(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({});

Para ti que és mais velho e te sentes um pouco nervoso por te candidatares à faculdade, depois de todos os teus amigos o terem feito na altura “certa”, mas o que é de facto a altura certa? Quando a sociedade te incute que aos 18 anos tens de estar a iniciar um curso na universidade?

Cada pessoa tem o seu ritmo, razões e preferências, e não tem necessariamente de seguir o mesmo caminho.

Sempre segui o meu instinto, desde pequena que sou bastante independente, talvez por ter crescido num meio familiar complicado, mas mesmo assim sempre fui uma aluna interessada na escola e na aprendizagem, porém não tive a mesma oportunidade financeira de continuar os estudos logo após terminar o secundário.



Terminei o meu curso profissional na área do turismo e comecei logo a trabalhar na nos cruzeiros para poder realizar o meu primeiro sonho, ter a minha carta de condução.

Mal o consegui, comecei a trabalhar para realizar o sonho seguinte, prosseguir os estudos e enveredei pela Escola de Hotelaria e Turismo do Porto, onde terminei com sucesso o curso de Gestão de Turismo.

Apesar de já ter formação especializada para exercer a minha profissão, e várias experiências de trabalho depois, sempre existiu em mim uma voz que me dizia que tinha de tentar e trabalhar para obter a licenciatura.

Então este ano finalmente candidatei-me através do concurso nacional de acesso, mesmo depois de ter saído do secundário há 6 anos e estar a trabalhar atualmente sem muito tempo para dedicar aos estudos.

Hoje estou aqui à espera do resultado, como tantos milhares de outros sonhadores.

Nunca desistas, mesmo quando te dizem que não devias, que não faz sentido, que é tarde. Existem coisas que podemos ir perdendo ao longo do tempo: o dinheiro, o carro, a casa, as oportunidades. Mas o conhecimento e as experiências fazem parte de nós e transformam-nos ao longo da vida em pessoas melhores e isso nunca perderás. Luta e terás sucesso.

Colabora!

Este texto faz parte de uma série de textos de opinião de alunos do ensino secundário e superior sobre a sua visão do ensino e da educação.

Gostavas de publicar um texto? Colabora connosco.