Química e sugestões de cursos

Inês Góis

Membro Caloiro
Matrícula
18 Junho 2020
Mensagens
4
Olá a todos! 😀
Estou no 10º ano em CT (com Geografia em vez de BG).
De tempos a tempos vou pesquisando cursos, vendo o plano curricular, médias, saídas profissionais, etc. Sei que ainda falta um tempo para tomar esta decisão, mas vou me informando para não chegar o 12º ano e estar "a boiar na maionese" em relação ao que escolher hahaha.
Bem, até agora percebi que gosto muito de química e que me sinto mesmo bem quando vou para o laboratório.
Estive a ver cursos nesta área e interessei-me por alguns: Química, Engenharia Química e Química Tecnológica.
Tenho algumas dúvidas em relação à universidade à qual me candidataria, estou indecisa entre a Universidade de Aveiro e a de Coimbra. Pelo que já ouvi a UC ainda é muito "tradicional" e a UA tem vindo a investir na área de investigação, laboratórios e está mais modernizada. Também vi a possibilidade de fazer Engenharia Química no Técnico.
Gostava que, se tiverem frequentado algum destes cursos, me contassem a vossa experiência, saídas profissionais, que me falassem da componente prática, das cadeiras, entre outras coisas que achem relevante referir.
Alguma das cadeiras envolve Biologia? Se sim, são precisas muitas bases do secundário? É uma disciplina que nunca gostei, daí ter optado por ter Geografia.
Sabem explicar-me a diferença entre estes três cursos?
Fora estes, se tiverem alguma outra sugestão de curso agradecia. Como já disse gosto muito de química e de estar em laboratório, interesso-me particularmente por energia nuclear e talvez fosse interessante estudar energias renováveis (mas não sei se haverá muita saída). Por outro lado, gosto muito de Geografia e interesso-me por política.
Muito obrigada pelo vosso tempo,
Inês
 

Mymelo

Membro Dux
Matrícula
21 Novembro 2017
Mensagens
894
Curso
Engenharia Química
Instituição
IST
Olá Inês!

Eu estudo Engenharia Química no Técnico e posso responder a algumas das tuas perguntas e falar-te da minha experiência do curso até agora.

Sabem explicar-me a diferença entre estes três cursos?

Uma coisa que é importante realçar é que Engenharia Química e Química são dois cursos diferentes. Num curso de Química tu estudas como sintetizar moléculas (quer orgânicas, inorgânicas, metais, moléculas organometálicas, biomoléculas, tudo o que possas imaginar) e como detetar moléculas em amostras. Para isso tens cadeiras de Química Orgânica, Inorgânica, Química-Física, Bioquímica, Análise Química entre outras sempre com uma componente laboratorial muito forte.
Por outro lado, em Engenharia Química não se aprofunda tanto esses conhecimentos de sintese e análise química como em Química. Aprendes o essencial para compreenderes as moléculas que queres produzir industrialmente e como passar do laboratório para a indústria, tendo, por isso, para além de uma formação básica em química orgânica, bioquímica, química inorgânica e análise química, tens também cadeiras mais de engenharia como termodinâmica, processos em engenharia química, engenharia das reações onde aprendes como modelar um reator a nível industrial, entre outras. Tal como em Química, em Engenharia Química também existe uma componente laboratorial forte, mas, obviamente, mais focado na Engenharia e não tanto na Química.

O curso de Química Tecnológica fica entre Química e Engenharia Química. Aprendes mais Engenharia que num curso de Química, mas menos Engenharia do que num curso de Engenharia Química. Tal como aprendes mais Química do que num curso de Engenharia Química, mas menos do que num curso de Química. Não conheço ninguém que tenha frequentado esse, a minha opinião baseia-se no que eu consegui compreender olhando para os planos de estudos de cada um dos cursos. Na minha opinião, acho que não vale a pena Química Tecnológica, uma vez que se te candidatares a um emprego mais para área da Química, acho que uma pessoa com um curso em Química mais facilmente obtém essa vaga, tal como se te candidatares a um emprego numa área mais da Engenharia, uma pessoa com um curso em Engenharia Química mais facilmente obtém essa vaga.

Gostava que, se tiverem frequentado algum destes cursos, me contassem a vossa experiência, saídas profissionais, que me falassem da componente prática, das cadeiras, entre outras coisas que achem relevante referir.

Eu vou agora para o 2º semestre do 2º ano e, portanto, só este semestre é que vou começar a ter cadeiras mais da área da Engenharia. Até agora tive as cadeiras de formação básica como Química Orgânica, Análise Química, várias cadeiras de Matemática, Física, Programação e Bioquímica que são importantes, principalmente as de matemática, para conseguir fazer as cadeiras de Engenharia.

Em relação às saídas profissionais, o curso de Engenharia Química tem um grande leque de saídas como: indústria farmacêutica, indústria alimentar, energia, ambiente, tratamento de águas, tintas, indústria cosmética entre outros. Como em qualquer curso de Engenharia também existem saídas mais voltadas para gestão e consultadoria.

Alguma das cadeiras envolve Biologia? Se sim, são precisas muitas bases do secundário? É uma disciplina que nunca gostei, daí ter optado por ter Geografia.

Tanto em Química, como Engenharia Química como em Química Tecnológicas vais ter de certeza uma cadeira de Bioquímica, onde pede alguns conhecimentos de Biologia. No entanto, os professores sabem que nem toda a gente teve Biologia no secundário, portanto a cadeira começa sempre com uma parte introdutória onde aprendes tudo o que precisas para poder fazer uma cadeira de Bioquímica.

Fora estes, se tiverem alguma outra sugestão de curso agradecia. Como já disse gosto muito de química e de estar em laboratório, interesso-me particularmente por energia nuclear e talvez fosse interessante estudar energias renováveis (mas não sei se haverá muita saída).

Eu diria que se gostas da área da energia, energia nuclear e energias renováveis, o curso de Engenharia Química é uma boa aposta para ti, uma vez que no mestrado há especializações (minors) 100% dedicados à energia, há pessoas que fazem teses de mestrados na área da energia, tanto nuclear como renovável. Para além de que há várias empresas da área da energia que costumam contratar Engenheiros Químicos, uma vez que os processos para produzir eletricidade são muitas vezes processos químicos.
 

Inês Góis

Membro Caloiro
Matrícula
18 Junho 2020
Mensagens
4
Olá Inês!

Eu estudo Engenharia Química no Técnico e posso responder a algumas das tuas perguntas e falar-te da minha experiência do curso até agora.



Uma coisa que é importante realçar é que Engenharia Química e Química são dois cursos diferentes. Num curso de Química tu estudas como sintetizar moléculas (quer orgânicas, inorgânicas, metais, moléculas organometálicas, biomoléculas, tudo o que possas imaginar) e como detetar moléculas em amostras. Para isso tens cadeiras de Química Orgânica, Inorgânica, Química-Física, Bioquímica, Análise Química entre outras sempre com uma componente laboratorial muito forte.
Por outro lado, em Engenharia Química não se aprofunda tanto esses conhecimentos de sintese e análise química como em Química. Aprendes o essencial para compreenderes as moléculas que queres produzir industrialmente e como passar do laboratório para a indústria, tendo, por isso, para além de uma formação básica em química orgânica, bioquímica, química inorgânica e análise química, tens também cadeiras mais de engenharia como termodinâmica, processos em engenharia química, engenharia das reações onde aprendes como modelar um reator a nível industrial, entre outras. Tal como em Química, em Engenharia Química também existe uma componente laboratorial forte, mas, obviamente, mais focado na Engenharia e não tanto na Química.

O curso de Química Tecnológica fica entre Química e Engenharia Química. Aprendes mais Engenharia que num curso de Química, mas menos Engenharia do que num curso de Engenharia Química. Tal como aprendes mais Química do que num curso de Engenharia Química, mas menos do que num curso de Química. Não conheço ninguém que tenha frequentado esse, a minha opinião baseia-se no que eu consegui compreender olhando para os planos de estudos de cada um dos cursos. Na minha opinião, acho que não vale a pena Química Tecnológica, uma vez que se te candidatares a um emprego mais para área da Química, acho que uma pessoa com um curso em Química mais facilmente obtém essa vaga, tal como se te candidatares a um emprego numa área mais da Engenharia, uma pessoa com um curso em Engenharia Química mais facilmente obtém essa vaga.



Eu vou agora para o 2º semestre do 2º ano e, portanto, só este semestre é que vou começar a ter cadeiras mais da área da Engenharia. Até agora tive as cadeiras de formação básica como Química Orgânica, Análise Química, várias cadeiras de Matemática, Física, Programação e Bioquímica que são importantes, principalmente as de matemática, para conseguir fazer as cadeiras de Engenharia.

Em relação às saídas profissionais, o curso de Engenharia Química tem um grande leque de saídas como: indústria farmacêutica, indústria alimentar, energia, ambiente, tratamento de águas, tintas, indústria cosmética entre outros. Como em qualquer curso de Engenharia também existem saídas mais voltadas para gestão e consultadoria.



Tanto em Química, como Engenharia Química como em Química Tecnológicas vais ter de certeza uma cadeira de Bioquímica, onde pede alguns conhecimentos de Biologia. No entanto, os professores sabem que nem toda a gente teve Biologia no secundário, portanto a cadeira começa sempre com uma parte introdutória onde aprendes tudo o que precisas para poder fazer uma cadeira de Bioquímica.



Eu diria que se gostas da área da energia, energia nuclear e energias renováveis, o curso de Engenharia Química é uma boa aposta para ti, uma vez que no mestrado há especializações (minors) 100% dedicados à energia, há pessoas que fazem teses de mestrados na área da energia, tanto nuclear como renovável. Para além de que há várias empresas da área da energia que costumam contratar Engenheiros Químicos, uma vez que os processos para produzir eletricidade são muitas vezes processos químicos.
Olá Inês!

Eu estudo Engenharia Química no Técnico e posso responder a algumas das tuas perguntas e falar-te da minha experiência do curso até agora.



Uma coisa que é importante realçar é que Engenharia Química e Química são dois cursos diferentes. Num curso de Química tu estudas como sintetizar moléculas (quer orgânicas, inorgânicas, metais, moléculas organometálicas, biomoléculas, tudo o que possas imaginar) e como detetar moléculas em amostras. Para isso tens cadeiras de Química Orgânica, Inorgânica, Química-Física, Bioquímica, Análise Química entre outras sempre com uma componente laboratorial muito forte.
Por outro lado, em Engenharia Química não se aprofunda tanto esses conhecimentos de sintese e análise química como em Química. Aprendes o essencial para compreenderes as moléculas que queres produzir industrialmente e como passar do laboratório para a indústria, tendo, por isso, para além de uma formação básica em química orgânica, bioquímica, química inorgânica e análise química, tens também cadeiras mais de engenharia como termodinâmica, processos em engenharia química, engenharia das reações onde aprendes como modelar um reator a nível industrial, entre outras. Tal como em Química, em Engenharia Química também existe uma componente laboratorial forte, mas, obviamente, mais focado na Engenharia e não tanto na Química.

O curso de Química Tecnológica fica entre Química e Engenharia Química. Aprendes mais Engenharia que num curso de Química, mas menos Engenharia do que num curso de Engenharia Química. Tal como aprendes mais Química do que num curso de Engenharia Química, mas menos do que num curso de Química. Não conheço ninguém que tenha frequentado esse, a minha opinião baseia-se no que eu consegui compreender olhando para os planos de estudos de cada um dos cursos. Na minha opinião, acho que não vale a pena Química Tecnológica, uma vez que se te candidatares a um emprego mais para área da Química, acho que uma pessoa com um curso em Química mais facilmente obtém essa vaga, tal como se te candidatares a um emprego numa área mais da Engenharia, uma pessoa com um curso em Engenharia Química mais facilmente obtém essa vaga.



Eu vou agora para o 2º semestre do 2º ano e, portanto, só este semestre é que vou começar a ter cadeiras mais da área da Engenharia. Até agora tive as cadeiras de formação básica como Química Orgânica, Análise Química, várias cadeiras de Matemática, Física, Programação e Bioquímica que são importantes, principalmente as de matemática, para conseguir fazer as cadeiras de Engenharia.

Em relação às saídas profissionais, o curso de Engenharia Química tem um grande leque de saídas como: indústria farmacêutica, indústria alimentar, energia, ambiente, tratamento de águas, tintas, indústria cosmética entre outros. Como em qualquer curso de Engenharia também existem saídas mais voltadas para gestão e consultadoria.



Tanto em Química, como Engenharia Química como em Química Tecnológicas vais ter de certeza uma cadeira de Bioquímica, onde pede alguns conhecimentos de Biologia. No entanto, os professores sabem que nem toda a gente teve Biologia no secundário, portanto a cadeira começa sempre com uma parte introdutória onde aprendes tudo o que precisas para poder fazer uma cadeira de Bioquímica.



Eu diria que se gostas da área da energia, energia nuclear e energias renováveis, o curso de Engenharia Química é uma boa aposta para ti, uma vez que no mestrado há especializações (minors) 100% dedicados à energia, há pessoas que fazem teses de mestrados na área da energia, tanto nuclear como renovável. Para além de que há várias empresas da área da energia que costumam contratar Engenheiros Químicos, uma vez que os processos para produzir eletricidade são muitas vezes processos químicos.

Muito obrigada pelo esclarecimento!
O que achas do Técnico? Sempre ouvi que é o melhor sitio para se estudar engenharias e que muitas empresas vão lá contratar os melhores alunos. Eu sou de Coimbra e a minha família não tem muitas possibilidades para pagar alojamento/propinas aí em Lisboa. Existem bolsas para os alunos que ingressam no 1ºano? Se sim, qual a média que precisaria de ter? Tentei pesquisar no site mas não entendi muito bem se estava disponível para novos alunos ou apenas para alunos que já lá estivessem e que tivessem média de 16.5 para cima...
 

Mymelo

Membro Dux
Matrícula
21 Novembro 2017
Mensagens
894
Curso
Engenharia Química
Instituição
IST
Muito obrigada pelo esclarecimento!
O que achas do Técnico? Sempre ouvi que é o melhor sitio para se estudar engenharias e que muitas empresas vão lá contratar os melhores alunos.

Eu gosto do Técnico. Gosto do campus da Alameda (que é onde há Engenharia Química), também tens boas bibliotecas no Técnico, tens várias salas estudo e também salas que funcionam 24 horas por dia e acho que são também 7 dias por semana, portanto podes ir lá quando te apetecer estudar. Também tem vários refeitórios e bares onde a comida em alguns sítios é boa noutros diria aceitável.
A maioria dos professores são simpáticos e estão sempre dispostos a tirarem dúvidas quer por mail quer por horário de dúvidas. Claro que há sempre alguns professores menos simpáticos e mais chatos (departamento de matemática, principalmente) mas é como qualquer faculdade. Há uns professores bons e outros maus.

Eu não conheço muito bem as realidades das outras faculdades de engenharia, mas do que tenho vindo a perceber as melhores, em termos de contactos com empresas, são o Técnico e a FEUP. Outras hipóteses a considerar seria a FCT-Nova, Universidade de Aveiro e a Universidade de Coimbra. Em relação a estas 3, sei que a FCT-Nova é uma boa aposta também. A Universidade de Aveiro e Universidade de Coimbra não sei grande coisa para as poder julgar.

Eu sou de Coimbra e a minha família não tem muitas possibilidades para pagar alojamento/propinas aí em Lisboa. Existem bolsas para os alunos que ingressam no 1ºano? Se sim, qual a média que precisaria de ter? Tentei pesquisar no site mas não entendi muito bem se estava disponível para novos alunos ou apenas para alunos que já lá estivessem e que tivessem média de 16.5 para cima...

Eu não sei muito bem como é que a bolsas funcionam, só sei que o Técnico possui bolsas para alunos já dentro do Técnico. Em termos de elegibilidade não conheço muito bem infelizmente, mas tens aqui as várias bolsas que existem: Apoio Financeiro e Bolsas | Núcleo de Apoio ao Estudante • NAPE

Durante a entrada no ensino superior podes candidatar-te à bolsa da DGES. Para além disso, a ULisboa possui residências, mas, à semelhança das bolsas, também não conheço muito bem como isso tudo se processa, espero que alguém que saiba mais que eu nesse aspeto te possa ajudar.
 

Ariana_

Mod Bolinhos
Equipa Uniarea
Moderador
Apoiante Uniarea
Matrícula
26 Junho 2017
Mensagens
11,661
Curso
Estudos de Teatro
Instituição
FLUL
Eu sou de Coimbra e a minha família não tem muitas possibilidades para pagar alojamento/propinas aí em Lisboa. Existem bolsas para os alunos que ingressam no 1ºano? Se sim, qual a média que precisaria de ter? Tentei pesquisar no site mas não entendi muito bem se estava disponível para novos alunos ou apenas para alunos que já lá estivessem e que tivessem média de 16.5 para cima...
Olá, Inês!

Para os alunos que ingressem no 1º ano, podes tentar concorrer:
1) à bolsa da DGES, podes experimentar testar se tens direito aqui: Simulador Bolsa
2) à bolsa Gulbenkian +, caso venhas a ser bolseira DGES e tenhas uma nota de candidatura superior a 180,0
3) às bolsas municipais que podem existir na zona onde vives
4) bolsas de instituições privadas, como é o caso da ADT.

As bolsas de mérito a que te referes são só para alunos que já completaram o 1º ano do curso em diante. Como te disseram, podes concorrer ao alojamento da UL, onde tens mais probabilidades de ser aceite se fores bolseira e recebes complemento de alojamento, nesse caso, o que ajuda bastante. Alguma dúvida que tenhas, não hesites em contactar-nos.
 
  • Fabulous
Reactions: Wraak