(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({});

Mais de 40 estudantes do ensino superior no Porto estão infetados com Covid-19, concluiu o rastreio iniciado depois de um aluno do programa Erasmus da Universidade ter testado positivo, avançou esta quinta-feira a Administração Regional de Saúde do Norte (ARS-N). Na Universidade do Porto são 41 os casos positivos, segundo a instituição.

Em resposta à agência Lusa, a ARS-N explicou que, no sábado, a autoridade de saúde do Agrupamento de Centros de Saúde (ACES) Porto Oriental teve conhecimento de que um estudante do programa Erasmus [de mobilidade académica entre estudantes de todo o mundo] da Universidade do Porto (U.Porto) testou positivo para a Covid-19.



Depois de “efetuada a investigação epidemiológica”, foram rastreados os contactos do aluno e identificados, até ao momento, 49 casos positivos associados a este surto, acrescentou a ARS-N. Segundo a ARS-Norte, o processo está a ser acompanhado pelas autoridades de saúde, em articulação com “os responsáveis das Instituições de Ensino”.

As autoridades de saúde determinaram o isolamento domiciliário dos casos positivos e respetivos coabitantes, “dado que os contactos mantidos em contexto de aula foram considerados de baixo risco tendo em conta os procedimentos de segurança implementados na Universidade do Porto (uso de máscara obrigatório, distanciamento físico, disponibilização de meios de higienização das mãos, etc.)”, explica o comunicado.

20 alunos infetados em surto na Universidade de Aveiro

Numa nota enviada à comunidade académica, a que a Lusa teve acesso, o reitor da UA, Paulo Jorge Ferreira, revelou que as autoridades de saúde confirmaram esta quinta-feira infeção por SARS-CoV-2 de mais cinco universitários.

“Estes novos casos estão relacionados com o contágio já identificado pelas autoridades de saúde e que contabiliza agora um total de 20 casos positivos”, lê-se na nota.

O reitor refere ainda que todos os contactos de risco identificados pelas autoridades de saúde serão testados, renovando o apelo ao cumprimento das medidas de segurança, dentro e fora da Universidade.

Na quarta-feira, a UA informou que 15 estudantes que frequentam a instituição através do programa Erasmus tinham testado positivo à covid-19, encontrando-se em isolamento nas suas casas.

Posteriormente, o reitor adiantou que os estudantes infetados eram de nacionalidade espanhola.

De acordo com a UA, o contágio ocorreu ainda durante a semana passada, num evento externo à Universidade.