(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({});

Calma. Respira. Está tudo bem. Esse não é o curso que queres pois não? Não queres sair por causa dos teus amigos, tens medo dos comentários que possam fazer, sentes-te culpado/a por teres estado a gastar dinheiro em propinas… Eu percebo. Já estive desse lado. Já mudei de curso duas vezes e não me arrependo de nenhuma. O caminho que fiz levou -me onde estou hoje e não podia estar mais feliz.

Os amigos? Os verdadeiros ficam. Se não ficarem era porque eram simplesmente colegas, o que não tem mal! Acontece… há pessoas que só estão connosco durante um certo período da nossa vida. Podem ser marcantes, ajudaram-nos com várias coisas, mas são dali e não são da vida. E isso é normal. Posso dizer que fiquei numa faculdade por causa de pessoas que hoje não me são nada, apenas memórias, e que uma amiga minha, que saiu e foi para outra faculdade, continuo a dar-se comigo. Até sinto que a nossa amizade ficou cada vez mais forte depois disso.



Os comentários? É não ligar. É difícil, eu sei. Mas comentários toda a gente faz, seja de que tipo for. O importante é estares de consciência tranquila com a tua decisão. O que interessa o que os outros pensam? Não são essas pessoas que vão viver a tua vida. És tu! E é importante que estejas feliz com isso. Hoje em dia nós vamos para a faculdade por causa do futuro, para ter um emprego. Queremos emprego na área em que estamos a tirar o curso superior. Já pensaste que maior parte da tua vida vai ser a trabalhar? Onde te imaginas daqui a 10 anos? Imaginas-te a trabalhar nesse curso que estás agora? E estás feliz? Se a resposta foi não a qualquer uma das perguntas, acho que já sabes a resposta acerca da indecisão da mudança do curso.

Foi exatamente essas perguntas que fiz a mim mesma e que me fizeram mudar.

Se ouvi comentários? Tantos! “É desta?” “À terceira é de vez!” “Outra vez?” “Então, ainda não desististe desse curso?” “Estás perdida.” Ouvi isto e muito mais.

Felizmente tenho uma família que me apoia sempre e que nunca se opôs às minhas mudanças, o que facilitou imenso o processo.

Mesmo que, após teres lido este texto, continuas a não querer mudar, tudo bem! O que na verdade importa é que estejas de consciência tranquila com a tua decisão e que esta te faça feliz. E podes sempre tirar as licenciaturas e os mestrados que quiseres! Tens a vida toda pela frente. Somos jovens, temos tempo para tomar as nossas decisões. Por isso… Calma. Respira. Está tudo bem.  

Colabora!

Este texto faz parte de uma série de textos de opinião de alunos do ensino secundário e superior sobre a sua visão do ensino e da educação.

Gostavas de publicar um texto? Colabora connosco.