Medicina sem bases em CT

 

devlisjk

Membro Caloiro
Matrícula
6 Junho 2024
Mensagens
2
Olá.
Estou no fim do 11 ano de um curso profissional, e sinto que estou estragando a minha vida.
No início do 10, minha mãe virou pra mim e me aconselhou a ir para um dos cursos profissionais disponíveis na minha escola, o "técnico auxiliar de farmácia", pois sempre me disse que eu iria, obrigatoriamente, trabalhar e estudar (na faculdade) ao mesmo tempo. Esse curso me confere o nível IV e me permite ter um trabalho mais "leve" em comparação com os empregos para quem não tem outro diploma além do secundário. Somos brasileiros e sei muito bem o quão humilhante são esses trabalhos. Além disso, nunca questiono a minha mãe. Aceitei.
O que não sabíamos é que esses cursos não nos preparam para exames. Eu tenho BG, FQ e matemática, mas essas disciplinas não chegam nem perto de cobrir toda a matéria lecionada em CT. Nós também temos aulas das 8 às 17 todos os dias.
Eu odiei esse curso no momento que entrei. Meus colegas não querem nada com a vida, meus professorem querem mais que eu me foda, não tenho tempo pra nada, tenho uma quantidade de horas ridícula para as disciplinas que mais amo (física e química e biologia) e muitas para disciplinas inúteis que literalmente nunca vou precisar. Não conversei com minha mãe sobre isso pois, além de ela estar sempre trabalhando, não queria incomodá-la. Mas chega uma hora em que não dá mais. Em resposta, ela disse que a culpa era minha por nunca ter reclamado do curso (eu reclamei inúmeras vezes) e por sempre ter dito que gostava quando ela perguntava (ela nunca perguntou). Ademais, ela simplesmente me mandou estudar sozinha para os exames. Embora eu tenha um bom trabalho autônomo, estudar essa quantidade de matéria sozinha em noites e fins de semana não é propriamente a tarefa mais fácil do mundo.
Para melhorar a situação, estou certa de que quero ser médica. A média não é problema, mas tenho que ter notas excelentes nos exames. Exames os quais me cobram conteúdos que não me foram ensinados. Sempre amei estudar e sempre soube que queria ingressar no ensino superior, só não sabia que fazê-lo num curso profissional seria mil vezes mais complexo. Se pudesse voltar no tempo, teria escolhido CT sem nem pensar duas vezes, apesar de ter certa dificuldade em matemática.
Vou começar a estagiar no dia 12 e estou extremamente infeliz, porque sinto que arruinei todo o meu percurso acadêmico pelo simples fato de obedecer a minha mãe.
Minhas únicas opções são: terminar o curso e estudar sozinha e/ou com explicações, ou mudar para CT agora, voltar para o 10 e consequentemente perder dois anos, correndo o risco de baixar a minha média de 18.
Perdão pelo post longo, mas estou extremamente frustrada e sem saber o que fazer.​
 
Última edição:
Além disso, nunca questiono a minha mãe. Aceitei. (...) Eu odiei esse curso no momento que entrei.
Isto aqui é muito mau. És tu quem tem de decidir o teu futuro, és tu quem vai levar com as consequências da decisão.
Minhas únicas opções são: terminar o curso e estudar sozinha e/ou com explicações, ou mudar para CT agora, voltar para o 10 e consequentemente perder dois anos, correndo o risco de baixar a minha média de 18.
Se tens uma média tão alta, não recomendaria que a deitasses fora. Realiza exames e vê como correm. Se não tiveres as notas que queres nos exames, tens várias opções, mas nenhuma delas te mete no Ensino Superior logo a seguir a acabares o curso. Isto dito, como algumas destas opções demoram vários anos, não perderias necessariamente tempo em regressar ao 10º agora, terias, sim, o risco de ficar com uma média menor.

Podes dedicar um ano só à preparação para os exames.

Podes realizar o curso de Ciências e Tecnologias pelo Ensino Recorrente se quiseres ter aulas e professores às disciplinas de exame.
Podes ingressar numa licenciatura, acabá-la, e entrar em Medicina pelo Concurso para Licenciados. Se fosse eu, preferia fazer uma licenciatura a mais que um curso secundário a mais. Acredito que te traga mais valor habituar-te ao Ensino Superior do que simplesmente repetir o secundário. Além do mais, se eventualmente não conseguisses entrar logo em Medicina, dava-te opções de emprego melhores do que o curso secundário. No entanto, é contigo se queres ou não tomar esse risco. Também nada garante que tenhas professores em condições no ensino científico-humanístico.

Se tiveres acesso a algum contingente do CNAES, podes usá-lo para entrar com classificação de candidata mais baixa. Não sei se és cidadã portuguesa, mas, se fores, podes alistar-te no Exército pelo período de 1 ano, sair após esse ano, e candidatar-te pelo contingente de militares, desde que tenhas as notas mínimas (14 valores) nos exames. Quase ninguém faz isto, pelo que este contingente quase garante a entrada. Para o usar, não podes ter frequentado o Ensino Superior antes.
sempre me disse que eu iria, obrigatoriamente, trabalhar e estudar (na faculdade) ao mesmo tempo
Realço que Medicina é um curso muito exigente, pelo que será complicado seres trabalhadora-estudante enquanto tiras Medicina. Podes trabalhar antes e acumular fundos para te sustentares, podes realizar o curso com menos cadeiras por ano, ou, se conseguires, podes ignorar este parágrafo e fazer tudo ao mesmo tempo.
Vou começar a estagiar no dia 12 e estou extremamente infeliz, porque sinto que arruinei todo o meu percurso acadêmico pelo simples fato de obedecer a minha mãe.
Reconheço, prejudicou-te fazer o que ela te indicou em vez de seres mais assertiva. No entanto, não considero que esteja "arruinado", especialmente com essa média. Apenas demorarás mais um bocadinho a chegar onde queres.
 
Última edição:
Olá.
Estou no fim do 11 ano de um curso profissional, e sinto que estou estragando a minha vida.
No início do 10, minha mãe virou pra mim e me aconselhou a ir para um dos cursos profissionais disponíveis na minha escola, o "técnico auxiliar de farmácia", pois sempre me disse que eu iria, obrigatoriamente, trabalhar e estudar (na faculdade) ao mesmo tempo. Esse curso me confere o nível IV e me permite ter um trabalho mais "leve" em comparação com os empregos para quem não tem outro diploma além do secundário. Somos brasileiros e sei muito bem o quão humilhante são esses trabalhos. Além disso, nunca questiono a minha mãe. Aceitei.
O que não sabíamos é que esses cursos não nos preparam para exames. Eu tenho BG, FQ e matemática, mas essas disciplinas não chegam nem perto de cobrir toda a matéria lecionada em CT. Nós também temos aulas das 8 às 17 todos os dias.
Eu odiei esse curso no momento que entrei. Meus colegas não querem nada com a vida, meus professorem querem mais que eu me foda, não tenho tempo pra nada, tenho uma quantidade de horas ridícula para as disciplinas que mais amo (física e química e biologia) e muitas para disciplinas inúteis que literalmente nunca vou precisar. Não conversei com minha mãe sobre isso pois, além de ela estar sempre trabalhando, não queria incomodá-la. Mas chega uma hora em que não dá mais. Em resposta, ela disse que a culpa era minha por nunca ter reclamado do curso (eu reclamei inúmeras vezes) e por sempre ter dito que gostava quando ela perguntava (ela nunca perguntou). Ademais, ela simplesmente me mandou estudar sozinha para os exames. Embora eu tenha um bom trabalho autônomo, estudar essa quantidade de matéria sozinha em noites e fins de semana não é propriamente a tarefa mais fácil do mundo.
Para melhorar a situação, estou certa de que quero ser médica. A média não é problema, mas tenho que ter notas excelentes nos exames. Exames os quais me cobram conteúdos que não me foram ensinados. Sempre amei estudar e sempre soube que queria ingressar no ensino superior, só não sabia que fazê-lo num curso profissional seria mil vezes mais complexo. Se pudesse voltar no tempo, teria escolhido CT sem nem pensar duas vezes, apesar de ter certa dificuldade em matemática.
Vou começar a estagiar no dia 12 e estou extremamente infeliz, porque sinto que arruinei todo o meu percurso acadêmico pelo simples fato de obedecer a minha mãe.
Minhas únicas opções são: terminar o curso e estudar sozinha e/ou com explicações, ou mudar para CT agora, voltar para o 10 e consequentemente perder dois anos, correndo o risco de baixar a minha média de 18.
Perdão pelo post longo, mas estou extremamente frustrada e sem saber o que fazer.​
Olá :)
Eu vou dar-te a minha opinião pessoal mas não significa que seja a verdade absoluta... no teu caso como tens uma média alta eu preferia acabar o secundário no profissional. Depois disso tiraria um ano para estudar para os exames necessários. Não é fácil, mas não é impossível.
Da minha parte posso te dar umas luzes de como estudares a matemática se precisares :)
 
Isto aqui é muito mau. És tu quem tem de decidir o teu futuro, és tu quem vai levar com as consequências da decisão.

Se tens uma média tão alta, não recomendaria que a deitasses fora. Realiza exames e vê como correm. Se não tiveres as notas que queres nos exames, tens várias opções, mas nenhuma delas te mete no Ensino Superior logo a seguir a acabares o curso. Isto dito, como algumas destas opções demoram vários anos, não perderias necessariamente tempo em regressar ao 10º agora, terias, sim, o risco de ficar com uma média menor.

Podes dedicar um ano só à preparação para os exames.

Podes realizar o curso de Ciências e Tecnologias pelo Ensino Recorrente se quiseres ter aulas e professores às disciplinas de exame.
Podes ingressar numa licenciatura, acabá-la, e entrar em Medicina pelo Concurso para Licenciados. Se fosse eu, preferia fazer uma licenciatura a mais que um curso secundário a mais. Acredito que te traga mais valor habituar-te ao Ensino Superior do que simplesmente repetir o secundário. Além do mais, se eventualmente não conseguisses entrar logo em Medicina, dava-te opções de emprego melhores do que o curso secundário. No entanto, é contigo se queres ou não tomar esse risco. Também nada garante que tenhas professores em condições no ensino científico-humanístico.

Se tiveres acesso a algum contingente do CNAES, podes usá-lo para entrar com classificação de candidata mais baixa. Não sei se és cidadã portuguesa, mas, se fores, podes alistar-te no Exército pelo período de 1 ano, sair após esse ano, e candidatar-te pelo contingente de militares, desde que tenhas as notas mínimas (14 valores) nos exames. Quase ninguém faz isto, pelo que este contingente quase garante a entrada. Para o usar, não podes ter frequentado o Ensino Superior antes.

Realço que Medicina é um curso muito exigente, pelo que será complicado seres trabalhadora-estudante enquanto tiras Medicina. Podes trabalhar antes e acumular fundos para te sustentares, podes realizar o curso com menos cadeiras por ano, ou, se conseguires, podes ignorar este parágrafo e fazer tudo ao mesmo tempo.

Reconheço, prejudicou-te fazer o que ela te indicou em vez de seres mais assertiva. No entanto, não considero que esteja "arruinado", especialmente com essa média. Apenas demorarás mais um bocadinho a chegar onde queres.
Muito obrigado pela resposta. Vou subir ainda mais a minha média e estudar para os exames durante um ano. Nada vai me fazer desistir desse sonho!
Post automatically merged:

Olá :)
Eu vou dar-te a minha opinião pessoal mas não significa que seja a verdade absoluta... no teu caso como tens uma média alta eu preferia acabar o secundário no profissional. Depois disso tiraria um ano para estudar para os exames necessários. Não é fácil, mas não é impossível.
Da minha parte posso te dar umas luzes de como estudares a matemática se precisares :)
Muito obrigada!