Medicina vs. Bioquímica

Matrícula
14 Junho 2016
Mensagens
1
Olá.
Estou desesperado por uma resposta, uma vez que daqui a alguns meses tenho que dar a resposta final a uma pergunta que me assombra há bastante tempo.

Desde o 10º ano que o meu objetivo foi medicina. Estudei para tal, trabalhei para tal, e tenho notas para tal (não em todo lado - para a FMUP depende muito dos exames deste ano - mas de certo que em algumas faculdades.) Contudo, sempre fui claro com o meu objetivo - investigação. O que realmente me vejo a fazer é trabalhar afiliado a uma universidade/centro de investigação e realizar trabalhos no âmbito ou da oncologia ou da neurologia. Contudo, recentemente, indo a todo o tipo de mostras de cursos e assim, muitos me direcionaram para outro curso - Bioquímica. Todavia, sempre "ignorei" um pouco, uma vez que pensava que o que eu queria mesmo era medicina » investigação.

De facto, este ano, quando participei no programa "universidade junior" da UP, pretendia ir para o programa "na pele de um médico" (self-explanatory, pronto), contudo, não arranjei vaga e acabei por ir para um mais orientado para trabalho em laboratório - adorei. Histologia é de facto a minha praia, e ambos os meus coordenadores eram de bioquímica e quando me falaram dos seus ramos de estudo fiquei fascinado, tinha muito mais a ver com investigação propriamente dita que o curso de medicina. E daí cresceu o bichinho da bioquímica...

Ultimamente tenho procurado depoimentos, nomes de investigadores notáveis, e nada me ajuda a decidir - os investigadores na área de estudos que pretendo é um misto de médicos e estudantes de outras áreas (biologia, bioquímica, etc)... Por um lado, tenho imensa gente que me "empurra" para a bioquímica: boas bases, é uma licenciatura de 3 anos, ou seja, teria mais tempo para ganhar uma maior diversidade de conhecimentos (mestrados, doutoramentos, etc), e já estaria diretamente inserido na área de estudos pretendida. Porém, algo me deixa reticente - o facto de que é uma área de emprego incerta, especialmente em Portugal, com o sistema de bolsas e o estado socioeconómico do país. Ao ir para medicina asseguro uma carreira/emprego viável, com o outro lado da moeda: 6 anos de MI + especialização, e mesmo aí ainda não tenho doutoramento, só mestrado e especialização, e não estou diretamente ligado ao ramo de interesse...
Resumidamente: tenho medo de ir para medicina, acabar o curso e deparar-me com a triste realidade que entretanto se passaram 8(??)+ anos, ainda não tenho doutoramento e não estou a trabalhar na área que amo, por outro lado, tenho medo de ir para bioquímica, meter logo "as mãos na massa" mas acabar por estagnar num ordenado de 1200 euros (se arranjar bolsa...)

Obrigado!
 

Snarky_Puppy

Membro Dux
Especialista
Apoiante Uniarea
Ciências & Indústria Farmacêutica
Matrícula
29 Junho 2015
Mensagens
512
Curso
Ciências Biomédicas
Instituição
Universidade de Aveiro
Olá

Esta escolha depende de ti, porque ambos os cursos formam investigadores. Ao ires para medicina há naturalmente maior segurança porque se ao longo do tempo perceberes que não gostas de investigação ou se não conseguires arranjar bolsa/trabalho nessa área, tens sempre a clínica, o que é algo que não terás com bioquímica. No entanto, hoje em dia medicina não oferece as garantias de antigamente e mesmo a entrada na especialidade é uma incerteza cada vez maior. Se não fizerem nada entretanto para mudar este cenário, o futuro é extremamente preocupante para a classe, principalmente para recém-formados. Este tipo de problema não se aplica em bioquímica, onde basicamente deverás depender de concursos públicos para conseguires doutoramento/financiamento/etc.

Quanto à investigação, visto que gostas de oncologia e neurologia, se por exemplo fores para medicina e seguires uma dessas especialidades, podes (aliás, és obrigado a) fazer investigação durante o internato (sendo o tipo e qualidade da investigação dependente de ti, do teu orientador, do serviço e do local); a investigação faz parte da carreira médica e os hospitais precisam de publicar para manter as idoneidades. Claro para seres "aquele" cientista Senhor Professor ( :) ) faz sentido tirares o doutoramento e com medicina podes entrar em praticamente qualquer doutoramento na área da saúde, mas independentemente disso, a investigação faz parte da vida do médico (especialmente interno). Só que convém entrares nas especialidades que queres e cada vez mais as pessoas já só vão querer entrar numa.
 
Última edição:

lckk

Membro Dux
Matrícula
19 Junho 2015
Mensagens
1,227
Olá

Esta escolha depende de ti, porque ambos os cursos formam investigadores. Ao ires para medicina há naturalmente maior segurança porque se ao longo do tempo perceberes que não gostas de investigação ou se não conseguires arranjar bolsa/trabalho nessa área, tens sempre a clínica, o que é algo que não terás com bioquímica. No entanto, hoje em dia medicina não oferece as garantias de antigamente e mesmo a entrada na especialidade é uma incerteza cada vez maior. Se não fizerem nada entretanto para mudar este cenário, o futuro é extremamente preocupante para a classe, principalmente para recém-formados. Este tipo de problema não se aplica em bioquímica, onde basicamente deverás depender de concursos públicos para conseguires doutoramento/financiamento/etc.

Quanto à investigação, visto que gostas de oncologia e neurologia, se por exemplo fores para medicina e seguires uma dessas especialidades, podes (aliás, és obrigado a) fazer investigação durante o internato (sendo o tipo e qualidade da investigação dependente de ti, do teu orientador, do serviço e do local); a investigação faz parte da carreira médica e os hospitais precisam de publicar para manter as idoneidades. Claro para seres "aquele" cientista Senhor Professor ( :) ) faz sentido tirares o doutoramento e com medicina podes entrar em praticamente qualquer doutoramento na área da saúde, mas independentemente disso, a investigação faz parte da vida do médico (especialmente interno). Só que convém entrares nas especialidades que queres e cada vez mais as pessoas já só vão querer entrar numa.

Entrares em Medicina não te fechas as portas à investigação. Com a saturação de clínicos, cada vez mais surge a investigação clínica como uma carreira bastante proeminente e carenciada em que as empresas procuram especialmente médicos.
Na minha faculdade existem várias oportunidades em que os estudantes de medicina podem integrar numa equipa de investigação (clínica nos anos mais avançados e não-clínica logo no 1º ano). Inclusivamente há colegas meus com bolsas do GAPIC a equilibrarem o curso e estarem com bolsa a investigar.

Além de que podes tirar os primeiros 3 anos de Medicina e ingressares num mestrado à tua escolha (neurociências e oncologia são as áreas melhores para isso!) em vez de fazeres 3 anos de Bioquímica.
Ou então não, acabas os 6 anos de Medicina, e entras num programa de doutoramento... ou entras num laboratório, empresa...
 
  • Like
Reactions: LordKelvin

Snarky_Puppy

Membro Dux
Especialista
Apoiante Uniarea
Ciências & Indústria Farmacêutica
Matrícula
29 Junho 2015
Mensagens
512
Curso
Ciências Biomédicas
Instituição
Universidade de Aveiro
Entrares em Medicina não te fechas as portas à investigação. Com a saturação de clínicos, cada vez mais surge a investigação clínica como uma carreira bastante proeminente e carenciada em que as empresas procuram especialmente médicos.
Na minha faculdade existem várias oportunidades em que os estudantes de medicina podem integrar numa equipa de investigação (clínica nos anos mais avançados e não-clínica logo no 1º ano). Inclusivamente há colegas meus com bolsas do GAPIC a equilibrarem o curso e estarem com bolsa a investigar.

Além de que podes tirar os primeiros 3 anos de Medicina e ingressares num mestrado à tua escolha (neurociências e oncologia são as áreas melhores para isso!) em vez de fazeres 3 anos de Bioquímica.
Ou então não, acabas os 6 anos de Medicina, e entras num programa de doutoramento... ou entras num laboratório, empresa...

Exato. Eu diria mesmo o contrário: quem quer investigação tem aposta bem segura em medicina. Sobre equilibrar eu já não sei, naturalmente pois sou de outro curso. Tenho um amigo meu que infelizmente não conseguiu articular o seu internato com um doutoramento, mas cada caso é um caso e cada internato é um internato.

Sobre a investigação clínica, médicos são essenciais. No meio hospitalar, o investigador é tipicamente médico porque é quem avalia o doente, dá ou orienta a toma do medicamento experimental, recolhe os dados clínicos e faz as inferências clínicas. No meio empresarial de indústria/consultoria, temos funções só para médicos como medical advisor ou medical director que são as associadas a qualquer tipo de supervisão, validação e responsabilidade clínica durante a conceção e condução da investigação (naturalmente que o médico pode desempenhar outras funções não específicas à sua classe). A procura na Europa é alta até porque muitos ainda não conhecem ou preferem não optar por esta via (algo que estará para mudar). Existe também um mito de que entrar para este meio implica sair definitivamente da prática clínica, o que afasta muitas pessoas. Na verdade eu já trabalhei com médicos que reservam uns dias da semana para a prática clínica, portanto isso não é necessariamente verdade.

Investigação laboratorial sei pouco, não segui essa vertente. Um médico é naturalmente um candidato valorizado para entrar em doutoramentos, sendo que alguns são específicos à classe. Mas não é uma vida fácil, implica muito trabalho, pouco dinheiro e precariedade... Muitas pessoas saem é da investigação laboratorial para medicina
 

Inês Gomes23

Membro Caloiro
Matrícula
23 Junho 2017
Mensagens
3
Olá, ainda estou a acabar o 12º mas estou exatamente com a mesma dúvida! Eu nunca ponderei medicina porque achava que não ia ter média, mas agora talvez tenha para algumas universidades e ainda não sei o que fazer. Acho que estou inclinada para bioquimica, porque apesar das dificuldades, acho que me ia sentir infeliz quando tivesse de fazer internato, urgências e consultas não é nada do que eu me imagino a fazer! E acho que estando longe de casa, ia ser muito dificil aguentar mais de 8 anos num curso que não me realiza completamente....
Sei que não ajuda, mas é só uma opinião.. :)
 

michellejardim

Membro Veterano
Matrícula
4 Maio 2020
Mensagens
125
Olá, ainda estou a acabar o 12º mas estou exatamente com a mesma dúvida! Eu nunca ponderei medicina porque achava que não ia ter média, mas agora talvez tenha para algumas universidades e ainda não sei o que fazer. Acho que estou inclinada para bioquimica, porque apesar das dificuldades, acho que me ia sentir infeliz quando tivesse de fazer internato, urgências e consultas não é nada do que eu me imagino a fazer! E acho que estando longe de casa, ia ser muito dificil aguentar mais de 8 anos num curso que não me realiza completamente....
Sei que não ajuda, mas é só uma opinião.. :)

Eu também me sinto assim...
Mas eu acho que talvez vaia escolher bioquimica (apesar de estar um pouco nervosa em relação à empregabilidade)
 
  • Like
Reactions: Gabriela Borges

Gabriela Borges

Membro Veterano
Matrícula
10 Novembro 2019
Mensagens
175
Olá.
Estou desesperado por uma resposta, uma vez que daqui a alguns meses tenho que dar a resposta final a uma pergunta que me assombra há bastante tempo.

Desde o 10º ano que o meu objetivo foi medicina. Estudei para tal, trabalhei para tal, e tenho notas para tal (não em todo lado - para a FMUP depende muito dos exames deste ano - mas de certo que em algumas faculdades.) Contudo, sempre fui claro com o meu objetivo - investigação. O que realmente me vejo a fazer é trabalhar afiliado a uma universidade/centro de investigação e realizar trabalhos no âmbito ou da oncologia ou da neurologia. Contudo, recentemente, indo a todo o tipo de mostras de cursos e assim, muitos me direcionaram para outro curso - Bioquímica. Todavia, sempre "ignorei" um pouco, uma vez que pensava que o que eu queria mesmo era medicina » investigação.

De facto, este ano, quando participei no programa "universidade junior" da UP, pretendia ir para o programa "na pele de um médico" (self-explanatory, pronto), contudo, não arranjei vaga e acabei por ir para um mais orientado para trabalho em laboratório - adorei. Histologia é de facto a minha praia, e ambos os meus coordenadores eram de bioquímica e quando me falaram dos seus ramos de estudo fiquei fascinado, tinha muito mais a ver com investigação propriamente dita que o curso de medicina. E daí cresceu o bichinho da bioquímica...

Ultimamente tenho procurado depoimentos, nomes de investigadores notáveis, e nada me ajuda a decidir - os investigadores na área de estudos que pretendo é um misto de médicos e estudantes de outras áreas (biologia, bioquímica, etc)... Por um lado, tenho imensa gente que me "empurra" para a bioquímica: boas bases, é uma licenciatura de 3 anos, ou seja, teria mais tempo para ganhar uma maior diversidade de conhecimentos (mestrados, doutoramentos, etc), e já estaria diretamente inserido na área de estudos pretendida. Porém, algo me deixa reticente - o facto de que é uma área de emprego incerta, especialmente em Portugal, com o sistema de bolsas e o estado socioeconómico do país. Ao ir para medicina asseguro uma carreira/emprego viável, com o outro lado da moeda: 6 anos de MI + especialização, e mesmo aí ainda não tenho doutoramento, só mestrado e especialização, e não estou diretamente ligado ao ramo de interesse...
Resumidamente: tenho medo de ir para medicina, acabar o curso e deparar-me com a triste realidade que entretanto se passaram 8(??)+ anos, ainda não tenho doutoramento e não estou a trabalhar na área que amo, por outro lado, tenho medo de ir para bioquímica, meter logo "as mãos na massa" mas acabar por estagnar num ordenado de 1200 euros (se arranjar bolsa...)

Obrigado!
Olá! Estou mais ou menos com a mesma dúvida. Acabaste por optar por qual curso? E está a correr bem? Corresponde ao que esperavas? Estás a gostar? Obrigado :)

Olá, ainda estou a acabar o 12º mas estou exatamente com a mesma dúvida! Eu nunca ponderei medicina porque achava que não ia ter média, mas agora talvez tenha para algumas universidades e ainda não sei o que fazer. Acho que estou inclinada para bioquimica, porque apesar das dificuldades, acho que me ia sentir infeliz quando tivesse de fazer internato, urgências e consultas não é nada do que eu me imagino a fazer! E acho que estando longe de casa, ia ser muito dificil aguentar mais de 8 anos num curso que não me realiza completamente....
Sei que não ajuda, mas é só uma opinião.. :)
Olá! Estou mais ou menos com a mesma dúvida. Acabaste por optar por qual curso? E está a correr bem? Corresponde ao que esperavas? Estás a gostar? Obrigada :)

Eu também me sinto assim...
Mas eu acho que talvez vaia escolher bioquimica (apesar de estar um pouco nervosa em relação à empregabilidade)
Olá! Estou mais ou menos com a mesma dúvida. Acabaste por optar por qual curso? E está a correr bem? Corresponde ao que esperavas? Estás a gostar? Obrigada :)
 

michellejardim

Membro Veterano
Matrícula
4 Maio 2020
Mensagens
125
Olá! Estou mais ou menos com a mesma dúvida. Acabaste por optar por qual curso? E está a correr bem? Corresponde ao que esperavas? Estás a gostar? Obrigado :)


Olá! Estou mais ou menos com a mesma dúvida. Acabaste por optar por qual curso? E está a correr bem? Corresponde ao que esperavas? Estás a gostar? Obrigada :)


Olá! Estou mais ou menos com a mesma dúvida. Acabaste por optar por qual curso? E está a correr bem? Corresponde ao que esperavas? Estás a gostar? Obrigada :)

Escolhi Bioquimica. Vou começar este ano. Espero gostar (fingers crossed)
 
  • Fabulous
Reactions: Gabriela Borges

Gabriela Borges

Membro Veterano
Matrícula
10 Novembro 2019
Mensagens
175
Escolhi Bioquimica. Vou começar este ano. Espero gostar (fingers crossed)
Fixe! Eu também estou a ponderar inscrever-me nesse curso, mas ainda não está decidido porque ainda me falta um ano letivo pela frente. Olha, espero que corra tudo bem e que gostes imenso do curso. Muita sorte! 🍀 Depois, quando puderes, vai dando notícias 😊
 
  • Love
Reactions: michellejardim