ISCEM – Instituto Superior de Comunicação Empresarial vai fechar antes do arranque do próximo ano letivo. A escola, que fica no Príncipe Real, em Lisboa, terá enviado cartas aos alunos, informando-os do encerramento.

A escola confirmou que os alunos estarão a receber as cartas mas que a secretaria da escola não tem acesso a esta informação. A direção da escola está, por enquanto, incontactável. No entanto, Observador adianta que, num comunicado enviado ao corpo docente e discente, a diretora alega que o Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior aplicou “o encerramento compulsivo, imediato, não abrindo o ISCEM no próximo ano letivo 2019/2020, com previsão para o encerramento no final de setembro de 2019″, uma decisão tomada ao abrigo do regime jurídico das instituições de ensino superior, nomeadamente o artigo 153.º.



Os alunos da escola receberam nos últimos dias cartas, informando-os do encerramento da escola superior e adicionando que seriam reencaminhados para outras instituições com cursos idênticos. Ainda este domingo, adianta o Observador, o instituto terá enviado aos alunos um email, lamentando a notícia e referindo que o encerramento da instituição do ensino politécnico não depende do mesmo. “Lamento profundamente o sucedido ao ISCEM, totalmente alheio a minha vontade”, detalha Regina Moreira, membro da organização, no documento enviado aos estudantes e a que o Observador teve acesso. No email,Regina Campos Moreira esclarece que todos os alunos terão vaga garantida noutra instituição, como está previsto na lei, sugerindo como alternativas a Escola Superior de Comunicação Social, o ISCTE — Instituto Universitário de Lisboa e o Instituto Politécnico de Setúbal. No entanto, fonte oficial garante que a maioria será reencaminhada para o Politécnico de Lisboa.

Com mais de 25 anos de história, o ISCEM já formou mais de 10 mil alunos nos cursos de comunicação empresarial, gestão turística e evento culturais, gestão de marketing e marketing estratégico. Um dos mais conhecidos alumni da instituição é o chef português José Avillez, que lá estudou comunicação empresarial e marketing. Entre os professores do curso de comunicação empresarial estão nomes como o de Vítor Gonçalves (RTP), Flor Pedroso (RTP) e Carlos Magno (ex-ERC).