Mais uma com o sonho de Medicina...

Matrícula
18 Julho 2019
Mensagens
13
Olá a todos. Não sei muito bem o que dizer, visto que este é mais um caso de alguém que quer muito medicina mas não tem notas para entrar.
Estou agora no 12° ano em ciências e tecnologias e sei que não consigo entar neste meu curso de sonho porque nem sequer tenho os requisitos mínimos nas provas de ingresso de FQ (tive 13,2) e de Bio (tive 13,7) (vou fazer Mat. e Port. este ano).

Penso que, como muita gente, estou reticente em desistir tão facilmente e estou à procura de formas alternativas, pois não me vejo a ficar um ano para repetir os exames nacionais nem a tirar outro curso e concorrer ao concurso especial para licenciados.

Procuro então mais informações, (como valores de propinas que é algo bastante limitante) acerca de medicina noutros países como Espanha, República Checa, Itália, Letónia, Eslováquia..., visto que não há assim muita informação disponível.

Já ouvi também falar de tirar o curso na academia militar...

E de fazer o último ano de um curso profissional e concorrer depois com outras regras...

E também a possibilidade de abrir na Católica...

Eu não tenho muitas informações acerca de tudo isto e procuro então alguém que me ajude a concretizar este sonho.

Obrigada, e desde já peço desculpa se escrevi algo assim muito escandaloso ou cometi algum erro. 😅
 

carolinans

Membro
Matrícula
4 Maio 2016
Mensagens
82
Curso
Medicina
Instituição
NMS|FCM
Olá
Medicina no Estrangeiro (acredito que haja tópicos aqui no fórum sobre isso):
Espanha - existem exames de acesso e também é um curso concorrido, cerca de 1800 p/ano
Letónia - não existem exames de admissão, cerca de 12000 p/ano ( Letónia - INFORMATION PLANET )
República Checa - existe uma prova de acesso, dependendo da Faculdade, entre 10000 a 12000 p/ano ( República Checa - INFORMATION PLANET )
Eslováquia - existe uma prova de acesso, cerca de 10500 p/ano ( Eslováquia - INFORMATION PLANET )
Hungria - existe uma prova de acesso, cerca de 12350 p/ano
World Directory of Medical Schools Search - Diretório de todas as faculdades de medicina existentes
Estudar Medicina - Algumas informações sobre Espanha e República Checa
Nas escolas de ensino superior das Forças Armadas (onde está incluída a AM) os requisitos, por norma, são os mesmos que se aplicam ao concurso nacional.
A questão do curso profissional desconheço e nunca ouvi falar sobre isso associado ao curso de Medicina.
Em relação à Católica, penso que estão à espera do resultado da acreditação (diga-se que esta situação não é nova e que já foi recusada algumas vezes)
 
Matrícula
18 Julho 2019
Mensagens
13
Olá
Medicina no Estrangeiro (acredito que haja tópicos aqui no fórum sobre isso):
Espanha - existem exames de acesso e também é um curso concorrido, cerca de 1800 p/ano
Letónia - não existem exames de admissão, cerca de 12000 p/ano ( Letónia - INFORMATION PLANET )
República Checa - existe uma prova de acesso, dependendo da Faculdade, entre 10000 a 12000 p/ano ( República Checa - INFORMATION PLANET )
Eslováquia - existe uma prova de acesso, cerca de 10500 p/ano ( Eslováquia - INFORMATION PLANET )
Hungria - existe uma prova de acesso, cerca de 12350 p/ano
World Directory of Medical Schools Search - Diretório de todas as faculdades de medicina existentes
Estudar Medicina - Algumas informações sobre Espanha e República Checa
Nas escolas de ensino superior das Forças Armadas (onde está incluída a AM) os requisitos, por norma, são os mesmos que se aplicam ao concurso nacional.
A questão do curso profissional desconheço e nunca ouvi falar sobre isso associado ao curso de Medicina.
Em relação à Católica, penso que estão à espera do resultado da acreditação (diga-se que esta situação não é nova e que já foi recusada algumas vezes)
Ok. Muito obrigada.
Mensagem fundida automaticamente:

Olá
Medicina no Estrangeiro (acredito que haja tópicos aqui no fórum sobre isso):
Espanha - existem exames de acesso e também é um curso concorrido, cerca de 1800 p/ano
Letónia - não existem exames de admissão, cerca de 12000 p/ano ( Letónia - INFORMATION PLANET )
República Checa - existe uma prova de acesso, dependendo da Faculdade, entre 10000 a 12000 p/ano ( República Checa - INFORMATION PLANET )
Eslováquia - existe uma prova de acesso, cerca de 10500 p/ano ( Eslováquia - INFORMATION PLANET )
Hungria - existe uma prova de acesso, cerca de 12350 p/ano
World Directory of Medical Schools Search - Diretório de todas as faculdades de medicina existentes
Estudar Medicina - Algumas informações sobre Espanha e República Checa
Nas escolas de ensino superior das Forças Armadas (onde está incluída a AM) os requisitos, por norma, são os mesmos que se aplicam ao concurso nacional.
A questão do curso profissional desconheço e nunca ouvi falar sobre isso associado ao curso de Medicina.
Em relação à Católica, penso que estão à espera do resultado da acreditação (diga-se que esta situação não é nova e que já foi recusada algumas vezes)
Existe alguma empresa que trate da burocracia no caso de Espanha? É que é bastante complicado tratar de tudo sozinha.
 
Última edição:

carolinans

Membro
Matrícula
4 Maio 2016
Mensagens
82
Curso
Medicina
Instituição
NMS|FCM
Ok. Muito obrigada.
Mensagem fundida automaticamente:


Existe alguma empresa que trate da burocracia no caso de Espanha? É que é bastante complicado tratar de tudo sozinha.
Eu penso que sim
Selectividad | Explicações - foi o que uma amiga minha usou para as provas de acesso (acredito que ajudem no processo de candidatura)
Estudar Medicina em Espanha - Tópico sobre estudar medicina em Espanha (não o li, mas acredito que encontres alguma informação útil)
Centro de Estudos de Espanhol | Acesso à Universidade - dizem que se responsabilizam por todo o processo de candidatura
 
Matrícula
18 Julho 2019
Mensagens
13

mcsgdl

Membro Caloiro
Matrícula
26 Janeiro 2017
Mensagens
4
Olá! Entrei este ano letivo em Medicina em inglês em Itália.
O exame de acesso (IMAT) é em inglês e é bastante acessível, se bem que este ano o Cambridge não foi nada simpático, apesar das notas mínimas terem subido 3 pontos em todas as universidades devido ao aumento do número de candidatos.
No que toca às propinas, estas são pagas em 3 partes, nas quais a 1ª é a mesma para toda a gente, e vai dos 150€-400€. As restantes são calculadas de acordo com as tuas posses (salário anual do agregado familiar, posse ou não de casa, valor da renda, etc). Isto é essencialmente para fazer a redução das propinas. Se optares por não declarar estes documentos, pagas a propina máxima, que varia de universidade para universidade, e que vai dos 1500€-3000€ anuais
 
Matrícula
18 Julho 2019
Mensagens
13
Olá! Entrei este ano letivo em Medicina em inglês em Itália.
O exame de acesso (IMAT) é em inglês e é bastante acessível, se bem que este ano o Cambridge não foi nada simpático, apesar das notas mínimas terem subido 3 pontos em todas as universidades devido ao aumento do número de candidatos.
No que toca às propinas, estas são pagas em 3 partes, nas quais a 1ª é a mesma para toda a gente, e vai dos 150€-400€. As restantes são calculadas de acordo com as tuas posses (salário anual do agregado familiar, posse ou não de casa, valor da renda, etc). Isto é essencialmente para fazer a redução das propinas. Se optares por não declarar estes documentos, pagas a propina máxima, que varia de universidade para universidade, e que vai dos 1500€-3000€ anuais

Olá, obrigada por partilhares a tua experiência.
Será que podias dar me mais informações?
Tiveste alguém ou alguma empresa que te ajudasse com todo o processo? Se sim podes dizer quanto é que eles cobram para tratar das coisas?
E o exame assenta em que conhecimentos e em que áreas?
Obrigada desde já.
 

mcsgdl

Membro Caloiro
Matrícula
26 Janeiro 2017
Mensagens
4
Sim!
Não tive nenhuma empresa a ajudar-me, e acho que não existe nenhuma específica para Itália (provavelmente porque não é profitable e o proceso não é assim tão complicado). Eu guiei-me pelo site medchool.it, tal como o respetivo grupo do facebook. É preciso ter a declaração de valor, que é um documento que se adquire na embaixada italiana e essencialmente comprova que completaste 12 anos de escolaridade. Tens de ter o teu diploma do secundário apostilado. Na embaixada também se pode requisitar o código fiscal italiano, que é necessário para fazeres seja o que for em Itália, desde a inscrição na universidade, a arrendares um quarto/apartamento, a teres um cartão SIM italiano.
No que toca ao exame, este é composto por 6 secções:
  1. Lógica e raciocínio (10 perguntas)- tem umas perguntas em que tens de interpretar textos, encontrar conclusões e falácias, umas em que requer a tua capacidade de visualização espacial, e outras em que tens de fazer contas com áreas, horas, dinheiro, etc.
  2. Conhecimento geral (12 perguntas)- este foi o 1º ano em que o Cambridge aumentou o nº de perguntas (antes eram só 2), o que assustou imensa gente. Esta é a única parte para a qual não há como estudar, já que te podem perguntar, literalmente, a primeira coisa que lhes vier à cabeça quando acordam de manhã.
  3. Biologia (18 perguntas)- a maioria das perguntas incide no conhecimento que adquirimos ao longo do secundário (12º ano de biologia incluído), tal como noutra que se dá já ao nível universitário, como anatomia, fisiologia e histologia (mas nada de complicado)
  4. Química (10 perguntas)- essencialmente toda a matéria do secundário (incluindo o 12º ano de química)
  5. Física (4 perguntas)- esta foi a parte para a qual me tive de preparar melhor, pois o meu ano foi o último com o programa antigo de Ciências e Tecnologias, pelo que não cheguei a aprender a ter aulas sobre electricidade
  6. Matemática (4 perguntas)- essencialmente matéria do 10º e 11º. É bastante fácil, comparativamente aos exames nacionais. No entanto, não se pode usar qualquer tipo de calculadora, pelo que se tem de voltar à primária e reaprender a fazer contas à mão
São 60 perguntas no total. 1,5 pontos por cada resposta certa, -0,4 por cada resposta errada, e 0 pontos por cada resposta não respondida (o que é a melhor opção quando não se tem a certeza). O exame custa 130€. Este ano não houve centro em Portugal (em 2018 o centro foi em Torres Vedras), o mais perto foi em Madrid ou Londres. Podes candidatar-te a todas as universidades, colocando-as por ordem de preferência quando te inscreves para o exame. Faz uma boa pesquisa sobre cada uma, tal como as cidades.
Aqui podes ter mais informações sobre o exame, e aqui tens exames de anos anteriores para teres uma ideia do que é
 
Matrícula
18 Julho 2019
Mensagens
13
Sim!
Não tive nenhuma empresa a ajudar-me, e acho que não existe nenhuma específica para Itália (provavelmente porque não é profitable e o proceso não é assim tão complicado). Eu guiei-me pelo site medchool.it, tal como o respetivo grupo do facebook. É preciso ter a declaração de valor, que é um documento que se adquire na embaixada italiana e essencialmente comprova que completaste 12 anos de escolaridade. Tens de ter o teu diploma do secundário apostilado. Na embaixada também se pode requisitar o código fiscal italiano, que é necessário para fazeres seja o que for em Itália, desde a inscrição na universidade, a arrendares um quarto/apartamento, a teres um cartão SIM italiano.
No que toca ao exame, este é composto por 6 secções:
  1. Lógica e raciocínio (10 perguntas)- tem umas perguntas em que tens de interpretar textos, encontrar conclusões e falácias, umas em que requer a tua capacidade de visualização espacial, e outras em que tens de fazer contas com áreas, horas, dinheiro, etc.
  2. Conhecimento geral (12 perguntas)- este foi o 1º ano em que o Cambridge aumentou o nº de perguntas (antes eram só 2), o que assustou imensa gente. Esta é a única parte para a qual não há como estudar, já que te podem perguntar, literalmente, a primeira coisa que lhes vier à cabeça quando acordam de manhã.
  3. Biologia (18 perguntas)- a maioria das perguntas incide no conhecimento que adquirimos ao longo do secundário (12º ano de biologia incluído), tal como noutra que se dá já ao nível universitário, como anatomia, fisiologia e histologia (mas nada de complicado)
  4. Química (10 perguntas)- essencialmente toda a matéria do secundário (incluindo o 12º ano de química)
  5. Física (4 perguntas)- esta foi a parte para a qual me tive de preparar melhor, pois o meu ano foi o último com o programa antigo de Ciências e Tecnologias, pelo que não cheguei a aprender a ter aulas sobre electricidade
  6. Matemática (4 perguntas)- essencialmente matéria do 10º e 11º. É bastante fácil, comparativamente aos exames nacionais. No entanto, não se pode usar qualquer tipo de calculadora, pelo que se tem de voltar à primária e reaprender a fazer contas à mão
São 60 perguntas no total. 1,5 pontos por cada resposta certa, -0,4 por cada resposta errada, e 0 pontos por cada resposta não respondida (o que é a melhor opção quando não se tem a certeza). O exame custa 130€. Este ano não houve centro em Portugal (em 2018 o centro foi em Torres Vedras), o mais perto foi em Madrid ou Londres. Podes candidatar-te a todas as universidades, colocando-as por ordem de preferência quando te inscreves para o exame. Faz uma boa pesquisa sobre cada uma, tal como as cidades.
Aqui podes ter mais informações sobre o exame, e aqui tens exames de anos anteriores para teres uma ideia do que é
Obrigada, a sério.
Desejo-te muito sucesso e vai dando notícias de como vão correndo as coisas.
 

Cris Pessôa

Membro Caloiro
Matrícula
5 Novembro 2018
Mensagens
1
Sim!
Não tive nenhuma empresa a ajudar-me, e acho que não existe nenhuma específica para Itália (provavelmente porque não é profitable e o proceso não é assim tão complicado). Eu guiei-me pelo site medchool.it, tal como o respetivo grupo do facebook. É preciso ter a declaração de valor, que é um documento que se adquire na embaixada italiana e essencialmente comprova que completaste 12 anos de escolaridade. Tens de ter o teu diploma do secundário apostilado. Na embaixada também se pode requisitar o código fiscal italiano, que é necessário para fazeres seja o que for em Itália, desde a inscrição na universidade, a arrendares um quarto/apartamento, a teres um cartão SIM italiano.
No que toca ao exame, este é composto por 6 secções:
  1. Lógica e raciocínio (10 perguntas)- tem umas perguntas em que tens de interpretar textos, encontrar conclusões e falácias, umas em que requer a tua capacidade de visualização espacial, e outras em que tens de fazer contas com áreas, horas, dinheiro, etc.
  2. Conhecimento geral (12 perguntas)- este foi o 1º ano em que o Cambridge aumentou o nº de perguntas (antes eram só 2), o que assustou imensa gente. Esta é a única parte para a qual não há como estudar, já que te podem perguntar, literalmente, a primeira coisa que lhes vier à cabeça quando acordam de manhã.
  3. Biologia (18 perguntas)- a maioria das perguntas incide no conhecimento que adquirimos ao longo do secundário (12º ano de biologia incluído), tal como noutra que se dá já ao nível universitário, como anatomia, fisiologia e histologia (mas nada de complicado)
  4. Química (10 perguntas)- essencialmente toda a matéria do secundário (incluindo o 12º ano de química)
  5. Física (4 perguntas)- esta foi a parte para a qual me tive de preparar melhor, pois o meu ano foi o último com o programa antigo de Ciências e Tecnologias, pelo que não cheguei a aprender a ter aulas sobre electricidade
  6. Matemática (4 perguntas)- essencialmente matéria do 10º e 11º. É bastante fácil, comparativamente aos exames nacionais. No entanto, não se pode usar qualquer tipo de calculadora, pelo que se tem de voltar à primária e reaprender a fazer contas à mão
São 60 perguntas no total. 1,5 pontos por cada resposta certa, -0,4 por cada resposta errada, e 0 pontos por cada resposta não respondida (o que é a melhor opção quando não se tem a certeza). O exame custa 130€. Este ano não houve centro em Portugal (em 2018 o centro foi em Torres Vedras), o mais perto foi em Madrid ou Londres. Podes candidatar-te a todas as universidades, colocando-as por ordem de preferência quando te inscreves para o exame. Faz uma boa pesquisa sobre cada uma, tal como as cidades.
Aqui podes ter mais informações sobre o exame, e aqui tens exames de anos anteriores para teres uma ideia do que é
Sim!
Não tive nenhuma empresa a ajudar-me, e acho que não existe nenhuma específica para Itália (provavelmente porque não é profitable e o proceso não é assim tão complicado). Eu guiei-me pelo site medchool.it, tal como o respetivo grupo do facebook. É preciso ter a declaração de valor, que é um documento que se adquire na embaixada italiana e essencialmente comprova que completaste 12 anos de escolaridade. Tens de ter o teu diploma do secundário apostilado. Na embaixada também se pode requisitar o código fiscal italiano, que é necessário para fazeres seja o que for em Itália, desde a inscrição na universidade, a arrendares um quarto/apartamento, a teres um cartão SIM italiano.
No que toca ao exame, este é composto por 6 secções:
  1. Lógica e raciocínio (10 perguntas)- tem umas perguntas em que tens de interpretar textos, encontrar conclusões e falácias, umas em que requer a tua capacidade de visualização espacial, e outras em que tens de fazer contas com áreas, horas, dinheiro, etc.
  2. Conhecimento geral (12 perguntas)- este foi o 1º ano em que o Cambridge aumentou o nº de perguntas (antes eram só 2), o que assustou imensa gente. Esta é a única parte para a qual não há como estudar, já que te podem perguntar, literalmente, a primeira coisa que lhes vier à cabeça quando acordam de manhã.
  3. Biologia (18 perguntas)- a maioria das perguntas incide no conhecimento que adquirimos ao longo do secundário (12º ano de biologia incluído), tal como noutra que se dá já ao nível universitário, como anatomia, fisiologia e histologia (mas nada de complicado)
  4. Química (10 perguntas)- essencialmente toda a matéria do secundário (incluindo o 12º ano de química)
  5. Física (4 perguntas)- esta foi a parte para a qual me tive de preparar melhor, pois o meu ano foi o último com o programa antigo de Ciências e Tecnologias, pelo que não cheguei a aprender a ter aulas sobre electricidade
  6. Matemática (4 perguntas)- essencialmente matéria do 10º e 11º. É bastante fácil, comparativamente aos exames nacionais. No entanto, não se pode usar qualquer tipo de calculadora, pelo que se tem de voltar à primária e reaprender a fazer contas à mão
São 60 perguntas no total. 1,5 pontos por cada resposta certa, -0,4 por cada resposta errada, e 0 pontos por cada resposta não respondida (o que é a melhor opção quando não se tem a certeza). O exame custa 130€. Este ano não houve centro em Portugal (em 2018 o centro foi em Torres Vedras), o mais perto foi em Madrid ou Londres. Podes candidatar-te a todas as universidades, colocando-as por ordem de preferência quando te inscreves para o exame. Faz uma boa pesquisa sobre cada uma, tal como as cidades.
Aqui podes ter mais informações sobre o exame, e aqui tens exames de anos anteriores para teres uma ideia do que é
Obrigada IMENSO pelas informações! Tens alguma dica a ofertar sobre a realização do exame em si? Em que sítio realizaste o exame?
Obrigada novamente! :)
 

mcsgdl

Membro Caloiro
Matrícula
26 Janeiro 2017
Mensagens
4
Obrigada IMENSO pelas informações! Tens alguma dica a ofertar sobre a realização do exame em si? Em que sítio realizaste o exame?
Obrigada novamente! :)
Para a realização do exame:
1- Quando vires que uma resposta vai demorar imenso tempo a responder (seja pelos cálculos que tiveres que fazer ou pelo raciocínio) passa à frente e volta atrás
2- Se não souberes uma resposta, não arrisques nem coloques ao acaso. O acumular de pontos negativos pode fazer diminuir significativamente o teu resultado comparativamente com o que terias se não tivesses arriscado

Já no final do exame, não te esqueças de assinar depois de colares os códigos de barras. Tive um rapaz na minha sala que já tinha colocado a folha no envelope, não o deixaram voltar a tirar (são as regras) e teve o exame anulado

Fiz o exame em Madrid, no CESMA Business School
 
  • Love
Reactions: Cris Pessôa

Juls20

Membro Caloiro
Matrícula
4 Maio 2020
Mensagens
4
Curso
Medicina
Olá a todos. Não sei muito bem o que dizer, visto que este é mais um caso de alguém que quer muito medicina mas não tem notas para entrar.
Estou agora no 12° ano em ciências e tecnologias e sei que não consigo entar neste meu curso de sonho porque nem sequer tenho os requisitos mínimos nas provas de ingresso de FQ (tive 13,2) e de Bio (tive 13,7) (vou fazer Mat. e Port. este ano).

Penso que, como muita gente, estou reticente em desistir tão facilmente e estou à procura de formas alternativas, pois não me vejo a ficar um ano para repetir os exames nacionais nem a tirar outro curso e concorrer ao concurso especial para licenciados.

Procuro então mais informações, (como valores de propinas que é algo bastante limitante) acerca de medicina noutros países como Espanha, República Checa, Itália, Letónia, Eslováquia..., visto que não há assim muita informação disponível.

Já ouvi também falar de tirar o curso na academia militar...

E de fazer o último ano de um curso profissional e concorrer depois com outras regras...

E também a possibilidade de abrir na Católica...

Eu não tenho muitas informações acerca de tudo isto e procuro então alguém que me ajude a concretizar este sonho.

Obrigada, e desde já peço desculpa se escrevi algo assim muito escandaloso ou cometi algum erro. 😅
Olá!
Estou a começar um blog sobre o meu percurso como estudante de Medicina do 2º ano numa universidade Romena.
Como vi que estavas a procura de outras informações pensei que podia ajudar...
Todas as semanas vou tentar abordar tópicos que, quando me candidatei, gostava de ter visto abordados por outros estudantes na mesma situação que eu! Podem deixar-me questões que, dentro do possível irei tentar responder :)
 
Matrícula
18 Julho 2019
Mensagens
13
Olá!
Estou a começar um blog sobre o meu percurso como estudante de Medicina do 2º ano numa universidade Romena.
Como vi que estavas a procura de outras informações pensei que podia ajudar...
Todas as semanas vou tentar abordar tópicos que, quando me candidatei, gostava de ter visto abordados por outros estudantes na mesma situação que eu! Podem deixar-me questões que, dentro do possível irei tentar responder :)
Muito obrigada por partilhares a tua história. Será que podes reponder a algumas perguntas?

Trataste do processo sozinha?
Podes partilhar o valor das propinas e do custo de vida?
Como funciona o processo de admissão?

Obrigada
 

Juls20

Membro Caloiro
Matrícula
4 Maio 2020
Mensagens
4
Curso
Medicina
Muito obrigada por partilhares a tua história. Será que podes reponder a algumas perguntas?

Trataste do processo sozinha?
Podes partilhar o valor das propinas e do custo de vida?
Como funciona o processo de admissão?

Obrigada
Sim! Como são perguntas que exigem uma resposta bastante detalhada, vou tentar responder o melhor que consigo nos meus próximos posts no blog! Deste modo pode ser que as minhas respostas respondam às tuas perguntas e às perguntas de mais alguém que esteja interessado. Posso já adiantar que a Roménia é um dos países com custo de vida mais barato em toda a Europa visto que , mesmo pertecendo à UE, ainda não adotou o euro.
 
Thread starter Tópicos Semelhantes Forum Replies Date
Sofia122 Dicas para organização do estudo para o exame nacional de uma disciplina que já não vou ter mais aulas (Biologia e Geologia) Ensino Secundário 5
S Colocar um asterisco para continuação mais à frente de uma resposta no exame causa anulação? Exames Nacionais e Provas de Ingresso 3
Mafalda Esperança É possível candidatar me a mais que uma uiversidade de ensino privado? Concursos Institucionais – Privado 1
voldmortrcz Mais do que uma bolsa? Bolsas e Residências 0
M Inscrevi me no exame errado *RESPOSTA O MAIS RÁPIDO POSSÍVEL* Exames Nacionais e Provas de Ingresso 6
Margot Tirar mais de 18 no Exame de Matemática A Exames Nacionais e Provas de Ingresso 12
I Mestrado é mais fácil do que licenciatura? Engenharia informática ISEL Ensino Superior 0
J Entrar mais tarde no ensino superior Ensino Superior 11
G Duvidas em relaçao A Bolsa de estudante, e em geral preços de Propinas, e mais especificamente a experiencia de Universidade Privada Etic 2019/2020 Ensino Superior 1
Ângela0104 É hoje que o primeiro ministro avança mais informações quanto às aula presenciais dos 11º e 12º anos? Ensino Secundário 3
R Alunos que concluíram o Ensino Secundário há mais de 2 anos Exames Nacionais e Provas de Ingresso 162
Leonardo Viegas Acabar licenciatura mais cedo Ensino Superior 3
H Help2Learn: Resumo (em vídeo) dos Maias e muito mais Ensino Secundário 0
E Passe do metro com mais de 23 anos Bolsas e Residências 4
P Mais de 9 meses depois do drama da FEUP/ISEP/FAUP estou de volta Ensino Superior 1
A Terminar um curso universitário (muito) mais cedo do que o previsto Ensino Superior 2
E Mestrados mais caros em Portugal Ensino Superior 7
S Medicina Veterinária: curso com mais equivalências Recursos Naturais 3
DaniFTMOL IPS Mais alguem vai para Contabilidade e Finanças? Instituto Politécnico de Setúbal 0
S IPVC Quem mais na ESTG? Instituto Politécnico de Viana do Castelo 0
marina c Alguém mais a aguardar a entrada na 3ª fase privado enfermagem? Privado Politécnico 0
marina c é oficial são francisco turma de Março mais alguém? Saúde 0
Giovanni Cardoso LH - Ano mais interessante: 10º ou 11º ? Ensino Secundário 7
floater3 CT - Ano mais interessante: 10º ou 11º? Ensino Secundário 40
T UA Há mais bolsas de mérito para além daquela para quem tem média igual/superior a 17,5? Universidade de Aveiro 2
sarafsousav Ficar mais 1 ano a concluir cadeiras em atraso Ensino Superior 2
LauraNCarvalho Transferência interna é mais fácil? Mudança de Curso, Transferência e Reingresso 5
jose das couvas IST Curso mais similar com Engenharia Mecânica Universidade de Lisboa 3
G Quais as disciplinas de escolha mais "fáceis" no 12ºano para aumentar a média (Curso de Ciências e Tecnologias). Ensino Secundário 23
L Mudança de curso para um mais artístico Mudança de Curso, Transferência e Reingresso 4
A Que saídas mais estáveis tem humanidades? Ensino Secundário 5
D Exames - Inscrito em mais do que me inscrevi Exames Nacionais e Provas de Ingresso 2
Artur_ FDUNL Percurso mais rápido Universidade Nova de Lisboa 6
Arimleb Matemática B é mais fácil que a A? Ensino Secundário 7
marina c ESEL o sonho mais amargo que doce, o ser aluna de 2ª, a desilusão Escola Superior de Enfermagem de Lisboa 3
TheProloguist Oi miudos, preciso da opinião de gente mais jovem neste questionário Geral 1
PedrOliveira Estou em humanidades e gostava de ser contabilista , como o posso fazer ? Quais as maneiras mais "fáceis" ? Ciências Económicas e Empresariais 9
I Arredondamentos - Nota Interna Mais Nota do Exame Exames Nacionais e Provas de Ingresso 1
I Curso com mais saída Tecnologias 10
T FLUL [FLUL] Cadeiras a mais no NUCO ? (Línguas, Literaturas e Culturas) Universidade de Lisboa 0
D Para aqueles que entraram na universidade mais tarde, como se sentem? Ensino Superior 8
D Universidade para pessoas com mais de 23 anos e como militar, como fazer? Mudança de Curso, Transferência e Reingresso 3
Margarida Valença 11º ano- Mais difícil que o 10º? (CT) Ensino Secundário 7
Dan007 Médias e candidatos | Preconceito em relação aos cursos com médias mais baixas Concurso Nacional e Locais - Público 28
carinaago8 Tirar outro curso mais tarde Ensino Superior 2
Tomás Justino Ajuda - Qual o livro que mais gostaram para estudar p/ exame BioGeo Exames Nacionais e Provas de Ingresso 9
Casal Cursos com mais saída sem matemática? Ensino Superior 13
A Qual é o curso que mais se assemelha? Ensino Superior 4
N Qual o curso mais indicado para quem queira "curar doenças" no futuro? Saúde 10
anamargarida_10 Personagem d'Os Mais Ensino Secundário 1
Tópicos Semelhantes