(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({});

Desde sempre que ouço dizer que estar na faculdade equivale a estar cheio de trabalhos, testes e apresentações, estar sobrecarregado de responsabilidades e não ter tempo para mais nada.

Entrei este ano para a universidade e tenho-vos a dizer que não tem nada a ver com o que tanto diziam, talvez por ter criado expectativas demasiado altas quanto à extrema dificuldade que seria ou então simplesmente porque se resume tudo a uma coisa: gestão de tempo.

Se há coisa que a faculdade mete à prova nos estudantes é a sua eficácia quanto a gerir o seu tempo e é aí que se vê se é ou não possível ter tempo para tudo. Portanto, será esta história de não ter tempo para nada na faculdade, um mito ou uma verdade? MITO e vão já perceber o porquê!



Não vou dizer que a época de exames não é atribulada e não exige um enorme foco nos estudos, é inegável. Mas seja durante o semestre ou durante a época de exames há tempo para tudo o que quisermos fazer: estudar, dormir, estar com amigos e família, fazer exercício físico, continuar a praticar as atividades extracurriculares, etc. Para que isto seja possível apenas tem de se maximizar o tempo e geri-lo da melhor forma. Deixo-te aqui 3 dicas que podes usar a teu favor seja em época de exames ou em qualquer outra altura que sintas necessidade para tal (o meu conselho é que seja sempre!)

1 – Must have: AGENDA

Uma das coisas a que passei a dar valor foi a agenda. Sem esta seria muito difícil perceber o tempo que ainda me resta numa semana, seja por estar preenchida com trabalhos de grupo, aulas extra ou até momentos de lazer. Já para não falar que a agenda evita que nos esqueçamos de coisas que tenhamos marcadas, algo muito habitual tendo em conta a quantidade de pensamentos que estão constantemente a passar na cabeça dos estudantes. Portanto, seja no telemóvel, seja um caderno ou até uma simples folha, tenham sempre a vossa agenda convosco e não tenham problemas em apontar tudo e mais alguma coisa, até todas as pequenas tarefas que têm de fazer naquele dia.

2 – To do list

Se pensas que uma to do list não te faz, nem vai fazer falta, estás enganado. Este é um dos métodos mais eficazes no que toca a cumprir todas as tarefas que tenhas, sejam de curto ou longo prazo. Esta técnica é tão simples quanto criar uma lista, por exemplo, nas notas do teu telemóvel, com todas as tarefas que tenhas para fazer nesse dia, nessa semana ou nesse mês. Podes até organizar as tarefas por prioridades, áreas ou outros, tudo o que te possa ajudar a cumprir com o que pretendes.

3 – Organização hora-a-hora

Outra técnica importante, que talvez possa parecer estranha, baseia-se em dividir e organizar as horas do dia ou os dias da semana pelas várias coisas que queremos ou temos de fazer. Permite-nos perceber o tempo que podemos dedicar a cada coisa, definir prioridades e evitar desperdícios de momentos que, bem organizados, nos permitem fazer muito.

Agarra na tua “to do list” e aproveita um momento livre do teu dia para organizar o teu tempo pelas várias tarefas que tens de completar, seja por escrito ou até mentalmente. Dou o meu exemplo em que, durante o meu percurso até casa ou até à faculdade, vou a definir que coisas vou tratar nesse dia, a que horas e como. Tendo em conta o tempo que ainda me resta desse dia, defino objetivos específicos para completar o que pretendo, seja resumir 1 capítulo de matéria, ver televisão durante 1 hora ou fazer 10 exercícios.

À primeira vista, estas dicas talvez possam parecer insignificantes, mas no final do dia faz toda a indiferença. Com estas pequenas coisas que acrescentei na minha rotina, comecei a sentir-me mais produtiva e satisfeita com o quanto tinha conseguido fazer nas mesmas 24 horas que antes tinha, não deixando nunca de ter tempo para estar com os meus amigos, família ou para qualquer outro tipo de lazer. Agora sei que até os 5 minutos à espera do metro ou a fila infinita do bar podem ser aproveitados e fazer toda a diferença no meu dia.