Razões para o insucesso escolar

Tiago89

Membro Dux
Matrícula
15 Novembro 2015
Mensagens
1,036
Quais são, na vossa opinião, os motivos para um/a aluno/a não ter sucesso escolar? O ambiente familiar? A condição social? Genética? Gostaria que partilhassem o que pensam e sabem sobre o tema.
 

davis

Administrador
Equipa Uniarea
Moderador
Matrícula
13 Outubro 2014
Mensagens
23,966
Curso
MEAer + MEGIE
Instituição
Técnico - ULisboa
Quais são, na vossa opinião, os motivos para um/a aluno/a não ter sucesso escolar? O ambiente familiar? A condição social? Genética? Gostaria que partilhassem o que pensam e sabem sobre o tema.
Diria que é grandemente influenciado pelo ambiente familiar (que está ligado à condição social), pelo contexto em que está inserido, e a forma como a escola funciona (tipo de currículo, número de alunos por turma, forma de composição das turmas, tipo de apoios extra aulas que a escola tem, etc.).
 

Miguel0

Membro Veterano
Matrícula
27 Fevereiro 2019
Mensagens
102
Curso
Engenharia Mecânica
Instituição
Feup
Quais são, na vossa opinião, os motivos para um/a aluno/a não ter sucesso escolar? O ambiente familiar? A condição social? Genética? Gostaria que partilhassem o que pensam e sabem sobre o tema.
Ao meu ver todas essas questões podem explicar a falta de sucesso escolar. Por um lado o Ambiente familiar é importante porque as crianças precisam que alguém que tome conta delas e que providenciam todos os recursos e cuidados basicos (Sejam financeiros, emocionais etc), para que a única preocupação mais séria da criança seja a escola, sem esse acompanhamento muitas as crianças que sofrem bullying, que se metem no negocio da droga, etc não têm ninguém que as ajuda e por um motivo ou por outro não apresentam sucesso escolar. A condição social também é importante e isso veificou-se durante a pandemia em que muitas crianças ficaram para trás pois não tinhas condições do por exemplo comprar um computador para o ensino à distância, aí é a função do governo ajudar essas familias providenciando computadores, livros e todo o material de estudo (O que o nosso governo simplesmente não faz com a eficácia que seria expectável, mas enfim). E ao meu ver a Genética também é muito importante, muitas vezes ouvimos dizer " Se estudasses tinhas boa nota", não necessariamente , pois todas as crianças têm velocidades de aprendizagem diferentes e o que para uns pode ser muito fácil de compreender para outros pode ser mesmo muito dificil, para isso inventamos o termo Q.I que serve para de certa forma "medir" a inteligência intrínseca da pessoa. Esta é a minha opinião sobre este tema.
 

Porungda

Membro Dux
Apoiante Uniarea
Matrícula
13 Dezembro 2020
Mensagens
1,039
Curso
Solicitadoria
Instituição
IPCA
Vou acrescentar aqui maus professores. Não no sentido de serem frios, ou de serem aborrecidos, mas sim os que leccionam a matéria incorretamente ou até a saltam.
Tive um ensino de Português no Secundário péssimo, era todas as aulas debitar os livros de preparação para os exames e cópias, não haviam dúvidas pois "já deviam saber isso", nem havia contestação sobre coisas claramente mal corrigidas nos testes, porque "o/a professor/a sou eu".
Entreguei trabalhos feitos com muito esforço para me ser atirado à cara que eram cópias da Internet e que nunca poderia ter escrito algo bom.
Isto tudo acumulou para um estigma para com o/a professor/a, mas também com a disciplina e toda a minha confiança sobre o desempenho na mesma. Foi grave de tal modo que acabei com 10 no exame na altura... Fiz este ano o exame, após me libertar de certas amarras, 16.

O comportamento tóxico de quem leccionou arruinou a disciplina e a auto-estima numa fase muito crítica no desenvolvimento pessoal de muita gente. E hoje vejo realmente quem teve a culpa do meu insucesso na disciplina em questão.
 

Miguel0

Membro Veterano
Matrícula
27 Fevereiro 2019
Mensagens
102
Curso
Engenharia Mecânica
Instituição
Feup
Vou acrescentar aqui maus professores. Não no sentido de serem frios, ou de serem aborrecidos, mas sim os que leccionam a matéria incorretamente ou até a saltam.
Tive um ensino de Português no Secundário péssimo, era todas as aulas debitar os livros de preparação para os exames e cópias, não haviam dúvidas pois "já deviam saber isso", nem havia contestação sobre coisas claramente mal corrigidas nos testes, porque "o/a professor/a sou eu".
Entreguei trabalhos feitos com muito esforço para me ser atirado à cara que eram cópias da Internet e que nunca poderia ter escrito algo bom.
Isto tudo acumulou para um estigma para com o/a professor/a, mas também com a disciplina e toda a minha confiança sobre o desempenho na mesma. Foi grave de tal modo que acabei com 10 no exame na altura... Fiz este ano o exame, após me libertar de certas amarras, 16.

O comportamento tóxico de quem leccionou arruinou a disciplina e a auto-estima numa fase muito crítica no desenvolvimento pessoal de muita gente. E hoje vejo realmente quem teve a culpa do meu insucesso na disciplina em questão.
Concordo, felizmente no Secundário não apanhei nenhum mau professor, mas no 8º e 9º tive uma professora de Francês, que prontos não ensinava bem pronto, resultado, não sei falar uma patavina de Francês mesmo tendo 3 anos do mesmo.