Parlamento 100% dedicado à saúde chega a Portugal

O primeiro Parlamento 100% dedicado à saúde está a recrutar. A iniciativa, designada Health Parliament Portugal, pretende por jovens entre os 21 e os 40 anos a discutir a saúde com o objetivo final de apresentarem recomendações no Parlamento.

Os 60 jovens serão distribuídos por seis comissões parlamentares e irão discutir seis temas ao longo de seis meses.

Os ex-ministros da Saúde Maria de Belém Roseira, Paulo Macedo ou o investigador e deputado, Alexandre Quintanilha, são apenas três exemplos de personalidades de reconhecido mérito que integrarão o projeto na qualidade de curadores, apoiando os jovens nas seis comissões parlamentares onde serão integrados.

“O doente no centro da decisão: que impacto sobre os profissionais e cuidados de saúde”, “ética: o que espera a sociedade dos cuidados de saúde”, “saúde mental: de parente pobre a investimento com retorno”, “barreiras aos cuidados de saúde: que desafios demográficos, realidades locais e futuras respostas”, “tecnologias de informação em saúde: que promessa tecnológica e desafios sociais”, “economia do conhecimento: como potenciar o impacto da I&D na economia” são os seis temas que estarão em debate no parlamento da saúde entre janeiro e junho do próximo ano, e que são considerados de primordial importância para o serviço de saúde português.

Os interessados em fazer parte deste parlamento 100% dedicado à saúde podem candidatar-se através do site da iniciativa até ao dia 28 de outubro.