Sou formado em Medicina Dentária mas estou a pensar tirar uma nova licenciatura

joãoalbinoc

Membro Caloiro
Matrícula
22 Abril 2020
Mensagens
2
Olá a todos, tenho 25 anos e sou mestre em Medicina Dentária desde o verão de 2018. E na verdade além de mestre em MD estou neste momento a tirar PdD ainda dentro da área médica. Contudo, em termos de previsões profissionais o cenário não é o mais agradável.

Desde que terminei o curso no final de 2018, ou seja, no último ano, as únicas coisas que arranjei foram estágios não remunerados, no sentido de adquirir mais experiência profissional, ou "estágios" mal pagos, uma vez que a MD faz-se a recibos verdes, chego ao final do mês e nem o ordenado mínimo consigo receber. A verdade é que a realidade da MD em Portugal é bem pior do que imaginava, sabia que eram tempos difíceis, mas não pensei que estivesse tão mal. Neste momento e pelas propostas que vou vendo e de colegas meus, se ao fim de aproximadamente 5 anos estiver a receber 1000€ limpos em Portugal seria uma sorte. Sem falar que até lá, e para além dos 5 anos de ensino superior que já tive, ainda teria de gastar mais umas quantas fortunas em formação pós-gradual. A única hipótese que vejo fiável, é emigrar. A verdade é que a medicina dentária no estrangeiro ainda tem força, mas é uma decisão difícil que honestamente não sei se gostaria de tomar.

No meio de tudo isto, começo até a equacionar fazer uma mudança radical, a de mudar de área profissional. Estudei medicina dentária na universidade privada mas a verdade é que na pública entrei em engenharia. E neste momento até pondero, com 25 anos e já uma formação superior, tentar fazer o ingresso em engenharia informática. Gostava de saber se alguém conhece alguém que com 25 anos, aproximadamente, tenha feito uma decisão similar? Ou na verdade, se acham realista com a minha idade mudar de curso. Obrigado!
 
  • Like
Reactions: Sérgio Miguel

Alexandra S.

Moderador
Equipa Uniarea
Moderador
Colaborador Editorial
Matrícula
10 Março 2015
Mensagens
4,049
Curso
Mestrado CCTI
Instituição
Iscte
Olá a todos, tenho 25 anos e sou mestre em Medicina Dentária desde o verão de 2018. E na verdade além de mestre em MD estou neste momento a tirar PdD ainda dentro da área médica. Contudo, em termos de previsões profissionais o cenário não é o mais agradável.

Desde que terminei o curso no final de 2018, ou seja, no último ano, as únicas coisas que arranjei foram estágios não remunerados, no sentido de adquirir mais experiência profissional, ou "estágios" mal pagos, uma vez que a MD faz-se a recibos verdes, chego ao final do mês e nem o ordenado mínimo consigo receber. A verdade é que a realidade da MD em Portugal é bem pior do que imaginava, sabia que eram tempos difíceis, mas não pensei que estivesse tão mal. Neste momento e pelas propostas que vou vendo e de colegas meus, se ao fim de aproximadamente 5 anos estiver a receber 1000€ limpos em Portugal seria uma sorte. Sem falar que até lá, e para além dos 5 anos de ensino superior que já tive, ainda teria de gastar mais umas quantas fortunas em formação pós-gradual. A única hipótese que vejo fiável, é emigrar. A verdade é que a medicina dentária no estrangeiro ainda tem força, mas é uma decisão difícil que honestamente não sei se gostaria de tomar.

No meio de tudo isto, começo até a equacionar fazer uma mudança radical, a de mudar de área profissional. Estudei medicina dentária na universidade privada mas a verdade é que na pública entrei em engenharia. E neste momento até pondero, com 25 anos e já uma formação superior, tentar fazer o ingresso em engenharia informática. Gostava de saber se alguém conhece alguém que com 25 anos, aproximadamente, tenha feito uma decisão similar? Ou na verdade, se acham realista com a minha idade mudar de curso. Obrigado!

Olá, João! Não sei se ajuda, mas no meu caso, foi aos 24 anos que eu decidi que estava pronta para tirar uma Licenciatura - actualmente já estou em Mestrado - e não me arrependo. Haverá sempre quem diga que se calhar estivemos a "perder tempo", mas gosto de pensar nisso como um investimento que mais tarde se pode traduzir na satisfação de fazermos algo que gostamos e que nos recompense por isso a vários níveis, incluindo o financeiro.
Convoco também o @casodafruta para partilhar um pouco a experiência dele contigo, uma vez que ele estava em Contabilidade e actualmente pretende seguir a área da Linguística.

Se precisares de mais alguma coisa, dispõe :)
 

doctorwho

Membro Catedrático
Especialista
Medicina & Saúde
Colaborador Editorial
Apoiante Uniarea
Matrícula
22 Abril 2019
Mensagens
2,785
Curso
Medicina
Instituição
FCS-UBI
Olá a todos, tenho 25 anos e sou mestre em Medicina Dentária desde o verão de 2018. E na verdade além de mestre em MD estou neste momento a tirar PdD ainda dentro da área médica. Contudo, em termos de previsões profissionais o cenário não é o mais agradável.

Desde que terminei o curso no final de 2018, ou seja, no último ano, as únicas coisas que arranjei foram estágios não remunerados, no sentido de adquirir mais experiência profissional, ou "estágios" mal pagos, uma vez que a MD faz-se a recibos verdes, chego ao final do mês e nem o ordenado mínimo consigo receber. A verdade é que a realidade da MD em Portugal é bem pior do que imaginava, sabia que eram tempos difíceis, mas não pensei que estivesse tão mal. Neste momento e pelas propostas que vou vendo e de colegas meus, se ao fim de aproximadamente 5 anos estiver a receber 1000€ limpos em Portugal seria uma sorte. Sem falar que até lá, e para além dos 5 anos de ensino superior que já tive, ainda teria de gastar mais umas quantas fortunas em formação pós-gradual. A única hipótese que vejo fiável, é emigrar. A verdade é que a medicina dentária no estrangeiro ainda tem força, mas é uma decisão difícil que honestamente não sei se gostaria de tomar.

No meio de tudo isto, começo até a equacionar fazer uma mudança radical, a de mudar de área profissional. Estudei medicina dentária na universidade privada mas a verdade é que na pública entrei em engenharia. E neste momento até pondero, com 25 anos e já uma formação superior, tentar fazer o ingresso em engenharia informática. Gostava de saber se alguém conhece alguém que com 25 anos, aproximadamente, tenha feito uma decisão similar? Ou na verdade, se acham realista com a minha idade mudar de curso. Obrigado!
Olá! Relativamente à última questão, sim, acho realista mudar de curso! No meu caso, sempre quis Medicina, mas não tive média suficiente para tal. Acabei por ingressar no curso de Enfermagem, que concluí em 2018 e estou, neste momento, a tirar Medicina com 23 anos. Apesar de, no meu caso, serem dois cursos dentro da área da saúde, na minha opinião, nunca é tarde para tirar um outro curso 😊
 

joãoalbinoc

Membro Caloiro
Matrícula
22 Abril 2020
Mensagens
2
Olá, João! Não sei se ajuda, mas no meu caso, foi aos 24 anos que eu decidi que estava pronta para tirar uma Licenciatura - actualmente já estou em Mestrado - e não me arrependo. Haverá sempre quem diga que se calhar estivemos a "perder tempo", mas gosto de pensar nisso como um investimento que mais tarde se pode traduzir na satisfação de fazermos algo que gostamos e que nos recompense por isso a vários níveis, incluindo o financeiro.
Convoco também o @casodafruta para partilhar um pouco a experiência dele contigo, uma vez que ele estava em Contabilidade e actualmente pretende seguir a área da Linguística.

Se precisares de mais alguma coisa, dispõe :)

Obrigado pela tua resposta, Alexandra! Posso saber quais foram, para ti, as maiores dificuldades em começar a tirar a licenciatura mais tarde?
 

Alexandra S.

Moderador
Equipa Uniarea
Moderador
Colaborador Editorial
Matrícula
10 Março 2015
Mensagens
4,049
Curso
Mestrado CCTI
Instituição
Iscte
Obrigado pela tua resposta, Alexandra! Posso saber quais foram, para ti, as maiores dificuldades em começar a tirar a licenciatura mais tarde?
Olha, uma pergunta que os entrevistadores me costumam fazer muito é o porquê de ter decidido esperar 6 anos e o que fiz nesse tempo. Ao início, admito que é uma pergunta que te pode levar a pensar: "okay, já estou fora do baralho", mas a verdade é que fui sempre sincera na resposta e admiti que, aos 18 anos, não tinha a certeza do que queria seguir, então preferi ir trabalhar até sentir que estava preparada para fazer essa escolha. E, até hoje, nunca me senti excluída ou posta de parte em qualquer emprego, actividade, formação, estudo por causa disso - muito pelo contrário, há muitas pessoas que valorizam essa decisão e essa escolha.

Outro receio era que me sentisse excluída a nível académico - nesse aspecto, talvez tenha ajudado o facto de aparentar ser mais nova que aquilo que sou na realidade - mas, à semelhança das entrevistas de emprego - também nunca fui prejudicada por causa disso. Fui sempre super bem recebida e embora por vezes tenha sentido alguma imaturidade por parte dos colegas, sobre outras situações que em nada tinham a ver comigo, nunca houve qualquer problema. Isto claro, na Licenciatura - no Mestrado, por exemplo, noto ainda menos diferenças uma vez que a linha de idades é muito mais alargada e tenho colegas que já passaram dos 30 e 40 anos, por exemplo.

Em relação ao teu caso, eu não gostaria de trabalhar a recibos verdes, até porque acho que é um trabalho um pouco ingrato pelos motivos que acima descreveste. Daquilo que conheço sobre Engenharia Informática - também através de colegas dessa área - apesar de ser um mercado que começa a ter alguma saturação, valorizam muito se quiseres seguir algo como Programador, portanto, se gostares de códigos e programar, principalmente, acho que deves arriscar. Não sei se já o fizeste, mas procura pedir o feedback a profissionais dessa área cá em Portugal para teres uma noção de como está o mercado. Em relação a MD, não sei como funciona, mas não haverá uma especialização que te possa abrir mais portas? Caso optes pelo estrangeiro, aconselho-te a investires algum tempo no estudo da língua do país para onde queres ir. Acima de tudo, o maior dos conselhos que te dou é: se achas que vais ser mais feliz nas Engenharias, então arrisca, porque o investimento enorme que vais fazer agora acabará por compensar mais tarde. E lembra-te: podes ir tarde, mais vais sempre a tempo!
 

casodafruta

Membro Catedrático
Colaborador Editorial
Matrícula
31 Agosto 2015
Mensagens
3,134
Curso
Ciências da Linguagem
Instituição
FLUL
Olá, João!

Já que fui convocado a dar o meu testemunho (obrigado pela confiança, @Alexandra S. 😍), aqui venho dar um pouco de alento à tua situação e apesar de as circunstâncias não serem iguais às minhas, partilho das tuas incertezas. Para te dar um pouco de background, estudei Contabilidade logo que saí do Secundário, e desde o primeiro dia em que tinha entrado na faculdade, não fazia sentido continuar - mas, por invariáveis circunstâncias, fi-lo até ao terceiro ano e desisti de algo que não me preenchia, ao ponto de deixar um relatório de estágio em stand-by.
Ainda não tendo trabalhado antes de ingressar no Ensino Superior, ganhei experiência profissionais que se segue até aos dias de hoje (estou prestes a despedir-me após ter efectivado na empresa há dois meses) porque segui um desejo de algum tempo, com os meus próprios meios, de entrar em Ciências da Linguagem na FLUL. É um desafio por dois motivos: porque parece irreal e porque estarei longe de casa. Mas compensa, e compensa bastante o risco!

Fiz este ano 24, portanto, não longe da tua ideia, pelo que não estranhes que sejas mais velho do que os caloiros que encontras nos átrios e salas de aula - até afirmo, eu tinha uma colega bastante simpática em Contabilidade que já tinha uma filha adolescente e, com os seus 40+ anos, estava a fazer Contabilidade Analítica connosco (nada simples, ainda bem me recordo). É mais do que realista a tua decisão - e se entenderes que quanto mais tarde pior, deves actuar o mais cedo que puderes e aproveitar as oportunidades. Mas acredita, não é nada tarde nem nunca o vai ser - e, claramente, com a maturidade que ganhaste ao longo da experiência profissional pelas desventuras da realidade laboral, vais encarar este desafio com muita maior facilidade. E muitos problemas já não vão parecer o que são, pois ganhas estofo!
Muito boa sorte! O que não se aceita é que desistas! 😊
 
Matrícula
4 Março 2019
Mensagens
89
Curso
Psicologia
Instituição
ISPA
Olá a todos, tenho 25 anos e sou mestre em Medicina Dentária desde o verão de 2018. E na verdade além de mestre em MD estou neste momento a tirar PdD ainda dentro da área médica. Contudo, em termos de previsões profissionais o cenário não é o mais agradável.

Desde que terminei o curso no final de 2018, ou seja, no último ano, as únicas coisas que arranjei foram estágios não remunerados, no sentido de adquirir mais experiência profissional, ou "estágios" mal pagos, uma vez que a MD faz-se a recibos verdes, chego ao final do mês e nem o ordenado mínimo consigo receber. A verdade é que a realidade da MD em Portugal é bem pior do que imaginava, sabia que eram tempos difíceis, mas não pensei que estivesse tão mal. Neste momento e pelas propostas que vou vendo e de colegas meus, se ao fim de aproximadamente 5 anos estiver a receber 1000€ limpos em Portugal seria uma sorte. Sem falar que até lá, e para além dos 5 anos de ensino superior que já tive, ainda teria de gastar mais umas quantas fortunas em formação pós-gradual. A única hipótese que vejo fiável, é emigrar. A verdade é que a medicina dentária no estrangeiro ainda tem força, mas é uma decisão difícil que honestamente não sei se gostaria de tomar.

No meio de tudo isto, começo até a equacionar fazer uma mudança radical, a de mudar de área profissional. Estudei medicina dentária na universidade privada mas a verdade é que na pública entrei em engenharia. E neste momento até pondero, com 25 anos e já uma formação superior, tentar fazer o ingresso em engenharia informática. Gostava de saber se alguém conhece alguém que com 25 anos, aproximadamente, tenha feito uma decisão similar? Ou na verdade, se acham realista com a minha idade mudar de curso. Obrigado!
Olá, João!

Eu fiz o processo inverso, ou seja, estive em engenharia informática e acabei por sair por não me identificar com as tarefas. No inicio do curso tinha certo na minha mente que seria isso que queria, mas ao longo do curso e da idade(que não é muita) mudei radicalmente a minha mentalidade e os meus gostos. Acabei por ir para psicologia, que também não é uma área muito famosa em relação a esses fatores que falas. Mas, pessoalmente, creio que deves realmente seguir o que gostas, porque em relação ao fator empregabilidade depende também do teu empenho e do interesse que mostras na área. O salário é perfeitamente normal para os primeiros anos de experiência não serem tão elevados.

Mas em relação a mudares de área, acho perfeitamente legitimo e se tens possibilidade de apostar numa nova área, avança com toda a força!
Não te esqueças que o conhecimento é cumulativo e nada fica para trás, nunca é mau apostares em educação.
Sou de uma turma de pós-laboral, e para teres ideia eu tenho pessoas de 40 anos, 30 anos, 50 anos na turma em que já vêm de áreas diferentes(medicina,economia,direito) e decidiram entrar em psicologia e dar um novo rumo à sua vida :)

Antes de estar nas áreas das engenharias, eu fiz um CTeSP na área de redes e segurança e portanto exerço funções nessa área. Isto para te dizer que sim, é realmente uma área muito bem paga e com alta empregabilidade. Agora, cabe-te a ti pensar se te vês a fazer isso para o resto da tua vida.

Boa sorte!
Abraço :)
 

C4rla

Membro
Matrícula
14 Janeiro 2019
Mensagens
35
Curso
Ciências do Desporto | Biologia
Instituição
UTAD | UC
Olá a todos, tenho 25 anos e sou mestre em Medicina Dentária desde o verão de 2018. E na verdade além de mestre em MD estou neste momento a tirar PdD ainda dentro da área médica. Contudo, em termos de previsões profissionais o cenário não é o mais agradável.

Desde que terminei o curso no final de 2018, ou seja, no último ano, as únicas coisas que arranjei foram estágios não remunerados, no sentido de adquirir mais experiência profissional, ou "estágios" mal pagos, uma vez que a MD faz-se a recibos verdes, chego ao final do mês e nem o ordenado mínimo consigo receber. A verdade é que a realidade da MD em Portugal é bem pior do que imaginava, sabia que eram tempos difíceis, mas não pensei que estivesse tão mal. Neste momento e pelas propostas que vou vendo e de colegas meus, se ao fim de aproximadamente 5 anos estiver a receber 1000€ limpos em Portugal seria uma sorte. Sem falar que até lá, e para além dos 5 anos de ensino superior que já tive, ainda teria de gastar mais umas quantas fortunas em formação pós-gradual. A única hipótese que vejo fiável, é emigrar. A verdade é que a medicina dentária no estrangeiro ainda tem força, mas é uma decisão difícil que honestamente não sei se gostaria de tomar.

No meio de tudo isto, começo até a equacionar fazer uma mudança radical, a de mudar de área profissional. Estudei medicina dentária na universidade privada mas a verdade é que na pública entrei em engenharia. E neste momento até pondero, com 25 anos e já uma formação superior, tentar fazer o ingresso em engenharia informática. Gostava de saber se alguém conhece alguém que com 25 anos, aproximadamente, tenha feito uma decisão similar? Ou na verdade, se acham realista com a minha idade mudar de curso. Obrigado!

Ola! Venho só acrescer mais um testemunho e dizer-te que não há uma idade máxima para se começar de novo!

Eu tenho 24 anos e o meu namorado 28, ambos licenciados em áreas diferentes e entrámos este ano noutra licenciatura, numa área que, para nós, é "a tal". Nunca nos sentimos postos de parte e damo-nos bem com o pessoal. Claro que consegues notar uma certa imaturidade nalgumas coisas, mas garanto-te que vais com uma mentalidade completamente diferente daquela com que foste a primeira vez.

Acho que, acima de tudo, deves fazer aquilo que realmente gostas sem ter medo do que possam pensar, seja pela idade, seja pelo facto de mudares de vida.

Desejo-te muita sorte!
 

Carol M.

Membro Caloiro
Matrícula
1 Junho 2020
Mensagens
3
Olá a todos, tenho 25 anos e sou mestre em Medicina Dentária desde o verão de 2018. E na verdade além de mestre em MD estou neste momento a tirar PdD ainda dentro da área médica. Contudo, em termos de previsões profissionais o cenário não é o mais agradável.

Desde que terminei o curso no final de 2018, ou seja, no último ano, as únicas coisas que arranjei foram estágios não remunerados, no sentido de adquirir mais experiência profissional, ou "estágios" mal pagos, uma vez que a MD faz-se a recibos verdes, chego ao final do mês e nem o ordenado mínimo consigo receber. A verdade é que a realidade da MD em Portugal é bem pior do que imaginava, sabia que eram tempos difíceis, mas não pensei que estivesse tão mal. Neste momento e pelas propostas que vou vendo e de colegas meus, se ao fim de aproximadamente 5 anos estiver a receber 1000€ limpos em Portugal seria uma sorte. Sem falar que até lá, e para além dos 5 anos de ensino superior que já tive, ainda teria de gastar mais umas quantas fortunas em formação pós-gradual. A única hipótese que vejo fiável, é emigrar. A verdade é que a medicina dentária no estrangeiro ainda tem força, mas é uma decisão difícil que honestamente não sei se gostaria de tomar.

No meio de tudo isto, começo até a equacionar fazer uma mudança radical, a de mudar de área profissional. Estudei medicina dentária na universidade privada mas a verdade é que na pública entrei em engenharia. E neste momento até pondero, com 25 anos e já uma formação superior, tentar fazer o ingresso em engenharia informática. Gostava de saber se alguém conhece alguém que com 25 anos, aproximadamente, tenha feito uma decisão similar? Ou na verdade, se acham realista com a minha idade mudar de curso. Obrigado!

Olá João,

Tal como tu sou mestre em Medicina Dentária, terminei o curso há 1 ano e desde então deparei-me com um cenário profissional bem mais preocupante do que aquele que esperava. Estou a trabalhar a recibos verdes mas apenas alguns dias por semana, portanto encontro me numa situação um pouco precária.
Perante isto, equaciono também mudar de vida profissional e, possivelmente, tirar outro curso superior. Tenho 24 anos e portanto compreendo perfeitamente as tuas dúvidas e a ansiedade que uma decisão destas acarreta.
Mas, sinceramente, acho que se temos estas dúvidas é altura certa para ponderar e até mudar de rumo profissional e, como já foi aqui dito nunca é tarde para seguirmos aquilo que mais gostamos.
Não estás sozinho!

Muito boa sorte!
 
  • Like
Reactions: brunoviana

Anacoelho

Membro
Matrícula
17 Julho 2015
Mensagens
68
Olá a todos, tenho 25 anos e sou mestre em Medicina Dentária desde o verão de 2018. E na verdade além de mestre em MD estou neste momento a tirar PdD ainda dentro da área médica. Contudo, em termos de previsões profissionais o cenário não é o mais agradável.

Desde que terminei o curso no final de 2018, ou seja, no último ano, as únicas coisas que arranjei foram estágios não remunerados, no sentido de adquirir mais experiência profissional, ou "estágios" mal pagos, uma vez que a MD faz-se a recibos verdes, chego ao final do mês e nem o ordenado mínimo consigo receber. A verdade é que a realidade da MD em Portugal é bem pior do que imaginava, sabia que eram tempos difíceis, mas não pensei que estivesse tão mal. Neste momento e pelas propostas que vou vendo e de colegas meus, se ao fim de aproximadamente 5 anos estiver a receber 1000€ limpos em Portugal seria uma sorte. Sem falar que até lá, e para além dos 5 anos de ensino superior que já tive, ainda teria de gastar mais umas quantas fortunas em formação pós-gradual. A única hipótese que vejo fiável, é emigrar. A verdade é que a medicina dentária no estrangeiro ainda tem força, mas é uma decisão difícil que honestamente não sei se gostaria de tomar.

No meio de tudo isto, começo até a equacionar fazer uma mudança radical, a de mudar de área profissional. Estudei medicina dentária na universidade privada mas a verdade é que na pública entrei em engenharia. E neste momento até pondero, com 25 anos e já uma formação superior, tentar fazer o ingresso em engenharia informática. Gostava de saber se alguém conhece alguém que com 25 anos, aproximadamente, tenha feito uma decisão similar? Ou na verdade, se acham realista com a minha idade mudar de curso. Obrigado!
Olá João!

Primeiro, em resposta à tua questão, de todo a tua ideia é descabida! Tenho até um amigo que tirou Ciências Biomédicas e agora vai concorrer a 2ª licenciatura para Eng. Informática!
Depois queria-te perguntar um pouco mais sobre medicina dentária, porque esse sempre foi o meu curso de sonho, mas por médias não consegui entrar e acabei por ingressar em Fisioterapia! Acabei a licenciatura este ano e estou seriamente a ponderar em concorrer à privada para MD... agora a questão é: perante o teu cenário, até que ponto farei a escolhe acertada?! Porque ao ir para a privada teria de recorrer a empréstimo bancário e perante essa realidade, talvez não vá ser boa ideia... de todo... ou talvez, seguir a minha área e depois tentar por concurso maiores de 23 anos?

Gostava que me desses da tua opinião! Obrigada :)
 

Sérgio Miguel

Membro Veterano
Matrícula
11 Junho 2019
Mensagens
121
Olá a todos, tenho 25 anos e sou mestre em Medicina Dentária desde o verão de 2018. E na verdade além de mestre em MD estou neste momento a tirar PdD ainda dentro da área médica. Contudo, em termos de previsões profissionais o cenário não é o mais agradável.

Desde que terminei o curso no final de 2018, ou seja, no último ano, as únicas coisas que arranjei foram estágios não remunerados, no sentido de adquirir mais experiência profissional, ou "estágios" mal pagos, uma vez que a MD faz-se a recibos verdes, chego ao final do mês e nem o ordenado mínimo consigo receber. A verdade é que a realidade da MD em Portugal é bem pior do que imaginava, sabia que eram tempos difíceis, mas não pensei que estivesse tão mal. Neste momento e pelas propostas que vou vendo e de colegas meus, se ao fim de aproximadamente 5 anos estiver a receber 1000€ limpos em Portugal seria uma sorte. Sem falar que até lá, e para além dos 5 anos de ensino superior que já tive, ainda teria de gastar mais umas quantas fortunas em formação pós-gradual. A única hipótese que vejo fiável, é emigrar. A verdade é que a medicina dentária no estrangeiro ainda tem força, mas é uma decisão difícil que honestamente não sei se gostaria de tomar.

No meio de tudo isto, começo até a equacionar fazer uma mudança radical, a de mudar de área profissional. Estudei medicina dentária na universidade privada mas a verdade é que na pública entrei em engenharia. E neste momento até pondero, com 25 anos e já uma formação superior, tentar fazer o ingresso em engenharia informática. Gostava de saber se alguém conhece alguém que com 25 anos, aproximadamente, tenha feito uma decisão similar? Ou na verdade, se acham realista com a minha idade mudar de curso. Obrigado!

Hello.
Aposto que já estejas esclarecido, mas estive numa situação semelhante à tua. Sou licenciado em Ciências da Nutrição e, Mestre em Nutrição Clinica (FCNAUP) e em Bioquimica Clinica (UA). Sou 1 ano mais velho que tu e este ano também meti-me a estudar matemática, para largar a Saúde e Investigação, e entrar em engenharia. Não tenho bases de nada ... mas prefiro apostar agora que arrepender-me no fututo (pois sei que o mercado de trabalho na minha área não vai melhorar).
Atualmente o meu futuro é ir para algum local de dietas pré feitas e vender suplementos. Posso fazer outras coisas, mas ganharia pior. Recusei um Doutoramento com bolsa pois não queria estudar mais 4 anos para chegar ao final e não saber o que fazer, ou andar desesperado à pocura de projetos financiados. Por esse tempo, prefiro tirar outra licenciatura.
Se até há 2 anos me dissessem que ia fazer isto, chamava a pessoa de louca. Tinha horror de matemática ... mas tudo se estuda e o gosto, ganha-se com o tempo. De nada adianta investir numa "área de sonho" se depois o mercado de trabalho não corresponde às nossas expectativas.