Universidade Católica é a melhor do país pelo 4.º ano consecutivo segundo o “ranking” Times Higher Education 2023


A Times Higher Education (THE), um dos mais importantes e consultados rankings generalistas utilizados para a classificação das universidades, reconhece a Universidade Católica Portuguesa (UCP) como a melhor universidade a nível nacional, pelo 4.º ano consecutivo.

No The World University Rankings 2023, a mais recente edição do conhecido ranking anual, divulgado esta quarta-feiraa UCP mantém a posição de liderança nacional, entre 14 instituições de ensino superior portuguesas, situando-se a nível mundial no primeiro quartil do ranking (posição 351-400).

Esta tabela internacional avalia as instituições com base em 13 indicadores, repartidos por eixos que vão desde a qualidade do ensino à reputação da investigação, passando pelas citações em revistas especializadas e a internacionalização.

Times Higher Education World University Rankings 2023 inclui 1.799 instituições de ensino superior. A nível mundial os cinco primeiros lugares são ocupados pela Universidade de Oxford, Universidade Harvard, Universidade de Cambridge, Universidade Stanford e MIT. No Top 10 só aparecem universidades americanas e do Reino Unido, sendo de destacar a ascendência neste top das universidades chinesas.

Universidades Portuguesas representadas

Listamos as universidades portuguesas representadas no ranking deste ano, referindo entre parêntesis a alteração relativamente ao ano anterior. A tendência geral, com a entrada de mais universidades no ranking, é para uma descida das universidades portuguesas representadas, mas cerca de metade consegue manter-se no mesmo grupo. Nenhuma universidade conseguiu melhorar a sua classificação. 

Neste ranking a partir de certa posição as universidades são agrupadas não lhes sendo atribuída uma posição certa no ranking geral.

  • Universidade Católica Portuguesa – Posição 351-400 (igual ao ano anterior)
  • Universidade do Porto – Posição 401-500 (igual ao ano anterior)
  • Universidade de Lisboa – Posição 501-600 (descida do grupo 401-500)
  • Universidade de Coimbra – Posição 601-800 (igual ao ano anterior)
  • Universidade Nova de Lisboa – Posição 601-800 (descida do grupo 401-500)
  • Universidade de Aveiro – Posição 801-1000 (igual ao ano anterior)
  • Universidade da Beira Interior – Posição 801-1000 (descida do grupo 601-800)
  • ISCTE – Instituto Universitário de Lisboa – Posição 801-1000 (descida do grupo 601-800)
  • Universidade do Minho – Posição 801-1000 (igual ao ano anterior)
  • Universidade do Algarve – Posição 1001-1200 (descida do grupo 801-1000)
  • Instituto Politécnico de Bragança – Posição 1001-1200 (nova entrada)
  • Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias – Posição 1001-1200 (nova entrada)
  • Instituto Politécnico do Porto – Posição 1001-1200 (igual ao ano anterior)
  • Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro – Posição 1001-1200 (descida do grupo 801-1000)

O ranking completo pode ser consultado aqui.