(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({});

O Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior anunciou, esta sexta-feira, que haverá um “reforço de vagas” nos cursos com mais procura no ensino superior.

Num comunicado, divulgado hoje, a tutela refere que vão ficar disponíveis mais 4.700 vagas, ainda na primeira fase do concurso nacional, elevando para 56.866 o total de lugares no Ensino Superior.

“Representa um aumento de 10% face ao ano passado, com reforço de vagas sobretudo nos cursos com mais procura e incluindo mais cerca de 400 vagas nos cursos com maior concentração de melhores alunos, as quais crescem 26% face ao ano anterior”, explica o ministério.



No documento é ainda referido que este “reforço de vagas” ocorre “sobretudo nos cursos com mais procura, incluindo mais 399 vagas nos 17 ciclos de estudo com maior concentração de melhores alunos face a 2019 (excetuando Medicina), que assim têm um crescimento de vagas de cerca de 26% face ao ano anterior”.

O ministério faz ainda saber que os novos números de vagas para todos os cursos serão “disponibilizados, em detalhe, até dia 8 de setembro no sítio na Internet da Direção-Geral do Ensino Superior (DGES)”.

Assim, será dada aos candidatos a possibilidade de atualizarem as suas opções de cursos.

“Todos os candidatos que submeteram a sua candidatura no prazo de candidatura à primeira fase do concurso nacional de acesso ao ensino superior público podem, caso pretendam, atualizar as suas opções de candidatura entre 9 e 11 de setembro na plataforma de candidaturas ‘online'”, no sítio na Internet da DGES, lê-se também no comunicado.