Mestrados em Biotecnologia Farmacêutica/ Biomedicina Molecular/ Química Forense

Ruben M

Membro Caloiro
Matrícula
1 Junho 2015
Mensagens
9
Curso
Biotecnologia
Saudações,

Venho por este meio solicitar opiniões sobre os seguintes Mestrados:
  • Química Forense - Universidade de Coimbra
  • Biotecnologia Farmacêutica - Universidade de Coimbra
  • Biomedicina - Universidade de Aveiro

Sou licenciado em biotecnologia, o que mais gostaria de fazer era trabalhar em algo relacionado na parte laboratorial forense, apesar de nao ter grande noção de empregabilidade/salário em PT.
Candidatei-me aos mestrados acima mencionados, ainda não tenho qualquer informação se serei colocado ou não.
Contudo caso o seja gostaria de ter algum feedback de todos, para caso tenha hipótese de escolha, esta basear-se em factos concretos.
Daí vir pedir aqui algum parecer ou sugestões ( é urgente ).
 

Rafael.

Membro Dux
Colaborador Editorial
Matrícula
18 Fevereiro 2016
Mensagens
599
Curso
Biologia
Instituição
Universidade de Aveiro
Olá,

Relativamente ao mestrado de Biomedicina Molecular só consigo referir que o plano foi alterado e, portanto, este será o 1º ano do mestrado com o novo curriculo. De qualquer das maneiras o feedback de antigos alunos ( com o curriculo anterior ) é bastante positivo e, alguns dos aspectos negativos que foram apresentados pelos mestrandos da altura, foram corrigidos com a reformulação do plano curicular. O novo curriculo apresenta também novas optativas na área da Investigação Clínica/clinical trials que permite uma introdução para aqueles interessados nas áreas de medical affairs ( um bocado como o antigo curso de biomedicina farmaceutica ).

O mestrado em Biotecnologia Farmaceutica também era uma das minhas opções, no entanto, é lecionado em regime pós-laboral e um dos aspectos negativos é a falta de contacto laboratorial ( aulas sao dadas apenas sexta e sabado ). Ainda assim, alguns alunos do mestrado com quem falei referiram a possibilidade de fazer estagios extracurriculares dentro da faculdade que permite colmatar essa falta de trabalhos praticos. Este mestrado foi-me recomendado por um professor( Bruno Gago ) pois a UC tem projetos ligados a spin-offs/investigação translacional/industria, no entanto, depois da reformulação do mestrado em Biomedicina Molecular, acho que isso é mais acessivel na UA ( até porque a UA se mostra interessada em aumentar as parcerias na industria ).

Sobre quimica forense não consigo dizer mesmo nada, mas suponho que algumas tecnicas/conhecimento de mestrados como biomedicina molecular e biologia molecular e celular sejam transferiveis para a área forense. Creio que com o avanço e reconhecimento de carreiras como TSDT ( ciencias biomedicas laboratoriais, ciencias laboratoriais forenses, etc ) sejam esses os profissionais a ocupar grande parte das vagas. Podes considerar fazer uma especialidade em genética e trabalhar na área de genética forense :
"A Ordem dos Biólogos possui quatro Colégios de Especialidade: Colégio de Biotecnologia, de Biologia Humana e Saúde, de Ambiente e de Educação, que poderá integrar (após apreciação curricular) e promove o acesso a Títulos de Especialidade (Análises Clínicas, Genética Humana, Embriologia/Reprodução Humana, Ambiente e Biotecnologia) "
No fundo, precisarias de uma licenciatura ( biologia/bioquimica ), mestrado na área ( analises clinicas, por exemplo ) e um internato de 4 anos na area de especialidade ( cujos conhecimentos serão reavaliados a cada 5 anos +- ). Antes essas vagas eram ocupadas pelos TSS ( termo já em desuso, agora sem concursos públicos ) e esses especialistas estão a ser contratados com contratos individuais de trabalho ( TSDT têm cédula profissional, por exemplo), mas recomendo entrar em contacto por email com a ordem dos biologos para perguntar sobre a possibilidade de tirar especialidade em genética humana e seguir genetica forense ( se essa for uma área de interesse ).
 
Última edição: