(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({});

É verdade!! Nem acredito que já acabei o meu 1º ano de faculdade! Acho que poderia descrevê-lo como cansativo, muito trabalhoso, algo stressante e até difícil. Mas a verdade é que quero recordá-lo, sobretudo, como o ano em que cresci imenso, em que soube ultrapassar imensas dificuldades e obstáculos e que consegui aprender tanta, mas tanta coisa que nunca pensei aprender num único ano.

Sempre achei que na faculdade ia ter notas baixas e que nunca seria possível atingir valores como 17, 18, 19 e até 20. Mas a verdade, é que com esforço e dedicação tudo é possível! É claro que as minhas notas desceram um pouco relativamente ao secundário, mas também não foram assim tanto. Temos, sobretudo, de saber lidar com essa situação e aceitar que por vezes as coisas simplesmente não correm bem. No fundo, a vida também é assim, existem altos e baixos, coisas justas e injustas. Aliás, também tive que aprender a lidar com algumas coisas que me possam parecer injustas e, por vezes, a trabalhar sozinha, porque neste ano, encontrei de tudo. Desde professores ótimos e disponíveis a professores que não explicam praticamente nada e que querem que nós façamos este mundo e o outro. Desde colegas que se esforçam tanto como tu para ter bons projetos, a colegas que simplesmente não querem saber e acabas por ter que fazer tudo sozinho, porque tu te importas contigo e com o teu futuro.



Mas, claro, também vais ter momentos ótimos com os teus colegas e professores, vais aprender a cozinhar para ti, a ir ao supermercado, à padaria, etc. Sobretudo, vais aprender a “desenrascar-te” sozinho!

Foi trabalhoso, sim, mas foi, sem dúvida alguma, muito recompensador. Fiz projetos que nunca pensei que seria capaz de fazer, assisti a conferências super interessantes e motivadoras, falei e aprendi com diversos professores muito experientes e sábios (e sempre disponíveis para me ajudar). Resumindo, consegui fazer coisas incríveis que nunca pensei ser capaz de fazer!

Também me irritei, chateei, fiquei até às vezes farta. Mas uma coisa nunca desapareceu dentro de mim: a vontade de ir, de aprender e de ver-me crescer. Quando entrava naquela faculdade, todas as manhãs, vinha-me sempre um pensamento à cabeça: estou aqui, eu pertenço a esta faculdade que é um mundo, pois raro era o dia que não havia conferências, ações de formação e atividades dentro do campus. Sentia-me feliz! Consegui começar a criar algumas amizades, mas claro, nunca é algo fácil para mim (talvez por ser muito exigente). Mas de uma coisa tenho a certeza, quero continuar!

Vou entrar para o 2º ano com toda a força e motivação que tiver, mesmo sabendo que vou ter diversos momentos de stress. Mas isso é algo que tenho que saber lidar, faz parte desta vida, que no fundo, eu adoro!

Colabora!

Este texto faz parte de uma série de textos de opinião de alunos do ensino secundário e superior sobre a sua visão do ensino e da educação.

Gostavas de publicar um texto? Colabora connosco.