(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({});

O Santander Universidades vai lançar mais de 500 bolsas até ao final de 2019, num valor que supera os 800 mil euros. Ao todo, são mais de 200 Bolsas Santander Futuro 2019/2020, que já têm as candidaturas abertas, num processo que decorre até 29 de novembro, para além de 100 Bolsas Santander Global e 200 Bolsas Santander Ibero-Americanas.

As Bolsas Santander Futuro 2019/2020 destinam-se a apoiar estudantes universitários com recursos económicos limitados – inscritos numa Instituição de Ensino Superior beneficiária de mecenato do Banco Santander e aderente ao programa – e que estejam determinados a prosseguir ou terminar um ciclo da carreira académica.



Estas bolsas, num valor que pode ascender a mil euros, têm como objetivo contribuir para uma estabilidade financeira potenciadora de um melhor desempenho escolar dos beneficiários. O regulamento está disponível em Bolsas Santander.

Só a Universidade de Coimbra vai distribuir 50 Bolsas Santander Futuro pelos seus estudantes. O mérito escolar é um dos principais critérios, assim como a necessidade de apoio financeiro para os universitários poderem prosseguir os estudos no 1º e 2º ciclo do ensino superior. O facto de o candidato estar a estudar numa universidade localizada a mais de 50 km da sua residência, ou a existência de um quadro de necessidades especiais educativas, são critérios de elegibilidade que podem ser escolhidos pelas instituições que participam no programa.

Aderem a este programa do Santander Universidades mais de 15 Instituições de Ensino Superior Portuguesas, entre as quais a Universidade de Coimbra, a Universidade da Beira Interior, a Universidade de Évora, a Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro, a Nova SBE, o Instituto Politécnico de Setúbal, a Universidade da Madeira, a Universidade dos Açores e a Faculdade de Motricidade Humana da Universidade de Lisboa.

As candidaturas às Bolsas Santander Global 2019/2020 serão abertas em novembro e as Bolsas Santander Ibero-Americanas em dezembro. As primeiras são bolsas de mobilidade global, dirigidas a alunos com mérito académico que necessitem de apoio económico para participar ou complementar outros programas de mobilidade como, por exemplo, o programa Erasmus.

Serão atribuídas um total de 100 Bolsas Santander Global, num valor que pode atingir mil euros cada, a estudantes portugueses de instituições como a Universidade de Coimbra, a Universidade de Évora, o Instituto Politécnico de Setúbal ou a Academia Militar.

As 200 Bolsas Santander Ibero-Americanas 2019/2020 são para alunos que queiram fazer um semestre num país latino-americano e têm um valor pecuniário de 2300 euros cada. Um dos seus principais objetivos é contribuir para o desenvolvimento do Espaço Ibero-Americano de Conhecimento através do intercâmbio de estudantes universitários. Neste momento, participam mais de 30 instituições de ensino superior portuguesas, num programa que traz anualmente a Portugal mais de 500 estudantes brasileiros e de outros países ibero-americanos.