(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({});

Vivemos num mundo onde o Movimento Júnior tem, cada vez mais, um lugar de destaque. Os projetos desenvolvidos no contexto académico expandem os horizontes para além das competências adquiridas nas aulas e são bem vistos tanto pelas próprias instituições, como pelo mercado de trabalho. Foi neste contexto que surgiram as Júnior Iniciativas, projetos desenvolvidos por estudantes universitários com o objetivo de prestar serviços a empresas e apostar na formação complementar à aprendizagem académica. As Júnior Iniciativas são reconhecidas pela JE Portugal, a federação de Júnior Empresas em Portugal que veio unificar, representar e potenciar o movimento. Estas são aprovadas como qualquer grupo formal ou informal, de estudantes universitários, que solicitem à federação esse reconhecimento e que integrem os programas de acompanhamento e desenvolvimento estabelecidos para a criação de uma Júnior Empresa. A necessidade de desenvolver projetos desta envergadura está ligada com a ambição dos estudantes em conciliar os conhecimentos adquiridos na licenciatura, ou mestrado, com o mercado de trabalho.



Se não houver dinamismo nos jovens para a criação de projetos que sirvam tanto os seus próprios interesses, como os do mercado de trabalho, tudo continuará igual. Desta forma, os jovens são ativamente chamados a envolverem-se na rampa de lançamento para a realidade profissional – as Júnior Empresas, que estão a começar a ganhar visibilidade no tecido empresarial português. Tratam-se de associações sem fins lucrativos, fundadas e geridas por estudantes do ensino superior que, com vontade de acrescentar valor à sua formação, prestam serviços profissionais a empresas e instituições. A LisbonPH é a Júnior Empresa da Faculdade de Farmácia da Universidade de Lisboa e, desde 2013, tem como missão promover o desenvolvimento do Profissional de Saúde do futuro, empreendedor, criativo e multidisciplinar

Surgem então dois conceitos distintos, mas que estão interligados no Movimento Júnior. Enquanto as Júnior Iniciativas são organizações que se encontram em desenvolvimento, as Júnior Empresas já são organizações federadas pela JE Portugal e estão inseridas numa network que garante a qualidade destas estruturas. Podemos dizer que as Júnior Empresas são o next step das Júnior Iniciativas, e esta realidade permite-nos vivenciar diariamente experiências que nos abrem um leque de novas oportunidades e desafios. Acreditamos vivamente no “learning by doing” e, desta forma, contactamos com clientes, organizamos cursos e eventos, resolvemos problemas com inovação e criatividade, tentamos estabelecer uma relação mais próxima com o mercado de trabalho e, o mais importante de tudo, temos a possibilidade de mergulhar na realidade das empresas e de moldar o nosso futuro profissional.

Perante o cenário vivido durante esta pandemia, a LisbonPH expandiu mais uma vez os seus horizontes e realizou a segunda edição do “Get To Know LisbonPH” via online, no passado dia 16 de julho. Para além do caráter formativo implícito neste evento, a LisbonPH deu a conhecer às Júnior Iniciativas de Portugal, como se encontra organizada ao nível dos seus departamentos, a forma como trabalha, as estratégias adotadas e as suas funções. Sendo momentos como a prática de networking, o debate de temas da atualidade, os diferentes backgrounds, as best practices e as trocas de experiências vivenciadas em momentos como este, os grandes impulsionadores da evolução do Movimento Júnior.

A network onde estamos inseridos é pautada por um grupo de jovens sedentos por conhecimento e que querem sempre quebrar barreiras e voar mais alto. Tornando a cooperação entre todo este movimento um elemento fulcral na maximização dos resultados e na potenciação de cada elemento.