(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({});

O «Prémio Gandhi de Educação para a Cidadania» já chegou às escolas. Esta iniciativa do Ministério da Educação, destinada a alunos dos ensinos básico e secundário, visa reconhecer e distinguir agrupamentos de escolas e escolas não agrupadas, bem como estabelecimentos do ensino particular e cooperativo, que apresentem projetos de cidadania promotores do desenvolvimento de competências essenciais de formação cidadã, enquadrados na Estratégia Nacional de Educação para a Cidadania (ENEC) e no Perfil dos Alunos à Saída da Escolaridade Obrigatória.

O tema do Prémio é definido anualmente, sempre em conformidade com os domínios da ENEC, sendo esta primeira edição dedicada ao «Bem-estar Animal».

A iniciativa destina-se a alunos dos ensinos básico e secundário, privilegiando-se o envolvimento de alunos de diferentes anos de escolaridade, e cada Agrupamento de Escolas/Escola Não Agrupada/Escola Profissional/Escola do Ensino Particular e Cooperativo pode candidatar-se com um projeto. 

Desde documentos escritos ou multimédia, a produções artísticas ou a projetos comunitários, os projetos podem assumir diversos formatos, e a candidatura deve ser acompanhada de um vídeo curto (2-3 minutos), gravado por alunos envolvidos no projeto, que conte a história de construção e implementação do mesmo. 

Atendendo aos constrangimentos causados pela pandemia da Covid-19, as datas para submissão de candidaturas e votação online foram ajustadas, face ao que está fixado em regulamento. Assim, os alunos terão, este ano letivo, até ao final da última semana de maio para submeter candidaturas, e a votação online, aberta a toda a comunidade educativa, decorrerá na segunda semana de junho. Desse escrutínio resultarão os 50 projetos finalistas, que o júri avaliará, selecionando os 30 projetos vencedores, que serão anunciados publicamente a 2 de outubro, Dia Internacional da Não Violência.

Com o «Prémio Gandhi» pretende-se não apenas honrar Mahatma Gandhi como um dos grandes líderes pacifistas do Sec. XX, mas também dar a conhecer a visão humanista das suas ideias no combate à intolerância, à discriminação e ao autoritarismo, estimulando a participação ativa dos alunos e das escolas na construção de sociedades mais justas, solidárias, igualitárias e inclusivas (mais informações em anexo).

Para mais informações, acede ao regulamento do Prémio Gandhi e ao resumo da informação sobre a iniciativa.