(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({});

O The Lisbon MBA Part Time, o MBA da Católica-Lisbon School of Business and Economics (Católica-Lisbon) e da Nova School of Business and Economic (Nova SBE), entrou, pela primeira vez, para o ranking de MBA executivos do Financial Times, de acordo com o comunicado enviado às redacções. Este é o único programa português deste género a entrar para esta lista.

O progresso na carreira de antigos alunos, tido em conta nomeadamente através do crescimento salarial, é um dos pontos que justificam esta entrada. O comunicado explica ainda que outros factores tidos em conta para a entrada para esta lista são: a diversidade e qualidade do corpo docente e a qualidade da investigação de ambas as universidades.

Esta lista elaborada pelo jornal Financial Times, e onde o The Lisbon MBA surge no lugar 99, é tida como uma referência no que diz respeito a estes programas. As tabelas são feitas com base em vários critérios como é o caso dos salários três anos após a realização do MBA. O programa internacional já consta dos rankings internacionais, como noticiamos no início do ano.

“Depois de o nosso programa internacional, que temos em parceria com o MIT, constar entre os melhores do mundo, é agora a vez do nosso Programa de MBA Part Time entrar também neste ranking tão exclusivo. É um enorme motivo de orgulho para nós termos ambos os programas no ranking do Financial Times, a referência a nível mundial”, afirma Anabela Possidónio, directora-executiva do The Lisbon MBA, em comunicado.

“É um resultado fantástico e deve-se, em muito, à parceria das duas melhores escolas de negócio do país, ao apoio dos nossos mecenas e ao trabalho do nosso corpo docente que, a par de uma formação técnica sólida, tem contribuído para desenvolver líderes, com inovação, criatividade, empreendedorismo e uma visão e experiência internacional”, acrescentou.