Português - dúvidas e apontamentos

braaaaaas

Membro
Matrícula
4 Março 2018
Mensagens
11
Curso
Gestão de Recursos Humanos
Instituição
IPS-ESCE
Alô!
O tema do Sermão é apresentado através do conceito predicável "Vós sois o sal da terra", sendo que o "vós" se refere aos pregadores e a "terra" aos Homens. No Capitulo II as propriedades do sal são definidas como sendo "conservar o são e preservá-lo para que não se corrompa". Ao estabelecer a comparação inicial entre os pregadores e o sal está, portanto, a definir a missão dos pregadores como sendo conservar o são e lutar contra a sua corrupção, são eles quem deve transmitir a mensagem evangélica da preservação da moralidade e da integridade dos Homens. Ora, como ele verifica que esta mensagem não está a ser representada pela sociedade, que o povo não se encontra moralmente puro e são, conclui que isto acontece "ou porque o sal não salga, ou porque a terra não se deixa salgar", ou seja, ou são os pregadores que não estão transmitir a mensagem correta, ou são os homens que não ouvem a mensagem dos pregadores.
Percebeste?
Ótima resposta! O Sermão foi uma das obras que mais prazer me deu de ler até hoje!
Cumps
 
  • Fabulous
Reactions: nixxis

Cristina Kushnir

Membro Caloiro
Matrícula
10 Junho 2019
Mensagens
6
ola malta, estou já a acabar o 9ºano, tenho tido ao longo do ano níveis 4 e 5, mas a minha grande preocupação é o português.
por favor alguém me ajude, estou a pensar seguir Ciências e Tecnologias. alguem me diga como é sff
 

Gonçalo Santos Silva

Spammer Profissional
Matrícula
4 Junho 2016
Mensagens
9,227
Curso
Farmácia
Instituição
ESS-IPP
ola malta, estou já a acabar o 9ºano, tenho tido ao longo do ano níveis 4 e 5, mas a minha grande preocupação é o português.
por favor alguém me ajude, estou a pensar seguir Ciências e Tecnologias. alguem me diga como é sff
Na minha sincera opinião não muda muita coisa, talvez a dificuldade dos textos para analisar seja maior apenas.
 

carolina20012001

Membro Caloiro
Matrícula
7 Junho 2019
Mensagens
8
Estou com dúvidas acerca deste semi-heterónimo de fernando pessoa
alguem podia me dizer as pricipais caracteristicas de bernardo soares
 

Albino

Membro Caloiro
Matrícula
7 Junho 2019
Mensagens
2
Alô!
O tema do Sermão é apresentado através do conceito predicável "Vós sois o sal da terra", sendo que o "vós" se refere aos pregadores e a "terra" aos Homens. No Capitulo II as propriedades do sal são definidas como sendo "conservar o são e preservá-lo para que não se corrompa". Ao estabelecer a comparação inicial entre os pregadores e o sal está, portanto, a definir a missão dos pregadores como sendo conservar o são e lutar contra a sua corrupção, são eles quem deve transmitir a mensagem evangélica da preservação da moralidade e da integridade dos Homens. Ora, como ele verifica que esta mensagem não está a ser representada pela sociedade, que o povo não se encontra moralmente puro e são, conclui que isto acontece "ou porque o sal não salga, ou porque a terra não se deixa salgar", ou seja, ou são os pregadores que não estão transmitir a mensagem correta, ou são os homens que não ouvem a mensagem dos pregadores.
Percebeste?
Obrigado :)
 
  • Fabulous
Reactions: nixxis

nixxis

Membro Veterano
Matrícula
13 Maio 2018
Mensagens
110
Curso
Psicologia
Instituição
FPCEUP
Alô! Tens alguma dúvida mais específica relativamente a alguma das suas temáticas? Posso dizer-te quais são as características principais mas isso tu consegues ler no índice do teu manual.
 

Rui F.

Membro Veterano
Matrícula
3 Julho 2018
Mensagens
108
@bpd17 e @Ana Catarina Bandeira obrigado pelas respostas, já consegui entender melhor :) Podiam só ajudar-me a tentar distinguir o complemento obliquo do modificador? É que em algumas frases é difícil de distinguir os dois.
 

Gonçalo Santos Silva

Spammer Profissional
Matrícula
4 Junho 2016
Mensagens
9,227
Curso
Farmácia
Instituição
ESS-IPP
@bpd17 e @Ana Catarina Bandeira obrigado pelas respostas, já consegui entender melhor :) Podiam só ajudar-me a tentar distinguir o complemento obliquo do modificador? É que em algumas frases é difícil de distinguir os dois.
Um complemento é pedido pelo verbo, já o modificador se o tirares da frase ela não perde o sentido.
 

Rui F.

Membro Veterano
Matrícula
3 Julho 2018
Mensagens
108
Um complemento é pedido pelo verbo, já o modificador se o tirares da frase ela não perde o sentido.
Obrigado pela resposta, mas será que me podias explicar algum truque para distinguir? É que em algumas frases torna-se difícil. Por exemplo, eu num livro de português vi, no mesmo exercício, duas frases e não consigo perceber porque é que na primeira a parte a negrito é modificador e na segunda é complemento oblíquo, podes-me explicar? As frases são:

1) O meu primo trabalha em Beja. (modificador)
2) Eu vou a Beja nas férias. (complemento oblíquo)
 

Gonçalo Santos Silva

Spammer Profissional
Matrícula
4 Junho 2016
Mensagens
9,227
Curso
Farmácia
Instituição
ESS-IPP
Obrigado pela resposta, mas será que me podias explicar algum truque para distinguir? É que em algumas frases torna-se difícil. Por exemplo, eu num livro de português vi, no mesmo exercício, duas frases e não consigo perceber porque é que na primeira a parte a negrito é modificador e na segunda é complemento oblíquo, podes-me explicar? As frases são:

1) O meu primo trabalha em Beja. (modificador)
2) Eu vou a Beja nas férias. (complemento oblíquo)
Não te consigo explicar melhor mas vê se isto te ajuda a entender:

7884
 

Andregarferr2001

Membro Veterano
Matrícula
8 Janeiro 2017
Mensagens
124
Curso
Direito
Instituição
FDUL
Obrigado pela resposta, mas continuo sem entender o porquê da primeira frase ser modificador, mas obrigado na mesma :)
Na primeira frase podes tirar o ''em Beja'' que a frase continua a fazer perfeito sentido : '' O meu primo trabalha'' .
Na segunda frase tiras o ''a Beja'' e a frase não faz totalmente sentido '' Eu vou nas férias'', falta uma parte da frase importante : ''Vais onde?''. Sei que pode fazer sentido se for num diálogo corrido de um livro, por exemplo, mas vê lá se sabes onde pretendo chegar.
 
  • Like
Reactions: CarolinaDR

Rui F.

Membro Veterano
Matrícula
3 Julho 2018
Mensagens
108
Na primeira frase podes tirar o ''em Beja'' que a frase continua a fazer perfeito sentido : '' O meu primo trabalha'' .
Na segunda frase tiras o ''a Beja'' e a frase não faz totalmente sentido '' Eu vou nas férias'', falta uma parte da frase importante : ''Vais onde?''. Sei que pode fazer sentido se for num diálogo corrido de um livro, por exemplo, mas vê lá se sabes onde pretendo chegar.
Não consigo entender bem o porquê, pois a segundo frase sem "a Beja" acaba por ter sentido.

O meu livro tem outro exemplo:
1) Tu assististe ao final do jogo.
2) Eles saíram no final do jogo.

Não percebo porque é que a primeira é complemento e a segunda modificador.
 

Tiago Daniel

Membro
Matrícula
5 Julho 2018
Mensagens
35
Obrigado pela resposta, mas será que me podias explicar algum truque para distinguir? É que em algumas frases torna-se difícil. Por exemplo, eu num livro de português vi, no mesmo exercício, duas frases e não consigo perceber porque é que na primeira a parte a negrito é modificador e na segunda é complemento oblíquo, podes-me explicar? As frases são:

1) O meu primo trabalha em Beja. (modificador)
2) Eu vou a Beja nas férias. (complemento oblíquo)
Na primeira frase, o verbo, no contexto em que se encontra, não exige complementos - é um verbo intransitivo. A expressão em Beja não é selecionada pelo verbo, pelo que seria possível omiti-la e a frase continuaria a fazer sentido. ( O meu primo trabalha. )
Na segunda frase, sucede o contrário. Se aplicarmos o mesmo raciocínio, a sentença deixa de fazer sentido, porque o verbo ir, no contexto em que se encontra, é transitivo indireto. ( Exige um complemento oblíquo, no caso. )
 

Ana Catarina Bandeira

Membro Veterano
Matrícula
19 Junho 2018
Mensagens
160
Curso
Direito
Instituição
FDUC
Não consigo entender bem o porquê, pois a segundo frase sem "a Beja" acaba por ter sentido.

O meu livro tem outro exemplo:
1) Tu assististe ao final do jogo.
2) Eles saíram no final do jogo.

Não percebo porque é que a primeira é complemento e a segunda modificador.
1) Se a frase fosse apenas "Tu assististe." não faria muito sentido, porque o "tu" assiste a alguma coisa (Complemento).
2) Neste caso, o verbo "sair" não exige nenhum complemento para que a frase faça sentido. "Eles saíram" é uma frase plausível, no entanto, o uso do modificador permite-nos adicionar uma informação mais específica, e acaba por ter um valor temporal (quando? "No final do jogo"), mas que não é estritamente necessária.
 

Rui F.

Membro Veterano
Matrícula
3 Julho 2018
Mensagens
108
1) Se a frase fosse apenas "Tu assististe." não faria muito sentido, porque o "tu" assiste a alguma coisa (Complemento).
2) Neste caso, o verbo "sair" não exige nenhum complemento para que a frase faça sentido. "Eles saíram" é uma frase plausível, no entanto, o uso do modificador permite-nos adicionar uma informação mais específica, e acaba por ter um valor temporal (quando? "No final do jogo"), mas que não é estritamente necessária.
Obrigado :) Já estou a entender um pouco a ideia, apesar de ainda ter dificuldade em distinguir.

Já agora, sabes-me dizer algum site onde eu possa treinar exercicios de interpretação das obras com soluções? Obrigado.
 

CarolinaDR

Membro Veterano
Matrícula
12 Maio 2018
Mensagens
121
Obrigado :) Já estou a entender um pouco a ideia, apesar de ainda ter dificuldade em distinguir.

Já agora, sabes-me dizer algum site onde eu possa treinar exercicios de interpretação das obras com soluções? Obrigado.
Iave.
 

Reffter

Membro Caloiro
Matrícula
29 Maio 2018
Mensagens
1
Viva malta, a minha prof recomendou-nos ver o estilo e características de Sophia de Mello Breyner e Jorge de Sena, devido a ser o seu 100º aniversário este ano. Alguém tem apontamentos por aí de Jorge de Sena? Nomeadamente características, o estilo/linguagem, etc.
Obrigado e bom estudo ;)
-R