • Nota mais comum: 14 valores

Matemática A​

2021:
  • Média: 106
  • Nota mais comum: 10 valores
2022:
  • Média: 119
  • Nota mais comum: 18 valores
Nestes três casos o mais interessante, pela negativa na minha opinião, é o de Matemática A. Temos, a um nível menos grave, uma distribuição algo errada de notas, como já tinha acontecido em 2020:

Ver anexo 23282


Errada no sentido de haver uma "acumulação" nas notas mais elevadas. Isto foi a distribuição de 2021, para comparação:

Ver anexo 23284

Acho que os efeitos de subida/descida de Biologia e Geologia e Física e Química A anulam-se um ao outro. Mas esta subida de notas a Matemática A tenderá a levar a subidas nas médias de medicina na minha opinião. Isto também tendo em conta que os exames de 2020 continuam válidos, para quem dessa altura ainda quiser concorrer.

Acho que haverá outro efeito a entrar em conta, que é a variação do número de candidatos ao curso. Medicina tem vindo a perder algum interesse dos alunos das médias mais elevadas, para outros cursos, nomeadamente as engenharias. Acho que esse efeito de desgaste, que só vai sendo acentuado pelas recorrentes notícias de como os profissionais não são valorizados, vai continuar a ter efeitos nas candidaturas, embora é algo que no curso prazo tem efeitos mais residuais nas médias.

Schitts Creek Reaction GIF by CBC


Isto é só a minha opinião, não deixem de concorrer, mas pensem em alternativas se tiverem mesmo ali nos limites....
Davis, mas em que medida acha que irão subir? Mesmo Açores e Madeira? Acha que 18,48 não dará para a FMUC atou UBI? Obrigada
 
Mesmo Açores e Madeira?
Visto que exigem os mesmos exames, devem ser afectadas da mesma maneira.
Acha que 18,48 não dará para a FMUC atou UBI?
Não falo pelo davis, falo por mim, como é lógico, mas penso que com média de 184.8 tens possibilidade, mas não garantia, de entrar. Se queres seguir Medicina, vale a pena tentar.
 
  • Like
Reactions: davis
Davis, mas em que medida acha que irão subir? Mesmo Açores e Madeira? Acha que 18,48 não dará para a FMUC atou UBI? Obrigada
Se subirem sobem em todas. UBI é possível que dê, FMUC só se descerem, mas colocaria uma Madeira/Açores como backup.
 
  • Like
Reactions: sigis
Boas.
Na minha opinião, por exemplo, se o último colocado ano passado na Fmul foi com 183,5, se descer uma décima pode se entrar com 182,5. Está correto, alguém concorda que pode realmente acontecer? Embora prefira a Nova.
Cumptimentos.
Post automatically merged:

Outra questão , para medicina não conta a nota de Educação Física, certo?
 
Boas.
Na minha opinião, por exemplo, se o último colocado ano passado na Fmul foi com 183,5, se descer uma décima pode se entrar com 182,5. Está correto, alguém concorda que pode realmente acontecer? Embora prefira a Nova.
Cumptimentos.
Post automatically merged:

Outra questão , para medicina não conta a nota de Educação Física, certo?
A nota de educação física conta para a média interna do aluno, independentemente do curso escolhido.

Sobre as médias de medicina, já foram discutidas em cima neste tópico. A previsão é que se mantenha ou suba poucas décimas, acho que descer é algo improvável - Médias das notas dos Exames Nacionais da 1ª fase 2022
 
Última edição:
Além da análise que já fiz em cima, vou deixar aqui outras curiosidades dos exames deste ano que podem ser retiradas da forma como estão distribuídas as notas dos Exames, e deixar os mesmos dados para 2021. Em cursos com notas muito elevadas, a média das notas diz-nos pouco e as vezes é mais interessante perceber como é que as notas foram distribuídas. Nesse sentido, pode ser interessante olhar para a moda:

Biologia e Geologia:​

2021:
  • Média: 120
  • Nota mais comum: 14 valores
2022:
  • Média: 108
  • Nota mais comum: 8 valores

Física e Química A​

2021:
  • Média: 98
  • Nota mais comum: 7 valores
2022:
  • Média: 117
  • Nota mais comum: 14 valores

Matemática A​

2021:
  • Média: 106
  • Nota mais comum: 10 valores
2022:
  • Média: 119
  • Nota mais comum: 18 valores
Nestes três casos o mais interessante, pela negativa na minha opinião, é o de Matemática A. Temos, a um nível menos grave, uma distribuição algo errada de notas, como já tinha acontecido em 2020:

Ver anexo 23282


Errada no sentido de haver uma "acumulação" nas notas mais elevadas. Isto foi a distribuição de 2021, para comparação:

Ver anexo 23284

Acho que os efeitos de subida/descida de Biologia e Geologia e Física e Química A anulam-se um ao outro. Mas esta subida de notas a Matemática A tenderá a levar a subidas nas médias de medicina na minha opinião. Isto também tendo em conta que os exames de 2020 continuam válidos, para quem dessa altura ainda quiser concorrer.

Acho que haverá outro efeito a entrar em conta, que é a variação do número de candidatos ao curso. Medicina tem vindo a perder algum interesse dos alunos das médias mais elevadas, para outros cursos, nomeadamente as engenharias. Acho que esse efeito de desgaste, que só vai sendo acentuado pelas recorrentes notícias de como os profissionais não são valorizados, vai continuar a ter efeitos nas candidaturas, embora é algo que no curso prazo tem efeitos mais residuais nas médias.

Schitts Creek Reaction GIF by CBC


Isto é só a minha opinião, não deixem de concorrer, mas pensem em alternativas se tiverem mesmo ali nos limites....
Não concordo. Haver uma subida de médias a FQ e a MAT-A não significa as médias de medicina subirem. Há muitos outros fatores em conta, tal como o facto de Matemática e FQ serem importantes para entradas em engenharias (sendo que há médias altíssimas também), e nem toda a gente que tem 20’s quer medicina… contudo subidas de médias nacionais não significa que toda a gente subiu 1 valor na sua média, basta alunos que tiraram 11 no ano passado, terem tido um 13 em 2022 e já aumentam a média nacional, e neste caso, pouco importava esta subida, visto que estaria bastante longe de uma média de medicina. Para além disso, não podemos esquecer que no ano passado houve média negativa a FQ, e nem toda a gente subiu este ano, o exame não foi fácil, muito menos para ter mais de 18.
E se formos pensar bem, o que realmente afetou as médias em 2020 foi o número absurdo de 20’s e 19’s a todas as disciplinas, coisa que não acontece há 2 anos seguidos. A nota mais comum a Matemática ser 18 não considero que seja assim tão significativa nas entradas de medicina. Bom era perguntas dessas pessoas que tiveram 18/19/20 a MAT-A em 2022, quantos desses têm biologia? E quantos desses têm boa nota a biologia ? É tudo muito subjetivo, visto que há alunos a fazer apenas MAT-A, ou apenas MAT-A e FQ.
E sim ainda há alunos a concorrer com exames de 2020 mas não vai ser a maioria significativa, e não vão ser esses a aumentar a média que por si só já está absurda. Para além disso, ainda há alunos com bons exames nacionais de 2020 que entraram na faculdade num curso diferente de medicina e já não pretendem mudar…
Acabo dizendo, que duvido as médias de medicina subam mais do que já estão, ou pelo menos no panorama geral duvido que subam e sim que desçam.
 
Acham que as médias para o curso de gestão de empresas vão baixar? É que para a universidade que quero ultimo colocado do ano passado tinha 147,4 e a minha média é de 145,3.
 
tiraram 11 no ano passado, terem tido um 13 em 2022 e já aumentam a média nacional, e neste caso, pouco importava esta subida
Irrelevante. Se fores comparar os dados deste ano e do ano passado, vais ver que o número de 18s e 19s quase duplicou, tendo o número de 17s subido também.
Acham que as médias para o curso de gestão de empresas vão baixar? É que para a universidade que quero ultimo colocado do ano passado tinha 147,4 e a minha média é de 145,3.
Com a descida da média de maior parte dos exames de acesso a esse curso, é possível que desça.
 
Tens acesso aos gráficos dos exames dos ano(s) passado(s)?
Seria bastante útil para eu fazer uma comparação embora a é média possa ter descido/subido talvez isso foi devido às notas baixas ter um maior número de pessoas comparativamente às notas altas ou vice-versa.
 
Além da análise que já fiz em cima, vou deixar aqui outras curiosidades dos exames deste ano que podem ser retiradas da forma como estão distribuídas as notas dos Exames, e deixar os mesmos dados para 2021. Em cursos com notas muito elevadas, a média das notas diz-nos pouco e as vezes é mais interessante perceber como é que as notas foram distribuídas. Nesse sentido, pode ser interessante olhar para a moda:

Biologia e Geologia:​

2021:
  • Média: 120
  • Nota mais comum: 14 valores
2022:
  • Média: 108
  • Nota mais comum: 8 valores

Física e Química A​

2021:
  • Média: 98
  • Nota mais comum: 7 valores
2022:
  • Média: 117
  • Nota mais comum: 14 valores

Matemática A​

2021:
  • Média: 106
  • Nota mais comum: 10 valores
2022:
  • Média: 119
  • Nota mais comum: 18 valores
Nestes três casos o mais interessante, pela negativa na minha opinião, é o de Matemática A. Temos, a um nível menos grave, uma distribuição algo errada de notas, como já tinha acontecido em 2020:

Ver anexo 23282


Errada no sentido de haver uma "acumulação" nas notas mais elevadas. Isto foi a distribuição de 2021, para comparação:

Ver anexo 23284

Acho que os efeitos de subida/descida de Biologia e Geologia e Física e Química A anulam-se um ao outro. Mas esta subida de notas a Matemática A tenderá a levar a subidas nas médias de medicina na minha opinião. Isto também tendo em conta que os exames de 2020 continuam válidos, para quem dessa altura ainda quiser concorrer.

Acho que haverá outro efeito a entrar em conta, que é a variação do número de candidatos ao curso. Medicina tem vindo a perder algum interesse dos alunos das médias mais elevadas, para outros cursos, nomeadamente as engenharias. Acho que esse efeito de desgaste, que só vai sendo acentuado pelas recorrentes notícias de como os profissionais não são valorizados, vai continuar a ter efeitos nas candidaturas, embora é algo que no curso prazo tem efeitos mais residuais nas médias.

Schitts Creek Reaction GIF by CBC


Isto é só a minha opinião, não deixem de concorrer, mas pensem em alternativas se tiverem mesmo ali nos limites....
Concordo totalmente na importância da distribuição. No caso das médias muito altas como é o caso da medicina, não seria de particular interesse a variação do percentil 90?
Onde podemos ter acesso à base de dados de distribuição das notas de exames?
 
  • Like
Reactions: davis