Praxe - sim ou não?

Vais aderir à praxe?

  • Sim

    Votes: 791 74.6%
  • Não

    Votes: 269 25.4%

  • Total voters
    1,060

AlexW

Membro Veterano
Matrícula
20 Junho 2016
Mensagens
135
Se de facto só entrares na 2ª fase à partida tens tu que procurar a praxe ahah. De certeza que terás colegas que te possam indicar a quem te deves dirigir para te mostrar interessada. Na 2ª fase normalmente os alunos já não apanham aquelas 2 semanas entre inscrição e aulas e por isso é mais difícil ser "a praxe" a ir ter com vocês, depende se as atividades de praxe continuam e se são visíveis no espaço da universidade ou não!

O meu conselho é que os procures tu e acredita que não será difícil!

Em relação à participação na Queima eu não tenho mesmo de todo conhecimento desse tipo de situações... Se uma pessoa se declara anti-praxe não deve ser proibida de participar em atividades que nada têm a ver com a praxe, mas pronto isso já não cabe a mim opinar e decidir. Acho que eles devem analisar caso a caso também, de certeza que não foi só pela rapariga ter dito que não queria participar. Sei de muitas histórias e de diversas faculdades e esse tipo de coisas são levadas a tribunal de praxe, por isso... Não te preocupes, vai e experimenta e depois logo verás. O espírito é brutal!
A rapariga não era anti-praxe, simplesmente estava em regime pós laboral e por isso nunca foi abordada para ser praxada mas o Conselho de Notáveis não achou que isso fosse razão para ela não ter participado.
Mas de qualquer forma eu vou experimentar, ver como é o ambiente e depois logo tiro as minhas conclusões.
Muito obrigada pela disponibilidade :)
 
Última edição:
  • Like
Reactions: Daniela Abreu

catiasmarques

Membro
Matrícula
12 Junho 2015
Mensagens
29
olá a todos!
Venho dar um conselho aos futuros caloiros :tonguewink::tonguewink::tonguewink: :)
Nunca, mas NUNCA deixem que a praxe influencie a vossa escolha de curso/instituição da faculdade!
A praxe vocês podem gostar (ou não), mas o curso é algo que vai determinar o vosso futuro...
No ano passado, inconscientemente, fiz a minha escolha com bastante influencia em relação à praxe, sem estar a perceber que estava a cometer o maior erro da minha vida, sem exagerar.
Era do género ''O que interessa é entrar na faculdade, o resto depois vê-se"
Era daquelas que pensava que de certeza que ia adorar a praxe e no entanto fiz o meu ano de caloira (não o vivi a 100%) mas desisti no dia em que passei a pastrana, no cortejo da queima das fitas. Havia muitas coisas com as quais não concordava apesar de que não é uma praxe 'agressiva'...
Bem se contar o que tem sido este ano:coldsweat:...
Quando os resultados saíram foi uma sensação maravilhosa :tongueout::smile: (entrei na minha primeira opção), mas não bastaram dois dias para cair na realidade e perceber que realmente tinha cometido um erro, um valente erro.
Porque não tentei uma segunda fase? Pq naquela altura todos me diziam que não conhecia o curso e podia gostar...havia sp a duvida e decidi tentar...
Mas soube desde o primeiro dia de aulas que não queria aquilo e que não ia ser fácil! A partir daí nem animo para viver o meu primeiro ano académico como é suposto tive...:sob:
Tem sido um ano difícil, estou em exames para conseguir manter a bolsa de estudo e fiz também melhoria de exame de Português.
É terrivel ter se estudar algo em que tens bastantes dificuldades e que não gostas de todo. Sinto me um verdadeiro peixe fora de agua.
Foi uma escolha que fiz e tenho de arcar com as consequências dos meus atos... Encontro-me agora mais perdida do que no ano passado. Por um lado tenho de estudar para fazer as cadeiras, por outro provav tenho de ir à 2 fase de PT, tb não sei se faço transferência de curso/instituição ou me candidato ao regime nornal ou até se faço os dois...:hushed::hushed:
E pronto... não escolham nem pela praxe, nem pela empregabilidade, nem pelos vossos pais, nem pelo que toda a gente acha melhor... escolham o que realmente gostam.
Acreditem que é uma decisão bastante importante e depois pode ser tarde demais...
tb nao vos quero assustar mas sim ajudar :blush:
 

Maxpaynner

Membro Dux
Matrícula
5 Fevereiro 2016
Mensagens
549
Curso
MIEEC
Instituição
FEUP
olá a todos!
Venho dar um conselho aos futuros caloiros :tonguewink::tonguewink::tonguewink: :)
Nunca, mas NUNCA deixem que a praxe influencie a vossa escolha de curso/instituição da faculdade!
A praxe vocês podem gostar (ou não), mas o curso é algo que vai determinar o vosso futuro...
No ano passado, inconscientemente, fiz a minha escolha com bastante influencia em relação à praxe, sem estar a perceber que estava a cometer o maior erro da minha vida, sem exagerar.
Era do género ''O que interessa é entrar na faculdade, o resto depois vê-se"
Era daquelas que pensava que de certeza que ia adorar a praxe e no entanto fiz o meu ano de caloira (não o vivi a 100%) mas desisti no dia em que passei a pastrana, no cortejo da queima das fitas. Havia muitas coisas com as quais não concordava apesar de que não é uma praxe 'agressiva'...
Bem se contar o que tem sido este ano:coldsweat:...
Quando os resultados saíram foi uma sensação maravilhosa :tongueout::smile: (entrei na minha primeira opção), mas não bastaram dois dias para cair na realidade e perceber que realmente tinha cometido um erro, um valente erro.
Porque não tentei uma segunda fase? Pq naquela altura todos me diziam que não conhecia o curso e podia gostar...havia sp a duvida e decidi tentar...
Mas soube desde o primeiro dia de aulas que não queria aquilo e que não ia ser fácil! A partir daí nem animo para viver o meu primeiro ano académico como é suposto tive...:sob:
Tem sido um ano difícil, estou em exames para conseguir manter a bolsa de estudo e fiz também melhoria de exame de Português.
É terrivel ter se estudar algo em que tens bastantes dificuldades e que não gostas de todo. Sinto me um verdadeiro peixe fora de agua.
Foi uma escolha que fiz e tenho de arcar com as consequências dos meus atos... Encontro-me agora mais perdida do que no ano passado. Por um lado tenho de estudar para fazer as cadeiras, por outro provav tenho de ir à 2 fase de PT, tb não sei se faço transferência de curso/instituição ou me candidato ao regime nornal ou até se faço os dois...:hushed::hushed:
E pronto... não escolham nem pela praxe, nem pela empregabilidade, nem pelos vossos pais, nem pelo que toda a gente acha melhor... escolham o que realmente gostam.
Acreditem que é uma decisão bastante importante e depois pode ser tarde demais...
tb nao vos quero assustar mas sim ajudar :blush:

Portanto escolheste um curso tendo a praxe na instituição como grande factor de decisão. Temos aqui uma nomeada para os Darwin Awards.
 
  • Like
Reactions: Fresh Off Mars

Alfa

#pdralfa 🌈
Especialista
Matemática
Apoiante Uniarea
Matrícula
2 Agosto 2015
Mensagens
10,616
Tem sido um ano difícil, estou em exames para conseguir manter a bolsa de estudo e fiz também melhoria de exame de Português.

Só quero fazer uma observação. Quando eu entrei na faculdade também tinha bolsa e não era exigido que se tivesse feito um número mínimo de ECTS para ter bolsa no ano seguinte, caso se fizesse uma mudança de curso (e apenas na primeira mudança de curso). No meu caso concreto, fiz apenas metade dos ECTS do 1.º ano do curso em que estava, no ano seguinte candidatei-me a outro curso e tive bolsa na mesma.

Imagino que isto agora possa ser diferente, ou que dependa dos serviços de acção social de cada instituição... Só digo isto para que te possas informar melhor sobre o assunto, talvez haja essa possibilidade. E assim pelo menos não tinhas de te preocupar com exames da faculdade.
 

Maxpaynner

Membro Dux
Matrícula
5 Fevereiro 2016
Mensagens
549
Curso
MIEEC
Instituição
FEUP
Sim, como pudeste ler. Algum problema com isso?

Lol, se eu tenho algum problema? O problema é teu e só teu, eu estou-me só a rir do ridículo da situação.

Conheço imensa gente que faz vida da praxe, mas esta foi inédita: lixar a vida por causa da praxe, antes sequer de se estar em praxe.
 

catiasmarques

Membro
Matrícula
12 Junho 2015
Mensagens
29
Só quero fazer uma observação. Quando eu entrei na faculdade também tinha bolsa e não era exigido que se tivesse feito um número mínimo de ECTS para ter bolsa no ano seguinte, caso se fizesse uma mudança de curso (e apenas na primeira mudança de curso). No meu caso concreto, fiz apenas metade dos ECTS do 1.º ano do curso em que estava, no ano seguinte candidatei-me a outro curso e tive bolsa na mesma.

Imagino que isto agora possa ser diferente, ou que dependa dos serviços de acção social de cada instituição... Só digo isto para que te possas informar melhor sobre o assunto, talvez haja essa possibilidade. E assim pelo menos não tinhas de te preocupar com exames da faculdade.
Nunca tinha ouvido falar sobre isso. Vou me informar melhor. Obrigada :)
 

catiasmarques

Membro
Matrícula
12 Junho 2015
Mensagens
29
Lol, se eu tenho algum problema? O problema é teu e só teu, eu estou-me só a rir do ridículo da situação.

Conheço imensa gente que faz vida da praxe, mas esta foi inédita: lixar a vida por causa da praxe, antes sequer de se estar em praxe.
Ahh, ainda bem que não tens nenhum problema mas sim vontade de rir. Fiquei mais descansada.
 
  • Like
Reactions: Nerd

Alfa

#pdralfa 🌈
Especialista
Matemática
Apoiante Uniarea
Matrícula
2 Agosto 2015
Mensagens
10,616
Nunca tinha ouvido falar sobre isso. Vou me informar melhor. Obrigada :)

Na altura eu descobri isto andando a ler legislação. Os funcionários dos serviços de acção social da minha universidade não eram lá muito prestáveis... Aconselho-te a experimentar as duas coisas, pode ser que tenhas mais sorte.
 

Maxpaynner

Membro Dux
Matrícula
5 Fevereiro 2016
Mensagens
549
Curso
MIEEC
Instituição
FEUP
Eu não adiro a essas coisas, já não são poucas as tragédias que se vê por ai..

Por cada 'tragédia' que ouves há centenas de pessoas que se divertem. É preciso é haver senso comum e capacidade de mandar pessoas para o real ******* quando abusam.

Se não te sentes confortável não vás. Mas convém ter-se uma mente aberta.
 
Última edição:

luna77

Membro Veterano
Matrícula
6 Janeiro 2015
Mensagens
379
Curso
Direito
Instituição
Universidade de Coimbra
Não ataquem tanto a rapariga...Fez uma escolha errada, sim, mas quantos não fazem o mesmo e vão para as cidades apenas por causa do espírito académico? Eu vim para Coimbra e recusei-me à praxe, vim para aqui por causa da faculdade que escolhi, e é isso que todos devem fazer, optar segundo o que gostam e o melhor (isto é relativo, claro).
 

Nerd

Membro Dux
Matrícula
2 Junho 2016
Mensagens
1,310
Lol, se eu tenho algum problema? O problema é teu e só teu, eu estou-me só a rir do ridículo da situação.

Conheço imensa gente que faz vida da praxe, mas esta foi inédita: lixar a vida por causa da praxe, antes sequer de se estar em praxe.
Deves estar a sentires-te mesmo um homenzinho por estares a "gozar" com os erros dos outros. Vais longe assim.

A rapariga admite os erros e adverte os outros e tu preferes fazer pouco de uma situação que já não é boa em vez de estares caladinho. Epá, vai mas é pescar likes noutro lugar. :kissingheart:
 

Droggy

Membro Dux
Matrícula
20 Julho 2015
Mensagens
880
Curso
Medicina
Instituição
NMS | FCM
Por cada 'tragédia' que ouves há centenas de pessoas que se divertem. É preciso é haver senso comum e capacidade de mandar pessoas para o real ******* quando abusam.

Se não te sentes confortável não vás. Mas convém ter-se uma mente aberta.
As pessoas cometem erros e claramente a user identificou o seu atempadamente. Perder 1 ano de faculdade na idade em que se encontra não tem problema absolutamente nenhum e aprendeu alguma coisa. Agora é seguir em frente. Acho que não faz sentido nenhum gozar com as pessoas. O forum serve para ajudar os outros e não para denegrir.


olá a todos!
E pronto... não escolham nem pela praxe, nem pela empregabilidade, nem pelos vossos pais, nem pelo que toda a gente acha melhor... escolham o que realmente gostam.
Acreditem que é uma decisão bastante importante e depois pode ser tarde demais...
tb nao vos quero assustar mas sim ajudar :blush:
Opinião pessoal: é muito importante escolher uma coisa que se gosta mas também é preciso ter noção se vai haver oportunidade de pôr em prática aquilo que se gosta. Ou seja, a empregabilidade também é um factor a ter em conta porque se sabemos que à partida a probabilidade e emprego é próximo de zero, se calhar é boa ideia procurar outras coisas. É preciso ter mente aberta e tentar descobrir mais coisas que se gosta :).
De resto, desejo que consigas entrar agora no curso que queres :)
 

Maxpaynner

Membro Dux
Matrícula
5 Fevereiro 2016
Mensagens
549
Curso
MIEEC
Instituição
FEUP
Não ataquem tanto a rapariga...Fez uma escolha errada, sim, mas quantos não fazem o mesmo e vão para as cidades apenas por causa do espírito académico? Eu vim para Coimbra e recusei-me à praxe, vim para aqui por causa da faculdade que escolhi, e é isso que todos devem fazer, optar segundo o que gostam e o melhor (isto é relativo, claro).

Eu não estou a atacar a rapariga, estou a dar a minha opinião: acho que o que ela fez foi de uma falta de senso comum de todo o tamanho e um erro crasso. O que eu admiro nela é que foi mulherzinha para admitir o erro a fazer algo quanto a isso e a partilhar a experiência para mais ninguém cair no mesmo. Still sendo que ela se expôs em praça pública, eu estou no meu direito de comentar.

Deves estar a sentires-te mesmo um homenzinho por estares a "gozar" com os erros dos outros. Vais longe assim.

A rapariga admite os erros e adverte os outros e tu preferes fazer pouco de uma situação que já não é boa em vez de estares caladinho. Epá, vai mas é pescar likes noutro lugar. :kissingheart:

Primeiro, não estou a gozar com ela coisa nenhuma, estou-me a rir da decisão dela, que foi estúpida e a própria user admitiu.
Segundo, já fui longe, exactamente assim.
Terceiro, sabes quantas fucks dou aos likes? Uma pista: é um número redondo.

0

Acho completamente ridículo nesta sociedade andarmos com falinhas mansas e panos quentes para tudo e todos. A vida não tá fácil e é preciso que as pessoas tenham noção que as acções têm consequências muito sérias. Ainda bem que ela foi a tempo de a resolver.

As pessoas cometem erros e claramente a user identificou o seu atempadamente. Perder 1 ano de faculdade na idade em que se encontra não tem problema absolutamente nenhum e aprendeu alguma coisa. Agora é seguir em frente. Acho que não faz sentido nenhum gozar com as pessoas. O forum serve para ajudar os outros e não para denegrir.



Opinião pessoal: é muito importante escolher uma coisa que se gosta mas também é preciso ter noção se vai haver oportunidade de pôr em prática aquilo que se gosta. Ou seja, a empregabilidade também é um factor a ter em conta porque se sabemos que à partida a probabilidade e emprego é próximo de zero, se calhar é boa ideia procurar outras coisas. É preciso ter mente aberta e tentar descobrir mais coisas que se gosta :).
De resto, desejo que consigas entrar agora no curso que queres :)

Em relação à primeira parte, concordo que ela fez bem em ter identificado o erro e ter resolvido. E há muita gente que perde um ano de faculdade por razões piores, mas em relação ao resto, lê a minha resposta à @luna77.

Em relação à segunda parte, epah, nem li isso. Essa da empregabilidade é outra que tal.
O curso são 3 a 5 (a menos que sigam para doutoramento) anos da vossa vida. É importante sentirem-se bem nele, porque isso está relacionado directamente com o vosso sucesso. Vocês têm muito mais que 3 anos pela frente.
Sabem o que é mesmo fixe? É chegar ao fim do mês e ter dinheiro na conta. É andar-se a trabalhar sem andar com recibos verdes ou estágios IEFP nos cornos. É ter um carrinho e andar à vontade sem se preocuparem se vão ter dinheiro para pagar a renda este mês. É terem um emprego de que gostam, e o à vontade para mandar o chefe passear num que não gostam. Eu vivi de perto um caso destes e posso-vos dizer que é o suficiente passar por algo do género para meter a pessoa mais forte de rastos.

A menos que tenham pais ricos e uma cunha alinhada ou andem a estudar por desporto (como aquelas pessoas reformadas que vão tirar um curso), ou seja, se querem tirar uma carreira do curso, considerem sempre a empregabilidade antes de se inscreverem. Mais vale irem para um curso que gostam menos e que tem saída, do que para aquilo que acham que é a vossa paixão e depois andarem-se a queixar em manifs que tiraram filosofia e que o estado agora não vos dá emprego.
 

luna77

Membro Veterano
Matrícula
6 Janeiro 2015
Mensagens
379
Curso
Direito
Instituição
Universidade de Coimbra
Eu não estou a atacar a rapariga, estou a dar a minha opinião: acho que o que ela fez foi de uma falta de senso comum de todo o tamanho e um erro crasso. O que eu admiro nela é que foi mulherzinha para admitir o erro a fazer algo quanto a isso e a partilhar a experiência para mais ninguém cair no mesmo. Still sendo que ela se expôs em praça pública, eu estou no meu direito de comentar.



Primeiro, não estou a gozar com ela coisa nenhuma, estou-me a rir da decisão dela, que foi estúpida e a própria user admitiu.
Segundo, já fui longe, exactamente assim.
Terceiro, sabes quantas fucks dou aos likes? Uma pista: é um número redondo.

0

Acho completamente ridículo nesta sociedade andarmos com falinhas mansas e panos quentes para tudo e todos. A vida não tá fácil e é preciso que as pessoas tenham noção que as acções têm consequências muito sérias. Ainda bem que ela foi a tempo de a resolver.



Em relação à primeira parte, concordo que ela fez bem em ter identificado o erro e ter resolvido. E há muita gente que perde um ano de faculdade por razões piores, mas em relação ao resto, lê a minha resposta à @luna77.

Em relação à segunda parte, epah, nem li isso. Essa da empregabilidade é outra que tal.
O curso são 3 a 5 (a menos que sigam para doutoramento) anos da vossa vida. É importante sentirem-se bem nele, porque isso está relacionado directamente com o vosso sucesso. Vocês têm muito mais que 3 anos pela frente.
Sabem o que é mesmo fixe? É chegar ao fim do mês e ter dinheiro na conta. É andar-se a trabalhar sem andar com recibos verdes ou estágios IEFP nos cornos. É ter um carrinho e andar à vontade sem se preocuparem se vão ter dinheiro para pagar a renda este mês. É terem um emprego de que gostam, e o à vontade para mandar o chefe passear num que não gostam. Eu vivi de perto um caso destes e posso-vos dizer que é o suficiente passar por algo do género para meter a pessoa mais forte de rastos.

A menos que tenham pais ricos e uma cunha alinhada ou andem a estudar por desporto (como aquelas pessoas reformadas que vão tirar um curso), ou seja, se querem tirar uma carreira do curso, considerem sempre a empregabilidade antes de se inscreverem. Mais vale irem para um curso que gostam menos e que tem saída, do que para aquilo que acham que é a vossa paixão e depois andarem-se a queixar em manifs que tiraram filosofia e que o estado agora não vos dá emprego.

Também concordo na parte do emprego, e contra mim falo. É muito importante escolher-se um curso de que se pensa gostar, mas se são bons a coisas que vos levam a uma vida estável, há que apostar nisso. Eu se tivesse tido bases a matemática/física, não as desperdiçava.
Quanto à rapariga, ela ainda está a tempo de compor o que fez, é a verdade. Foi um ano que perdeu, mas ao menos serviu-lhe de lição. Toda a gente erra.
 

Ana : )

Membro
Matrícula
30 Julho 2015
Mensagens
25
Curso
Enfermagem
Instituição
ESEP
Estou no 12º ano e queria muito ir para enfermagem. Alguém sabe dizer como é a praxe na esep e na esec?
Olá Beatriz
Eu fui este ano caloira na esep e posso dizer que alguns dos melhores momentos que lá vivi foram na praxe. Acho que uns dos aspetos mais positivos é o conhecer as pessoas, na nossa faculdade não há aquela liberdade entre caloiros e doutores\vetaranos, nenhum caloiro pensa sequer em ser amigo deles, mas a ligação que crias com as pessoas que estão a ser praxadas contigo é algo especial e único. A praxe lá praticada baseia-se muito no "se eu te mandei fazer isso é porque eu próprio já fiz", ou seja nunca ninguém te iram pôr em perigo e podes confiar nos mais velhos porque eles sabem o que fazem.
Lá nem tudo é um mar de rosas, se fores para lá provavelmente vai haver dias que achas aquelas regra estupido fazer isto ou aquilo, ou que não consegues encher mais, e no dia seguinte acordas toda partida, pensamento positivo não temos que andar a pagar ginásio. Verás que ,ao contrario de outras casas, temos muitas regras a cumprir, algumas que não compreenderás mas que acabaram por te fazer sentido.
Acredita, há todo um mundo por detrás da Praxe que só a vivendo é que o vais descobrir.

Se tiveres alguma duvida mais especifica sobre a praxe ou oubre a esep é só diseres :D
 

Josuécrusoé

Membro Caloiro
Matrícula
15 Julho 2016
Mensagens
1
Boas , encontro me de momento com uma grande dúvida e precisava das vossas opiniões para conseguir facilitar a minha decisão. Eu estava a pensar em ir viajar com a minha namorada , encontrei bilhetes a preços razoáveis mas o unico problema é que regressarei no segundo dia da semana de integração da minha universidade , e fiquei bastante preocupado pois , sera que chegar com estes dias de atraso ira impedir me de participar as praxes? Será que vou ser posto de lado? Será que é muito prejudicial para a minha integração faltar a estes dias? Agradeço pela atenção :) ( E sim claro sei que as praxes não impedem que me integre mas facilitam esta integração )