Gap Year Portugal lança novo concurso que oferece até 6.500 euros para ano de pausa

Pedro e o Simão, vencedores da edição de 2019 do concurso

A Gap Year Portugal continua a ter esperança num futuro próximo melhor, e por isso mesmo voltou a lançar o seu concurso anual, que tem este ano como mote “Dá uma Volta ao Teu Mundo”,  que oferece até 6.500 euros a dois jovens para fazerem um ano sabático e viverem uma experiência única. 

Numa altura em que viver entre quatro paredes se tornou no novo dia-a-dia, é importante não esquecer de que nós continuamos a precisar de mundo. E que o digam o Pedro e o Simão que, em 2019, antes do aparecimento do novo coronavírus, partiram à aventura por África.

Os dois jovens, criadores do projeto Sou(me)thing, foram os felizes contemplados da 6ª edição do Concurso Gap Year Portugal, promovido pela Associação Gap Year Portugal e financiado pela Fundação Lapa do Lobo. Com uma bolsa de 6.500para realizarem um gap year, viajaram, durante seis meses, por vários países como a Tanzânia, Zâmbia, Moçambique, Bostwana, entre outros. 

Desde voluntariado em escolas a convívio com leões, os dois jovens acabados de sair do secundário, afirmam que uma das maiores lições do ano sabático foi começar a colocar tudo “em perspetiva” e perceber que “grande parte das questões inquietantes não eram assim tão relevantes”. 

No ano de 2020, o Amaru e a Mariana decidiram acreditar e não deixar de tentar vencer o concurso que lhes iria permitir viajar pelo mundo, durante oito meses seguidos, deixando o quando para segundo plano, mas guardando a certeza de que se iria realizar.

Sagrados vencedores com o projeto A Ver Vamos, o plano inicial era partir no dia 27 de dezembro de 2020, mas a pandemia impediu o casal de começar a viagem. “Encarámos o adiamento do nosso gap year com uma certa racionalidade e sentido de responsabilidade. Os países que escolhemos incluir no nosso projeto têm sido particularmente afetados pela pandemia e terão pouco acesso a vacinas nos próximos meses, pelo que irmos já em dezembro teria significado incorrer em riscos para a saúde dos outros e mesmo para a nossa”, afirmam.

Em casa, como a pandemia assim obriga, Amaru e Mariana têm-se dedicado a conhecer mais sobre a América Latina. “Nos últimos meses começámos a consumir muito mais cultura latino-americana. Vimos várias séries colombianas, lemos livros de autores sul-americanos, começámos a ouvir podcasts de viagens e a tentar encontrar todas as dicas possíveis sobre viagens na zona”, explicam.

Apesar de a pausa obrigatória, a expetativa sobre o gap year não diminuiu.  “Logo que seja possível, esperamos que a viagem nos permita sermos expostos a realidades diferentes e que possamos ouvir as histórias das pessoas com quem nos cruzarmos, sentir a cultura, música e gastronomia de cada cantinho daqueles quatro países e aprender muito”, sublinham, referindo ainda que esperam que este ‘break’ os ajude a “encontrar novos interesses” e “quem sabe, mudar o rumo das vidas profissionais”.

A 7ª edição do Concurso Gap Year Portugal que todos os anos oferece 5.000 euros, no caso de a candidatura ser individual, ou 6.500 euros em caso de candidatura conjunta, a quem apresentar o melhor projeto de gap year, começou esta segunda-feira, dia 15 de março. As candidaturas estão abertas até dia 4 de julho.

“Depois de uma pandemia sem precedentes, e entre as várias dúvidas que essa mesma pandemia trouxe, há uma certeza que permanece: precisamos do mundo. Mais do que nunca, o gap year adquiriu um papel preponderante no futuro dos jovens. A liberdade que nos foi limitada deu-nos a certeza de que precisamos de experienciar mais, conhecer mais , viver mais. E o Concurso da Gap Year Portugal 2021 pretende ser a rampa de lançamento para um futuro mais”, garante a presidente da associação, Joana Dâmaso.

O desafio proposto pela associação é que os jovens organizem um plano detalhado do seu gap year, e expliquem o que gostariam de fazer durante um ano sabático, especificando os lugares e o tipo de experiências nas quais gostariam de se envolver, desde voluntariado a estágios. Os candidatos devem ter entre os 18 e os 27 anos e terem concluído um ciclo de ensino – secundário ou superior – este ano ou no anterior.

Para manter a aventura e os sonhos vivos, a Gap Year Portugal está também a organizar um evento com o intuito de inspirar, esclarecer e apoiar quem, apesar dos tempos difíceis que se vivem, continua a querer viajar, arriscar, conhecer. 

Este ano o Gap Year Summit vai realizar-se nos dias 17 e 18 de abril, no formato online. Com o mote “o ponto de partida”, a Associação quer que este seja o momento inicial para dar o primeiro empurrão e, por isso, o evento está dividido em pré, durante e pós gap year. Serão debatidos temas como a Saúde e Segurança em Viagem, uma das maiores preocupações atuais dos viajantes, que vai contar com a médica e blogger Andreia Castro, um workshop sobre Sustentabilidade em Viagem, e ainda contar com a participação de Raúl Manarte, João Kopke, entre outros. Sabe mais sobre o evento e em como podes participar aqui.