(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({});

Se vais candidatar-te a uma residência, informa-te o máximo possível sobre o processo e as datas para tal. Mas, se vais ficar numa casa/apartamento partilhado ou sozinho (eu divido um apartamento com mais três meninas), começa a procurar assim que souberes onde ficaste colocado. Eu soube que tinha sido colocada num sábado e no domingo eu já andava à procura. Para isso, recomendo sites e grupos do facebook (a menos que conheças alguém que tenha, ou alguém que conheça alguém que tenha, e consigas encontrar através da palavra).

Uma coisa importante que devem sempre ter em conta quando andam à procura de moradia, é procurar sempre saber o máximo possível antes de selar negócio. Para tal, basta seguir uma série de regras pequenas e bem básicas:

  1. Se a oferta é boa demais para ser verdade, provavelmente é falsa.
  2. Se o anúncio não tiver toda a informação de que precisas, envia um e-mail para o anunciante.
  3. Sem fotos, não há negócio.
  4. Procura várias possibilidades. Sempre. Só porque encontraste um bom não significa que deixes de procurar. Pelo menos, até selar o negócio.
  5. Não seles negócio pela internet! Tenta sempre visitar a casa antes de selar.



Tomem como exemplo o meu caso: de domingo até segunda feira, procurei incansavelmente um quarto em Coimbra. Guardei os mais interessantes nos favoritos e enviei um e-mail a todos os que me poderiam interessar se tivesse mais informação. Por exemplo, encontrei diversos quartos cuja única info era a renda mensal, a localização aproximada (normalmente, algo como “Junto ao centro comercial x” ou “Rua y“) e algumas fotos da casa e do quarto. Se esses itens me interessavam, eu procurei saber mais. Enviei um e-mail aos proprietários e eles responderam-me com o restante da informação. Abaixo um exemplo de e-mail que enviei:

Bom dia,
Sou uma potencial interessada neste anúncio. Contudo, antes de visitar o quarto, eu
gostava que me referisse se existem as seguintes condições:
– Despesas incluídas na renda mensal
– Internet
– Cozinha equipada
– Outras condições que o senhor possa considerar relevantes
Além disso, caso eu esteja interessada em visitá-lo no dia x, se será possível.
Muito obrigada pela atenção,
Nome

Enviei vários e-mails como este, sempre tentando saber tudo o que não estava disponível no anúncio. Nalguns casos, a resposta não me agradou. Noutros, sim. Eu encontrei quarto muito rapidamente e de uma forma rara: eu coloquei o meu número de telemóvel num dos e-mails e a senhora contactou-me. A oferta interessou-me e no mesmo dia fui visitar a casa. Selámos negócio e é onde estou agora. Mas muita gente – muita mesma – precisa de visitar várias casas antes de selar negocio e, de certo modo, isso é o ideal. Eu tive apenas sorte em encontrar o meu à primeira visita.

Além disso, procura quartos/apartamentos em que as despesas (água, luz, internet, gás, etc.) estejam incluídas na renda mensal. Às vezes, isso significa pagar um pouco mais, mas sabes sempre o que tens de pagar ao fim do mês e estás mais confortável nos gastos. Contudo, caso não consigas encontrar assim, tenta negociar com o inquilino ou procura uma renda baixa que possas conciliar com as despesas. Normalmente, os quartos, em Coimbra, rondam entre os 150 e os 200 euros. E, por último, tenta escolher uma casa com internet. Acredita, vais precisar dela! No Ensino Superior (presencial), só as aulas é que não são dadas online.

Tenta informar-te também quanto ao tipo de pessoas com quem vais partilhar a casa. Vai ser uma família? Outros estudantes? Trabalhadores? Estudantes Erasmus?Procura um ambiente que se adeque às tuas necessidades – no meu caso, preferi um ambiente calmo e sossegado.

Este é um excerto do artigo Mini-guia para candidatos e caloiros do blog Lemao Doce.