(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({});

Depois de uma semana de provas chegaram ao fim as 31ªs Olimpíadas Internacionais de Informática. O evento terminou este domingo com a participação de 327 alunos de escolas secundárias de 87 diferentes países ou regiões e Portugal subiu ao pódio com Kevin Pucci, da Escola Secundária Dr. Júlio Martins, em Chaves.

Para além de Kevin Pucci, a delegação portuguesa foi constituída por Pedro Dias, da Escola Alemã de Lisboa, e Ricardo Antunes da Escola Secundária de Castro Verde. Com esta conquista o país acumula duas medalhas de prata, depois de a primeira ter sido conseguida em 2018, e oito de bronze.



Portugal participa neste evento desde 1992, enviando os seus melhores alunos selecionados através das Olimpíadas Nacionais de Informática, promovidas e organizadas pela Associação para a Promoção e Desenvolvimento da Sociedade da Informação – Apdsi, em colaboração com o Departmento de Ciências da Computação da Faculdade de Ciências da Universidade do Porto.

Durante as Olimpíadas foram também entregues os prémios correspondentes ao Concurso Ibero-Americano de Informática e Computação, uma prova internacional destinada a preparar os melhores alunos de vários países da América Latina e da Península Ibérica para este evento que decorreu em Azerbaijão.

Os melhores alunos das Olimpíadas Nacionais foram convidados para representar Portugal no Concurso e o resultado global foi uma medalha de ouro (Kevin Pucci), duas de prata (Pedro Dias e Diogo Nogueira) e três de bronze (Paulo Cortesão, André Guimarães e David Nassauer).

Em 2020, vai ser Singapura a acolher mais uma edição das Olimpíadas Internacionais de Informática, num evento que põe à prova os conhecimentos informáticos e algorítmicos de todos os participantes, que dão o seu melhor para representarem o seu país.