Resposta ao desafios da atualidade: Mestrado em Gestão de Serviços e da Tecnologia

Fotografia de Hugo Alexandre Cruz/Iscte.

Entre as maiores consequências da pandemia de Coronavírus (Covid-19) podemos destacar: um ambiente económico mais desafiante que, por si, levou a uma maior ênfase na sustentabilidade; e problemas na cadeia de suprimentos, os quais geraram uma maior escassez de produtos e um aumento do preço dos mesmos. Desse modo, torna-se fundamental a existência de profissionais altamente qualificados no mercado de trabalho, que possam garantir não só a satisfação do consumidor como ainda organizar toda a logística interna dentro das organizações, para que os produtos cheguem ao destino com a maior qualidade no menor tempo possível. Todos estes fatores permitirão às organizações a agregação de valor e, consequentemente, a fidelização do seu público.

Atento a todos estes indicadores, o Iscte – Instituto Universitário de Lisboa disponibiliza na sua oferta formativa o Mestrado em Gestão de Serviços e da Tecnologia, com a duração de 2 anos e totalmente ministrado em inglês. Este curso, pertencente à Iscte Business School, oferece aos seus alunos uma experiência avançada única em Tecnologia e Gestão de Operações, com grande ênfase na indústria e serviços.

Porquê contratar um especialista em Gestão de Serviços e Tecnologia?

As organizações e empresas precisam de um alto nível de resiliência para se adaptarem a grandes disrupções, desenvolvendo planos e estratégias eficazes e capazes de ultrapassar os desafios que lhes são impostos. O mercado está cada vez mais imprevisível e, nesse sentido, um especialista em Gestão de Serviços e Tecnologia poderá não só aconselhar como desenvolver as melhores estratégias em prol dos objetivos específicos das organizações e empresas para as quais trabalha, ajudando-as a superar a concorrência.

Quais são as perspetivas futuras nesta área?

Não foi só o ambiente económico nacional que sofreu com as consequências da pandemia. A nível internacional, estes efeitos também se fizeram sentir, aliados a outros fatores como o Brexit e o impacto ambiental das atividades logísticas e da cadeia de suprimentos. Por esta razão prevê-se uma procura crescente por especialistas em Gestão de Serviços e Tecnologia, não só a nível nacional como internacional.

Em que setores do mercado posso trabalhar?

Os setores mais representados no recrutamento destes especialistas são a Grande Distribuição & Retalho, Banca, Indústria & Energia, Retalho & Serviços.

O que posso esperar deste Mestrado?

O Mestrado em Gestão de Serviços e da Tecnologia é caraterizado pelo Plano de Estudos interdisciplinar que permite aos seus alunos a aquisição de conhecimentos em diversas áreas, proporcionando-lhes uma maior flexibilidade no mercado de trabalho.

Para além do equilíbrio entre as componentes prática e teórica, este curso oferece ainda uma parceria de Duplo Grau com outras Universidades estrangeiras, nomeadamente:

  • KEDGE Business School (França);
  • Università degli Studi di Palermo (Itália);
  • Florida International University (EUA);
  • Tongji School of Economics and Management (China).

Mas o que é o Duplo Grau? Quais as vantagens de um Mestrado que tenha esta caraterística?

Um Duplo Grau permite aos estudantes graduarem-se com os diplomas de duas Universidades (neste caso, do Iscte – Instituto Universitário de Lisboa e uma Universidade parceira). Os programas de Duplo Grau são uma excelente forma de desenvolver o crescimento internacional e o ganho de experiência profissional dos alunos que os frequentam, permitindo-lhes desafiarem-se constantemente e expandirem a sua rede de contactos.

Em 2020 demos-te a conhecer a opinião de três estudantes deste Mestrado. Desta vez, fomos falar com o Joel Sadio, estudante do último ano, e que amavelmente aceitou falar connosco sobre a sua experiência neste curso e as suas perspetivas futuras em relação ao mercado de trabalho nesta área.

Um programa único, capaz de juntar duas áreas core na vida das organizações, as operações e a inovação, duas áreas que desde a sua génese devem partilhar da mesma visão e objetivo, diminuir custos, aumentar a eficiência e melhorar a experiência do consumidor final, seja através de um produto, ou serviço.

Joel Sadio, estudante do Mestrado em Gestão de Serviços e da Tecnologia

1) O que mais te atrai neste curso e o que te levou a escolhê-lo?

Antes de pensar no curso, a minha primeira preocupação foi em escolher a instituição. A Iscte Business School foi, sem dúvida, desde sempre, uma instituição que me chamou à atenção, pelos seus valores e propósito, mais do que a aquisição de conhecimento, sabia que seria aqui que iria desenvolver capacidades e competências que seriam importantes na minha caminhada profissional. O Mestrado, em si, foi fácil, tendo eu um background muito operacional, ligado às operações e à gestão da cadeia de abastecimento, vi neste programa o fit ideal para aquilo que procurava. Um programa único, capaz de juntar duas áreas core na vida das organizações, as operações e a inovação, duas áreas que desde a sua génese devem partilhar da mesma visão e objetivo, diminuir custos, aumentar a eficiência e melhorar a experiência do consumidor final, seja através de um produto, ou serviço.

Neste mestrado tens ainda a oportunidade de concorrer a programas de mobilidade internacional, ou ainda, fazer um Double Degree numa faculdade internacional. Gostava também de realçar que o Iscte — Instituto Universitário de Lisboa tem um conjunto de recursos muito úteis que te permitem desenvolver e te ajudam a ter melhores resultados, como a biblioteca, workshops, feiras de emprego e muitas outras iniciativas.

2) Sentes que este curso te dá ferramentas importantes para o mercado de trabalho, principalmente quando este está cada vez mais imprevisível?

Gostava aqui de deixar uma nota, o plano de estudo, os rankings são todos eles muito bonitos, mas não passam de um papel e de uma retórica que fica sempre bem colocar nas apresentações de kick-off. O que realmente faz a diferença, é a maneira como cada um encara este desafio, o esforço e a dedicação que coloca nas tarefas e a vontade em aprender, as relações que criamos entre colegas e professores, e a nossa predisposição para entregar sempre mais. Costumo pensar que, hoje em dia, a informação cabe toda no “meu bolso”, o Dr. Google é exímio na arte de explicar conceitos, até dá exemplos, imaginem. Isto para dizer que o curso está cheio de ferramentas importantes que são bastante procuradas no mercado de trabalho, mas não basta ter as ferramentas, é necessário saber usá-las e procurar tirar o máximo de valor delas. No meu caso, procurei sempre tirar o máximo de partido de cada professor, do seu conhecimento e experiência, o mesmo fiz com os meus colegas, onde partilhámos boas práticas não só ao nível de processos, mas também ao nível da gestão de tempo e de pessoas.

O mercado de trabalho não para, as exigências são cada vez maiores, o objetivo já não visa apenas o lucro, mas sim, a qualidade, a rapidez e a simplicidade com que entregamos soluções. Este mestrado está equipado com um conjunto de ferramentas que vão sem dúvida ser uma mais-valia no mercado de trabalho, ferramentas estas que podem ser aplicadas a qualquer área do negócio, tanto a nível estratégico, tático e operacional.

3) De modo geral, o que é que um futuro estudante deste Mestrado pode esperar?

Pode esperar uma faculdade cheia de vida e de ambição. Um grupo docente de grande qualidade e próximo dos alunos, que não se limita apenas a dar matéria, mas que se preocupa com a qualidade da aprendizagem. A um nível mais epistemológico, da aquisição de conhecimento, pode esperar uma curva exponencial e isso, é algo que eu valorizo bastante. Ao fim de quase dois anos, estou grato não só pelo conhecimento adquirido nas várias áreas de especialização, mas também pela maneira crítica como olho para os problemas e procuro soluções. Acredito que este será também o teu feeling ingressando neste mestrado.

4) O que dirias sobre a relação professor-aluno e o próprio Iscte — Instituto Universitário de Lisboa?

Já tive a oportunidade de tocar neste ponto, a relação professor-aluno faz toda a diferença no contexto de ensino e de partilha de conhecimento. Este mestrado é bom, mas torna-se muito melhor devido à qualidade dos professores. A título pessoal, posso afirmar que nunca senti qualquer tipo de desleixo por parte de algum professor, houve sempre muita preocupação em colocar o aluno em primeiro lugar e uma grande abertura ao nível da comunicação e disponibilidade para ajudar.

5) Até ao momento, qual foi a tua maior dificuldade enquanto estudante deste Mestrado?

Dificuldade? Não acho que tenha tido alguma dificuldade, acho sim que este, é um mestrado muito exigente, que requer muita dedicação e empenho. É claro que senti, em alguns momentos, que o dia devia ter 48h, que não precisava de fazer tantos trabalhos de grupo, ou de escrever um relatório com tantas páginas, mas é esta exigência e sentido de responsabilidade que nos faz evoluir. No fundo, tudo isto faz parte do processo/ciclo de aprendizagem, afinal estamos num mestrado e é isto que nos é exigido.

6) Na tua opinião, quais consideras serem as 3 principais características que um estudante e futuro profissional da área deve ter e porquê?

Na minha opinião estas são as 3 principais características: (I) Compromisso, a capacidade de se entregar ao mestrado a 100% e nunca falhar com o que lhe é pedido; (II) Curiosidade, não parar de fazer questões, ter um espírito crítico e de procura por conhecimento constante; (III) Consideração, consideração pelos outros, colegas e professores, a individualidade não leva a lado nenhum, quando temos bons resultados é porque trabalhamos em equipa, porque ganhamos juntos e aprendemos uns com os outros. Estas três características podem parecer muito bonitas, talvez não façam sentido algum, mas pela minha experiência, estas são as características mais importantes na vida de um estudante e de um futuro profissional, o resto, vem por acréscimo.

Se o testemunho do Joel te cativou e deu as certezas de que necessitas para afirmares que este curso tem tudo a ver contigo, não te esqueças que a 4ª fase de candidaturas termina a 23 de maio de 2022. Podes encontrar aqui os requisitos, documentos necessários e mais informações sobre o funcionamento do processo de candidatura.

Desejamos-te a maior das sortes na perseguição e conquista dos teus sonhos. Que o futuro te sorria sempre!

Artigo escrito em parceria com a Iscte Business School.