Mudança de Solicitadoria para Direito

SaraSantos2302

Membro Caloiro
Matrícula
4 Março 2021
Mensagens
2
Boa tarde!
Sou estudante de 1º ano de solicitadoria no Instituto Politécnico de Leiria e pretendo mudar de curso para direito e para a Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra.
Como no ano passado as médias subiram bastante penso que não seja prudente tentar ingressar através do concurso nacional de acesso ao ensino superior.
Já me informei sobre os critérios da UCoimbra necessários para esta mudança porém tenho algumas dúvidas.
Os critérios são, ter a nota mínima nos exames pedidos pelo curso e uma carta de motivação.
No ano passado realizei o exame de português (pois era de ciências e tecnologias, logo não tinha história) e obtive uma classificação de 14 valores, porém decidi fazer este ano o exame novamente. Ao realizar o exame se tiver uma nota inferior posso usar o exame do ano anterior?
Relativamente à carta, não tenho muita ideia do que poderei escrever, alguém já fez que pudesse dar umas dicas?
Também vi no site da UCoimbra que quem tiver 36 ECTS será colocado em outras anos, de momento apenas deixei uma cadeira para fazer e já tenho 24 créditos , logo penso que terei mais de 36 ECTS até ao final do semestre. Mas fico em dúvida, pois na UCoimbra existem algumas cadeiras iguais mas são divididas, por exemplo, eu tive introdução ao estudo do direito e em coimbra existe introdução ao estudo do direito I e introdução ao estudo do direito II, e existe outros casos assim, logo não irei ter equivalência nessas cadeiras?
Outro fator, é o facto de a maior parte das cadeiras que tenho neste ano já são de segundo em coimbra, logo depois se ficar colocado no 2ºano posso fazer também cadeiras de 1ºano?
Pesquisei no site, mas não encontrei nenhuma informação, para realizar a candidatura de mudança de instituição é necessário fazer algum pagamento?
E no fundo o que conta mais é a nota do exame nacional certo?
Ou seja se eu tiver 14 valores no exame e 54 créditos feitos, quem tiver 15 valores e 38 créditos feitos, fica à minha "frente"?
Outra dúvida, o meu sonho é entrar em coimbra porém irei candidatar-me ao porto e ao minho também, é possível ficar colocada em mais do que uma universidade? Se isso acontecer basta cancelar a matricula na instituição que não pretendemos?
Obrigado,
Sara
 

Ariana_

Mod Bolinhos
Equipa Uniarea
Moderador
Apoiante Uniarea
Matrícula
26 Junho 2017
Mensagens
11,467
Curso
Estudos de Teatro
Instituição
FLUL
Ao realizar o exame se tiver uma nota inferior posso usar o exame do ano anterior?
Olá, Sara! Sim, para efeitos de mudança de curso é sempre utilizada a melhor nota que tenhas, mesmo que o exame esteja expirado (o que nem é o caso).
Relativamente à carta, não tenho muita ideia do que poderei escrever, alguém já fez que pudesse dar umas dicas?
Nunca fiz uma carta para efeitos de mudança de curso, mas já tive de escrever cartas de motivação para outras coisas. Aconselho a que enquadres na tua carta: o teu percurso até agora e o teu interessa mais por Direito do que por Solicitadoria e demonstres na carta coisas como os teus objectivos com o curso e o que esperas dele e o que achas que contribuiria esse curso dessa universidade para a tua formação académica, bem como a tua futura vida profissional.
Também vi no site da UCoimbra que quem tiver 36 ECTS será colocado em outras anos, de momento apenas deixei uma cadeira para fazer e já tenho 24 créditos , logo penso que terei mais de 36 ECTS até ao final do semestre. Mas fico em dúvida, pois na UCoimbra existem algumas cadeiras iguais mas são divididas, por exemplo, eu tive introdução ao estudo do direito e em coimbra existe introdução ao estudo do direito I e introdução ao estudo do direito II, e existe outros casos assim, logo não irei ter equivalência nessas cadeiras?
Normalmente, só ficas depois efectivamente num ano mais "avançado" se obteres as equivalências. Estas são decididas pelo director de curso de Direito, mas eu apontaria para que não tivesses equivalência nessa cadeira, uma vez que só tiveste 1 e provavelmente tem menor carga de ECTS que a soma das duas introduções de Coimbra, pelo que provavelmente o programa dessa cadeira é mais vasto que o que tiveste oportunidade de ter em Leiria. Não sou a pessoa mais experiente no assunto, mas do que tenho lido, mesmo Solicitadoria e Direito sendo áreas próximas, não é comum obter-se muitas equivalências.
Outro fator, é o facto de a maior parte das cadeiras que tenho neste ano já são de segundo em coimbra, logo depois se ficar colocado no 2ºano posso fazer também cadeiras de 1ºano?
Sim, nesses casos sim. Podes ter equivalências a cadeiras de anos diferentes - existe essa possibilidade. Depois acabas com um plano de estudos um pouco diferente, de acordo com as cadeiras que te faltam.
Pesquisei no site, mas não encontrei nenhuma informação, para realizar a candidatura de mudança de instituição é necessário fazer algum pagamento?
Sim, existe um emolumento para a candidatura. Segundo o site, são 50 euros: Informações e serviços académicos
E no fundo o que conta mais é a nota do exame nacional certo?
Ou seja se eu tiver 14 valores no exame e 54 créditos feitos, quem tiver 15 valores e 38 créditos feitos, fica à minha "frente"?
Segundo o site: "As condições específicas exigidas para cada curso serão apresentadas no aviso de abertura de cada curso." Isso vale também para os critérios de seriação, pelo que terás de aguardar se irá existir alguma alteração ou não, mas em princípio, sim, o critério principal é a nota de candidatura (que não é a nota do exame de prova de ingresso, atenção - mesmo que tenhas feito CT, a nota de candidatura é composta pela tua média do secundário e pela nota do exame). Mas, supondo que a tua nota de candidatura era de 140,0 e com 54 ECTS e a da outra pessoa era 150,0, com 38 ECTS. Se os ECTS forem apenas o critério de desempate, essa pessoa fica à tua frente, sim. Se os ECTS fizerem parte do cálculo da nota para ingresso, a situação pode ser em teu favor.
Outra dúvida, o meu sonho é entrar em coimbra porém irei candidatar-me ao porto e ao minho também, é possível ficar colocada em mais do que uma universidade? Se isso acontecer basta cancelar a matricula na instituição que não pretendemos?
Sim, é possível entrares em várias instituições pela mudança de curso, mas pagas cada uma dessas candidaturas. Nesse caso, escolhes a que queres matricular-te e as restantes simplesmente não te inscreves, não precisas cancelar nada, porque ainda não estarias matriculada.

Espero ter sido clara. Alguma dúvida que tenhas, pergunta-nos! 🤗
 

SaraSantos2302

Membro Caloiro
Matrícula
4 Março 2021
Mensagens
2
Olá, Sara! Sim, para efeitos de mudança de curso é sempre utilizada a melhor nota que tenhas, mesmo que o exame esteja expirado (o que nem é o caso).

Nunca fiz uma carta para efeitos de mudança de curso, mas já tive de escrever cartas de motivação para outras coisas. Aconselho a que enquadres na tua carta: o teu percurso até agora e o teu interessa mais por Direito do que por Solicitadoria e demonstres na carta coisas como os teus objectivos com o curso e o que esperas dele e o que achas que contribuiria esse curso dessa universidade para a tua formação académica, bem como a tua futura vida profissional.

Normalmente, só ficas depois efectivamente num ano mais "avançado" se obteres as equivalências. Estas são decididas pelo director de curso de Direito, mas eu apontaria para que não tivesses equivalência nessa cadeira, uma vez que só tiveste 1 e provavelmente tem menor carga de ECTS que a soma das duas introduções de Coimbra, pelo que provavelmente o programa dessa cadeira é mais vasto que o que tiveste oportunidade de ter em Leiria. Não sou a pessoa mais experiente no assunto, mas do que tenho lido, mesmo Solicitadoria e Direito sendo áreas próximas, não é comum obter-se muitas equivalências.

Sim, nesses casos sim. Podes ter equivalências a cadeiras de anos diferentes - existe essa possibilidade. Depois acabas com um plano de estudos um pouco diferente, de acordo com as cadeiras que te faltam.

Sim, existe um emolumento para a candidatura. Segundo o site, são 50 euros: Informações e serviços académicos

Segundo o site: "As condições específicas exigidas para cada curso serão apresentadas no aviso de abertura de cada curso." Isso vale também para os critérios de seriação, pelo que terás de aguardar se irá existir alguma alteração ou não, mas em princípio, sim, o critério principal é a nota de candidatura (que não é a nota do exame de prova de ingresso, atenção - mesmo que tenhas feito CT, a nota de candidatura é composta pela tua média do secundário e pela nota do exame). Mas, supondo que a tua nota de candidatura era de 140,0 e com 54 ECTS e a da outra pessoa era 150,0, com 38 ECTS. Se os ECTS forem apenas o critério de desempate, essa pessoa fica à tua frente, sim. Se os ECTS fizerem parte do cálculo da nota para ingresso, a situação pode ser em teu favor.

Sim, é possível entrares em várias instituições pela mudança de curso, mas pagas cada uma dessas candidaturas. Nesse caso, escolhes a que queres matricular-te e as restantes simplesmente não te inscreves, não precisas cancelar nada, porque ainda não estarias matriculada.

Espero ter sido clara. Alguma dúvida que tenhas, pergunta-nos! 🤗
Obrigado :)