IPCA Trajar sem ir à praxe

Filipa Meireles

Membro Caloiro
Matrícula
4 Abril 2019
Mensagens
2
Sou do segundo ano é apenas cumpri praxe durante um mês !Estudo no IPCA na escola de gestão
Lá associam mt o traje com a praxe contudo gostaria de saber se mesmo sem andar na praxe o posso utilizar ? Se tenho de respeitar todas as regras da praxe ou não
Queria comprar o traje porque gostava mt de trajar mas como associam mt à praxe tenho receio que não o possa usar
Posso ou não ?
 

_ac0nitum_

Membro Veterano
Matrícula
7 Julho 2017
Mensagens
312
Curso
Direito
Instituição
Universidade de Coimbra
Sou do segundo ano é apenas cumpri praxe durante um mês !Estudo no IPCA na escola de gestão
Lá associam mt o traje com a praxe contudo gostaria de saber se mesmo sem andar na praxe o posso utilizar ? Se tenho de respeitar todas as regras da praxe ou não
Queria comprar o traje porque gostava mt de trajar mas como associam mt à praxe tenho receio que não o possa usar
Posso ou não ?

O nome de traje é traje académico ou traje praxístico? Académico, certo? Isso surge como resposta à tua questão, Filipa. O traje é da academia e não da praxe, a partir do momento em que entras na academia, tecnicamente podes usar o traje. Por uma questão de tradição, o caloiro costuma esperar até à altura apropriada (Serenata Monumental em Coimbra) para trajar. O traje é muito associado à praxe por uma questão de praxis (ahahah, desculpa a redundância, praxis = prática), é que os praxistas usam-no muito mais vezes, nomeadamente, sempre que vão praxar. Se não estás na praxe, não tens de obedecer às regras presentes no código da praxe e podes usar o traje sempre que quiseres (assim como nós podemos usar o traje sempre que quisermos, já fui trajada para um aula porque já não tinha mais roupa limpa no armário para vestir e a que estava a lavar ainda não tinha secado). Há certas coisas, todavia, que não ficam bem e que acabam por tirar algum valor ao traje e o transformam num mero fato, mas como não estás na praxe já é contigo, não te admires, no entanto, se chegarem ao pé de ti e te disserem que "não podes usar x ou y coisa com o traje". Esse é o caso de maquilhagem que se note. Acho que a proibição de eyeliner, batom vermelho ou de outra cor que não seja "natural" é algo comum a todos os códigos de praxe. Unhas pintadas também, amigas minhas que têm unhas de gel costumam tapá-las com pensos. Assim como os brincos/piercings que não sejam no lóbulo da orelha. Também não podes usar anéis (a não ser que seja o de casamento) ou pulseiras, ou colares (que se notem). Mas isto são regras do bem trajar.
TLDR: Claro que podes trajar! O traje é académico e não praxístico, o dinheiro é teu e fazes com ele o que quiseres. Podes usar o traje quando quiseres. Têm só cuidado para não quebrares regras do bem trajar.
 

MariaSM00

Membro
Matrícula
19 Maio 2018
Mensagens
97
Curso
Relações Internacionais
O nome de traje é traje académico ou traje praxístico? Académico, certo? Isso surge como resposta à tua questão, Filipa. O traje é da academia e não da praxe, a partir do momento em que entras na academia, tecnicamente podes usar o traje. Por uma questão de tradição, o caloiro costuma esperar até à altura apropriada (Serenata Monumental em Coimbra) para trajar. O traje é muito associado à praxe por uma questão de praxis (ahahah, desculpa a redundância, praxis = prática), é que os praxistas usam-no muito mais vezes, nomeadamente, sempre que vão praxar. Se não estás na praxe, não tens de obedecer às regras presentes no código da praxe e podes usar o traje sempre que quiseres (assim como nós podemos usar o traje sempre que quisermos, já fui trajada para um aula porque já não tinha mais roupa limpa no armário para vestir e a que estava a lavar ainda não tinha secado). Há certas coisas, todavia, que não ficam bem e que acabam por tirar algum valor ao traje e o transformam num mero fato, mas como não estás na praxe já é contigo, não te admires, no entanto, se chegarem ao pé de ti e te disserem que "não podes usar x ou y coisa com o traje". Esse é o caso de maquilhagem que se note. Acho que a proibição de eyeliner, batom vermelho ou de outra cor que não seja "natural" é algo comum a todos os códigos de praxe. Unhas pintadas também, amigas minhas que têm unhas de gel costumam tapá-las com pensos. Assim como os brincos/piercings que não sejam no lóbulo da orelha. Também não podes usar anéis (a não ser que seja o de casamento) ou pulseiras, ou colares (que se notem). Mas isto são regras do bem trajar.
TLDR: Claro que podes trajar! O traje é académico e não praxístico, o dinheiro é teu e fazes com ele o que quiseres. Podes usar o traje quando quiseres. Têm só cuidado para não quebrares regras do bem trajar.

Olá!! Mas não há uma regra qualquer de não se poder andar de capa fechada ou qualquer coisa assim se não andares na praxe?
 

_ac0nitum_

Membro Veterano
Matrícula
7 Julho 2017
Mensagens
312
Curso
Direito
Instituição
Universidade de Coimbra
O traje é teu, fazes o que quiseres com ele.
Subscrevo. Em Coimbra só não deves andar com a capa traçada é enquanto caloira antes de a tua madrinha/padrinho te traçar a capa (isso ocorre, por exemplo, quando estás numa tuna, em que precisas de trajar para atuar ou para as arruadas ou no dia da Serenata Monumental da Queima das fitas antes do traçar da capa pelo padrinho/madrinha. É tradição traçar a capa ao passar pelo arco de Almedina, certo? O caloiro deve ir com a capa sobre os ombros sem a traçar até que dê a primeira música da serenata e o seu padrinho/madrinha lha trace pela primeira vez com o respetivo discurso). :)
 

MariaSM00

Membro
Matrícula
19 Maio 2018
Mensagens
97
Curso
Relações Internacionais
Alguém me sabe dizer como é relativamente ao cortejo se eu não for da praxe? Não posso integrar o camião pois não? E como é aquilo de passar a tribuna?

Obrigada a quem ajudar!