(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({});

Com uma sólida reputação na formação de profissionais qualificados nas áreas de contabilidade, auditoria, fiscalidade e controlo de gestão, o Mestrado em Contabilidade oferecido pela Iscte Business School (IBS) distingue-se não só pelo corpo docente altamente qualificado na área, como ainda pelo Duplo Grau que é oferecido aos seus alunos, numa parceria com a Florida International University (EUA).

Desde já agradecemos muito à Diretora do Mestrado, a Professora Doutora Ana Isabel Lopes, pela amabilidade e disponibilidade ao aceitar o nosso convite para dar o seu testemunho e falar um pouco mais sobre todas as vantagens e oportunidades que poderás encontrar neste curso:

Atualmente, a área da Contabilidade assume-se como primordial para a compreensão dos negócios e para a comunicação das empresas com os seus stakeholdes. O Mestrado em Contabilidade da Iscte Business School (IBS) poderá proporcionar um grande impulso para uma carreira bem-sucedida, que na sua génese envolve as áreas financeiras, do controlo de gestão, da auditoria, da fiscalidade, da consultadoria de gestão, da análise de riscos, da inspeção forense e do compliance, entre tantas outras, garantindo grande versatilidade de opções de carreira. Concluído o grau, enquanto alguns preferirão ingressar em departamentos financeiros e/ou de planeamento e controlo de médias e grandes empresas, outros poderão enveredar para a gestão e consultadoria financeira ou fiscal, em empresas de contabilidade, de auditoria, com maior ou menor grau de autonomia profissional. Alguns poderão desde cedo apostar na criação do seu próprio negócio ou preferir desenvolver a sua carreira em empresas já bem estabelecidas, podendo atingir posições executivas relevantes. Ao complementar formação anterior e mediante a análise dos percursos académicos, pode ainda permitir o acesso a Ordens Profissionais, como é o caso dos Contabilistas Certificados e dos Revisores Oficiais de Contas, de procura crescente pelo tecido empresarial, e de reputação inegável no atual panorama nacional e internacional.

Tem um conjunto de docentes altamente qualificado, conhecedor das exigências atuais e futuras da área da Contabilidade, e que partilha com os alunos experiências e saberes num ambiente dinâmico e interativo. Frequentemente as aulas contam com oradores convidados, executivos com posições de relevo e/ou ex-alunos do MSc em Contabilidade (que testemunham o contributo deste Mestrado para a sua carreira profissional). Neste último ano, atípico devido à pandemia, professores e alunos, em sala e simultaneamente em casa, conseguiram criar as melhores dinâmicas de aprendizagem, sem lacunas, com a proximidade e qualidade de ensino que caracteriza o Iscte.

O Mestrado em Contabilidade possibilita o desenvolvimento rápido da carreira profissional. Dos mais curiosos intelectualmente, dos mais pró-ativos, dos que se desafiam constantemente, dos que aprendem de forma eficaz e eficiente, dos que se orgulham de ser “Mestres em Contabilidade” e que enfrentam o mercado empresarial – altamente exigente e desafiador – com garra! As entidades que têm recrutado os nossos Mestres em Contabilidade reconhecem a qualidade da formação e esperam que essa qualidade se mantenha. Em suma, este Mestrado é uma fonte de criação de valor para o estudante e para quem irá beneficiar do seu conhecimento no futuro, e tem acompanhado a mudança na forma como as sociedades (e a economia) encaram os negócios e o seu reporte, no uso de tecnologias digitais, e na importância acrescida que as organizações atribuem ao papel do “Accountant” nas suas várias vertentes.

Convidámos ainda a Inês Macedo, estudante do 1º ano do Mestrado, a dar-nos a sua visão do curso e o impacto e importância que este tem na sua vida académica e profissional:

O que te levou a escolher o Mestrado em Contabilidade no Iscte – Instituto Universitário de Lisboa?

I.M.: Ao longo da minha Licenciatura em Gestão e de alguns projetos em que estive envolvida, tive a oportunidade de explorar bastante a área da Contabilidade, e acabou de facto por ser a área que mais gostei de aprender e trabalhar durante o curso, e na qual me via a trabalhar no futuro.

A escolha do Mestrado no Iscte acabou por ser uma escolha fácil, uma vez que me permitia não só aprofundar os conhecimentos que já tinha, como explorar outras temáticas interligadas, como a fiscalidade ou a auditoria, numa faculdade prestigiada e com uma forte reputação e reconhecimento em Portugal.

Qual é a tua opinião sobre o Duplo Grau que este Mestrado oferece?

I.M.: Acredito que é uma mais-valia para o curso e para todos os alunos que gostariam de ter uma experiência internacional durante o Mestrado. Além disso, proporciona uma boa oportunidade para viver e conhecer mais da cultura de outro país, enriquecendo ainda mais o currículo ao mesmo tempo.

Sentes que o curso e a própria instituição corresponderam às tuas expectativas, mesmo durante a pandemia?

I.M.: Infelizmente no momento em que ingressei no Mestrado já vivíamos em pandemia, e como tudo o que isso implica, também a minha experiência acabou por ser afetada negativamente. No entanto, senti desde o primeiro momento, o apoio dos professores, que foram incansáveis para tornar a situação o mais fácil possível perante as adversidades, e que estiveram sempre muito presentes e disponíveis ao longo deste ano.

Na tua opinião, sentes que este Mestrado contribui para a tua evolução profissional e te pode abrir mais portas no mercado de trabalho?

I.M.: Sem dúvida. Tanto pela variedade de matérias lecionadas, como pela qualidade dos professores e do seu ensino, considero este Mestrado como uma mais-valia ao currículo de alguém que no futuro pretende trabalhar na área.

Do ponto de vista pessoal, considero que esta tem sido uma enorme aprendizagem ao longo do ano, e que me tem permitido explorar temáticas que não estavam tão presentes, e que me serão certamente úteis no futuro. Do ponto de vista profissional, além de ser um Mestrado muito reconhecido no mercado, acaba por ser muito amplo dentro da Contabilidade, possibilitando diferentes saídas no mercado de trabalho.

Quais as 3 palavras que escolhias para descrever este curso e quais os conselhos que gostarias de dar a um futuro estudante do Mestrado em Contabilidade no Iscte – Instituto Universitário de Lisboa?

I.M.: As 3 palavras que escolhia para descrever este curso são as seguintes: exigência, multidisciplinariedade e recompensador. Exigência por ser um Mestrado que exige muito do aluno, quer por ser regime trimestral, o que implica um estudo muito contínuo, como também por todas as cadeiras estarem muito interligadas entre si. Multidisciplinariedade porque permite não só explorar temáticas diferentes dentro da Contabilidade, como trabalhar ao longo do ano com pessoas diferentes. E recompensador, porque saio com a sensação de ter aprendido imenso ao longo do ano, e de estar totalmente preparada para os desafios que enfrentarei no futuro. 

Os conselhos que eu daria a um futuro aluno do Mestrado de Contabilidade seriam para estar sempre muito presente quer no estudo quer na matéria, porque acontece tudo muito rápido e está tudo muito interligado, pelo que é fácil perdermo-nos. E para aproveitar outras experiências e atividades dentro do Iscte, tanto ao nível dos eventos organizados pelo Career Services, como por exemplo ingressando na Iscte Junior Consulting, que é uma oportunidade única para crescer ainda mais e complementar as aprendizagens do Mestrado.

Se estes testemunhos te deixaram curioso/a, o Mestrado em Contabilidade da Iscte Business School tem as candidaturas abertas até ao próximo dia 14 de junho, a todos os licenciados que tenham domínio da língua inglesa.

Podes realizar aqui a tua candidatura e ficar a conhecer todos os documentos que necessitas para abraçar este novo desafio académico, ao mesmo tempo que enriqueces o teu percurso profissional.

Aceitas este desafio?

Se tens interesse por esta área, aproveitamos para divulgar o workshop sobre “A Relevância da Contabilidade para as Organizações e a Sociedade no Presente e no Futuro” que decorreu esta semana no Iscte: 

Artigo elaborado em parceria com a Iscte Business School.