Não tenho média para entrar na faculdade que quero, o que faço?

 

d_danielaaa

Membro Caloiro
Matrícula
29 Dezembro 2021
Mensagens
2
Estou atualmente a fazer o 12°, ainda não conclui o primeiro semestre nem sei que notas vou ter no final deste, mas tendo em conta as notas dos meus testes vou ter uma média aproximadamente a 15/16 mas só neste semestre. No 10º e 11º tive notas mesmo muito más que em média rodam a casa dos 12/13. Para o ano quero fazer a faculdade de direito mas não sei se vou ter média para entrar em alguma universidade; já pensei em entrar numa privada mas mesmo assim não sei se vou conseguir. Só fiz um exame no 11º, o de inglês, mas receio que não me tenha ajudado em nada. Não sei o que fazer por favor sugiram me alguma coisa.
 
Estou atualmente a fazer o 12°, ainda não conclui o primeiro semestre nem sei que notas vou ter no final deste, mas tendo em conta as notas dos meus testes vou ter uma média aproximadamente a 15/16 mas só neste semestre. No 10º e 11º tive notas mesmo muito más que em média rodam a casa dos 12/13. Para o ano quero fazer a faculdade de direito mas não sei se vou ter média para entrar em alguma universidade; já pensei em entrar numa privada mas mesmo assim não sei se vou conseguir. Só fiz um exame no 11º, o de inglês, mas receio que não me tenha ajudado em nada. Não sei o que fazer por favor sugiram me alguma coisa.
Olá!
Tens várias hipóteses para tentar entrar em direito numa situação dessas.
A primeira é anular disciplinas e fazer por exame, o que é bastante arriscado, pois o exame contaria 100% da nota das disciplinas, no entanto é uma opção.
Concorrendo pelo CNAES, tens três fases (sendo que algumas faculdades só têm vagas para a 1.ª e 2.ª fase ), pelo que também tens, pelo menos, duas oportunidades de concorrer por ano.
Também podes entrar numa privada, existem várias e para algumas basta ter nota positiva (9,5) e no final do primeiro ano tentar pedir transferência para uma pública. A única privada que tem uma média elevada é a Católica, por norma as outras têm no máximo média de 12/13.
Também podes optar por entrar numa privada e, para além de equacionar a transferência, repetir exames nacionais para o ano caso nos deste ano não consigas classificações elevadas. Deste modo, conseguirias concorrer por transferência e novamente pelo concurso de mudança par instituição/curso.

Em relação aos exames, o de inglês não te serve de prova de ingresso para direito. Dependendo da faculdade em questão, as provas de ingresso são Português, História, Filosofia e Matemática. Sendo que nalgumas exigem 2 provas de ingresso e noutras só uma. Para além disso, nalgumas as provas de ingresso valem 50%, pelo que caso tenhas notas elevadas nos exames, consegues ainda subir bastante a tua média de ingresso
 
Olá!
Tens várias hipóteses para tentar entrar em direito numa situação dessas.
A primeira é anular disciplinas e fazer por exame, o que é bastante arriscado, pois o exame contaria 100% da nota das disciplinas, no entanto é uma opção.
Concorrendo pelo CNAES, tens três fases (sendo que algumas faculdades só têm vagas para a 1.ª e 2.ª fase ), pelo que também tens, pelo menos, duas oportunidades de concorrer por ano.
Também podes entrar numa privada, existem várias e para algumas basta ter nota positiva (9,5) e no final do primeiro ano tentar pedir transferência para uma pública. A única privada que tem uma média elevada é a Católica, por norma as outras têm no máximo média de 12/13.
Também podes optar por entrar numa privada e, para além de equacionar a transferência, repetir exames nacionais para o ano caso nos deste ano não consigas classificações elevadas. Deste modo, conseguirias concorrer por transferência e novamente pelo concurso de mudança par instituição/curso.

Em relação aos exames, o de inglês não te serve de prova de ingresso para direito. Dependendo da faculdade em questão, as provas de ingresso são Português, História, Filosofia e Matemática. Sendo que nalgumas exigem 2 provas de ingresso e noutras só uma. Para além disso, nalgumas as provas de ingresso valem 50%, pelo que caso tenhas notas elevadas nos exames, consegues ainda subir bastante a tua média de ingresso
Olá! Fico muito muito agradecida pela resposta, ajudou imenso mesmo.
Só tenho uma dúvida, se optar por anular a disciplina, teria de anula-la antes ou depois de fazer o exame ?
 
Olá! Fico muito muito agradecida pela resposta, ajudou imenso mesmo.
Só tenho uma dúvida, se optar por anular a disciplina, teria de anula-la antes ou depois de fazer o exame ?
Olá, para anulares a disciplina deverás fazê-lo antes de realizares o exame :) Penso que podes anular a disciplina em causa até à penúltima semana de aulas e realizar o exame de forma "autoproposta".
 
Olá! Fico muito muito agradecida pela resposta, ajudou imenso mesmo.
Só tenho uma dúvida, se optar por anular a disciplina, teria de anula-la antes ou depois de fazer o exame ?
Olá, para anulares a disciplina deverás fazê-lo antes de realizares o exame :) Penso que podes anular a disciplina em causa até à penúltima semana de aulas e realizar o exame de forma "autoproposta".
Na minha escola era até a 1ª semana do 3º período (há 6+ anos).
 
Olá, para anulares a disciplina deverás fazê-lo antes de realizares o exame :) Penso que podes anular a disciplina em causa até à penúltima semana de aulas e realizar o exame de forma "autoproposta".
Na minha escola era até a 1ª semana do 3º período (há 6+ anos).
Os prazos entretanto alteraram, é mesmo ate à penúltima semana de aulas.
 
Olá!
Tens várias hipóteses para tentar entrar em direito numa situação dessas.
A primeira é anular disciplinas e fazer por exame, o que é bastante arriscado, pois o exame contaria 100% da nota das disciplinas, no entanto é uma opção.
Concorrendo pelo CNAES, tens três fases (sendo que algumas faculdades só têm vagas para a 1.ª e 2.ª fase ), pelo que também tens, pelo menos, duas oportunidades de concorrer por ano.
Também podes entrar numa privada, existem várias e para algumas basta ter nota positiva (9,5) e no final do primeiro ano tentar pedir transferência para uma pública. A única privada que tem uma média elevada é a Católica, por norma as outras têm no máximo média de 12/13.
Também podes optar por entrar numa privada e, para além de equacionar a transferência, repetir exames nacionais para o ano caso nos deste ano não consigas classificações elevadas. Deste modo, conseguirias concorrer por transferência e novamente pelo concurso de mudança par instituição/curso.

Em relação aos exames, o de inglês não te serve de prova de ingresso para direito. Dependendo da faculdade em questão, as provas de ingresso são Português, História, Filosofia e Matemática. Sendo que nalgumas exigem 2 provas de ingresso e noutras só uma. Para além disso, nalgumas as provas de ingresso valem 50%, pelo que caso tenhas notas elevadas nos exames, consegues ainda subir bastante a tua média de ingresso
Boa tarde, com licença. Como ocorre a transferência?
Olá!
Tens várias hipóteses para tentar entrar em direito numa situação dessas.
A primeira é anular disciplinas e fazer por exame, o que é bastante arriscado, pois o exame contaria 100% da nota das disciplinas, no entanto é uma opção.
Concorrendo pelo CNAES, tens três fases (sendo que algumas faculdades só têm vagas para a 1.ª e 2.ª fase ), pelo que também tens, pelo menos, duas oportunidades de concorrer por ano.
Também podes entrar numa privada, existem várias e para algumas basta ter nota positiva (9,5) e no final do primeiro ano tentar pedir transferência para uma pública. A única privada que tem uma média elevada é a Católica, por norma as outras têm no máximo média de 12/13.
Também podes optar por entrar numa privada e, para além de equacionar a transferência, repetir exames nacionais para o ano caso nos deste ano não consigas classificações elevadas. Deste modo, conseguirias concorrer por transferência e novamente pelo concurso de mudança par instituição/curso.

Em relação aos exames, o de inglês não te serve de prova de ingresso para direito. Dependendo da faculdade em questão, as provas de ingresso são Português, História, Filosofia e Matemática. Sendo que nalgumas exigem 2 provas de ingresso e noutras só uma. Para além disso, nalgumas as provas de ingresso valem 50%, pelo que caso tenhas notas elevadas nos exames, consegues ainda subir bastante a tua média de ingresso
Ola, boa tarde. A nota do secundário não vai ser pedida na transferência? Só a nota do exame contaria?
Estou passando por algo bastante semelhante e estou um pouco aflita, se você puder responder ficaria bastante agradecida.
 
Boa tarde, com licença. Como ocorre a transferência?

Ola, boa tarde. A nota do secundário não vai ser pedida na transferência? Só a nota do exame contaria?
Estou passando por algo bastante semelhante e estou um pouco aflita, se você puder responder ficaria bastante agradecida.
Ola! A transferência, cujo nome oficial é mudança de par instituição/curso, ocorre por via de concurso institucional, isto é, cada faculdade faz o seu próprio concurso e tens de te informar com as faculdades relativamente ao processo (por norma colocam no site).

A nota do secundário pode ser pedida para transferência, sim, no entanto a sua valorização varia de faculdade para faculdade, sendo que algumas quase não a valorizam. Também existem faculdades onde a nota do secundário não conta para a transferência.

Estás interessada em pedir transferência para que faculdade? Talvez te consiga ajudar :)
 
  • Like
Reactions: Vitória Maia
Ola! A transferência, cujo nome oficial é mudança de par instituição/curso, ocorre por via de concurso institucional, isto é, cada faculdade faz o seu próprio concurso e tens de te informar com as faculdades relativamente ao processo (por norma colocam no site).

A nota do secundário pode ser pedida para transferência, sim, no entanto a sua valorização varia de faculdade para faculdade, sendo que algumas quase não a valorizam. Também existem faculdades onde a nota do secundário não conta para a transferência.

Estás interessada em pedir transferência para que faculdade? Talvez te consiga ajudar :)
Olá, ainda não sei bem sendo bem sincera
Ola! A transferência, cujo nome oficial é mudança de par instituição/curso, ocorre por via de concurso institucional, isto é, cada faculdade faz o seu próprio concurso e tens de te informar com as faculdades relativamente ao processo (por norma colocam no site).

A nota do secundário pode ser pedida para transferência, sim, no entanto a sua valorização varia de faculdade para faculdade, sendo que algumas quase não a valorizam. Também existem faculdades onde a nota do secundário não conta para a transferência.

Estás interessada em pedir transferência para que faculdade? Talvez te consiga ajudar :)
Olá! Ainda não sei muito bem, ainda estou concluindo o secundário mas já estou pensando em algumas opções. Minha média não é suficiente, então acho que teria que ficar em uma privada, falei com a minha dt e ela foi bem dura dizendo que não conseguiria pedir transferência de uma privada para uma pública, então não sei bem o que fazer. Pensei em ir para a europeia ou lusíadas, mas também não faço ideia de como as coisas funcionam.
Acho que a única universidade pública em Lisboa é a do alameda, né? Pelo menos é a única que eu conheço.

Enfim, desculpe o incómodo e muito obrigado pela ajuda!!
 
  • Like
Reactions: GilSilva
Olá, ainda não sei bem sendo bem sincera

Olá! Ainda não sei muito bem, ainda estou concluindo o secundário mas já estou pensando em algumas opções. Minha média não é suficiente, então acho que teria que ficar em uma privada, falei com a minha dt e ela foi bem dura dizendo que não conseguiria pedir transferência de uma privada para uma pública, então não sei bem o que fazer. Pensei em ir para a europeia ou lusíadas, mas também não faço ideia de como as coisas funcionam.
Acho que a única universidade pública em Lisboa é a do alameda, né? Pelo menos é a única que eu conheço.

Enfim, desculpe o incómodo e muito obrigado pela ajuda!!
Viva!
Posso estar errado, mas há também a opção de entrar no ensino superior através dos cursos CTeSP(Curso Técnico Superior Profissional), que estão presentes nos Institutos Politécnicos, e se não me engano, só é necessário ter o 12º ano concluído.
Digo isto, pois tenho um amigo meu a frequentar um, e se obteres um número mínimo de créditos, há a possibilidade de entrar diretamente numa licenciatura relacionada ao CTeSP.
Tenta encontrar um parecido/relacionado com a licenciatura que gostes, que em princípio, quando concluíres o curso técnico profissional, consegues passar diretamente para uma licenciatura.
Tudo de bom! ✌️
 
Viva!
Posso estar errado, mas há também a opção de entrar no ensino superior através dos cursos CTeSP(Curso Técnico Superior Profissional), que estão presentes nos Institutos Politécnicos, e se não me engano, só é necessário ter o 12º ano concluído.
Digo isto, pois tenho um amigo meu a frequentar um, e se obteres um número mínimo de créditos, há a possibilidade de entrar diretamente numa licenciatura relacionada ao CTeSP.
Tenta encontrar um parecido/relacionado com a licenciatura que gostes, que em princípio, quando concluíres o curso técnico profissional, consegues passar diretamente para uma licenciatura.
Tudo de bom! ✌️
Eu queria licenciatura em direito, não sei bem se tem cursos profissionais parecidos com essa licenciatura sem específico, mas posso procurar. Obrigado pela ajuda também!! Fico bastante agradecida
 
  • Like
Reactions: GilSilva
Caso não entre na fduc este ano, uma vez que a minha média está 1 décima a baixo e o exame de português subiu tanto, o que me faz querer que as médias de direito subam pensei ou em entrar em solicitadoria e após o 1 ano pedir transferência ou então entrar numa privada mas nesse caso teria de ir e vir todos os dias para casa o que acho extremamente cansativo ainda por cima num curso destes onde é necessário bastante estudo (não querendo desmerecer nenhum outro curso), e o abdicar desta fase supostamente tão bonita onde ganhamos independência etc e para não falar que tenho uma irmã de 4 anos,fase bastante exigente, partilho quarto e sinto que seria bastante desgastante essa opção de ir e vir todos os dias e que talvez nem fosse conseguir fazer o curso assim. No entanto sempre foi um sonho licenciar me em direito. O que acham? Preciso mesmo de opiniões
 
Caso não entre na fduc este ano, uma vez que a minha média está 1 décima a baixo e o exame de português subiu tanto, o que me faz querer que as médias de direito subam pensei ou em entrar em solicitadoria e após o 1 ano pedir transferência ou então entrar numa privada mas nesse caso teria de ir e vir todos os dias para casa o que acho extremamente cansativo ainda por cima num curso destes onde é necessário bastante estudo (não querendo desmerecer nenhum outro curso), e o abdicar desta fase supostamente tão bonita onde ganhamos independência etc e para não falar que tenho uma irmã de 4 anos,fase bastante exigente, partilho quarto e sinto que seria bastante desgastante essa opção de ir e vir todos os dias e que talvez nem fosse conseguir fazer o curso assim. No entanto sempre foi um sonho licenciar me em direito. O que acham? Preciso mesmo de opiniões
Se pensas em ir para uma privada, talvez saia mais barato tirar direito noutra faculdade fora da tua região.
Ou a tua primeira opção - solicitadoria- e depois pedires mudança de curso.
 
  • Like
Reactions: Blasty
Caso não entre na fduc este ano, uma vez que a minha média está 1 décima a baixo e o exame de português subiu tanto, o que me faz querer que as médias de direito subam pensei ou em entrar em solicitadoria e após o 1 ano pedir transferência ou então entrar numa privada mas nesse caso teria de ir e vir todos os dias para casa o que acho extremamente cansativo ainda por cima num curso destes onde é necessário bastante estudo (não querendo desmerecer nenhum outro curso), e o abdicar desta fase supostamente tão bonita onde ganhamos independência etc e para não falar que tenho uma irmã de 4 anos,fase bastante exigente, partilho quarto e sinto que seria bastante desgastante essa opção de ir e vir todos os dias e que talvez nem fosse conseguir fazer o curso assim. No entanto sempre foi um sonho licenciar me em direito. O que acham? Preciso mesmo de opiniões
Olá Inês, eu sou aluna do 2º ano da FDUC e entrei o ano passado por transferência também.
Caso tenhas alguma duvida relativamente ao processo, não hesites em perguntar!
Eu também passei pelo mesmo e, dado que não tive média para entrar numa pública optei por ir para uma privada no mesmo curso e depois transferir. Outra opção seria, tal como referiste, ir para um curso diferente (por ex.: solicitadoria) e depois pedir a transferência - no entanto, isto não significa que irás obrigatoriamente perder um ano de estudos porque podes pedir equivalência às cadeiras que fizeste nesse curso quando realizares o processo de transferência para Direito (desde que tenha alguma cadeira parecida - o que costuma ser o caso de solicitadoria e direito). Eles podem não te conceder todas, mas certamente que conseguirás ter algumas cadeiras já feitas.

* Mas analisa os critérios que a FDUC utiliza na avaliação das transferências porque não são iguais em todas as universidades do país - por exemplo na FDUC quantas mais equivalências tiveres, menor é a nota de entrada que vais conseguir obter dado que valorizam o percurso (quantidade de tempo) que vais ter dentro da instituição (mas o mesmo não acontece em todas as universidades). E atenta no facto de existirem vagas específicas para o 1º ano na licenciatura, e outras vagas para os restantes --> tu ficas automaticamente no 1º se tiveres menos de x ECTs de equivalências (penso que sejam 30 ECTs). Eu sei que este é um processo imensamente confuso, por isso, não hesites em pedir ajuda!
Toda a informação sobre esse processo e documentação necessária encontra-se aqui:
 

Attachments

  • AvisoAbertura_2023_2024_LD_MTC_PT.pdf
    694.8 KB · Visitas: 6
Olá Inês, eu sou aluna do 2º ano da FDUC e entrei o ano passado por transferência também.
Caso tenhas alguma duvida relativamente ao processo, não hesites em perguntar!
Eu também passei pelo mesmo e, dado que não tive média para entrar numa pública optei por ir para uma privada no mesmo curso e depois transferir. Outra opção seria, tal como referiste, ir para um curso diferente (por ex.: solicitadoria) e depois pedir a transferência - no entanto, isto não significa que irás obrigatoriamente perder um ano de estudos porque podes pedir equivalência às cadeiras que fizeste nesse curso quando realizares o processo de transferência para Direito (desde que tenha alguma cadeira parecida - o que costuma ser o caso de solicitadoria e direito). Eles podem não te conceder todas, mas certamente que conseguirás ter algumas cadeiras já feitas.

* Mas analisa os critérios que a FDUC utiliza na avaliação das transferências porque não são iguais em todas as universidades do país - por exemplo na FDUC quantas mais equivalências tiveres, menor é a nota de entrada que vais conseguir obter dado que valorizam o percurso (quantidade de tempo) que vais ter dentro da instituição (mas o mesmo não acontece em todas as universidades). E atenta no facto de existirem vagas específicas para o 1º ano na licenciatura, e outras vagas para os restantes --> tu ficas automaticamente no 1º se tiveres menos de x ECTs de equivalências (penso que sejam 30 ECTs). Eu sei que este é um processo imensamente confuso, por isso, não hesites em pedir ajuda!
Toda a informação sobre esse processo e documentação necessária encontra-se a
Olá Inês, eu sou aluna do 2º ano da FDUC e entrei o ano passado por transferência também.
Caso tenhas alguma duvida relativamente ao processo, não hesites em perguntar!
Eu também passei pelo mesmo e, dado que não tive média para entrar numa pública optei por ir para uma privada no mesmo curso e depois transferir. Outra opção seria, tal como referiste, ir para um curso diferente (por ex.: solicitadoria) e depois pedir a transferência - no entanto, isto não significa que irás obrigatoriamente perder um ano de estudos porque podes pedir equivalência às cadeiras que fizeste nesse curso quando realizares o processo de transferência para Direito (desde que tenha alguma cadeira parecida - o que costuma ser o caso de solicitadoria e direito). Eles podem não te conceder todas, mas certamente que conseguirás ter algumas cadeiras já feitas.

* Mas analisa os critérios que a FDUC utiliza na avaliação das transferências porque não são iguais em todas as universidades do país - por exemplo na FDUC quantas mais equivalências tiveres, menor é a nota de entrada que vais conseguir obter dado que valorizam o percurso (quantidade de tempo) que vais ter dentro da instituição (mas o mesmo não acontece em todas as universidades). E atenta no facto de existirem vagas específicas para o 1º ano na licenciatura, e outras vagas para os restantes --> tu ficas automaticamente no 1º se tiveres menos de x ECTs de equivalências (penso que sejam 30 ECTs). Eu sei que este é um processo imensamente confuso, por isso, não hesites em pedir ajuda!
Toda a informação sobre esse processo e documentação necessária encontra-se aqui:

Olá Inês, eu sou aluna do 2º ano da FDUC e entrei o ano passado por transferência também.
Caso tenhas alguma duvida relativamente ao processo, não hesites em perguntar!
Eu também passei pelo mesmo e, dado que não tive média para entrar numa pública optei por ir para uma privada no mesmo curso e depois transferir. Outra opção seria, tal como referiste, ir para um curso diferente (por ex.: solicitadoria) e depois pedir a transferência - no entanto, isto não significa que irás obrigatoriamente perder um ano de estudos porque podes pedir equivalência às cadeiras que fizeste nesse curso quando realizares o processo de transferência para Direito (desde que tenha alguma cadeira parecida - o que costuma ser o caso de solicitadoria e direito). Eles podem não te conceder todas, mas certamente que conseguirás ter algumas cadeiras já feitas.

* Mas analisa os critérios que a FDUC utiliza na avaliação das transferências porque não são iguais em todas as universidades do país - por exemplo na FDUC quantas mais equivalências tiveres, menor é a nota de entrada que vais conseguir obter dado que valorizam o percurso (quantidade de tempo) que vais ter dentro da instituição (mas o mesmo não acontece em todas as universidades). E atenta no facto de existirem vagas específicas para o 1º ano na licenciatura, e outras vagas para os restantes --> tu ficas automaticamente no 1º se tiveres menos de x ECTs de equivalências (penso que sejam 30 ECTs). Eu sei que este é um processo imensamente confuso, por isso, não hesites em pedir ajuda!
Toda a informação sobre esse processo e documentação necessária encontra-se aqui:
Alô Ana, podes me dizer o teu insta para tirar algumas dúvidas? Obrigada, um beijinho.
 
Olá, sim claro. É ana.martaa
Olá Inês, eu sou aluna do 2º ano da FDUC e entrei o ano passado por transferência também.
Caso tenhas alguma duvida relativamente ao processo, não hesites em perguntar!
Eu também passei pelo mesmo e, dado que não tive média para entrar numa pública optei por ir para uma privada no mesmo curso e depois transferir. Outra opção seria, tal como referiste, ir para um curso diferente (por ex.: solicitadoria) e depois pedir a transferência - no entanto, isto não significa que irás obrigatoriamente perder um ano de estudos porque podes pedir equivalência às cadeiras que fizeste nesse curso quando realizares o processo de transferência para Direito (desde que tenha alguma cadeira parecida - o que costuma ser o caso de solicitadoria e direito). Eles podem não te conceder todas, mas certamente que conseguirás ter algumas cadeiras já feitas.

* Mas analisa os critérios que a FDUC utiliza na avaliação das transferências porque não são iguais em todas as universidades do país - por exemplo na FDUC quantas mais equivalências tiveres, menor é a nota de entrada que vais conseguir obter dado que valorizam o percurso (quantidade de tempo) que vais ter dentro da instituição (mas o mesmo não acontece em todas as universidades). E atenta no facto de existirem vagas específicas para o 1º ano na licenciatura, e outras vagas para os restantes --> tu ficas automaticamente no 1º se tiveres menos de x ECTs de equivalências (penso que sejam 30 ECTs). Eu sei que este é um processo imensamente confuso, por isso, não hesites em pedir ajuda!
Toda a informação sobre esse processo e documentação necessária encontra-se aqui:
Olá Ana! Também não consegui entrar este ano na FDUC porque a minha média está a 168 e este ano subiu para 170, entrei em Estudos Europeus na FLUC, é possível mesmo assim fazer mudança par/ Instituição no próximo ano caso não entre nem na segunda nem na terceira fase?