Universidade Fernando Pessoa com luz verde para abrir curso de Medicina

Foto de AndrewLozovyi | Depositphotos.com

A Agência de Avaliação e Acreditação do Ensino Superior aprovou um novo curso de Medicina no ensino superior privado. Depois da Universidade Católica, que abriu em setembro de 2021, a Universidade Fernando Pessoa tem agora luz verde para avançar com a formação de médicos. De acordo com o Público, os alunos terão aulas no Porto, que é a sede deste estabelecimento de ensino, e em Gondomar, onde já existe uma unidade de saúde privada. 

A aprovação desta formação em medicina tem a duração de um ano e, caso sejam cumpridos todos os requisitos durante esse período, será renovada a acreditação, possivelmente durante mais três anos. Além disso, uma vez que o calendário do ensino superior está praticamente a meio, a Universidade Fernando Pessoa deverá aguardar pelo início do próximo ano letivo para abrir vagas.

A Universidade Fernando Pessoa não foi, no entanto, o único estabelecimento de ensino privado a propor um curso de Medicina. No final do ano de 2021, também a Cooperativa de Ensino Superior Politécnico e Universitário (CESPU), de Gandra, apresentou uma proposta. Aliás, esta instituição já apresentou, no total, seis propostas à Agência de Avaliação e Acreditação do Ensino Superior, mas ainda não conseguiu aprovação.

À semelhança daquilo que acontece no sistema de ensino público e na Universidade Católica, este curso de Medicina terá a duração de seis anos, em formato de mestrado integrado.