Nova Licenciatura / Modo de candidatura

GonçaloPSoares

Membro Caloiro
Matrícula
3 Fevereiro 2021
Mensagens
1
Olá a todos! Lamento por mais um dos muitos tópicos relacionados com o assunto, mas como não encontrei resposta para todas as minhas dúvidas, decidi criar um para o meu caso específico para ficar totalmente esclarecido.

Para contextualizar, tenho 23 anos e como muito boa gente descobri agora que quero mudar de área, dado não me sentir motivado nem realizado no meu atual trabalho. Terminei o curso de gestão comercial e após as experiências dos 5 meses de estágio do curso e de agora como trabalhador há cerca de 14 meses, descobri que o meu interesse não gira à volta disto nem um bocado. Posto isto, decidi que vou voltar aos estudos e aventurar-me no ramo da multimédia.

Agradecia imenso que me esclarecessem sobre o seguinte:
De momento tenho três possibilidades de candidatura, os concursos especiais para M23 e titulares de curso superior, e o modo de candidatura normal por exame nacional. Ao optar por uma, estou obrigatoriamente excluído das restantes, ou posso candidatar-me por mais de uma via? Caso sim, posso candidatar-me ao mesmo curso por diferentes vias? No caso de repetir o exame nacional, a minha nova nota de candidatura seria nota final do secundário + nota do exame ou apenas a do exame ?

Já agora, estou inclinado para o curso de NTC da UA. Tenho acompanhado de perto o percurso de um amigo no curso e sinto que a vertente prática do mesmo é o que procuro. Alguém que tenha terminado o curso há pouco tempo, e esteja inserido no mercado de trabalho, me pode dar uma ideia do panorama atual da coisa e da experiência que tiveram na licenciatura?

Obrigado!
 

Jessica P. M.

Membro Catedrático
Especialista
Educação Básica & Educação
Matrícula
4 Janeiro 2017
Mensagens
1,665
Curso
Educação Básica
Instituição
ESEC
Olá a todos! Lamento por mais um dos muitos tópicos relacionados com o assunto, mas como não encontrei resposta para todas as minhas dúvidas, decidi criar um para o meu caso específico para ficar totalmente esclarecido.

Para contextualizar, tenho 23 anos e como muito boa gente descobri agora que quero mudar de área, dado não me sentir motivado nem realizado no meu atual trabalho. Terminei o curso de gestão comercial e após as experiências dos 5 meses de estágio do curso e de agora como trabalhador há cerca de 14 meses, descobri que o meu interesse não gira à volta disto nem um bocado. Posto isto, decidi que vou voltar aos estudos e aventurar-me no ramo da multimédia.

Agradecia imenso que me esclarecessem sobre o seguinte:
De momento tenho três possibilidades de candidatura, os concursos especiais para M23 e titulares de curso superior, e o modo de candidatura normal por exame nacional. Ao optar por uma, estou obrigatoriamente excluído das restantes, ou posso candidatar-me por mais de uma via? Caso sim, posso candidatar-me ao mesmo curso por diferentes vias? No caso de repetir o exame nacional, a minha nova nota de candidatura seria nota final do secundário + nota do exame ou apenas a do exame ?

Já agora, estou inclinado para o curso de NTC da UA. Tenho acompanhado de perto o percurso de um amigo no curso e sinto que a vertente prática do mesmo é o que procuro. Alguém que tenha terminado o curso há pouco tempo, e esteja inserido no mercado de trabalho, me pode dar uma ideia do panorama atual da coisa e da experiência que tiveram na licenciatura?

Obrigado!

Olá Gonçalo.

Primeiramente, quando tens exames válidos e podes concorrer pelo o concurso nacional de acesso ao ensino superior, ficas logo excluído do concurso M23, logo, não podes concorrer a estes dois em simultâneo.
Caso concorras pelo CNAES podes concorrer a este e ao de titulares de curso superior em simultâneo.
Concorrer pelo M23 e pelo titulares de curso superior em simultâneo depende do local, já vi instituições em que não permitem licenciados concorrerem ao M23 e já vi instituições que permitem.
Sendo assim, o que te dá mais possibilidades é a combinação de CNAES + titulares de curso superior.

Espero ter sido clara. Alguma dúvida pergunta.
 
  • Like
Reactions: Ariana_

Ariana_

Mod Bolinhos
Equipa Uniarea
Moderador
Apoiante Uniarea
Matrícula
26 Junho 2017
Mensagens
11,462
Curso
Estudos de Teatro
Instituição
FLUL
Olá a todos! Lamento por mais um dos muitos tópicos relacionados com o assunto, mas como não encontrei resposta para todas as minhas dúvidas, decidi criar um para o meu caso específico para ficar totalmente esclarecido.

Para contextualizar, tenho 23 anos e como muito boa gente descobri agora que quero mudar de área, dado não me sentir motivado nem realizado no meu atual trabalho. Terminei o curso de gestão comercial e após as experiências dos 5 meses de estágio do curso e de agora como trabalhador há cerca de 14 meses, descobri que o meu interesse não gira à volta disto nem um bocado. Posto isto, decidi que vou voltar aos estudos e aventurar-me no ramo da multimédia.

Agradecia imenso que me esclarecessem sobre o seguinte:
De momento tenho três possibilidades de candidatura, os concursos especiais para M23 e titulares de curso superior, e o modo de candidatura normal por exame nacional. Ao optar por uma, estou obrigatoriamente excluído das restantes, ou posso candidatar-me por mais de uma via? Caso sim, posso candidatar-me ao mesmo curso por diferentes vias? No caso de repetir o exame nacional, a minha nova nota de candidatura seria nota final do secundário + nota do exame ou apenas a do exame ?

Já agora, estou inclinado para o curso de NTC da UA. Tenho acompanhado de perto o percurso de um amigo no curso e sinto que a vertente prática do mesmo é o que procuro. Alguém que tenha terminado o curso há pouco tempo, e esteja inserido no mercado de trabalho, me pode dar uma ideia do panorama atual da coisa e da experiência que tiveram na licenciatura?

Obrigado!
Olá, Gonçalo!

De facto, tens essas três possibilidades de concorrer para o acesso ao curso. Para o concurso dos M23, não podes ter provas de ingresso válidas para concorrer ao par instituição/curso que pretendes (podes, no entanto, realizar outros exames nacionais , que sejam válidos para outros cursos a que possas querer candidatar-te, desde que não coincidam com os exames de prova de ingresso desse tal curso que mencionaste, isto se quiseres manter várias opções em aberto). Podes concorrer simultaneamente pelos M23 e pelo concurso de licenciados, desde que a UA o permita, consulta as condições deles. Caso tenhas provas de ingresso válidas para concorrer pelo CNAES ao curso, não consegues concorrer pelos M23 - quanto às restrições do concurso de licenciados, aconselho a que leias a documentação desta página: Reingresso, Mudança de curso/instituição, Maiores de 23, Titulares de Curso Superior, Titulares de CET e CTeSP - sga - Universidade de Aveiro. Portanto, fora entre os M23-CNAES no caso de teres provas de ingresso válidas, concorreres a um não implica necessariamente excluíres as outras hipóteses. Ou seja, a grande questão que deves colocar-te a ti próprio é qual é a via que no geral te parece mais benéfica e consigo tentar dar-te umas dicas para a tua decisão:

1) Ingressares pelo CNAES. O CNAES tem algumas vantagens face aos outros concursos, sendo a primeira delas a que é um concurso pelo qual não vais pagar nada por te candidatares, não existe qualquer emolumento que tenhas de pagar (a única coisa que vais pagar no processo é o boletim de inscrição aos exames, como qualquer aluno do secundário, que não custa mais do que 3 euros). Pode ser um concurso vantajoso caso tenhas uma média do secundário muito boa e caso estejas disposto a estudar para um exame do secundário (e nesse aspecto tens a vantagem de já seres mais maduro e facilmente interpretas as informações-prova e orientas o teu estudo).

Outra vantagem (esta hipotética e dependente do que o Governo decidir) é que se forem permitidas melhorias e fores fazer um exame a uma disciplina que tenhas tido no teu curso [por exemplo, imagina que tinhas terminado Português com 15. Vais agora a exame e consegues tirar 18. A tua nota a Português para efeitos de acesso ao ensino superior vai passar a ser 18. Isto pode ocorrer a cada disciplina que vás fazer exame nacional e que tenhas tido no teu curso, o que pode fazer com que a tua média aumente umas décimas, o que é sempre bom].

No entanto, claro que tem as suas desvantagens, especialmente se a tua média do secundário não for muito mais alta do que o curso (dado que as notas do último colocado têm tido tendência para ir aumentando, ter uma média menos confortável para o concurso é sempre mais arriscado). Pode também ser menos vantajoso para ti meteres-te a par de disciplinas que não estudas há anos, pode envolver teres de comprar algum manual de exame (o que acrescentaria algum dinheiro aos 3 euros e se calhar em vez de cerca de 3 euros, já gastarias mais perto dos 30, o que, ainda assim, é sempre mais baixo do que o preço dos outros concursos). É um investimento de tempo e pode fazer-te sentir desconfortável teres de fazer provas com alunos mais novos, na mesma sala, mas eu acho que esta é uma via que te traz muitas possibilidades a baixo custo e seria a via preferível se tiveres notas boas. Mesmo que não tenhas uma média espectacular no secundário, desde que faças uma boa prova de ingresso, a tua nota de candidatura pode subir o suficiente para que consigas entrar.

Em suma, só não recomendo esta via de concurso se não estiveres de todo para estudar uma disciplina do secundário e se a tua média do secundário for demasiado baixa, comparativamente com as notas dos outros anos. O curso que te interessa, na 1ª fase de 2020 teve 146,4 na nota do último colocado e nos outros anos manteve classificações por volta dos 137,0. Tens de ter em conta que na nota de candidatura nesse curso, 60% vale a média do secundário e 40% para a PI. Faz as contas com o tipo de valores que achas que terias se concorresses por esta via.

2) Ingressares pelo Concurso dos titulares de Licenciatura. Tem a grande vantagem de não teres de fazer provas para ingressares por esta via, o que torna-se menos dispendioso a nível de tempo face ao CNAES. É uma boa via se tiveres feito a licenciatura com uma nota razoável, especialmente e não é um concurso com tantos concorrentes como o CNAES. Como desvantagens, é mais caro (pagas 70 euros pela candidatura), é um concurso um pouco mais incerto, porque dificilmente sabes o tipo de notas com que as outras pessoas se vão candidatar e estás em desvantagem nos casos de empate, caso não sejas ex-aluno da UA.

3) Ingressares pelo Concurso dos M23. De todos os concursos, acho que na generalidade, não é dos mais vantajosos. Primeiro, porque se tiveres exames válidos para concorrer pelo CNAES a esse curso, ficas excluído. Depois, porque é um concurso que normalmente parte já do pressuposto que és mais maduro e isso às vezes dificulta as provas de acesso, porque já são provas que por vezes envolvem leres bibliografia e isso pode correr muito bem, claro, como pode correr bastante mal. Também é um concurso pago, como o dos Titulares, mas penso que oferece muito menos vantagens e é um concurso mais útil para aqueles que não sejam titulares de uma licenciatura e tenham abandonado os estudos há algum tempo.

Como acima te disseram, a junção do 1) e 2) é a mais vantajosa, à partida, mas podes sempre ponderar concorrer pelos dois ou apenas por um deles. Alguma dúvida que tenhas, não hesites 🤗
 
  • Like
Reactions: Jessica P. M.