(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({});

A par desta crise pandémica, surgiram tantos outros problemas que derivam do isolamento social a que estamos sujeitos. Problemas na economia, problemas no ensino… chegamos ao ponto fulcral do meu artigo!

Aos alunos que lutavam e continuam a lutar pela entrada no ensino superior direciono as minhas palavras. Mesmo que as novas circunstâncias em que a matéria é lecionada não vos permita estar tão motivados, proíbam-se de baixarem os braços. Mesmo que o novo método para o cálculo da vossa nota de candidatura não vos agrade, não se desleixem.



Aproveitem esta etapa para pensarem qual o curso que querem realmente seguir, dediquem parte do vosso tempo a pesquisar planos curriculares dos cursos que mais vos despertam curiosidade, vejam testemunhos de alunos universitários…

Escolham com consciência porque de certa forma isto vai definir parte do vosso percurso! Tentem conciliar o que gostam com possíveis saídas profissionais, realçando também a empregabilidade do curso ( também é um fator muito importante!).

Concentrem se nisto e depois terão tempo para sentir a típica ansiedade dos dias anteriores ao ingresso na faculdade.

Mantenham o vosso foco, persistam em alcançar os vossos objetivos! Não temam se não conseguirem atingir os resultados “brilhantes” nos exames nacionais. Não exijam demasiado de vocês, nem elevem as expectativas de uma forma absurda. Saliento que o crucial é terem confiança nas vossas capacidades bem como terem noção das vossas dificuldades. Tudo há de correr pelo melhor e daqui a alguns meses isto fará parte das vossas memórias boas…

Isto é apenas um testemunho e um incentivo de uma recente aluna universitária!

Colabora!

Este texto faz parte de uma série de textos de opinião de alunos do ensino secundário e superior sobre a sua visão do ensino e da educação.

Gostavas de publicar um texto? Colabora connosco.