Qual a melhor opção para quem quer seguir Estudos Portugueses - FLUL vs FCSH

Paulo Inácio

Membro
Matrícula
24 Abril 2020
Mensagens
21
Curso
PERDIDO XDD
Instituição
NEPTUNE PLANET
Olá, tudo bem por aí? 😁😎

Gostava que me dessem a vossa opinião relativamente à licenciatura em Estudos Portugueses, uma vez que uma das minhas disciplinas favoritas é Português e Literatura Portuguesa e adorava dar-lhes continuidade e, possivelmente, maior (ou, neste caso, todo o) destaque no Ensino Superior.

Porém, tenho algumas dúvidas relativamente ao curso, estando eu um pouco perdido acerca de qual será a melhor opção para mim: a Nova ou a Clássica de Lisboa?

Gosto bastante do curso da FLUL, visto que permite uma maior flexibilidade relativamente a quais cadeiras escolher, com toda aquela diversidade de majors e minors. No entanto, a empregabilidade (e muito provavelmente as condições materiais) são melhores na Nova.
 

Ariana_

Mod Bolinhos
Equipa Uniarea
Moderador
Apoiante Uniarea
Matrícula
26 Junho 2017
Mensagens
11,433
Curso
Estudos de Teatro
Instituição
FLUL
Olá, tudo bem por aí? 😁😎

Gostava que me dessem a vossa opinião relativamente à licenciatura em Estudos Portugueses, uma vez que uma das minhas disciplinas favoritas é Português e Literatura Portuguesa e adorava dar-lhes continuidade e, possivelmente, maior (ou, neste caso, todo o) destaque no Ensino Superior.

Porém, tenho algumas dúvidas relativamente ao curso, estando eu um pouco perdido acerca de qual será a melhor opção para mim: a Nova ou a Clássica de Lisboa?

Gosto bastante do curso da FLUL, visto que permite uma maior flexibilidade relativamente a quais cadeiras escolher, com toda aquela diversidade de majors e minors. No entanto, a empregabilidade (e muito provavelmente as condições materiais) são melhores na Nova.
Olá!

Primeiro que tudo, e em preâmbulo, gostaria de dizer que se gostas das disciplinas de Português e Literatura Portuguesa, além de Estudos Portugueses, a maioria dos cursos da FLUL conseguem focar-se nessas áreas, pelo que, se compartilhares uma divisão maior de áreas os três cursos mais flexíveis são, de facto, Estudos Gerais, Estudos Portugueses e Artes e Humanidades. Dentro das flexíveis, mas com algumas condicionantes, tens LLC e Ciências da Linguagem. Não pertenço a nenhum destes cursos, mas os anos que tenho passado na faculdade permitiram-me formar uma opinião que talvez seja útil de tomar em conta, tendo em conta que baseei a minha pesquisa através de pessoas que, efectivamente, se matricularam nesses cursos + a minha experiência em matricular alunos destes cursos, desde o 1º ano ao 3º, pelo que ganhei alguma sensibilidade a alguns aspectos mais pragmáticos dos cursos. Apresento-te aqui um sumário simplificado do que acho de cada um deles, aplicado ao caso a que te reportas:

1) Estudos Gerais - É um curso com bastante flexibilidade dentro das opções do plano de estudos do próprio curso. Ou seja, não podemos confundir com o típico "Estudos Gerais é um curso cheio de Opções Livres". Opção Livre é quando um aluno pode escolher qualquer cadeira. No caso de Estudos Gerais, eles só podem escolher opções que estejam no plano de estudos deles. É um curso especialmente útil se tiveres em mente áreas fora das Letras. Se só queres UC's das disciplinas que referes, não me parece ser a melhor das opções.

2) Artes e Humanidades - É um curso com algumas semelhanças com Estudos Gerais, só que não é aberto para estudares nas outras faculdades da UL. Ou seja, muitas opções dentro do plano de estudos. É possível escolheres cadeiras dentro dessas áreas que te interessam, mas se calhar não te interessam tanto as que tens no Tronco Comum.

3) Estudos Portugueses - É outro curso que apresenta muita flexibilidade e que, tal como Estudos Gerais e Artes e Humanidades, só tem opções dentro do plano de estudos. Dá perfeitamente para te especializares nas duas áreas que referes. Apesar de ser uma boa opção, é um curso mais pequeno e pela diversidade do curso, os percursos dos alunos podem divergir bastante mais, pelo que não é muito fácil perceber o que estes alunos, na maioria, foram fazer a seguir ao curso.

4) LLC - É o maior curso da FLUL, são imensos alunos e é obviamente o mais popular. LLC é praticamente a reconversão de outros cursos que existiram antes, como o de Línguas Modernas ou Filologia Românica. Tem um plano que se adequa ao que queres estudar, mas não sei se já experimentaste comparar o percurso que poderias fazer com um e com outro curso e comparares ao que gostas mais, porque entre um e outro, ambos conseguem estudar o que gostas. Este curso já é dos que consegue fazer Opções Livres, mas estas estão um pouco limitadas por duas coisas: uma é o NUCO (que nas outras licenciaturas, corresponde ao Tronco Comum, o que faria com que fossem equiparáveis, mas não são, porque existe outra condicionante) e a outra é, além dos ECTS do NUCO, os alunos precisam completar 60 ECTS de uma lista de UC's elegíveis. Estas incluem cadeiras que diria que são do teu interesse, mas é um aspecto a considerares.

5) Ciências da Linguagem - Um curso incrivelmente underrated na generalidade e, de todos estes cursos que enumerei, é o que vejo ter mais oportunidades na área da investigação. Seria um bom curso se o teu gosto por Português incluir Linguística. É um curso que apresenta Opções Livres, no total são 9, o que permite perfeitamente abarcares as cadeiras de Literatura que quiseres e isso consegue quase ser 1/3 do curso. É um curso muito focado na Língua Portuguesa (só nos ECTS do plano de estudos, são 66, o que é um bocadinho mais do que 1/3 do curso). Falo nas oportunidades de investigação porque muitos dos profs dessas cadeiras são investigadores nos centros de investigação que a FLUL possui e costumam abrir bolsas de investigação. Se for uma área do teu interesse (investigação e, num futuro mais distante, docência universitária), diria que é o curso em que poderias tomar mais partido dessa vertente - aliás, este ano abriram várias bolsas de investigação e uma delas foi para alunos da licenciatura e quem ganhou foi um aluno que tinha começado o 2º ano quando se candidatou.

Se o teu interesse for estudar estas áreas com vista ao Ensino Básico e Secundário, todos estes cursos conseguem permitir que faças os ECTS necessários.

Sobre a NOVA, não sei muita coisa que não a minha análise dos planos de estudo: como dizes, menos flexíveis. Talvez encontres por aí alguém que esteja mais dentro do assunto. Mas, do pouco que ouvi ex-colegas falarem da FCSH, apesar das estruturas físicas mais modernas que as da FLUL, muitos deles queixaram-se que as salas eram demasiado pequenas e que não cabiam lá os alunos todos (e isto são queixas pré-pandemia, não sei se melhoraram entretanto). A nível de investigação, as duas universidades estão ligadas em alguns projectos - não conheço particularmente o caso da Linguística ou dos Estudos Literários, mas nas áreas das Artes há muitos projectos da FLUL e da FCSH juntas, pelo que, se escolheres uma, isso não permitirá que fiques vedado a eventualmente tirar um 2º ciclo na outra ou mesmo acabares como investigador num projecto lá.

Quanto às infraestruturas, é verdade que saiu nas notícias recentemente as queixas dos alunos da FLUL sobre as condições físicas da faculdade, mas estas eram sobretudo a respeito de um edifício que não faz parte do edifício principal da faculdade, o Pavilhão Novo (PN). Este edifício está em más condições e, segundo uma comunicação do director há uns meses, a sua demolição começaria este Verão, pelo que, supostamente, já não existirão aulas no PN em 2021/2022. Mas mesmo dentro do panorama das aulas no PN, a generalidade das aulas que são dadas nessas salas são as aulas de Línguas, pelo que, praticamente, se fores fazer cadeiras de Português e Literatura Portuguesa, a maioria são dadas nas salas do edifício principal (Caves, salas numeradas e auditórios). Os problemas nessas salas são um bocado mais pontuais e fora a situação do PN, não senti que as condições das infraestruturas afectassem genuinamente o meu percurso.

Claro que esta é a minha experiência, outros poderão ter uma experiência diferente. Recomendo que vás consultar os horários na página da FLUL e experimentes ver quais são as cadeiras que gostarias de ter, para teres uma ideia de onde elas costumam ser leccionadas (isto costuma mudar todos os anos, mas a regra costuma ser as línguas estrangeiras todas para o PN e as restantes cadeiras são mais para o edifício principal).

Quanto à empregabilidade, esssas estatísticas são bastante enganosas porque não verificam onde é que os alunos estão a trabalhar, pelo que, um curso dizer que tem mais empregabilidade que outro não significa necessariamente que mais alunos estejam a trabalhar na área. Além disso, nem todos os alunos estão inscritos no centro de emprego como desempregados, pelo que as estatísticas não são, de todo, um factor que acho que devas dar muita atenção. Recomendo antes que procures alunos desses cursos, preferencialmente os que já tenham concluído a licenciatura e lhes perguntes sobre a perspectiva deles, provavelmente vais obter dados mais interessantes e relevantes. Ainda assim, não é por uma área ser complicada a nível de oportunidades que significa necessariamente que não vais arranjar nada dentro da área. Por vezes, aceitar o risco é um caminho, depende do quão disponível estás para a eventualidade de, se não conseguires, teres de ir fazer outras coisas.

Espero que consigas encontrar mais perspectivas e boa sorte! ☺
 

Paulo Inácio

Membro
Matrícula
24 Abril 2020
Mensagens
21
Curso
PERDIDO XDD
Instituição
NEPTUNE PLANET
Olá!

Primeiro que tudo, e em preâmbulo, gostaria de dizer que se gostas das disciplinas de Português e Literatura Portuguesa, além de Estudos Portugueses, a maioria dos cursos da FLUL conseguem focar-se nessas áreas, pelo que, se compartilhares uma divisão maior de áreas os três cursos mais flexíveis são, de facto, Estudos Gerais, Estudos Portugueses e Artes e Humanidades. Dentro das flexíveis, mas com algumas condicionantes, tens LLC e Ciências da Linguagem. Não pertenço a nenhum destes cursos, mas os anos que tenho passado na faculdade permitiram-me formar uma opinião que talvez seja útil de tomar em conta, tendo em conta que baseei a minha pesquisa através de pessoas que, efectivamente, se matricularam nesses cursos + a minha experiência em matricular alunos destes cursos, desde o 1º ano ao 3º, pelo que ganhei alguma sensibilidade a alguns aspectos mais pragmáticos dos cursos. Apresento-te aqui um sumário simplificado do que acho de cada um deles, aplicando caso que reportas:

1) Estudos Gerais - É um curso com bastante flexibilidade dentro das opções do plano de estudos do próprio curso. Ou seja, não podemos confundir com o típico "Estudos Gerais é um curso cheio de Opções Livres". Opção Livre é quando um aluno pode escolher qualquer cadeira. No caso de Estudos Gerais, eles só podem escolher opções que estejam no plano de estudos deles. É um curso especialmente útil se tiveres em mente áreas fora das Letras. Se só queres UC's das disciplinas que referes, não me parece ser a melhor das opções.

2) Artes e Humanidades - É um curso com algumas semelhanças com Estudos Gerais, só que não é aberto para estudares nas outras faculdades da UL. Ou seja, muitas opções dentro do plano de estudos. É possível escolheres cadeiras dentro dessas áreas que te interessam, mas se calhar não te interessam tanto as que tens no Tronco Comum.

3) Estudos Portugueses - É outro curso que apresenta muita flexibilidade e que, tal como Estudos Gerais e Artes e Humanidades, só tem opções dentro do plano de estudos. Dá perfeitamente para te especializares nas duas áreas que referes. Apesar de ser uma boa opção, é um curso mais pequeno e pela diversidade do curso, os percursos dos alunos podem divergir bastante mais, pelo que não é muito fácil perceber o que estes alunos, na maioria, foram fazer a seguir ao curso.

4) LLC - É o maior curso da FLUL, são imensos alunos e é obviamente o mais popular. LLC é praticamente a reconversão de outros cursos que existiram antes, como o de Línguas Modernas ou Filologia Românica. Tem um plano que se adequa ao que queres estudar, mas não sei se já experimentaste comparar o percurso que poderias fazer com um e com outro curso e comparares ao que gostas mais, porque entre um e outro, ambos conseguem estudar o que gostas. Este curso já é dos que consegue fazer Opções Livres, mas estas estão um pouco limitadas por duas coisas: uma é o NUCO (que nas outras licenciaturas, corresponde ao Tronco Comum, o que faria com que fossem equiparáveis, mas não são, porque existe outra condicionante) e a outra é, além dos ECTS do NUCO, os alunos precisam completar 60 ECTS de uma lista de UC's elegíveis. Estas incluem cadeiras que diria que são do teu interesse, mas é um aspecto a considerares.

5) Ciências da Linguagem - Um curso incrivelmente underrated na generalidade e, de todos estes cursos que enumerei, é o que vejo ter mais oportunidades na área da investigação. Seria um bom curso se o teu gosto por Português incluir Linguística. É um curso que apresenta Opções Livres, no total são 9, o que permite perfeitamente abarcares as cadeiras de Literatura que quiseres e isso consegue quase ser 1/3 do curso. É um curso muito focado na Língua Portuguesa (só nos ECTS do plano de estudos, são 66, o que é um bocadinho mais do que 1/3 do curso). Falo nas oportunidades de investigação porque muitos dos profs dessas cadeiras são investigadores nos centros de investigação que a FLUL possui e costumam abrir bolsas de investigação. Se for uma área do teu interesse (investigação e, num futuro mais distante, docência universitária), diria que é o curso em que poderias tomar mais partido dessa vertente - aliás, este ano abriram várias bolsas de investigação e uma delas foi para alunos da licenciatura e quem ganhou foi um aluno que tinha começado o 2º ano quando se candidatou.

Se o teu interesse for estudar estas áreas com vista ao Ensino Básico e Secundário, todos estes cursos conseguem permitir que faças os ECTS necessários.

Sobre a NOVA, não sei muita coisa que não a minha análise dos planos de estudo: como dizes, menos flexíveis. Talvez encontres por aí alguém que esteja mais dentro do assunto. Mas, do pouco que ouvi ex-colegas falarem da FCSH, apesar das estruturas físicas mais modernas que as da FLUL, muitos deles queixaram-se que as salas eram demasiado pequenas e que não cabiam lá os alunos todos (e isto são queixas pré-pandemia, não sei se melhoraram entretanto). A nível de investigação, as duas universidades estão ligadas em alguns projectos - não conheço particularmente o caso da Linguística ou dos Estudos Literários, mas nas áreas das Artes há muitos projectos da FLUL e da FCSH juntas, pelo que, se escolheres uma, isso não permitirá que fiques vedado a eventualmente tirar um 2º ciclo na outra ou mesmo acabares como investigador num projecto lá.

Quanto às infraestruturas, é verdade que saiu nas notícias recentemente as queixas dos alunos da FLUL sobre as condições físicas da faculdade, mas estas eram sobretudo a respeito de um edifício que não faz parte do edifício principal da faculdade, o Pavilhão Novo (PN). Este edifício está em más condições e, segundo uma comunicação do director há uns meses, a sua demolição começaria este Verão, pelo que, supostamente, já não existirão aulas no PN em 2021/2022. Mas mesmo dentro do panorama das aulas no PN, a generalidade das aulas que são dadas nessas salas são as aulas de Línguas, pelo que, praticamente, se fores fazer cadeiras de Português e Literatura Portuguesa, a maioria são dadas nas salas do edifício principal (Caves, salas numeradas e auditórios). Os problemas nessas salas são um bocado mais pontuais e fora a situação do PN, não senti que as condições das infraestruturas afectassem genuinamente o meu percurso.

Claro que esta é a minha experiência, outros poderão ter uma experiência diferente. Recomendo que vás consultar os horários na página da FLUL e experimentes ver quais são as cadeiras que gostarias de ver, para teres uma ideia de onde elas costumam ser leccionadas (isto costuma mudar todos os anos, mas a regra costuma ser as línguas estrangeiras todas para o PN e as restantes cadeiras são mais para o edifício principal).

Quanto à empregabilidade, esssas estatísticas são bastante enganosas porque não verificam onde é que os alunos estão a trabalhar, pelo que, um curso dizer que tem mais empregabilidade que outro não significa necessariamente que mais alunos estejam a trabalhar na área. Além disso, nem todos os alunos estão inscritos no centro de emprego como desempregados, pelo que as estatísticas não são, de todo, um factor que acho que devas dar muita atenção. Recomendo antes que procures alunos desses cursos, preferencialmente os que já tenham concluído a licenciatura e lhes perguntes sobre a perspectiva deles, provavelmente vais obter dados mais interessantes e relevantes. Ainda assim, não é por uma área ser complicada a nível de oportunidades que significa necessariamente que não vais arranjar nada dentro da área. Por vezes, aceitar o risco é um caminho, depende do quão disponível estás para a eventualidade de, se não conseguires, teres de ir fazer outras coisas.

Espero que consigas encontrar mais perspetivas e boa sorte! ☺
Então assim sendo, posso excluir Artes e Humanidades e Estudos Gerais se eu quiser ser professor de Português (ainda estou a ponderar se só a nossa língua, mas também uma estrangeira, como Espanhol ou Francês), certo?. Relativamente a Ciências da Linguagem, sei que é mais complicado o acesso a uma carreira na docência, mas depende das optativas, i guess...

Por acaso, CL é uma das minhas opções, só que, lá está, é uma licenciatura muito subestimada. Gosto de linguística, gramática. Aliás, é mesmo a minha parte favorita da disciplina de Português! Só que, como todos nós, não quero estudar afincadamente uma coisa e trabalhar em algo nada a ver. Por acaso, não sabes como está o mercado de trabalho para um estudante de CL?

Edit: Esqueci-me de mencionar, mas não sou grande apreciador da disciplina de História. Posso estudar, mas será sempre o meu calcanhar de Aquiles e se der para evitar, agradeço :/
 
Última edição:

Ariana_

Mod Bolinhos
Equipa Uniarea
Moderador
Apoiante Uniarea
Matrícula
26 Junho 2017
Mensagens
11,433
Curso
Estudos de Teatro
Instituição
FLUL
Então assim sendo, posso excluir Artes e Humanidades e Estudos Gerais se eu quiser ser professor de Português (ainda estou a ponderar se só a nossa língua, mas também uma estrangeira, como Espanhol ou Francês), certo?. Relativamente a Ciências da Linguagem, sei que é mais complicado o acesso a uma carreira na docência, mas depende das optativas, i guess...

Por acaso, CL é uma das minhas opções, só que, lá está, é uma licenciatura muito subestimada. Gosto de linguística, gramática. Aliás, é mesmo a minha parte favorita da disciplina de Português! Só que, como todos nós, não quero estudar afincadamente uma coisa e trabalhar em algo nada a ver. Por acaso, não sabes como está o mercado de trabalho para um estudante de CL?
O que quis dizer era precisamente o contrário. Podes ser professor de Português do 3º ciclo do Ensino Básico e Secundário vindo dessas duas licenciaturas, desde que consigas completar 120 ECTS na área científica de Português (que inclui cadeiras de linguística, literatura). Mas diria que, mesmo sendo estes cursos possibilidades, a maioria dos alunos que segue para o mestrado em ensino de Português vem de LLC. Mas não tens de excluir esses cursos, só dou um pequeno conselho para os cursos que tenham disciplinas de opção (mesmo que seja em majors minors) e especialmente se escolheres Artes e Humanidades, Estudos Gerais, Estudos Portugueses que é: sempre que te inscreveres e não encontrares vaga nas cadeiras que necessitas para efeitos de prosseguimento de mestrado em Ensino, deves contactar a linha de inscrições dos SA, porque nesses casos, tens de conseguir prosseguir um determinado percurso.

Daí não sugerir tanto esses cursos mais flexíveis, mesmo não excluindo porque, quanto mais flexível o curso for, mais vezes terás de entrar em contacto, porque podes nem sempre conseguir vaga e há vezes em que não te inscrevem nas cadeiras que pretendes, pois se existirem mais ECTS da área científica que possas fazer, vão reencaminhar-te para escolheres outras cadeiras dessa área, que podes não gostar tanto, mas isto é algo transversal a todos os cursos, simplesmente será provavelmente mais sentido quanto mais livre um curso for.

Ciências da Linguagem não é mais complicado o acesso à docência, nem sei porque dizes isso, uma vez que o cusso tem quase metade do requisito de ECTS só nas cadeiras obrigatórias (cadeiras que tens garantia de vaga) e consegues inscrever-te nos restantes 54 ECTS que faltam com as opções livres do curso, mas, lá está, sempre que fores fazer a inscrição e depois não encontres vagas nas cadeiras que vais precisar completar desses 54 ECTS, tens de contactar os SA. Eles aceitam como justificação quereres esse mestrado e nunca vi problemas com essas justificações. Aliás, conheço uma pessoa que originalmente estava a seguir CL com o percurso para ir para ensino de Português, mas depois mudou para LLC, não por não conseguir aceder ao mestrado, mas simplesmente porque não era tanto uma pessoa de linguística e descobriu que gostava mais só de estudar literatura (relembro que vais ter sempre de ter cadeiras feitas de áreas gramaticais/linguística para ires para o mestrado em ensino, portanto, não é como se pudesses fugir).

Mas quando digo que é uma licenciatura subestimada quero dizer que isso é algo do senso-comum e não do mundo académico. Ou seja, a opinião das pessoas geral desta licenciatura é muito diminuta e não é um curso popularizado, mas a nível de investigação e do mundo académico, diria que é dos mais valorizados, especialmente porque há vários investigadores conceituados na FLUL vindos dessa área. Pelas oportunidades de investigação que tem vindo a dar, diria que é uma área com potencial e que só não é popularizada porque na verdade, a linguística não é uma área fácil de se estudar, pelo que os alunos que se tornam verdadeiros investigadores não são a maioria dos alunos de Letras. O facto do curso não ter média alta, também faz com que as pessoas pensem que não é um curso com saída, mas, lá está, é um curso mais académico e essas saídas não são procuradas pela maioria dos alunos, a maioria dos alunos não tem interesse em ser um académico, um investigador. Também segui um curso que não é muito "prestigiado" pela opinião pública e não acho que isso seja o que verdadeiramente importa.

Quanto a saídas profissionais, não conheço pessoas de CL que estejam a trabalhar em áreas diferentes, mas não conheço muitos alunos que terminaram já licenciatura e os casos que conheço são todos de . Conheço um aluno que ganhou bolsa de investigação no início do 2º ano do curso, sendo que ele tinha muito boas notas. Conheço uma rapariga que prosseguiu para o mestrado em Linguística e também está a fazer investigação. Uma prima minha mais velha tirou CL e está actualmente em doutoramento na área e faz investigação. Aqui no fórum, podes sempre tentar contactar algumas das pessoas que estejam neste tópico ou colocares lá as tuas dúvidas: Ciências da Linguagem

Não sou ninguém para realmente tomar decisões pelos outros, mas se te interessas muito por Linguística, eu diria que a tua melhor escolha é mesmo Ciências da Linguagem. Uma das pessoas que conheço de LLC, aluna finalista, uma vez confessou que até considera tirar esta 2ª licenciatura, porque afinal gostava de estudar mais Linguística e fazer investigação e CL parece ser um curso muito mais ideal para isso.

Espero que tudo isto seja de alguma ajuda, de alguma forma!
 
  • Like
Reactions: Diana Valença