QUE CURSO ESCOLHER? Medo da universidade

cintia_reis

Membro
Matrícula
10 Fevereiro 2021
Mensagens
19
Curso
Ciências e Tecnologias
Olá.

Então, pessoas, tenho um dilema.
Atualmente, encontro-me no 12ºano do curso de Ciências e Tecnologias. Ou seja, daqui a alguns meses, já devo estar prestes a entrar na Universidade. O meu problema é que não tenho a certeza de que curso escolher. É normal sentir uma ansiedade enorme por causa disso? Para além de saber que vou ter de deixar a minha escola, aquele ambiente fantástico do secundário e que algumas amizades vão acabar por se perder, não sei o quero fazer da minha vida.

Desde pequena, sempre disse que queria alguma coisa relacionada com animais, e que queria "ir para o meio da savana como os senhores da National Geographic", hehehe. Então, pensei seguir Biologia. No entanto, nestes últimos tempos, ao fazer a minha pesquisa, deparei-me com imensas pessoas a dizerem que não há muita empregabilidade, exceto na área de investigação médica, uma coisa com que não me identifico. Podia ir para o estrangeiro, mas... sei lá, tenho medo. Fiz uma listinha com todos os cursos que até me interessavam: Criminologia, Psicologia, até mesmo Jornalismo (porque eu amo escrever prosa e acho que esse seria dos melhores cursos para aplicar esse meu gosto). Também já pus a hipótese de trabalhar com pessoas mais idosas ou com crianças com necessidades especiais. Como podem ver, o meu leque é muito diversificado.

E esse é mesmo o problema. Por vezes, chego a sentir-me mal por não ter algo que queira muito. Vejo alguns colegas meus a esforçarem-se imenso para seguirem o seu curso de sonho. É algo que os motiva. Mas eu não tenho muita motivação devido ao facto de não possuir um desejo enorme por certa área. E algumas coisas que até me agradam um pouco mais, acabam por revelar uma empregabilidade de quase zero.

Sendo assim, gostava muito de ouvir as vossas opiniões e testemunhos acerca da vossa transição para a universidade e dos receios que isso provocou.

Obrigada. ;)
 

Ariana_

Mod Bolinhos
Equipa Uniarea
Moderador
Apoiante Uniarea
Matrícula
26 Junho 2017
Mensagens
11,012
Curso
Estudos de Teatro
Instituição
FLUL
Olá.

Então, pessoas, tenho um dilema.
Atualmente, encontro-me no 12ºano do curso de Ciências e Tecnologias. Ou seja, daqui a alguns meses, já devo estar prestes a entrar na Universidade. O meu problema é que não tenho a certeza de que curso escolher. É normal sentir uma ansiedade enorme por causa disso? Para além de saber que vou ter de deixar a minha escola, aquele ambiente fantástico do secundário e que algumas amizades vão acabar por se perder, não sei o quero fazer da minha vida.

Desde pequena, sempre disse que queria alguma coisa relacionada com animais, e que queria "ir para o meio da savana como os senhores da National Geographic", hehehe. Então, pensei seguir Biologia. No entanto, nestes últimos tempos, ao fazer a minha pesquisa, deparei-me com imensas pessoas a dizerem que não há muita empregabilidade, exceto na área de investigação médica, uma coisa com que não me identifico. Podia ir para o estrangeiro, mas... sei lá, tenho medo. Fiz uma listinha com todos os cursos que até me interessavam: Criminologia, Psicologia, até mesmo Jornalismo (porque eu amo escrever prosa e acho que esse seria dos melhores cursos para aplicar esse meu gosto). Também já pus a hipótese de trabalhar com pessoas mais idosas ou com crianças com necessidades especiais. Como podem ver, o meu leque é muito diversificado.

E esse é mesmo o problema. Por vezes, chego a sentir-me mal por não ter algo que queira muito. Vejo alguns colegas meus a esforçarem-se imenso para seguirem o seu curso de sonho. É algo que os motiva. Mas eu não tenho muita motivação devido ao facto de não possuir um desejo enorme por certa área. E algumas coisas que até me agradam um pouco mais, acabam por revelar uma empregabilidade de quase zero.

Sendo assim, gostava muito de ouvir as vossas opiniões e testemunhos acerca da vossa transição para a universidade e dos receios que isso provocou.

Obrigada. ;)
Olá, Cíntia!

Tal como tu, também demorei algum tempo a decidir a que curso me quereria candidatar e só acabei por decidir certa de 1 mês antes dos exames nacionais. Não acho que isto seja um problema ou que faça umas pessoas serem superiores a outras por terem os seus objectivos definidos há mais tempo. O que me fez ficar decidida foi começar a pesquisar sobre os diferentes cursos e analisar os planos de estudo, bem como as saídas profissionais que os cursos diziam apresentar. Comecei por pegar numa área que eu achava que andava a ter um bocadinho mais de interesse que outras, apesar de gostar de muitas outras coisas diferentes: política, línguas, história e filosofia. Mas tinha uma curiosidade com teatro e cinema e comecei a pesquisar cursos na área e a ver os programas; acabei por tomar a minha decisão pouco tempo antes dos exames nacionais e na altura das candidaturas só meti a opção desse curso, em duas instituições. Primeiro, porque me sentia confortável na minha entrada e depois porque não queria estar a pensar excessivamente na ordem das opções e a dividir-me, aceitei o risco e deixei-me levar pela curiosidade; acabou por correr bem, estou agora no último semestre do curso e prestes a ir para mestrado.

O meu conselho é explorares mais os teus gostos, que até sabes quais são: vai ver os planos de estudo e consulta os programas das cadeiras para teres uma ideia do que vais estudar e vai eliminando opções/restringindo conforme este critério. Eu fiz isso e acabou por resultar nas minhas decisões. Isso poupou-me receios? Não, é normal que vivas com eles, mesmo nas áreas com mais oportunidade, duvido muito que os alunos que ingressam pensem que estão feitos na vida. Toda a gente vai ter os seus receios e vai aprender a lidar com isso, lidar um bocadinho com o desconhecimento do que vem a seguir. Não deves, de todo, ficar ausente de pesquisar informações, mas tem em conta que a tua experiência provavelmente vai ser sempre diferente das outras pessoas. Não tens que te sentir mal por não teres uma "motivação", uma "aspiração" que os outros já têm, isso não vai definir o teu sucesso no curso.

Pesquisares sobre a empregabilidade também é relevante, mas é difícil encontrares imensa informação, especialmente nos cursos que mencionas - os índices de empregabilidade não são muito demonstrativos do que cada área procura. No entanto, tens alguns tópicos sobre esses cursos aqui no fórum e sei que pelo em Psicologia, encontras alguma informação por parte de quem já está formado e por quem frequenta esse curso. Encontras aqui um desses tópicos: Emprego em Psicologia

Já agora, aproveito para dizer que Jornalismo não é propriamente o único curso em que vás escrever e aplicar o "escrever prosa". Depende dos objectivos com que queiras "escrever" - se procurares emprego na área da comunicação, então Jornalismo enquadra-se bem. Mas se queres aprender sobre literatura, a escrever uma obra literária, a estudar teoria da literatura, então um curso de Letras vai muito mais ao encontro do que referes, o que não impede, claro, que muitos jornalistas não sejam também escritores.

Alguma questão que tenhas, podes sempre colocar 🤗
 
  • Like
Reactions: cintia_reis

CarolMira

Membro
Matrícula
20 Maio 2020
Mensagens
77
Curso
Biologia
Instituição
ULisboa - FCUL
Desde pequena, sempre disse que queria alguma coisa relacionada com animais, e que queria "ir para o meio da savana como os senhores da National Geographic", hehehe. Então, pensei seguir Biologia. No entanto, nestes últimos tempos, ao fazer a minha pesquisa, deparei-me com imensas pessoas a dizerem que não há muita empregabilidade, exceto na área de investigação médica, uma coisa com que não me identifico. Podia ir para o estrangeiro, mas... sei lá, tenho medo.
Olá! Vim aqui só dar a minha opinião em relação a biologia e à empregabilidade nesta área.

A tua preocupação com a empregabilidade em biologia é muito real pois é uma área que está bastante saturada, existem muitos biólogos mas pouca oferta de emprego. Por outro lado, biologia é uma área muito abrangente que continua a crescer e é cada vez mais importante! Um biólogo não vai só para o campo identificar bichinhos, tem de saber relacionar vários aspetos relacionados com a qualidade do ambiente e com presença do homem e por isso várias empresas e organizações têm vindo a contratar biólogos para cargos que antes não existiam.

Cá em Portugal é possível ter uma carreira de "ir para o meio da savana como os senhores da National Geographic", tanto em território nacional como no estrangeiro. Temos uma rede de centros de recuperação de fauna selvagem que necessita de biólogos para funcionar e existem também vários projetos de conservação da natureza. A nível internacional, muitas faculdades têm projectos noutros países, nomeadamente em países africanos, em que os investigadores passam semanas no meio da savana a recolher dados e a sensibilizar populações e depois voltam para Portugal.

Uma das mais importantes características de um biólogo é ser flexível, tanto no tipo de trabalho a realizar bem como na área de trabalho. Para alguém com tantos interesses eu diria que isso até é um ponto positivo! 😉

Se quiseres saber mais sobre biologia estás à vontade para enviar mp!
 

cintia_reis

Membro
Matrícula
10 Fevereiro 2021
Mensagens
19
Curso
Ciências e Tecnologias
Olá, Cíntia!

Tal como tu, também demorei algum tempo a decidir a que curso me quereria candidatar e só acabei por decidir certa de 1 mês antes dos exames nacionais. Não acho que isto seja um problema ou que faça umas pessoas serem superiores a outras por terem os seus objectivos definidos há mais tempo. O que me fez ficar decidida foi começar a pesquisar sobre os diferentes cursos e analisar os planos de estudo, bem como as saídas profissionais que os cursos diziam apresentar. Comecei por pegar numa área que eu achava que andava a ter um bocadinho mais de interesse que outras, apesar de gostar de muitas outras coisas diferentes: política, línguas, história e filosofia. Mas tinha uma curiosidade com teatro e cinema e comecei a pesquisar cursos na área e a ver os programas; acabei por tomar a minha decisão pouco tempo antes dos exames nacionais e na altura das candidaturas só meti a opção desse curso, em duas instituições. Primeiro, porque me sentia confortável na minha entrada e depois porque não queria estar a pensar excessivamente na ordem das opções e a dividir-me, aceitei o risco e deixei-me levar pela curiosidade; acabou por correr bem, estou agora no último semestre do curso e prestes a ir para mestrado.

O meu conselho é explorares mais os teus gostos, que até sabes quais são: vai ver os planos de estudo e consulta os programas das cadeiras para teres uma ideia do que vais estudar e vai eliminando opções/restringindo conforme este critério. Eu fiz isso e acabou por resultar nas minhas decisões. Isso poupou-me receios? Não, é normal que vivas com eles, mesmo nas áreas com mais oportunidade, duvido muito que os alunos que ingressam pensem que estão feitos na vida. Toda a gente vai ter os seus receios e vai aprender a lidar com isso, lidar um bocadinho com o desconhecimento do que vem a seguir. Não deves, de todo, ficar ausente de pesquisar informações, mas tem em conta que a tua experiência provavelmente vai ser sempre diferente das outras pessoas. Não tens que te sentir mal por não teres uma "motivação", uma "aspiração" que os outros já têm, isso não vai definir o teu sucesso no curso.

Pesquisares sobre a empregabilidade também é relevante, mas é difícil encontrares imensa informação, especialmente nos cursos que mencionas - os índices de empregabilidade não são muito demonstrativos do que cada área procura. No entanto, tens alguns tópicos sobre esses cursos aqui no fórum e sei que pelo em Psicologia, encontras alguma informação por parte de quem já está formado e por quem frequenta esse curso. Encontras aqui um desses tópicos: Emprego em Psicologia

Já agora, aproveito para dizer que Jornalismo não é propriamente o único curso em que vás escrever e aplicar o "escrever prosa". Depende dos objectivos com que queiras "escrever" - se procurares emprego na área da comunicação, então Jornalismo enquadra-se bem. Mas se queres aprender sobre literatura, a escrever uma obra literária, a estudar teoria da literatura, então um curso de Letras vai muito mais ao encontro do que referes, o que não impede, claro, que muitos jornalistas não sejam também escritores.

Alguma questão que tenhas, podes sempre colocar 🤗
Olá, Cíntia!

Tal como tu, também demorei algum tempo a decidir a que curso me quereria candidatar e só acabei por decidir certa de 1 mês antes dos exames nacionais. Não acho que isto seja um problema ou que faça umas pessoas serem superiores a outras por terem os seus objectivos definidos há mais tempo. O que me fez ficar decidida foi começar a pesquisar sobre os diferentes cursos e analisar os planos de estudo, bem como as saídas profissionais que os cursos diziam apresentar. Comecei por pegar numa área que eu achava que andava a ter um bocadinho mais de interesse que outras, apesar de gostar de muitas outras coisas diferentes: política, línguas, história e filosofia. Mas tinha uma curiosidade com teatro e cinema e comecei a pesquisar cursos na área e a ver os programas; acabei por tomar a minha decisão pouco tempo antes dos exames nacionais e na altura das candidaturas só meti a opção desse curso, em duas instituições. Primeiro, porque me sentia confortável na minha entrada e depois porque não queria estar a pensar excessivamente na ordem das opções e a dividir-me, aceitei o risco e deixei-me levar pela curiosidade; acabou por correr bem, estou agora no último semestre do curso e prestes a ir para mestrado.

O meu conselho é explorares mais os teus gostos, que até sabes quais são: vai ver os planos de estudo e consulta os programas das cadeiras para teres uma ideia do que vais estudar e vai eliminando opções/restringindo conforme este critério. Eu fiz isso e acabou por resultar nas minhas decisões. Isso poupou-me receios? Não, é normal que vivas com eles, mesmo nas áreas com mais oportunidade, duvido muito que os alunos que ingressam pensem que estão feitos na vida. Toda a gente vai ter os seus receios e vai aprender a lidar com isso, lidar um bocadinho com o desconhecimento do que vem a seguir. Não deves, de todo, ficar ausente de pesquisar informações, mas tem em conta que a tua experiência provavelmente vai ser sempre diferente das outras pessoas. Não tens que te sentir mal por não teres uma "motivação", uma "aspiração" que os outros já têm, isso não vai definir o teu sucesso no curso.

Pesquisares sobre a empregabilidade também é relevante, mas é difícil encontrares imensa informação, especialmente nos cursos que mencionas - os índices de empregabilidade não são muito demonstrativos do que cada área procura. No entanto, tens alguns tópicos sobre esses cursos aqui no fórum e sei que pelo em Psicologia, encontras alguma informação por parte de quem já está formado e por quem frequenta esse curso. Encontras aqui um desses tópicos: Emprego em Psicologia

Já agora, aproveito para dizer que Jornalismo não é propriamente o único curso em que vás escrever e aplicar o "escrever prosa". Depende dos objectivos com que queiras "escrever" - se procurares emprego na área da comunicação, então Jornalismo enquadra-se bem. Mas se queres aprender sobre literatura, a escrever uma obra literária, a estudar teoria da literatura, então um curso de Letras vai muito mais ao encontro do que referes, o que não impede, claro, que muitos jornalistas não sejam também escritores.

Alguma questão que tenhas, podes sempre colocar 🤗



Olá. Muito obrigada pela resposta. Irei fazer como disseste, analisar os meus gostos (que são um pouco diversificados, hahaha) e ver as opçóes que tenho. Confesso que também já coloquei em seguir teatro e cinema, tal como tu. Só para teres uma ideia do meu leque de opções, hahaha.

Sim, às vezes, os receios falam mais alto, mas vou tentar controlar-me e pensar que tudo vai correr bem.

Sobre esse link da empregabilidade em Psicologia, agradeço imenso. Já tinha visitado imensos sítios e não fiquei com uma ideia concreta sobre o assunto, visto que alguns diziam que a empregabilidade era quase assegurada e outros diziam que era quase inexistente.

Acerca do Jornalismo, achei que talvez esse fosse o mais indicado porque talvez tenha um emprego mais assegurado. Para ser sincera, escrever notícias, ou trabalhar numa redação até me agrada, mas preferia focar-me mais em literatura e em escrever as minhas próprias obras. Como nem sempre é fácil embrenhar por esse ramo, sempre poderia então apoiar-me noutras áreas que o Jornalismo tem para oferecer. Digo isto, porque também não sei muito das saídas profissionais dos outros cursos de Letras. Mas vou informar-me melhor disso. Focar-me nos meus interesses e eliminar aqueles que talvez não sejam tão bons.

Agradeço imenso pela ajuda e espero que tudo te corra bem. Obrigada. :)
 
  • Like
Reactions: Ariana_

Ariana_

Mod Bolinhos
Equipa Uniarea
Moderador
Apoiante Uniarea
Matrícula
26 Junho 2017
Mensagens
11,012
Curso
Estudos de Teatro
Instituição
FLUL
Olá. Muito obrigada pela resposta. Irei fazer como disseste, analisar os meus gostos (que são um pouco diversificados, hahaha) e ver as opçóes que tenho. Confesso que também já coloquei em seguir teatro e cinema, tal como tu. Só para teres uma ideia do meu leque de opções, hahaha.

Sim, às vezes, os receios falam mais alto, mas vou tentar controlar-me e pensar que tudo vai correr bem.

Sobre esse link da empregabilidade em Psicologia, agradeço imenso. Já tinha visitado imensos sítios e não fiquei com uma ideia concreta sobre o assunto, visto que alguns diziam que a empregabilidade era quase assegurada e outros diziam que era quase inexistente.

Acerca do Jornalismo, achei que talvez esse fosse o mais indicado porque talvez tenha um emprego mais assegurado. Para ser sincera, escrever notícias, ou trabalhar numa redação até me agrada, mas preferia focar-me mais em literatura e em escrever as minhas próprias obras. Como nem sempre é fácil embrenhar por esse ramo, sempre poderia então apoiar-me noutras áreas que o Jornalismo tem para oferecer. Digo isto, porque também não sei muito das saídas profissionais dos outros cursos de Letras. Mas vou informar-me melhor disso. Focar-me nos meus interesses e eliminar aqueles que talvez não sejam tão bons.

Agradeço imenso pela ajuda e espero que tudo te corra bem. Obrigada. :)
Não existe um mau interesse, Cíntia, mesmo que sejam as áreas que menos se repercutem a nível de reconhecimento na sociedade, por assim dizer. É claro que habitualmente, um médico vai ter sempre mais reputação que um sociólogo, por uma boa parte das pessoas, o que não significa que o trabalho do sociólogo seja insignificante.

Caso tenhas alguma curiosidade sobre os cursos de teatro e cinema, posso falar-te de algumas coisas e caso tenhas interesse em algum curso de Letras, consigo também arranjar alguma informação sobre o mesmo. Alguma perguntinha que tenhas, não tenhas problemas em perguntar, é sempre uma mais valia poder falar com pessoas que conhecem cursos menos concorridos.

Sobre viveres da escrita, são raros os casos em que um escritor vive apenas da escrita (o caso português mais conhecido era o de Saramago), pelo que é possível que um jornalista escreva livros e tenha algum retorno disso, mas não é a única opção; caso seguisses uma área da literatura, tens investigadores e professores que publicam livros, por exemplo.

Obrigada eu e que corra tudo bem nos próximos meses! 🤗
 
  • Like
Reactions: cintia_reis

cintia_reis

Membro
Matrícula
10 Fevereiro 2021
Mensagens
19
Curso
Ciências e Tecnologias
Olá! Vim aqui só dar a minha opinião em relação a biologia e à empregabilidade nesta área.

A tua preocupação com a empregabilidade em biologia é muito real pois é uma área que está bastante saturada, existem muitos biólogos mas pouca oferta de emprego. Por outro lado, biologia é uma área muito abrangente que continua a crescer e é cada vez mais importante! Um biólogo não vai só para o campo identificar bichinhos, tem de saber relacionar vários aspetos relacionados com a qualidade do ambiente e com presença do homem e por isso várias empresas e organizações têm vindo a contratar biólogos para cargos que antes não existiam.

Cá em Portugal é possível ter uma carreira de "ir para o meio da savana como os senhores da National Geographic", tanto em território nacional como no estrangeiro. Temos uma rede de centros de recuperação de fauna selvagem que necessita de biólogos para funcionar e existem também vários projetos de conservação da natureza. A nível internacional, muitas faculdades têm projectos noutros países, nomeadamente em países africanos, em que os investigadores passam semanas no meio da savana a recolher dados e a sensibilizar populações e depois voltam para Portugal.

Uma das mais importantes características de um biólogo é ser flexível, tanto no tipo de trabalho a realizar bem como na área de trabalho. Para alguém com tantos interesses eu diria que isso até é um ponto positivo! 😉

Se quiseres saber mais sobre biologia estás à vontade para enviar mp!

Olá, muito obrigada pela resposta. Pois, antes até eu tinha a ideia que era só identificar bichinhos, ahhah. Por acaso, trabalhar em centros de recuperação de fauna selvagem ou outras coisas do género é algo que até me chama muito a atenção. E isso sobre ir a países africanos fazer "expedições"(não deve ser bem isso, mas é algo parecido, certo? :) ) ainda me agrada mais.

Tenho de ir pensar um pouco sobre o assunto, rever os meus interesses e tudo mais. Agora, estou um pouco ocupada com as aulas online e com a enorme quantidade de trabalhos que nos são pedidos para fazer, mas , se não fosse incómodo, gostaria de fazer mais algumas perguntinhas acerca do curso, quando arranjar um tempinho.

Desde já, agradeço imenso a tua ajuda. Fica bem ;)
Mensagem fundida automaticamente:

Não existe um mau interesse, Cíntia, mesmo que sejam as áreas que menos se repercutem a nível de reconhecimento na sociedade, por assim dizer. É claro que habitualmente, um médico vai ter sempre mais reputação que um sociólogo, por uma boa parte das pessoas, o que não significa que o trabalho do sociólogo seja insignificante.

Caso tenhas alguma curiosidade sobre os cursos de teatro e cinema, posso falar-te de algumas coisas e caso tenhas interesse em algum curso de Letras, consigo também arranjar alguma informação sobre o mesmo. Alguma perguntinha que tenhas, não tenhas problemas em perguntar, é sempre uma mais valia poder falar com pessoas que conhecem cursos menos concorridos.

Sobre viveres da escrita, são raros os casos em que um escritor vive apenas da escrita (o caso português mais conhecido era o de Saramago), pelo que é possível que um jornalista escreva livros e tenha algum retorno disso, mas não é a única opção; caso seguisses uma área da literatura, tens investigadores e professores que publicam livros, por exemplo.

Obrigada eu e que corra tudo bem nos próximos meses! 🤗

Expliquei-me mal, com mau interesse queria dizer aquele interesse que não é o mais interessante, ehehhe. :) Aquele que, embora me cative, esteja no fundo da lista de interesses.

Sim, quando arranjar um tempinho (o que não está fácil devido às aulas online e trabalhos de grupo, etc,...) gostaria de fazer algumas perguntinhas sobre os cursos de teatro e e também de Letras. Seria uma preciosa ajuda.

É isso mesmo. Tenho a ideia de que é quase impossível viver só da escrita, principalmente em Portugal, o que é um pouco triste. Ainda não tinha muita noção sobre o restante que disseste, por isso, daqui a uns dias vou pesquisar mais e ver se tenho mais questões.

Desde já, agradeço mesmo muitoooo pela ajuda. Este site está a surpreender-me muito pela positiva. :)

Thank youuuu :)
 
Última edição:

Diana Valença

Membro Veterano
Matrícula
9 Maio 2016
Mensagens
241
Curso
Ciências e Tecnologias
Só gostaria de acrescentar que isso de ter certezas, passa rápido. Darei o meu exemplo pessoal.
Desde o 7º ano até ao 10º tinha a certeza absoluta que seria psiquiatra. O 10º ano correu-me mal, sendo que até aí tinha excelentes notas, tive problemas de saúde e fui ladeira abaixo. Demorei 6 anos a fazer o secundário. Acabei o ano passado com média de 13,3.
O bom é que nesses 6 anos tive tempo para me preparar para a faculdade, ver planos de estudo, analisar cuidadosamente os meus interesses, essas coisas. Quando descobri o curso de Estudos Gerais vi logo que era esse que queria e apesar da média "alta" (ronda os 14), teria Artes e Humanidades um curso parecido com média mais baixa.
Infelizmente não consegui entrar por causa da subida de notas que houve ano passado e vou tentar de novo este ano, mesmo assim, tenho passado os últimos 2 meses a ler cada programa curricular, ler opiniões de grupos da FLUL no facebook, procurar apontamentos para ver ao certo o que se estuda para não cair no erro. Já demorei tanto tempo no secundário quero ver se agora acerto.
Às vezes a vida dá voltas e não tens de estar desmoralizada por não teres um objetivo fixo. Isso até pode ser uma coisa boa, no meu caso, quando comecei a ficar doente e vi que não conseguir subir as notas fiquei bastante desnorteada, paralisada, completamente à nora, só queria ser Psiquiatria. Medicina não era sonho, mas trabalhar na área de psicologia era o único que tinha há anos.
Tendo em conta os meus problemas de saúde tento levar uma fase de cada vez e a única coisa que penso é "Se ficar inapta para entrar no mercado de trabalho, ficarei feliz por ter estudado o que estudei? O que aprendi até agora deixa-me satisfeita?" Se resposta é sim, estás no bom caminho
 
  • Like
Reactions: cintia_reis

cintia_reis

Membro
Matrícula
10 Fevereiro 2021
Mensagens
19
Curso
Ciências e Tecnologias
Só gostaria de acrescentar que isso de ter certezas, passa rápido. Darei o meu exemplo pessoal.
Desde o 7º ano até ao 10º tinha a certeza absoluta que seria psiquiatra. O 10º ano correu-me mal, sendo que até aí tinha excelentes notas, tive problemas de saúde e fui ladeira abaixo. Demorei 6 anos a fazer o secundário. Acabei o ano passado com média de 13,3.
O bom é que nesses 6 anos tive tempo para me preparar para a faculdade, ver planos de estudo, analisar cuidadosamente os meus interesses, essas coisas. Quando descobri o curso de Estudos Gerais vi logo que era esse que queria e apesar da média "alta" (ronda os 14), teria Artes e Humanidades um curso parecido com média mais baixa.
Infelizmente não consegui entrar por causa da subida de notas que houve ano passado e vou tentar de novo este ano, mesmo assim, tenho passado os últimos 2 meses a ler cada programa curricular, ler opiniões de grupos da FLUL no facebook, procurar apontamentos para ver ao certo o que se estuda para não cair no erro. Já demorei tanto tempo no secundário quero ver se agora acerto.
Às vezes a vida dá voltas e não tens de estar desmoralizada por não teres um objetivo fixo. Isso até pode ser uma coisa boa, no meu caso, quando comecei a ficar doente e vi que não conseguir subir as notas fiquei bastante desnorteada, paralisada, completamente à nora, só queria ser Psiquiatria. Medicina não era sonho, mas trabalhar na área de psicologia era o único que tinha há anos.
Tendo em conta os meus problemas de saúde tento levar uma fase de cada vez e a única coisa que penso é "Se ficar inapta para entrar no mercado de trabalho, ficarei feliz por ter estudado o que estudei? O que aprendi até agora deixa-me satisfeita?" Se resposta é sim, estás no bom caminho
Olá, obrigada pela partilha.
Eu também já desde pequena que dizia sempre que queria ser bióloga, ou trabalhar com animais, na natureza, etc... Mas assim que comecei a pensar melhor, a ver o plano de estudos e as saídas profissionais e a empregabilidade do curso de Biologia, fiquei um pouco desanimada. Parece que já não me vejo muito naquilo. No entanto, ainda não descarte o curso por completo. Então, também ando à caça de outros cursos e alguns deles estão a agradar-me bastante (sendo que há um ano atrás eu nem lhes dava qualquer hipótese). Alguns deles pedem o exame de Matemática para entrar (e eu que já estava a aqui a pensar que talvez me pudesse esquivar dele, se eles forem facultativos este ano, ahahh) e, devido ao aumento das notas no ano passado, tal como referiste, estou com muito receio, porque não sou lá grande coisa a matemática e já ouvi dizer algures que os da IAVE pretendiam aumentar um pouco a dificuldade este ano (aqueles sacanas, hahahh :D).

Sim, acho que tens razão, não devo desmotivar. Ainda faltam mais de cinco meses e espero que me consiga decidir neste espaço de tempo. Quanto a ti, espero mesmo que consigas alcançar o teu objetivo. Estou a torcer para que sim. :)

Essas últimas questões que posso fazer a mim própria são bastante boas. Nunca pensei dessa forma. Obrigada pelos conselhos. :)
 
  • Like
Reactions: Diana Valença

kateee

Membro
Matrícula
20 Agosto 2020
Mensagens
64
olá! não há mal nenhum em estares indecisa ou não teres uma grande "paixão". há outras maneiras de escolher o curso e, sim, algumas bem pragmáticas e focadas na questão da empregabilidade, porque enquanto estamos a ser sustentados não há a mesma noção do quanto isso importa como quando já estamos no mercado de trabalho, condicionados a empregos que não gostamos mas que são a única oferta disponível. dito isso, também não vejo mal em tirar um curso baseado nos teus gostos, tentar, e se não der podes sempre voltar à uni e tirar outro que te assegure mais em relação às saídas profissionais. isso não dá para toda a gente, claro, mas se tiveres condições para explorar um pouquinho dessa forma, aconselho.
quanto aos gostos, lembra-te também que não precisas ter um curso de letras para seres escritora, por exemplo. o facto de teres emprego numa área totalmente diferente não te impede de continuares a praticar os teus passatempos ou paixões por fora, e às vezes também é questão de pensares se queres mesmo monetizar os teus gostos e viver deles ou se o simples de ato de os praticar te chega (podes escrever num blog, por exemplo, sem tornar isso a tua profissão se a tua ambição não for publicar tradicionalmente).
não sei se ajudei muito, mas boa sorte! e às vezes decidimos mesmo na última da hora, então pode acabar por ser o teu caso também. eu alterei a minha candidatura só nos dias de extensão que o governo deu no ano passado para isso, senão teria acabado por ir para outro curso hahaha. fazer de impulso compensa (às vezes).
 

cintia_reis

Membro
Matrícula
10 Fevereiro 2021
Mensagens
19
Curso
Ciências e Tecnologias
olá! não há mal nenhum em estares indecisa ou não teres uma grande "paixão". há outras maneiras de escolher o curso e, sim, algumas bem pragmáticas e focadas na questão da empregabilidade, porque enquanto estamos a ser sustentados não há a mesma noção do quanto isso importa como quando já estamos no mercado de trabalho, condicionados a empregos que não gostamos mas que são a única oferta disponível. dito isso, também não vejo mal em tirar um curso baseado nos teus gostos, tentar, e se não der podes sempre voltar à uni e tirar outro que te assegure mais em relação às saídas profissionais. isso não dá para toda a gente, claro, mas se tiveres condições para explorar um pouquinho dessa forma, aconselho.
quanto aos gostos, lembra-te também que não precisas ter um curso de letras para seres escritora, por exemplo. o facto de teres emprego numa área totalmente diferente não te impede de continuares a praticar os teus passatempos ou paixões por fora, e às vezes também é questão de pensares se queres mesmo monetizar os teus gostos e viver deles ou se o simples de ato de os praticar te chega (podes escrever num blog, por exemplo, sem tornar isso a tua profissão se a tua ambição não for publicar tradicionalmente).
não sei se ajudei muito, mas boa sorte! e às vezes decidimos mesmo na última da hora, então pode acabar por ser o teu caso também. eu alterei a minha candidatura só nos dias de extensão que o governo deu no ano passado para isso, senão teria acabado por ir para outro curso hahaha. fazer de impulso compensa (às vezes).
Muito obrigada pelos conselhos.

Ando mesmo um pouco em baixo com isto. Por vezes, nem sei se quero mesmo ir para a universidade, mas acho que o que está a provocar esses pensamentos são o facto de andar um pouco tristonha por vir a deixar o secundário, aquele ambiente mais familiar, e também por ter medo de escolher um curso e depois acabar por não gostar. Sei que posso mudar de curso, mas pronto... era algo que gostava de evitar, e se "acertasse" à primeira era ótimo.
Exato, também tens razão em relação aos gostos. Por exemplo, sempre disse que queria ser bióloga porque adoro animais e o meio natural, mas se calhar os documentários da National Geographic passaram-me a ideia errada, hahaha, porque adorava andar ali no meio dos animais, mas depois vejo as cadeiras do curso, o curso no geral e as saídas profissionais "mais" possíveis de seguir e, simplesmente, não me vejo naquilo. Não me vejo a olhar para um microscópio, em laboratórios, a fazer relatórios "científicos" e tudo mais (apesar de saber que se fazem muitas coisas para além disto). Ou seja, pus um pouco de lado o curso de Biologia, porque, se calhar, gosto de animais e natureza, mas talvez seja só mesmo um gosto, e não o trabalho certo pare eu vir a seguir.
Em relação á escrita, também tens razão. Também pensei seguir Jornalismo ou Comunicação mas as cadeiras fazem-me torcer um pouco o nariz, hehehe. Sei que posso seguir outro curso e, ao mesmo tempo, publicar livros (algo que eu adoraria), seria muito fixe. Ainda não percorri toda a lista de cursos, mas também já tenho em mente Educação Básica, ou Terapia Ocupacional (mas este último ainda não sei bem, porque nunca pus a hipótese de ir para uma área da saúde). Juro, estou tão confusa, valha-me Deus, ahhaha.
Pois, também já conheci pessoas que mudaram à última da hora ou só se decidiram dias antes da candidatura, e agora estão muito felizes no curso. Espero que também te esteja a correr tudo bem. Obrigada :)
 

Akiani

Membro Veterano
Matrícula
14 Julho 2019
Mensagens
136
Curso
Psicologia
Instituição
FPIE - UL
Muito obrigada pelos conselhos.

Ando mesmo um pouco em baixo com isto. Por vezes, nem sei se quero mesmo ir para a universidade, mas acho que o que está a provocar esses pensamentos são o facto de andar um pouco tristonha por vir a deixar o secundário, aquele ambiente mais familiar, e também por ter medo de escolher um curso e depois acabar por não gostar. Sei que posso mudar de curso, mas pronto... era algo que gostava de evitar, e se "acertasse" à primeira era ótimo.
Exato, também tens razão em relação aos gostos. Por exemplo, sempre disse que queria ser bióloga porque adoro animais e o meio natural, mas se calhar os documentários da National Geographic passaram-me a ideia errada, hahaha, porque adorava andar ali no meio dos animais, mas depois vejo as cadeiras do curso, o curso no geral e as saídas profissionais "mais" possíveis de seguir e, simplesmente, não me vejo naquilo. Não me vejo a olhar para um microscópio, em laboratórios, a fazer relatórios "científicos" e tudo mais (apesar de saber que se fazem muitas coisas para além disto). Ou seja, pus um pouco de lado o curso de Biologia, porque, se calhar, gosto de animais e natureza, mas talvez seja só mesmo um gosto, e não o trabalho certo pare eu vir a seguir.
Em relação á escrita, também tens razão. Também pensei seguir Jornalismo ou Comunicação mas as cadeiras fazem-me torcer um pouco o nariz, hehehe. Sei que posso seguir outro curso e, ao mesmo tempo, publicar livros (algo que eu adoraria), seria muito fixe. Ainda não percorri toda a lista de cursos, mas também já tenho em mente Educação Básica, ou Terapia Ocupacional (mas este último ainda não sei bem, porque nunca pus a hipótese de ir para uma área da saúde). Juro, estou tão confusa, valha-me Deus, ahhaha.
Pois, também já conheci pessoas que mudaram à última da hora ou só se decidiram dias antes da candidatura, e agora estão muito felizes no curso. Espero que também te esteja a correr tudo bem. Obrigada :)
Olá!

Li este tópico (?) e olha, no meu 12o também demorei bastante a decidir. Desde o 8o que pensei em Psicologia, e estive com essa ideia até ao 10o, e depois pensei noutras cenas e estive indecisa os três anos do secundário. E também me stressei como tu, mas depois cheguei a uma conclusão: não sei o que seguir, é verdade, mas ainda tenho tempo de decidir e, até lá, vou esforçar-me para ter as melhores notas que conseguir (mas, sempre com a Psicologia debaixo de olho). Depois, em Abril do 12o, decidi: Psicologia! Fui ao Inspiring Future ver os cursos que estava indecisa (Direito e Psicologia), e identificava-me imenso com Psicologia, tinha curiosidade pura pelas cadeiras, e bom, Direito não me dizia nada 😅 E voi là! Cheguei a Psicologia e estou apaixonada pela área! Por isso, ainda tens tempo (começa a preocupar-te seriamente com a escolha quando as notas dos exames saírem, acho que até cerca de umas 3-4 semanas depois das notas saírem, é por essa altura que fecham as candidaturas da 1a fase) para pensar e stressar, e não te stresses já. Como já disseram, explora as tuas opções, vê planos de estudos, fala com pessoal que estejam nos cursos a trabalhar neles, vai aos dias abertos (no meu ano, eu não conhecia a Uniarea, usa e abusa do fórum e, claro, podes falar de Psicologia comigo), e é isso, vai explorando. Pesquisa vídeos no youtube de coisas que achas que te interessa, para veres se queres mesmo seguir aquilo ou não, pesquisa sobre temas que te interessa e vê o que gostas mesmo de aprender. E depois logo vês, sendo que podes sempre reverter a tua decisão, seja numa das 3 fases de candidaturas ao ensino superior em 21/22, seja nas candidaturas de 22/23 ou seja ao longo da tua vida adulta! Seja quando for, esta decisão nunca é definitiva, e não te pressiones demasiado sobre isso. Ainda tens tempo para decidir!
Boa sorte e beijinhos! <3
 
  • Like
Reactions: Diana Valença

Cristiana Matos

Membro Veterano
Matrícula
28 Agosto 2019
Mensagens
437
Curso
Matemática
Instituição
Fcup
Olá.

Então, pessoas, tenho um dilema.
Atualmente, encontro-me no 12ºano do curso de Ciências e Tecnologias. Ou seja, daqui a alguns meses, já devo estar prestes a entrar na Universidade. O meu problema é que não tenho a certeza de que curso escolher. É normal sentir uma ansiedade enorme por causa disso? Para além de saber que vou ter de deixar a minha escola, aquele ambiente fantástico do secundário e que algumas amizades vão acabar por se perder, não sei o quero fazer da minha vida.

Desde pequena, sempre disse que queria alguma coisa relacionada com animais, e que queria "ir para o meio da savana como os senhores da National Geographic", hehehe. Então, pensei seguir Biologia. No entanto, nestes últimos tempos, ao fazer a minha pesquisa, deparei-me com imensas pessoas a dizerem que não há muita empregabilidade, exceto na área de investigação médica, uma coisa com que não me identifico. Podia ir para o estrangeiro, mas... sei lá, tenho medo. Fiz uma listinha com todos os cursos que até me interessavam: Criminologia, Psicologia, até mesmo Jornalismo (porque eu amo escrever prosa e acho que esse seria dos melhores cursos para aplicar esse meu gosto). Também já pus a hipótese de trabalhar com pessoas mais idosas ou com crianças com necessidades especiais. Como podem ver, o meu leque é muito diversificado.

E esse é mesmo o problema. Por vezes, chego a sentir-me mal por não ter algo que queira muito. Vejo alguns colegas meus a esforçarem-se imenso para seguirem o seu curso de sonho. É algo que os motiva. Mas eu não tenho muita motivação devido ao facto de não possuir um desejo enorme por certa área. E algumas coisas que até me agradam um pouco mais, acabam por revelar uma empregabilidade de quase zero.

Sendo assim, gostava muito de ouvir as vossas opiniões e testemunhos acerca da vossa transição para a universidade e dos receios que isso provocou.

Obrigada. ;)
Olá. Estás melhor agora? Já vi que te deram ótimos conselhos e ótimas experiências pessoais. Vou então partilhar o meu ponto de vista também.
É bom já teres uma área que gostes. Na minha opinião, deves explorar o máximo possivel as tuas opções, mas também deverias explorar outras áreas se achares que ainda não está lá a tal. Eu se estivesse na tua situação começava por ver quais são as áreas que despertam mais o teu interesse. Começa por áreas mesmo... saúde, ciências, tecnológicas, engenharias.... e dentro das que despertam mais o teu interesse, o que gostas nessa área. Tens tempo para escolher o que gostas. Eu vou dar um pouco da minha experiência pessoal. Comecei o secundário com a ideia que queria um curso na área da saúde (talvez por influência das minhas tias). Não consegui me adaptar de imediato ao secundário pelo que comecei com notas péssimas a matemática e f.q. e medianas às restantes. Estive durante o secundário todo com a ideia que matemática era uma chatice. No 12o ano, a meio do ano, digo que tive uma crise de meia idade e comecei a gostar da área. Uns dias antes de efetuar a candidatura, mudei completamente de ideias e atirei me de cabeça ao colocar matemática na minha primeira opção. Achei que se não gostasse estava tudo bem porque poderia mudar depois. Um ano e tal depois ainda estou em matemática e a ter gosto pelo que faço.
Portanto, não te sintas frustrada por ainda não teres uma ideia definitiva do que queres fazer, é difícil ter de escolher algo que pode "decidir o teu futuro". Mas há sempre a possibilidade de estares lá uma semana e se não gostares mudar pela proxima fase de candidaturas que tiveres ( tens 3). Não olhes a necessidade de escolher um curso como algo mau, vê como uma oportunidade de conhecer novas áreas :)
Boa sorte
 

cintia_reis

Membro
Matrícula
10 Fevereiro 2021
Mensagens
19
Curso
Ciências e Tecnologias
Olá!

Li este tópico (?) e olha, no meu 12o também demorei bastante a decidir. Desde o 8o que pensei em Psicologia, e estive com essa ideia até ao 10o, e depois pensei noutras cenas e estive indecisa os três anos do secundário. E também me stressei como tu, mas depois cheguei a uma conclusão: não sei o que seguir, é verdade, mas ainda tenho tempo de decidir e, até lá, vou esforçar-me para ter as melhores notas que conseguir (mas, sempre com a Psicologia debaixo de olho). Depois, em Abril do 12o, decidi: Psicologia! Fui ao Inspiring Future ver os cursos que estava indecisa (Direito e Psicologia), e identificava-me imenso com Psicologia, tinha curiosidade pura pelas cadeiras, e bom, Direito não me dizia nada 😅 E voi là! Cheguei a Psicologia e estou apaixonada pela área! Por isso, ainda tens tempo (começa a preocupar-te seriamente com a escolha quando as notas dos exames saírem, acho que até cerca de umas 3-4 semanas depois das notas saírem, é por essa altura que fecham as candidaturas da 1a fase) para pensar e stressar, e não te stresses já. Como já disseram, explora as tuas opções, vê planos de estudos, fala com pessoal que estejam nos cursos a trabalhar neles, vai aos dias abertos (no meu ano, eu não conhecia a Uniarea, usa e abusa do fórum e, claro, podes falar de Psicologia comigo), e é isso, vai explorando. Pesquisa vídeos no youtube de coisas que achas que te interessa, para veres se queres mesmo seguir aquilo ou não, pesquisa sobre temas que te interessa e vê o que gostas mesmo de aprender. E depois logo vês, sendo que podes sempre reverter a tua decisão, seja numa das 3 fases de candidaturas ao ensino superior em 21/22, seja nas candidaturas de 22/23 ou seja ao longo da tua vida adulta! Seja quando for, esta decisão nunca é definitiva, e não te pressiones demasiado sobre isso. Ainda tens tempo para decidir!
Boa sorte e beijinhos! <3
Olá. ☺ Prontos, a mim foi parecido. Sempre a bater na mesma tecla com a Biologia, mas depois desiludi-me um bocadinho com isso e só no início deste ano é que comecei a pesquisar noutras áreas. E uma das que me interessou foi Psicologia, por acaso. Não sei é se tenho média, mas pronto, está lá no meio da minha lista de interesses. Também me surgiu outro curso mais ou menos interessante na área da saúde, mas sinto-me estranha em relação a ele, porque nunca me vi na área da saúde (dizia sempre que era muito responsabilidade para mim 😁) e tenho medo que seja apenas um interesse temporário causado devido a toda esta indecisão. Não sei.

E sim, eu sei que talvez seja ainda um pouco cedo para me preocupar com isto, mas não consigo evitar. O nervosismo de saber que vou para universidade juntamente com a melancolia de deixar o secundário deixam-me ansiosa, se eu pensar muito nisso, e é por isso que me sinto un poquito desanimada.

Sim, irei fazer isso. Este fórum é fantástico para falar com pessoas acerca dos cursos. Para além disso, na próxima sexta, vai haver uma feirinha virtual organizada pela inspiring future, que espero que me ajude.

Pois, outra coisa que me põe nervosa é isso das candidaturas que se podem fazer mais tarde, pois não sei bem como isso funciona.

Muito obrigada pelos conselhos. Vou fazer como sugeres e tentar não me pressionar muito com isto. Vou focar-me nas notas, aproveitar o resto do secundário (nem sei bem como, visto que tamos em casa 🙄) e não me stressar muito. Vou tentar pelo menos.

Obrigada e bjs.

P.S.: tens jeito para psicóloga. 😀
Mensagem fundida automaticamente:

Olá. Estás melhor agora? Já vi que te deram ótimos conselhos e ótimas experiências pessoais. Vou então partilhar o meu ponto de vista também.
É bom já teres uma área que gostes. Na minha opinião, deves explorar o máximo possivel as tuas opções, mas também deverias explorar outras áreas se achares que ainda não está lá a tal. Eu se estivesse na tua situação começava por ver quais são as áreas que despertam mais o teu interesse. Começa por áreas mesmo... saúde, ciências, tecnológicas, engenharias.... e dentro das que despertam mais o teu interesse, o que gostas nessa área. Tens tempo para escolher o que gostas. Eu vou dar um pouco da minha experiência pessoal. Comecei o secundário com a ideia que queria um curso na área da saúde (talvez por influência das minhas tias). Não consegui me adaptar de imediato ao secundário pelo que comecei com notas péssimas a matemática e f.q. e medianas às restantes. Estive durante o secundário todo com a ideia que matemática era uma chatice. No 12o ano, a meio do ano, digo que tive uma crise de meia idade e comecei a gostar da área. Uns dias antes de efetuar a candidatura, mudei completamente de ideias e atirei me de cabeça ao colocar matemática na minha primeira opção. Achei que se não gostasse estava tudo bem porque poderia mudar depois. Um ano e tal depois ainda estou em matemática e a ter gosto pelo que faço.
Portanto, não te sintas frustrada por ainda não teres uma ideia definitiva do que queres fazer, é difícil ter de escolher algo que pode "decidir o teu futuro". Mas há sempre a possibilidade de estares lá uma semana e se não gostares mudar pela proxima fase de candidaturas que tiveres ( tens 3). Não olhes a necessidade de escolher um curso como algo mau, vê como uma oportunidade de conhecer novas áreas :)
Boa sorte
Olá. Sim, já me deram ótimos conselhos (os teus também são ótimos ☺) e, bem, vai-se andando. Anteontem, estive perto de um emotional breakdown com isto tudo, mas após ler todos estes textos e falar com os meus amigos, percebo que alguns deles também estão muito indecisos (apesar de alguns estarem indecisos entre cursos muito semelhantes, ao contrário de mim, que vou quase aos extremos 😁) e que é normal sentir algumas inseguranças nesta fase. Já estou melhor.

Exato, eu estou a ir por categorias. Há um site que tem todos os cursos organizados por engenharias, saúde, ciências sociais, etc, etc, então, vou-me guiando por aí.

Eu gostava de ser boa a matemática 😁. Comecei o 10°ano com 15 e acabei com 12. Até agora, tem sempre variado entre os 12 e os 13 valores. Digamos que é a minha maior luta atualmente e fiquei um pouco 🙄 quando vi que um curso que tbm me interessa (educação básica) pede esse exame como prova de ingresso. E há a probabilidade de me vir a correr muitoooo mal e baixar-me a média, impedindo-me de entrar nesse curso, caso esse se venha a tornar a minha primeira opção (nada decidido ainda). E eu aqui a pensar que me podia esquivar das derivadas e logaritmos 😁. Mas pronto, vamos indo e vamos vendo. Quanto a ti, ainda bem que estás a gostar do curso.

Essa última frase é muito boa. Pois, tenho a consciência de que posso sempre mudar de curso, mas isso significaria que perderia os primeiros dias, o que poderia vir a prejudicar a minha integração, visto que já haveria amizades estabelecidas, etc... Eu sei que o que é importante estar no curso que eu goste mesmo, mas eu sou uma overthinker por natureza e começo a pensar em todos os cenários possíveis e inimagináveis. 😁 Mas pronto.

Muito obrigada. Desejo que te corra tudo bem. <3
 
Última edição:

Cristiana Matos

Membro Veterano
Matrícula
28 Agosto 2019
Mensagens
437
Curso
Matemática
Instituição
Fcup
Olá. ☺ Prontos, a mim foi parecido. Sempre a bater na mesma tecla com a Biologia, mas depois desiludi-me um bocadinho com isso e só no início deste ano é que comecei a pesquisar noutras áreas. E uma das que me interessou foi Psicologia, por acaso. Não sei é se tenho média, mas pronto, está lá no meio da minha lista de interesses. Também me surgiu outro curso mais ou menos interessante na área da saúde, mas sinto-me estranha em relação a ele, porque nunca me vi na área da saúde (dizia sempre que era muito responsabilidade para mim 😁) e tenho medo que seja apenas um interesse temporário causado devido a toda esta indecisão. Não sei.

E sim, eu sei que talvez seja ainda um pouco cedo para me preocupar com isto, mas não consigo evitar. O nervosismo de saber que vou para universidade juntamente com a melancolia de deixar o secundário deixam-me ansiosa, se eu pensar muito nisso, e é por isso que me sinto un poquito desanimada.

Sim, irei fazer isso. Este fórum é fantástico para falar com pessoas acerca dos cursos. Para além disso, na próxima sexta, vai haver uma feirinha virtual organizada pela inspiring future, que espero que me ajude.

Pois, outra coisa que me põe nervosa é isso das candidaturas que se podem fazer mais tarde, pois não sei bem como isso funciona.

Muito obrigada pelos conselhos. Vou fazer como sugeres e tentar não me pressionar muito com isto. Vou focar-me nas notas, aproveitar o resto do secundário (nem sei bem como, visto que tamos em casa 🙄) e não me stressar muito. Vou tentar pelo menos.

Obrigada e bjs.

P.S.: tens jeito para psicóloga. 😀
Mensagem fundida automaticamente:



Olá. Sim, já me deram ótimos conselhos (os teus também são ótimos ☺) e, bem, vai-se andando. Anteontem, estive perto de um emotional breakdown com isto tudo, mas após ler todos estes textos e falar com os meus amigos, percebo que alguns deles também estão muito indecisos (apesar de alguns estarem indecisos entre cursos muito semelhantes, ao contrário de mim, que vou quase aos extremos 😁) e que é normal sentir algumas inseguranças nesta fase. Já estou melhor.

Exato, eu estou a ir por categorias. Há um site que tem todos os cursos organizados por engenharias, saúde, ciências sociais, etc, etc, então, vou-me guiando por aí.

Eu gostava de ser boa a matemática 😁. Comecei o 10°ano com 15 e acabei com 12. Até agora, tem sempre variado entre os 12 e os 13 valores. Digamos que é a minha maior luta atualmente e fiquei um pouco 🙄 quando vi que um curso que tbm me interessa (educação básica) pede esse exame como prova de ingresso. E há a probabilidade de me vir a correr muitoooo mal e baixar-me a média, impedindo-me de entrar nesse curso, caso esse se venha a tornar a minha primeira opção (nada decidido ainda). E eu aqui a pensar que me podia esquivar das derivadas e logaritmos 😁. Mas pronto, vamos indo e vamos vendo. Quanto a ti, ainda bem que estás a gostar do curso.

Essa última frase é muito boa. Pois, tenho a consciência de que posso sempre mudar de curso, mas isso significaria que perderia os primeiros dias, o que poderia vir a prejudicar a minha integração, visto que já haveria amizades estabelecidas, etc... Eu sei que o que é importante estar no curso que eu goste mesmo, mas eu sou uma overthinker por natureza e começo a pensar em todos os cenários possíveis e inimagináveis. 😁 Mas pronto.

Muito obrigada. Desejo que te corra tudo bem. <3
É bom que percebas que não estás sozinha e o que estás a fazer é um ótimo método para decidires o melhor caminho. Se precisares de ajuda em matemática é só mandares mensagem privada :) ajudo-te com o maior prazer e obviamente não vou cobrar nada. Muita sorte!!!
 
  • Like
Reactions: cintia_reis

cintia_reis

Membro
Matrícula
10 Fevereiro 2021
Mensagens
19
Curso
Ciências e Tecnologias
É bom que percebas que não estás sozinha e o que estás a fazer é um ótimo método para decidires o melhor caminho. Se precisares de ajuda em matemática é só mandares mensagem privada :) ajudo-te com o maior prazer e obviamente não vou cobrar nada. Muita sorte!!!

AHHH, muito obrigada! 🧡
 
  • Love
Reactions: Cristiana Matos

Diana Valença

Membro Veterano
Matrícula
9 Maio 2016
Mensagens
241
Curso
Ciências e Tecnologias
Olá, obrigada pela partilha.
Eu também já desde pequena que dizia sempre que queria ser bióloga, ou trabalhar com animais, na natureza, etc... Mas assim que comecei a pensar melhor, a ver o plano de estudos e as saídas profissionais e a empregabilidade do curso de Biologia, fiquei um pouco desanimada. Parece que já não me vejo muito naquilo. No entanto, ainda não descarte o curso por completo. Então, também ando à caça de outros cursos e alguns deles estão a agradar-me bastante (sendo que há um ano atrás eu nem lhes dava qualquer hipótese). Alguns deles pedem o exame de Matemática para entrar (e eu que já estava a aqui a pensar que talvez me pudesse esquivar dele, se eles forem facultativos este ano, ahahh) e, devido ao aumento das notas no ano passado, tal como referiste, estou com muito receio, porque não sou lá grande coisa a matemática e já ouvi dizer algures que os da IAVE pretendiam aumentar um pouco a dificuldade este ano (aqueles sacanas, hahahh :D).

Sim, acho que tens razão, não devo desmotivar. Ainda faltam mais de cinco meses e espero que me consiga decidir neste espaço de tempo. Quanto a ti, espero mesmo que consigas alcançar o teu objetivo. Estou a torcer para que sim. :)

Essas últimas questões que posso fazer a mim própria são bastante boas. Nunca pensei dessa forma. Obrigada pelos conselhos. :)
Eles querem aumentar a dificuldade, mas por outro lado haverá as perguntas opcionais que para mim são um enorme benefício
Eu li que alguém te disse para não te preocupares com a escolha agora. O meu conselho é exatamente o oposto. Vai estudando para os exames e dedica uns 15 min. do teu dia a analisar um curso, com calma, sem pressas. Depois dos exames terás todo o tempo para isso, mas a ansiedade de não saber os resultados, se as médias sobem ou não, podem atrapalhar-te. Assim podes ver cada curso e analisa-los ao longo de 6 meses tendo a consciência que ainda não tens de tomar uma decisão definitiva, só estás a ver
 
  • Like
Reactions: cintia_reis

Akiani

Membro Veterano
Matrícula
14 Julho 2019
Mensagens
136
Curso
Psicologia
Instituição
FPIE - UL
Olá. ☺ Prontos, a mim foi parecido. Sempre a bater na mesma tecla com a Biologia, mas depois desiludi-me um bocadinho com isso e só no início deste ano é que comecei a pesquisar noutras áreas. E uma das que me interessou foi Psicologia, por acaso. Não sei é se tenho média, mas pronto, está lá no meio da minha lista de interesses. Também me surgiu outro curso mais ou menos interessante na área da saúde, mas sinto-me estranha em relação a ele, porque nunca me vi na área da saúde (dizia sempre que era muito responsabilidade para mim 😁) e tenho medo que seja apenas um interesse temporário causado devido a toda esta indecisão. Não sei.
Oi!

Quanto a esta parte, Psicologia é uma área super abrangente, não a vejas apenas como uma área de saúde! A parte clínica é, de facto, muito representativa dos cursos e do trabalho de Psicologia em Portugal, e geralmente está associada à saúde mental sim, no entanto, seguir Psicologia não significa que tenhas de trabalhar em clínicas ou hospitais! Podes trabalhar em escolas, podes trabalhar em empresas, a promover a saúde nos trabalhadores, podes trabalhar em tribunais, PJs, na investigação, no INEM, nos bombeiros, em ginásios, nos centros de treino (?) dos desportistas, nas CPCJs, em IPSSs, enfim, numa infinidade de sítios! A Psicologia é o estudo do comportamento humano, e que depois também se relacionada profundamente com o estudo da mente humana, e depois é aplicada em todas as áreas e mais algumas. Por isso, explora a Psicologia tendo a ideia de que é uma área mesmo muito abrangente ;)


Sim, irei fazer isso. Este fórum é fantástico para falar com pessoas acerca dos cursos. Para além disso, na próxima sexta, vai haver uma feirinha virtual organizada pela inspiring future, que espero que me ajude.
Sim, vai a essas feiras! Ajuda imenso. Este ano a minha faculdade não vai, mas há lá alunxs e colaboradores de vários cursos e faculdades, sempre prontxs para te ajudarem! E, acima de tudo, não tenhas vergonha em perguntar ;) quem está do outro lado do ecrã nessas feiras está aí para ajudar!

Pois, outra coisa que me põe nervosa é isso das candidaturas que se podem fazer mais tarde, pois não sei bem como isso funciona.
Acho que não tens que te preocupar muito com isso para já, mas basicamente há 3 fases de acesso ao ensino superior (nas públicas): a1a, a 2a e a 3a fases, uma a seguir à outra, depois a DGES dá as datas. Com exames de 1a fase, podes concorrer a todas as fases; com exames de 2a fase, só podes concorrer à 2a e 3a fase. É simples assim.

🥰
Muito obrigada pelos conselhos. Vou fazer como sugeres e tentar não me pressionar muito com isto. Vou focar-me nas notas, aproveitar o resto do secundário (nem sei bem como, visto que tamos em casa 🙄) e não me stressar muito. Vou tentar pelo menos.

Obrigada e bjs.

P.S.: tens jeito para psicóloga. 😀
Sim! Acho que aproveitar o secundário enquanto podes é o melhor que fazes. Também houve aqui alguém a dizer para ires explorando os cursos com calma, experimenta e vê se resulta contigo! Estas coisas variam muito de pessoa para pessoa, é ires experimentando. E lembra-te: ir para a faculdade não significa perder amizades e momentos do secundário! Podes sempre continuar a falar com os amigxs do secundário e podem continuar a sair juntxs (quando o covid o permitir...) e a falarem e a continuarem a ter os vossos momentos! Não tens que estar sozinha na tua adaptação à faculdade, podes continuar a falar com as tuas pessoas do secundário ;)

P.S.: muito obrigada pelo reconhecimento! Fiquei mesmo feliz ao lê-lo 🥰 eu aqui estou a ser eu própria (ou seja, não estou a ser a psicóloga) e eu sou mesmo assim! E é ótimo saber que ter esta personalidade naturalmente delicada e sensível é reconhecida por outras pessoas 🥰 mesmo muito obrigada <3


Essa última frase é muito boa. Pois, tenho a consciência de que posso sempre mudar de curso, mas isso significaria que perderia os primeiros dias, o que poderia vir a prejudicar a minha integração, visto que já haveria amizades estabelecidas, etc... Eu sei que o que é importante estar no curso que eu goste mesmo, mas eu sou uma overthinker por natureza e começo a pensar em todos os cenários possíveis e inimagináveis. 😁 Mas pronto.
Não te preocupes excessivamente com entrares mais tarde no curso. No início vocês estarão todxs perdidos, irão precisar da ajuda dos vossos colegas, e no fundo, estarão todxs no mesmo barco, e vais ver que vão falar e vais acabar por te integrar. Não há grandes diferenças entre quem entra na 1a ou na 3a fases (para ir aos mais extremos), já que nem os stores avançam assim tanto na matéria nas primeiras semanas e, quanto às amizades, muitas vezes, ninguém conhece ninguém, estão todxs perdidxs e vão-se apoiar e ajudar muito nos primeiros tempos. Em relação às amizades, varia um bocado, mas comigo, ainda antes da pandemia, só senti que tinha consolidado mesmo o meu grupo de amigxs no início do 2o semestre, no 1o ainda se estão a conhecer, a perceber de quem gostam e com quem se identificam. Por isso, não te preocupes muito com a parte das amizades, vais fazer amizades ;) e demorar algum tempo a fazer amizades no superior é normal, faz parte do processo de adaptação; no superior aprendes o que é ter colegas e amigxs, e é normal demorares tempo a fazer amigxs, mas, vais ter sempre colegas para te ajudarem <3
Beijinhos <3
 

cintia_reis

Membro
Matrícula
10 Fevereiro 2021
Mensagens
19
Curso
Ciências e Tecnologias
Oi!

Quanto a esta parte, Psicologia é uma área super abrangente, não a vejas apenas como uma área de saúde! A parte clínica é, de facto, muito representativa dos cursos e do trabalho de Psicologia em Portugal, e geralmente está associada à saúde mental sim, no entanto, seguir Psicologia não significa que tenhas de trabalhar em clínicas ou hospitais! Podes trabalhar em escolas, podes trabalhar em empresas, a promover a saúde nos trabalhadores, podes trabalhar em tribunais, PJs, na investigação, no INEM, nos bombeiros, em ginásios, nos centros de treino (?) dos desportistas, nas CPCJs, em IPSSs, enfim, numa infinidade de sítios! A Psicologia é o estudo do comportamento humano, e que depois também se relacionada profundamente com o estudo da mente humana, e depois é aplicada em todas as áreas e mais algumas. Por isso, explora a Psicologia tendo a ideia de que é uma área mesmo muito abrangente ;)




Sim, vai a essas feiras! Ajuda imenso. Este ano a minha faculdade não vai, mas há lá alunxs e colaboradores de vários cursos e faculdades, sempre prontxs para te ajudarem! E, acima de tudo, não tenhas vergonha em perguntar ;) quem está do outro lado do ecrã nessas feiras está aí para ajudar!



Acho que não tens que te preocupar muito com isso para já, mas basicamente há 3 fases de acesso ao ensino superior (nas públicas): a1a, a 2a e a 3a fases, uma a seguir à outra, depois a DGES dá as datas. Com exames de 1a fase, podes concorrer a todas as fases; com exames de 2a fase, só podes concorrer à 2a e 3a fase. É simples assim.



Sim! Acho que aproveitar o secundário enquanto podes é o melhor que fazes. Também houve aqui alguém a dizer para ires explorando os cursos com calma, experimenta e vê se resulta contigo! Estas coisas variam muito de pessoa para pessoa, é ires experimentando. E lembra-te: ir para a faculdade não significa perder amizades e momentos do secundário! Podes sempre continuar a falar com os amigxs do secundário e podem continuar a sair juntxs (quando o covid o permitir...) e a falarem e a continuarem a ter os vossos momentos! Não tens que estar sozinha na tua adaptação à faculdade, podes continuar a falar com as tuas pessoas do secundário ;)

P.S.: muito obrigada pelo reconhecimento! Fiquei mesmo feliz ao lê-lo 🥰 eu aqui estou a ser eu própria (ou seja, não estou a ser a psicóloga) e eu sou mesmo assim! E é ótimo saber que ter esta personalidade naturalmente delicada e sensível é reconhecida por outras pessoas 🥰 mesmo muito obrigada <3




Não te preocupes excessivamente com entrares mais tarde no curso. No início vocês estarão todxs perdidos, irão precisar da ajuda dos vossos colegas, e no fundo, estarão todxs no mesmo barco, e vais ver que vão falar e vais acabar por te integrar. Não há grandes diferenças entre quem entra na 1a ou na 3a fases (para ir aos mais extremos), já que nem os stores avançam assim tanto na matéria nas primeiras semanas e, quanto às amizades, muitas vezes, ninguém conhece ninguém, estão todxs perdidxs e vão-se apoiar e ajudar muito nos primeiros tempos. Em relação às amizades, varia um bocado, mas comigo, ainda antes da pandemia, só senti que tinha consolidado mesmo o meu grupo de amigxs no início do 2o semestre, no 1o ainda se estão a conhecer, a perceber de quem gostam e com quem se identificam. Por isso, não te preocupes muito com a parte das amizades, vais fazer amizades ;) e demorar algum tempo a fazer amizades no superior é normal, faz parte do processo de adaptação; no superior aprendes o que é ter colegas e amigxs, e é normal demorares tempo a fazer amigxs, mas, vais ter sempre colegas para te ajudarem <3
Beijinhos <3

Sim, já fui ver as saídas profissionais de Psicologia e são imensaaaassss, o que é mesmo bom. Ainda assim, não sei se é mesmo isso que quero (o problema de sempre, ahhaha) e, mesmo que já estivesse decidida, provavelmente não conseguiria entrar. O ideal seria Coimbra (porque é a uni que tem psicologia que é mais perto da minha zona e porque a minha irmã vai pedir transferência para medicina em Coimbra e se ficásemos na mesma cidade seria ótimo, por causa das despesas e tudo mais), mas eu fiz uma simulação da minha média e esta é de 16,2. Duas décimas inferior à nota do último colocado em Coimbra. Mas pronto, isso ainda não me afetou muito porque, como já disse, nem sei o que quero verdadeiramente.

Só há dias é que fiquei a saber que há três fases de candidatura. As coisas que se aprendem neste fórum, hahaha.

Sim, vou tentar aproveitar ao máximo (mal posso esperar para que o ensino presencial regresse). Sei que vou continuar a manter contacto com alguns amigos (o que requer esforço de ambas as partes) mas não só vou sentir falta dos colegas (apesar de já termos combinado encontrarmo-nos sempre que pudermos) e dos momentos, como também... sei lá, do espaço e do ambiente. Menos responsabilidades, poder ver o crush todos os dias (que sabe da minha panca por ele, (kinda awkward mas para ele é na boa, ahha) mas com quem nunca falei. Eu sei, é esquisito, mas talvez isso mude nos próximos meses, hahahah.). Prontos, basicamente de tudo. Mas vou tentar tirar algo positivo de tudo isto. Se vou ter assim tantas saudades, é porque foram três anos muito bons. Sei que há pessoas que, infelizmente, não podem dizer a mesma coisa.

De nada. As tuas palavras foram muito apaziguadoras. <3

Espero que tenhas razão. De certa maneira, também estou deserta para conhecer as pessoas com quem irei passar os próximos anos. Afinal, sempre ouvi dizer que, muitas vezes, os amigos que se fazem na uni são amigos para a vida. Isso é muito fofooooo! <3

Bem, obrigada pelas tuas respostas. Tudo de bom. :) <3
 

Akiani

Membro Veterano
Matrícula
14 Julho 2019
Mensagens
136
Curso
Psicologia
Instituição
FPIE - UL
Sim, já fui ver as saídas profissionais de Psicologia e são imensaaaassss, o que é mesmo bom. Ainda assim, não sei se é mesmo isso que quero (o problema de sempre, ahhaha) e, mesmo que já estivesse decidida, provavelmente não conseguiria entrar. O ideal seria Coimbra (porque é a uni que tem psicologia que é mais perto da minha zona e porque a minha irmã vai pedir transferência para medicina em Coimbra e se ficásemos na mesma cidade seria ótimo, por causa das despesas e tudo mais), mas eu fiz uma simulação da minha média e esta é de 16,2. Duas décimas inferior à nota do último colocado em Coimbra. Mas pronto, isso ainda não me afetou muito porque, como já disse, nem sei o que quero verdadeiramente.

Só há dias é que fiquei a saber que há três fases de candidatura. As coisas que se aprendem neste fórum, hahaha.

Sim, vou tentar aproveitar ao máximo (mal posso esperar para que o ensino presencial regresse). Sei que vou continuar a manter contacto com alguns amigos (o que requer esforço de ambas as partes) mas não só vou sentir falta dos colegas (apesar de já termos combinado encontrarmo-nos sempre que pudermos) e dos momentos, como também... sei lá, do espaço e do ambiente. Menos responsabilidades, poder ver o crush todos os dias (que sabe da minha panca por ele, (kinda awkward mas para ele é na boa, ahha) mas com quem nunca falei. Eu sei, é esquisito, mas talvez isso mude nos próximos meses, hahahah.). Prontos, basicamente de tudo. Mas vou tentar tirar algo positivo de tudo isto. Se vou ter assim tantas saudades, é porque foram três anos muito bons. Sei que há pessoas que, infelizmente, não podem dizer a mesma coisa.

De nada. As tuas palavras foram muito apaziguadoras. <3

Espero que tenhas razão. De certa maneira, também estou deserta para conhecer as pessoas com quem irei passar os próximos anos. Afinal, sempre ouvi dizer que, muitas vezes, os amigos que se fazem na uni são amigos para a vida. Isso é muito fofooooo! <3

Bem, obrigada pelas tuas respostas. Tudo de bom. :) <3
Olá outra vez!

Como já viste,há mesmo muitas saídas para Psicologia! Mas, se te ajudar, a Psicologia está em tudo, e não é difícil aprenderes um pouco de Psicologia seja para que área fores, assim como de aplicares a Psicologia em qualquer área!
Já agora, uma das coisas que mais me ajudou a decidir, foi que eu sabia que queria ficar, de alguma maneira, ligada à educação, mas bom, com pais professores, já sabia muito bem o que o professorado exigia, e apesar de ter jeito para ensinar... não me via na área. E depois, comecei a conhecer mais a Psicologia Educacional, e decidi-me pela Psicologia (também) por essa parte, porque permitia-me (e permite) estar ligada à educação, sem estar diretamente ligada à educação (ou seja, sem ser professora), continuar a estar ligada à educação e, mais importante ainda, ajudar pessoas e fazer a mudança, que eram coisas que sempre, mesmo sempre quis fazer!
Pronto, agora o final foram coisas bem mais pessoais mas, basicamente, como também estás interessada em Educação Básica (também pensei na altura, vi os planos de estudos e simplesmente as "didáticas" não me interessavam) acho que teres esta perspetiva de ligação, seja de ligação entre Psicologia e Educação, seja entre ligação entre Psicologia e outra coisa que queiras, te pode ajudar a tomares uma decisão mais consciente, seja ela qual for. Da minha parte, continuas à vontade para perguntar o que quiseres 😉
Não te preocupes, é normal que só agora, no 12o, é que saibas das coisas das candidaturas.
Sim, aproveita o secundário enquanto podes, e talvez pensar no superior como uma substituição do secundário te ajude! Mas aproveita esta fase para viveres um dia de cada vez e aproveitares os momentos, e depois logo vês! Eu às vezes também tenho esses momentos de nostalgia e medo, e acho que é normal, principalmente numa fase de grande transição. Comigo, ajuda-me a dar-me o meu tempo para viver essa futura perda e fazer esse luto, mas também me ajuda a pesquisar, a saber coisas e a ter certezas sobre o meu futuro, ter certezas ajuda-me a lidar melhor com essa nostalgia. E depois, pensar que haverão coisas igualmente boas e que não tenho de perder as pessoas e, sobretudo, as memórias! No entanto, isto é uma estratégia pessoal, não faço a mais pálida ideia de quais sejam as estratégias que se use, por isso, não há problema não te identificares com isto ou, se tentares, não resultar, estas coisas variam de pessoa para pessoa, encontra a estratégia que se adapta a ti 😊
Eu ainda estou na faculdade, mas também já ouvi que os amigos da faculdade são para a vida!
Alguma dúvida, é só dizer 😘
Beijinhos.
 
  • Like
Reactions: cintia_reis

cintia_reis

Membro
Matrícula
10 Fevereiro 2021
Mensagens
19
Curso
Ciências e Tecnologias
Olá outra vez!

Como já viste,há mesmo muitas saídas para Psicologia! Mas, se te ajudar, a Psicologia está em tudo, e não é difícil aprenderes um pouco de Psicologia seja para que área fores, assim como de aplicares a Psicologia em qualquer área!
Já agora, uma das coisas que mais me ajudou a decidir, foi que eu sabia que queria ficar, de alguma maneira, ligada à educação, mas bom, com pais professores, já sabia muito bem o que o professorado exigia, e apesar de ter jeito para ensinar... não me via na área. E depois, comecei a conhecer mais a Psicologia Educacional, e decidi-me pela Psicologia (também) por essa parte, porque permitia-me (e permite) estar ligada à educação, sem estar diretamente ligada à educação (ou seja, sem ser professora), continuar a estar ligada à educação e, mais importante ainda, ajudar pessoas e fazer a mudança, que eram coisas que sempre, mesmo sempre quis fazer!
Pronto, agora o final foram coisas bem mais pessoais mas, basicamente, como também estás interessada em Educação Básica (também pensei na altura, vi os planos de estudos e simplesmente as "didáticas" não me interessavam) acho que teres esta perspetiva de ligação, seja de ligação entre Psicologia e Educação, seja entre ligação entre Psicologia e outra coisa que queiras, te pode ajudar a tomares uma decisão mais consciente, seja ela qual for. Da minha parte, continuas à vontade para perguntar o que quiseres 😉
Não te preocupes, é normal que só agora, no 12o, é que saibas das coisas das candidaturas.
Sim, aproveita o secundário enquanto podes, e talvez pensar no superior como uma substituição do secundário te ajude! Mas aproveita esta fase para viveres um dia de cada vez e aproveitares os momentos, e depois logo vês! Eu às vezes também tenho esses momentos de nostalgia e medo, e acho que é normal, principalmente numa fase de grande transição. Comigo, ajuda-me a dar-me o meu tempo para viver essa futura perda e fazer esse luto, mas também me ajuda a pesquisar, a saber coisas e a ter certezas sobre o meu futuro, ter certezas ajuda-me a lidar melhor com essa nostalgia. E depois, pensar que haverão coisas igualmente boas e que não tenho de perder as pessoas e, sobretudo, as memórias! No entanto, isto é uma estratégia pessoal, não faço a mais pálida ideia de quais sejam as estratégias que se use, por isso, não há problema não te identificares com isto ou, se tentares, não resultar, estas coisas variam de pessoa para pessoa, encontra a estratégia que se adapta a ti 😊
Eu ainda estou na faculdade, mas também já ouvi que os amigos da faculdade são para a vida!
Alguma dúvida, é só dizer 😘
Beijinhos.
Exato, já vi imensas cursos e muitos deles têm pelo menos uma cadeira de Psicologia (Psicologia do Desenvolvimento, se não me engano). Pois, eu também nunca pensei na área da educação, aliás, sempre pensei que isso não era para mim. Mas nunca tinha pensado em ser professora, por exemplo, do 1ºciclo. E até me agradou mais porque prontos, eles são mais pequenitos, menos mal educados (há exceções, obviamente ahha). Mas o facto de não ter muitas certezas, faz com que eu me veja em muita coisa, ahhha. Como é óbvio, também há cenas em que eu não me vejo mesmo. Mas uma coisa que até me está a agradar neste curso da educação é o facto de haver em Coimbra (um ponto positivo) e também devido ao facto de uma das minhas melhores amigas também querer ir para esse curso, para a mesma instituição (outro ponto positivo, que facilitaria a adaptação.). A única coisa má é ter de fazer exame de matemática, mas não custa nada tentar. Aliás, se calhar, eles até vão ser obrigatórios, não sei... Já agora, muito obrigada pela disponibilidade em responder a possíveis questões sobre Psicologia.

Pois, as mudanças assustam-me. Já na transição do básico para o secundário também me senti super insegura, mas não tanto, porque não é uma mudança assim tão drástica. Apesar de ter tido que mudar de escola, conhecia 4/5 pessoas que também iam para aquela escola secundária. Sendo assim, integrei-me e adaptei-me super bem. Agora, a mudança é muito maior e uma pessoa quase ganha cabelos brancos, hehehe :) . Pois, o facto de eu não ter certezas, deixa-me super nostálgica, apesar de ainda não ter deixado o secundário. Tipo, se eu tivesse mesmo a certeza daquilo que queria, estaria mais motivada para ir e talvez conseguisse processar melhor esse "luto". Mas pronto, quem sabe se a minha mente não é iluminada nestes próximos meses, hahaha.

Pronto. Muito obrigada, a sério. 😘
 
Tópicos Semelhantes
Thread starter Título Fórum Respostas Dia
I Desisti de enfermagem, que curso devo escolher para o ano? Saúde 1
J Quero seguir investigação que curso devo escolher? Ensino Superior - Geral 3
C Que curso devo escolher para seguir a área que quero? Ensino Superior - Geral 2
P UC É possível escolher unidades curriculares que já fiz noutro curso no 3º ano do meu curso atual? Universidade de Coimbra 2
tomasbarrosgoncalves Posso escolher em que curso me matriculo? Concurso Nacional e Locais - Público 2
B Que curso escolher relacionado com o ambiente? Recursos Naturais 27
R Que curso escolher? Ensino Superior - Geral 2
D Que Curso Escolher No 10° Ano Ensino Secundário 7
Liliana Maria Que curso devo escolher? Ensino Superior - Geral 2
A Não sei que curso escolher! Candidatos 2020/2021 - Discussão Geral 2
A Dúvidas sobre que curso escolher Ensino Superior - Geral 0
B Problema: que curso escolher na FLUL para estudar literatura Humanidades, Secretariado e Tradução 3
M Não sei que curso escolher Ensino Secundário 5
A Estou no 12 ano e não sei que curso escolher Ensino Superior - Geral 49
A Não sei que curso escolher... Ensino Superior - Geral 36
AnaLu Já no 12°, ainda indecisa. Que curso escolher? Ensino Superior - Geral 19
F Duvidas no curso que devo escolher Ensino Superior - Geral 2
N Como sei que estou a escolher o curso certo? Ensino Superior - Geral 3
M Que curso escolher? Tecnologias 3
Andreia200 Não sei o que fazer da vida (que curso vou escolher?) Ensino Superior - Geral 11
D Indecisão relacionada com que curso escolher Ensino Superior - Geral 1
Gonçalo Nobre IST Que curso escolher? Universidade de Lisboa 3
Gonçalo Nobre IST - Que curso escolher? Arquivo 1
Ana Louro Que curso, universidade escolher? Transferencias.. Mudança de Curso, Transferência e Reingresso 1
Octaviojtg Que curso da área de comunicação escolher? Ciências Sociais e Serviços 8
J Que curso escolher? Ciências Económicas e Empresariais 9
Ana Catarinaa E agora, que curso devo escolher!? Ensino Superior - Geral 956
PedroJesus17 Nota de acesso diferente? Porquê entrar noutro curso e depois transferir para o que nos queremos? Concurso Nacional e Locais - Público 8
P Devo colocar curso que não terminei no currículo? Ensino Superior - Geral 2
J Duvidas sobre o que fazer, escolha de curso errado no 10º ano Ensino Secundário 6
L Que nota devo tirar no exame para entrar no curso que quero? Concurso Nacional e Locais - Público 1
marlenel11 Se nao conseguir mudar de curso, o que acontece? Candidatos 2020/2021 - Discussão Geral 2
G A minha média será suficiente para o curso que quero? Ensino Secundário 8
Pedro Melk Faz sentido candidatar-me à primeira fase de matrículas para mestrado, tendo em conta que ainda não acabei o curso? Concurso Nacional e Locais - Público 1
cristianacoelho Mudança de Curso e Curso em que entrei Mudança de Curso, Transferência e Reingresso 4
P Qual é o melhor curso para quem não sabe o que quer? Mudança de Curso, Transferência e Reingresso 4
J Como contar aos pais que quero mudar de curso Ensino Superior - Geral 2
K Não sei que curso é que escolho no futuro. Ensino Superior - Geral 2
J Acho que estou no curso errado... Ensino Superior - Geral 3
S Dúvidas sobre o futuro e o curso em que estou Ensino Superior - Geral 0
B Entrei num curso e não sei se é o que eu quero Ensino Superior - Geral 4
J Posso mudar de curso mesmo que ambos os cursos sejam totalmente diferentes? Mudança de Curso, Transferência e Reingresso 9
I Não tenho média para entrar no curso que quero/mudança de instituição :( Mudança de Curso, Transferência e Reingresso 4
I Para quem se vai candidatar á segunda fase: que curso/s vão concorrer? Candidatos 2020/2021 - Discussão Geral 16
K Não entrei no curso que queria na 1º fase Candidatos 2020/2021 - Discussão Geral 9
stockaia Entraram em que curso/opção? Candidatos 2020/2021 - Discussão Geral 24
M Ao mudar de curso na segunda fase, tenho que voltar a pagar inscrição? Concurso Nacional e Locais - Público 3
B FLUL Que mestrados posso fazer através do curso de LLC Universidade de Lisboa 6
fsantos02 Será que consigo no curso que quero? Ensino Secundário 13
M Será que consigo entrar no curso que quero? Candidatos 2020/2021 - Discussão Geral 1

Tópicos Semelhantes